.

.
.

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

RCF vai relatar o jogo Vilaverdense - Fafe

Se até agora os fafenses não conseguiam saber na hora como estava a decorrer o jogo da AD Fafe, por falta de relato, no próximo Domingo podem fazê-lo através de duas estações de Rádio. A Rádio Voz do Neiva, já anunciado neste Blog-Jornal e agora, também, através da RCF - Rádio Clube de Fafe, cujo relato parece ter sido pago por um empresário que gosta muito da Associação Desportiva de Fafe.
De lembrar que, na última partida, não houve relato por parte da estação fafense, do jogo entre o Fafe e o Bragança e a Rádio Clube de Fafe esteve a relatar, à mesma hora, o Cavez - Travassós, da 2.ª Divisão Distrital.
No próximo domingo contra o Vilaverdenses os fafenses podem sintonizar os 103.8 FM da RCF ou os 98.7 FM da Rádio Voz do Neiva. Como diz o ditado: "não há fome que não dê em fartura".

Campeonato Nacional da 3.ª Divisão em Futebol


Vilaverdense X Fafe – Domingo 15 horas

A AD Fafe vai deslocar-se a Vila Verde para defrontar a equipa local, o Vilaverdense Futebol Clube, em jogo a contar para a oitava jornada do Campeonato Nacional da 3.ª Divisão, em Futebol.
O Fafe vai enfrentar esta partida depois de uma derrota caseira frente ao Bragança, por 1-0, enquanto os de Vila Verde perderam em casa do vizinho, Merelinense, por 2-0.
Não costumam ser fáceis os jogos do Fafe no Campo Cruz do Reguengo, estádio que tem capacidade para cinco mil pessoas, mas que, longe de outros tempos em que as duas equipas se defrontaram não deverá ter muita gente a assistir. A viagem para os fafenses é curta mas a vontade de vencer é enorme.
O Fafe ocupa a sexta posição com nove pontos e o seu opositor é oitavo com oito pontos. Uma vitória para qualquer das equipas dará motivação extra. O Fafe é o alvo a abater nesta série e a juntar a isso o Vilaverdense tem a seu favor o factor casa e a “nuance” de que, se vencer, passará a equipa fafense na tabela classificativa. No entanto, depois dos prejuízos que sentiu em casa, no último jogo, os comandados de Carlos Condeço não pensam noutra coisa que não seja a vitória.
Os fafenses poderão ouvir o relato deste jogo através da Rádio Voz do Neiva na sintonia 98.7 FM, ou através da Internet no endereço: http://www.vozdoneiva.net/2/noticias/index.php

Juniores - 2.ª Divisão Nacional: Fafe X Cerveira

A oitava jornada do Campeonato Nacional de Juniores vai levar ao campo n.º 2 do Parque Municipal de Desportos, Sábado (dia 1 de Novembro), pelas 15 horas o confronto entre a formação do Fafe e o Cerveira. O Fafe é sexto com 11 pontos e mais um jogo que o Cerveira que é sétimo com 10 pontos. Por isso, vai ser mais um confronto directo para os jogadores treinados por Tenev que não podem deixar fugir mais uma oportunidade de conquistar os três pontos, tirando vantagem do factor casa.

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Rádio Voz do Neiva relata Vilaverdense X Fafe em 98.7 FM

O Fafe desloca-se a Vila Verde no próximo Domingo para mais um jogo a contar para o Campeonato Nacional da 3.ª Divisão e os fafenses que não possam ir ver o jogo podem ouvir o relato, directo e integral, na Rádio Voz do Neiva que pode ser sintonizada nos 98.7 FM. Esta rádio já esteve no Municipal de Desportos, no último Domingo, a fazer o relato entre o Fafe e o Bragança mas, dessa vez, a convite e por protocolo com uma emissora brigantina.
Esta rádio do Concelho de Vila Verde, também tem emissão on line e pode ser ouvida em todo o mundo através do sitio de internet: http://www.vozdoneiva.net/2/noticias/index.php

Futebol Popular

Serafão, 2 – Aboim, 1

Marinhão, 0 – Golães, 0


A Associação de Futebol Popular de Fafe só teve dois jogos no último fim-de-semana. Um deles ainda correspondente à 2.ª Jornada e que resultou na vitória do Serafão sobre o Aboim por 2-1.
A outra partida realizada foi por antecipação, relativo à 3.ª jornada, e colocou frente a frente o Marinhão e o Golães, com o jogo a terminar num empate sem golos.

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Futsal Popular: Supertaça Cidade de Fafe

Granja X Paços: sexta pelas 21:30


A Associação de Futsal Popular de Fafe vai levar a efeito, na próxima sexta-feira, 31 de Outubro, mais uma edição da Supertaça que colocará em confronto as equipas dos Restauradores da Granja e do Grupo Desportivo de Paços, em jogo a realizar no Pavilhão Municipal de Desportos, pelas 21:30 horas.
O Futsal Popular é uma modalidade de pavilhão que se tem vindo a disputar em Fafe com bastante entusiasmo e ganha adeptos e praticantes de ano para ano.
Normalmente os jogos das diversas equipas distribuem-se pelos Pavilhões Municipal e do Grupo Nun'lvares e ainda no Multiusos. Os árbitros federados, pertencentes à Associação de Futebol de Braga conferem a credibilidade necessária à organização dos jogos.

Troféu Amigos da Roda de Quinchães 2008


Medelo acolherá o vencedor

A última prova do Troféu da União Desportiva Amigos da Roda de Quinchães vai disputar-se no dia 16 de Novembro nas ruas da freguesia de Medelo. Este troféu é composto por quatro provas, uma disputada nas ruas de Quinchães, outra com um percurso Fafe – Senhora da Graça, outra no parque da Cidade de Fafe e agora esta prova disputada em Medelo. Todas as provas são disputadas no sistema de roda livre, depois dos tradicionais passeios de cicloturismo realizados em todas elas. Os concorrentes ao troféu e às rodas livres inscrevem-se previamente para o efeito e, é-lhes atribuído um dorsal. Depois de terminar a vertente de cicloturismo e de se retirarem os elementos que não vão á roda livre é dada a partida. O vencedor do troféu será o cicloturista que somar mais pontos em todas as provas disputadas. A organização dividiu este troféu em vários escalões pelo que haverá mais que um vencedor embora em categorias diferentes. As classificações nos vários escalões e após três etapas são as que se podem consultar nos quadros.

Clique nos quadros para ver com nitidez as classificações.

CANOAGEM: Freestyle Penacova 2008

Marta Noval campeã nacional de Estilo Livre


Marta Noval, atleta do Clube Náutico de Fafe, somou mais um título ao palmarés, ao sagrar-se campeã nacional de Estilo Livre.
Penacova recebeu no passado sábado, 25 de Outubro a segunda prova do Campeonato Nacional de Estilo Livre, que contou com a presença de cerca de 30 atletas nacionais, inlcuindo alguns convidados espanhóis. De lamentar a falta de comparência de alguns atletas que à ultima hora desistiram da prova.
O açude dos Frades foi o palco da 2ª prova do Campeonato Nacional de Estilo Livre. Para promover esta vertente da canoagem, este açude foi recentemente melhorado, num investimento considerável, para o desenvolvimento da actividade desportiva e como forma de promoção do Município de Penacova.
O rolo de Penacova não ficou um rolo perfeito por "puxar" demasiado para dentro dele mas com o caudal ecológico está praticável apesar de ser de nível técnico mais exigente.
A competição foi disputada em duas mangas eliminatórias, contando a soma das duas para apurar os cinco melhores para a Final. A final por sua vez foi realizada em três mangas contando a melhor das três.
Apesar das condições extremamente exigentes do rolo, a participação dos atletas fafenses foi aém das expectativas.
Marta Noval, segura das suas potencialidades tirou partido das condições adversas, e somou aqui mais um título para a sua carreira desportiva.
Pedro Rodrigues, também do Clube Náutico de Fafe, terminou a sua primeira época desportiva com um fantástico segundo lugar, sagrando-se vice-campeão. De recordar que este atleta esteve impedido de treinar e participar em algumas provas devido a problemas de saúde, regressando totalmente recuperado. Pedro confirma assim que, trabalho, vontade de vencer e muito treino, são os ingredientes necessários para se fazer campeão.
Em termos organizativos tudo esteve bem. A participação efectiva da Câmara de Penacova traduziu-se no apoio financeiro para a construçao das infra-estruturas, e pela cedência de meios logísticos para a realização da prova. O apoio do município a estas actividades desportivas são uma forma inteligente de promoção e divulgação do concelho pelo “passa-a-palavra”, tanto pelos atletas como dos acompanhantes e adeptos que participam e acompanham as mais variadas actividades desportivas ou culturais. Com este investimento estão a construir uma boa base para o Freestyle se desenvolver definitivamente no nosso país.

Taça AF de Braga

Antime X Silvares, joga-se
sexta à noite pelas 21:30 horas
Arões - Guilhofrei é no Domingo

O próximo fim-de-semana não vai ter campeonatos Distritais de Futebol porque as equipas, as que ainda restam, vão estar empenhadas na segunda eliminatória da Taça Associação de Futebol de Braga.
Assim, o primeiro jogo será o que oporá as duas formações fafenses do Operário Futebol Clube de Antime (I Divisão) e do Grupo Desportivo de Silvares (I D) e que se disputará na próxima sexta-feira à noite, pelas 21:30 horas, no recinto dos antimenses dotado de iluminação para jogos oficiais.
O jogo entre o Arões (DH) e o Guilhofrei (II D) que se julgava antecipado para Sábado, afinal é no Domingo, dia 2 de Novembro, pelas 15 horas.
Par o dia seguinte (Domingo) fica agendado o Pica(DH) – Fornelos (II D). Também o Fermilense de Luís Carlos, Carlos Moka e Vitinha jogará no Domingo, contra o Águias de Alvite, em jogo a realizar em Fermil.
Também em jogos a realizar no dia um e dois de Novembro tem lugar a Taça na categoria de juniores. O Antime desloca-se à Gandarela, enquanto o Silvares vai ao terreno do Lage.

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Rali de Mortágua – Troféu Citroen C2/Total

Um deles vencerá o troféu

Antunes vence e Costa segura liderança


Os pilotos fafenses Paulo Antunes/Hugo Magalhães e Carlos Costa/Alberto Oliveira, deram espectáculo à parte no Rali de Mortágua. Antunes mostrou-se o papão do costume. Até parece o José Mourinho: "quando entra é para ganhar". De facto, assim tem sido. Todos os ralis que concluiu, ganhou-os. Curiosamente o único que não venceu, por desistência, foi o Rali do FC Porto, realizado precisamente em Fafe. Paulo Antunes tem agora uma desvantagem de quatro pontos para o seu conterrâneo Carlos Costa e um Rali, o do Algarve, para decidir quem fica com o troféu Citroen C2/Total. Uma coisa é certa, um destes fafenses será o vencedor, uma vez que o terceiro classificado já não consegue alcançar o primeiro lugar.
Paulo Antunes tem revelado uma frieza a conduzir que leva os especialista a concluir que o piloto fafense espreme o carro até aos limites nas primeiras especiais para ganhar vantagem e, depois, controlar os adversários. Carlos Costa tem conseguido segurar a liderança e vai entrar na última prova na frente do troféu, sabendo de antemão que não vai ser fácil aguentar o andamento agressivo de Paulo Antunes.

Arões mantém o melhor ataque da Divisão de Honra

Apesar de ter ganho apenas por 1-0 ao Alegrienses, o Arões mantém a liderança na tabela dos golos marcados na Divisão de Honra da AF de Braga. A equipa orientada por Luís Gomes marcou 16 até ao momento e vai estar na liderança pelo menos mais uma semana, pois o campeonato vai ser interrompido para se efectuarem os jogos da Taça. O Arões é perseguido pelo Martim (1.º Classificado) e pelo FC Famalicão (2.º), com 14 golos marcados por cada equipa.

FUTSAL - AF Braga: Pinheiro Torto, 3 – Nun’ Alvares, 7

Primeira vitória dos fafenses

O Nun’Alvares venceu a formação do Pinheiro Torto por 7-3, em jogo referente à 3.ª jornada do Campeonato Distrital de Futsal da AF de Braga. Com este resultado a formação fafense subiu ao 4.º lugar.
Até ao intervalo o jogo foi equilibrado como espelhava o resultado 3-2. Na segunda parte os nun’alvaristas impuseram-se definitivamente e marcaram mais quatro golos contra um dos adversários. Que esta seja a primeira de muitas vitórias da formação comandada por Nelo Barros.

Campeonatos Distritais – Camadas Jovens – Resultados

Juniores – 1.ª Divisão – Série B

Pevidém, 7 – Arões, 0

Juniores – 2.ª Divisão – Série C

Cabeceirense, 0 – Silvares, 2

Gandarela, 1 – Estorãos, 1

Antime, 0 – Prazins, 0

Juvenis I Divisão – Série B

AD Fafe, 3 – Pevidém, 0

Juvenis II Divisão – Série D


Golães, 3 – Ases de S. Jorge, 0

V. Gama (Folgou)

Iniciados I Divisão – Série B

Fair Play, 2 - Fafe, 5

Iniciados II Divisão – Série C

Ases S. Jorge, 4 - Moreirense FC, 0

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

LEGIÃO ESTRANGEIRA

LIGA VITALIS - 6.ª jornada

O VIZELA, de Sandro, perdeu em casa com o Beira Mar por 3-0.

O GIL VICENTE, de Tiago André, venceu o Santa Clara por 3-2.

O GONDOMAR, de Castro, empatou com o Portimonense a zero bolas.

O BOAVISTA, de Bruno, levou a melhor sobre a Oliveirense por 1-0.

O AVES de Jorge Duarte e Henrique, perdeu em casa com a Olhanense por 2-1.

Na classificação, o líder é o Santa Clara com 11 pontos; o BOAVISTA é 3.º, com os mesmos pontos do 1.º; o GIL VICENTE, é 6.º com 10 pontos; o AVES é 10.º, com 8; o VIZELA é 15.º, com 4 e o GONDOMAR, é último com 2 pontos.


OUTROS CAMPEONATOS


II DIVISÃO B
O Maria da Fonte, de Filipe, Fredy e André, alcançou finalmente uma vitória nesta temporada. A vítima foi o Tirsense que actualmente se encontra na 5.ª posição e a quem venceu por 1-0. A equipa onde jogam os fafenses subiu para o 10.º lugar.

III DIVISÃO – Série A

O Vieira Sport Clube, de Óscar, Rambóia e Pablo, recebeu e empatou com o Macedo de Cavaleiros a duas bolas e perdeu a liderança para o Bragança que venceu em Fafe.
.
O Mondinense, de Leandro foi empatar ao terreno do Mãe de Àgua a três bolas. Muitos golos mas ninguém se ficou a rir com o sabor da vitória.

O Joane de Gil, Miguel Lemos e de Jader perdeu na casa do Amares onde joga o também fafense Ismael, por 1-0. Para o Amares foi mesmo a primeira vitória da temporada.

O Merelinense de Diogo, venceu o Vilaverdense por 2-0.

REGIONALONA

I DIVISÃO - SÉRIE B – Antime deu à Costa

O SILVARES, de Carlos Salgado, empatou a zero bolas na recepção que fez a um dos candidatos assumidos à subida de divisão, o Atlético Cabeceirense.

O OPERÁRIO DE ANTIME, de Zé Costa, foi ao terreno do Águias Negras de Tabuadelo voar para a primeira vitória na presente temporada e construir um resultado animador, 5-2.

O FERMILENSE, de Luís Carlos, recebeu o Pevidém e empatou a uma bola.


II DIVISÃO - SÉRIE D – Moreirense empatou em Briteiros

O TRAVASSÓS, de Fernando Ferreira, foi a Cavez empatar a uma bola. O “Chelsea de Fafe” (a expressão não é nossa) está a fazer um campeonato aquém das suas reais capacidades.

O AGRUPAMENTO DE SANTA CRISTINA, de Jorge Guimarães, deixou-se embalar pelas cantigas do Mosteiro e perdeu por 4-1.

O UNIÃO MOREIRENSE, de Jorge Costa, foi a Briteiros acumular mais um ponto pois empatou sem golos no terreno do adversário.

O FORNELOS de Carlos Careca, não tinha tarefa fácil e isso reflectiu-se no resultado com derrota frente ao S. Romão, líder desta série, por 2-0. Perder em casa do primeiro não envergonha ninguém.

ANDEBOL: Selecções jovens em Fafe

Juniores B Masculinos estão a estagiar em Fafe


De 24 a 29 de Outubro, a Selecção Nacional Junior B Masculina está em estágio, em Fafe, no primeiro estágio da época.
Os 16 atletas convocados por Luis Monteiro concentram-se já em Fafe, às 13h30 de sexta-feira, 24 de Outubro. O estágio dos Juniores B de Portugal prolonga-se até 29 de Outubro. O seleccionador nacional Luis Monteiro e o fisioterapeuta Nuno Nogueira acompanham a Selecção Nacional de Juniores B Masculinos durante este estágio.


Juniores C Masculinos também vão estagiar em Fafe


A concentração da Selecção Nacional de Juniores C Masculinos está marcada para as 13h30 do dia 27 de Outubro, segunda-feira. A Selecção vai estagiar em Fafe até dia 2 de Novembro, domingo. O enquadramento técnico que acompanha os 16 atletas convocados para o estágio em Fafe é composto pelo treinador Dragoslav Punosevac, a fisioterapeuta Luísa Gonçalves e o secretário técnico Miguel Fonseca. Durante o estágio em Fafe, os Juniores C Masculinos vão disputar dois jogos particulares, com a Selecção da Galiza, no Pavilhão Multiusos de Fafe, um no dia um de Novembro, pelas 18 horas: Portugal - Selecção da Galiza e outro no dia seguinte pelas 11 horas contra a mesma equipa.

domingo, 26 de outubro de 2008

3.ª Divisão Nacional: AD Fafe, 0 – GD Bragança, 1


O melhor Fafe perdeu

No melhor jogo que vimos os pupilos de Carlos Condeço (na foto) realizar no Municipal de Desportos, com a equipa a entrar solta, desinibida e a começar o jogo logo ao ataque, o Fafe perdeu. Sofreu um golo de grande penalidade contra a corrente do jogo e viu Zézé enviar a bola, por duas vezes, ao poste direito da baliza brigantina, entre outros lances em que a falta de eficácia do ataque fafense e a tarde de acerto do guardião do Bragança acabaram por ditar um desfecho que os jogadores do Fafe, pelo que fizeram e pela forma como jogaram não mereciam. A frase “o futebol é assim” diz tudo.
Nem os jogadores do Fafe nem o treinador podem ser acusados de falta de empenho na partida. A equipa fafense criou perigo logo aos quatro minutos quando Cerdeira cobrou um livre ao segundo poste e viu Fernandes atirar de cabeça, por cima da barra. Começava assim a sina do Fafe. O Bragança respondeu aos nove com Ibraima a atirar, também de cabeça, por cima da barra.
Aos 13 minutos Armando serviu Ricardo Jorge que rematou de primeira e viu Ximena encaixar. Aos 17, Zezé surgiu isolado na cara de Ximena e atirou a bola ao poste. O Fafe jogava bem, tinha o jogo controlado e fazia as despesas do encontro. O Bragança mostrava, essencialmente, acerto defensivo e tinha sempre um homem no caminho da bola e, quando isso não acontecia, estava lá Ximena para travar a marcha fafense.
À passagem da meia hora a ilação que se tirava era de que o Bragança não se metia no “ferrolho” mas também não arriscava muito no ataque, revelando-se uma equipa morrinhenta e à espera do erro alheio.
Sobre a meia hora de jogo Primo cruzou para a área onde Cerdeira com tudo para fazer o golo atirou por cima. O Fafe fazia tudo bem e também criava perigo nas bolas paradas, à excepção do capítulo finalizador.
Aos 40m minutos, em livre cobrado para área, Sílvio atirou de cabeça mas a bola saiu á figura. O Bragança só voltou a chegar à baliza do Fafe aos 42 minutos quando Pedrinha cobrou um livre que deu canto.
Na segunda parte o Fafe voltou a surgir ao ataque. Aos 50 minutos, Ricardo Jorge fez um passe de mestre para Vítor Borges que ficava isolado mas foi-lhe indicada injustamente posição irregular. O mesmo Vítor Borges, que tinha entrado ao intervalo e fez uma boa partida, tentou, de seguida, um chapéu a Ximena mas a bola saiu alta.
Aos 54 minutos, o Fafe teve uma boa situação para marcar depois de jogada de Cerdeira que não teve correspondência. No minuto seguinte, Café foi travado por rui Ribeiro no interior da área o que originou grande penalidade que Ibraima que não se fez rogado converteu em golo.
Contra a corrente do jogo o Bragança que praticamente nada tinha feito para surpreender Carneiro marcou um golo frio. O Fafe ficou atordoado com a situação e demorou a recompor-se. Aos 60 minutos Carlos Condeço que iniciou o jogo num 4X1X3X2, arriscou tudo e tirou Primo e Sílvio para as entradas de Xavi e Ferrinho. O sistema passou a 3X3X4. Cerdeira voltou a estar perto do golo mas falhou. O Fafe jogava mais com o coração que com a cabeça e apesar de pensar bem o jogo as coisas já não saíam com tanta fluidez. Mesmo assim nunca virou a cara à luta. Aos 78 minutos, Vítor Borges serviu Fernandes, este rematou cruzado e a bola saiu rente ao poste esquerdo de Ximena. Aos 79, o Fafe conquistou três cantos consecutivos, todos marcados por Cerdeira, e no último, Rui Ribeiro rematou de cabeça e Ximena defendeu por instinto. Aos 82, Armando isolou Zézé e este estava em tarde azarada e atirou de novo ao poste direito. O atleta fafense insistiu com novo remate aos 85 mas Ximena estava inspirado.
O árbitro deu cinco minutos de compensação e no terceiro deles a bola foi bombeada para a área. Ximena saiu a soco e Fernandes, na ressaca, atirou ao lado.
No melhor pano caí a nódoa e o Fafe foi mesmo muito melhor que o Bragança, cometeu um erro que lhe foi fatal mas, teve um bom punhado de ocasiões para marcar e não conseguiu. Os brigantinos foram frios e mordazes, não fizeram muito, é verdade, mas, para eles, foi o suficiente para garantir os precisos três pontos para os quais o Fafe tanto trabalhou e lutou. se há injustiça no futebol esta é uma delas mas, o futebol é mesmo assim.


Em jogo realizado no Parque Municipal dos Desportos, em Fafe sob a orientação do árbitro: Luís Moreira, auxiliado por Manuel Marques e Bruno Chasqueira (CA da AF do Porto)

AD FAFE: Carneiro, Primo (Xavi, 60’), Sílvio (Ferrinho, 60’), Armando Pinto e Rui Ribeiro; Fernandes, Cerdeira, Ricardo Jorge e Kita (Vítor Borges, 45’), Armando e Zezé. Treinador: Carlos Condeço.

GD BRAGANÇA: Ximena, Fernando Silva, Rui Gil, Carlitos, Tony (Couto, 91’), Café, Ibraima (Luís Rodrigues, 74’), Mário Pinto (Pires, 72’), Pardal, Pinhal e Pedrinha. Treinador: Lopes da Silva.

ACÇÃO DISCIPLINAR: Amarelos – Ibraima, 49’; Rui Ribeiro, 55’ e Fernandes, 58’.

MARCADOR: Ibraima, 55’.

sábado, 25 de outubro de 2008

Assembleia-Geral da ADF: Passivo corrente de 68 mil euros

A AD Fafe realizou uma Assembleia-Geral, na passada sexta-feira, onde viu aprovada por maioria as contas de gerência referentes à época 2007/2008 e foi ratificado por unanimidade o Relatório de Actividades para a época 2008/2009. O passivo corrente relativo à época 2007/2008 foi de 68.423 euros e o plano de actividades prevê uma despesa de 523.500 euros.
Um dos assuntos que estiveram em discussão pelos associados foi a divida do clube ao actual presidente, Albino Salgado, que cresceu mais 41 mil euros e que acumula com a divida anterior de 372.000 euros, também ao actual presidente. Sendo certo que foi dito que 37 dos 41 mil euros foram para cobrir mais uma livrança que estava a descoberto. Tudo isto acabou por ser aprovado em Assembleia.
Outro foco de discussão foi a não distribuição aos associados das fotocópias com as contas da gerência. Aqui surgiu um pequeno imbróglio com a mesa a atribuir responsabilidades à Direcção e esta a devolvê-las à proveniência, situação que acabou sanada. Alguns sócios ameaçaram adiar a Assembleia para que a ditas fotocópias chegassem às mãos dos sócios mas, na hora da votação os votos contra e as abstenções foram praticamente insignificantes. Na verdade, desta vez, nem a impressa teve direito às cópias com as contas.
Na hora de apresentar o relatório de actividades foi revelado um segredo: o Fafe preparava-se, antes dos problemas com a ingrata e injusta descida de Divisão, para fazer o assalto à II liga pelo que existia um projecto secreto, com investimento de capital estrangeiro, cujo orçamento futebolístico iria orçar os dois milhões de euros. Montelongo Desportivo soube, de fonte limpa, que chegaram a estar a treinar jogadores ingleses, na época anterior, no Municipal de Desportos, pelo que o projecto também passaria pela colocação de atletas estrangeiros no clube para que o Fafe servisse de montra para os atletas.
Relativamente aos ordenados dos jogadores foi sugerida uma conta de matemática: 800 euros
X 24 jogadores X 10 meses. Fizemos a conta e perfaz 192 mil euros em gastos com atletas da equipa sénior ao que se somará os valores atribuídos à equipa técnica. Na prática, todos sabemos que nem todos os atletas ganham o mesmo, pois, na verdade, uns ganham mais que os 800 euros e outros ganham menos. A estatística é mesmo assim, é capaz de dizer que nós comemos um prato de camarão por dia, quando na verdade uns comem muitos e outros nem lhe tocam.
A crise não passou ao lado da AD Fafe pelo que “as receitas têm estado a decair e os camarotes, apesar de terem baixado de preço continuam, na sua maioria, vazios”. Por outro lado, “os subsídios não chegam para fazer face às despesas”.
A Assembleia aprovou ainda por unanimidade e aclamação um voto de louvor à comissão organizadora das bodas de ouro do Clube.
No final o presidente da Assembleia-Geral, Ribeiro Cardoso afirmou: “para a próxima vez, de certeza absoluta todos terão uma cópia do relatório de contas”.
Uma última nota para dizer que, ao contrário da Assembleia anterior esta teve uma afluência considerada fraca de associados, tendo em conta o assunto em discussão.
NOTA: MD recebeu um mail do tesoureiro da AD Fafe a solicitar a rectificação do passivo de 108.423 euros para 68.423 euros. Com a confusão que se gerou na Assembeleia e com a falha, pela primeira vez, na entrega das cópias das contas à imprensa, é natural que tivessemos sido induzidos em erro, até porque a sonoridade dos números é idêntica, pelo que nos penitenciamos e fazemos o respectivo reparo. Aproveitamos para dizer que este artigo só é incompleto porque não nos foram facultados os meios necessários para que ele fosse melhor e mais ilucidativo.

Juniores – Nacional da 2.ª Divisão: Abambres, 0 – Fafe, 2

Filipe Soares e Teixeira foram os marcadores de serviço

A equipa de juniores do Fafe agora parece os “speakers” dos carrosséis das Feiras Francas de Maio: “mais uma viagem, mais uma vitória”. Assim foi, em mais uma deslocação ao Distrito de Vila Real para jogar com o Abambres, os juniores fafenses, que tinham vencido o Mirandela na semana anterior voltaram a fazer das suas e venceram o Abambres por dois a zero.
Os autores dos golos da formação orientada por Tenev foram Filipe Soares e Teixeira.
A viagem de regresso, em tempo de Halloween, mostrou umas caretas engraçadas de toda a comitiva fafense pois as vitórias proporcionam sorrisos rasgados e boa disposição.
De salientar ainda que a formação júnior fafense pode vir a obter os três pontos perdidos, devido a derrota em campo, quando fez a recepção ao Desportivo das Aves, por esta formação do Concelho de santo Tirso ter, eventualmente, utilizado um jogador que não se encontrava em situação regular. Para tal está a decorrer um processo de averiguações nas instâncias futebolísticas que tutelam este campeonato nacional de juniores da 2.ª Divisão.

AF Braga - Divisão de Honra: Arões, 1 – Alegrienses, 0

Romeu voltou a tratar a bola por Julieta

Desta vez o melhor ataque da Divisão de Honra até ao início desta jornada não foi avassalador mas um golo apenas bastou para que a equipa do Arões levasse a melhor sobre o último classificado.
Como é seu timbre nos jogos em casa a formação orientada por Luís Gomes entrou forte no jogo e chegou ao tento solitário aos 18 minutos, obtido por Romeu que iguala assim Rui Ossos e Piruta na lista dos melhores marcadores da equipa com quatro golos cada um.
Os aronenses fizeram tudo para obter um resultado que não os deixasse na incerteza até final da partida mas encontraram pela frente uma lanterna vermelha aguerrida e lutadora que não deixou em paz os homens de Arões até ao apito final pois o 1-0 chega para vencer mas, antes do jogo acabar não dá tranquilidade. Coelho teve uma tarde descansada mas viu os seus companheiros a falharem por diversas vezes no capítulo da finalização. O importante era somar os três pontos e para isso marcar um golo e não sofrer nenhum basta, foi o que aconteceu. Romeu tratou a bola como tratava a Julieta e esta, com amor, fez-lhe a vontade e deu a vitória à sua equipa.

AF Braga - Divisão de Honra: Santa Eulália, 0 – Pica, 1

Pedro Ribeiro o defesa goleador

O Pica foi a Santa Eulália recuperar o prejuízo da jornada anterior e venceu por uma bola a zero. A formação orientada por António Valença entrou bem na partida e, decorridos três minutos do seu início Cristóvão esteve cara a cara com o guarda-redes vizelense mas viu este defender o seu remate com os pés. No primeiro tempo Paulo Jorge foi praticamente um mero espectador pois a equipa do Santa Eulália mostrou-se pouco ofensiva.
Valença teve uma contrariedade, mais uma, aos 39 minutos quando foi obrigado a meter Israel no jogo para substitui o lesionado Fredy que tinha acabado se sofrer uma entorse.
O Pica voltou a entrar bem no segundo tempo e esteve perto de marcar por Israel que, perto da baliza, acabou por não fazer o golo. O tento solitário que deu a vitória ao Pica surgiu aos 52 minutos. Mais um canto marcado por Ismael e mais um golo de Pedro Ribeiro, que apareceu bem ao segundo poste.O Santa Eulália só reagiu verdadeiramente aos 75 minutos quando enviou a bola à barra da baliza à guarda de Paulo Jorge. No entanto, o Pica dispôs ainda de mais duas grandes oportunidades, através de Israel e Ismael, situações não concretizadas. O resultado vale os três pontos e recoloca o Pica novamente no bom caminho.

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

AF de Braga – Castigos

Fernando Araújo do Pica que viu o cartão vermelho directo no jogo entre o Pica e o Arões e Raul, da mesma equipa que viu o cartão da mesma cor já depois do jogo terminado, já conhecem os respectivos castigos. O primeiro vai ficar sem competir dois jogos e o segundo ficará sem jogar uma partida. Mais duas dores de cabeça para António Valença que esta temporada tem visto a equipa achacada de lesões.
Outro atleta fafense punido com um jogo foi Henrique Gonçalves do Operário Futebol Clube de Antime.
Também com um jogo de suspensão foi punido o atleta júnior do Grupo Desportivo de Silvares, Hugo Magalhães.

Regresso de Jader a Fafe é visto com agrado


Fafe necessita de um extremo e um "matador"

A AD Fafe está necessitada de um extremo e de um ponta-de-lança de características diferentes das de Zezé e Armando, lacunas que deverão ser supridas em Dezembro quando reabrir o mercado de transferências. Se no que concerne aos matadores nada se sabe ainda, já no que diz respeito ao extremo, Jader parece reunir a preferência de muita gente ligada ao futebol até porque está a fazer uma boa temporada ao serviço do seu novo Clube, o Joane, onde tem sobressaído com boas exibições e golos. O regresso a Fafe deste brasileiro que, por acaso, continua a residir no Concelho, seria, por isso, saudado com muita satisfação. Assim o desejem também o novo técnico Carlos Condeço e a direcção do Clube. No entanto, pelo que se conhece do jogador dificilmente o Fafe voltará a ter um extremo com as suas características, ou seja, alia a rapidez a uma excelente capacidade técnica.

César, central do Arões, já foi operado

Foi operado na passada semana, ao menisco do joelho esquerdo, o central brasileiro César, que se encontra ao serviço do Arões Sport Clube depois de muitas temporadas com a camisola da AD Fafe. A cirurgia correu como previsto e o atleta aguarda agora o normal período de convalescença para, num prazo aproximado de 40 dias, poder voltar a treinar e a competir. Recorde-se que o azarado atleta ainda não fez qualquer jogo oficial pela sua nova equipa na presente época.
César actuou a primeira parte do primeiro jogo que a equipa fez no Torneio de Antime e não mais voltaria a verstir a camisola do Arões para disputar qualquer encontro. Depois de debelada a lesão, o atleta vai voltar à catividade e fazer aquilo que tão bem sabe fazer, jogar futebol, e evitar que os adversários cheguem perto da baliza de Coelho.

Amigos da Roda vão a S. Bento e voltam

A União Desportiva Amigos da Roda de Quinchães, agremiação sediada no Socorro, vai levar a efeito neste Sábado a habitual “clássica” Fafe – S. Bento – Fafe.
A partida está agendada para as 8 horas e o regresso aprazado para as 14 horas.
Acima de tudo, vai ser mais uma jornada de convívio cicloturista.

Hoje há Assembleia Geral da AD Fafe

Nos termos estatutários e regulamentares, designadamente o estatuído nos art. 79, 80 e 81 alíneas b) e c) e parágrafo único do Regulamento Interno do Clube, convoco os associados da Associação Desportiva de Fafe para participarem na Assembleia Geral Ordinária que se vai realizar no dia 24 de Outubro de 2008, sexta-feira, pelas 20:30 horas, no Auditório do Clube, com a seguinte:

ORDEM DE TRABALHOS:
1. Apreciação, discussão e votação do Relatório e Contas da gerência de Direcção com parecer prévio do Conselho Fiscal.
2. Apresentação, discussão e ratificação do Orçamento e Plano de Actividades da Direcção, para a época de 2008/2009.
3. Meia hora para assuntos de interesse manifesto para a Associação.
Nota: A Assembleia Geral funcionará com a presença da maioria absoluta dos sócios ou uma hora depois com qualquer número. (art. 83º do Regulamento Interno).
A presença dos associados nesta Assembleia obriga à apresentação do cartão de sócio com quota em dia.
Fafe, 13 de Outubro de 2008.
O Presidente da Mesa da Assembleia Geral,
(José Manuel Ribeiro Cardoso, Dr.)

Juniores – Nacional da 2.ª Divisão: Abambres – Fafe

Os pupilos de Tenev depois da vitória frente ao Taipas e ao Mirandela, esta em jogo antecipado, vão querer repetir. Diz o ditado que não há duas sem três e é isso mesmo que os juniores fafenses vão querer confirmar em mais uma partida. Quanto mais que agora já sabem o que é ganhar não vão querer sentir outro sabor que não o da vitória.

Futebol - 3.ª Divisão Nacional: Fafe – Bragança

Aproveitar o embalamento

A equipa de Carlos Condeço não vai querer perder o embalamento ganho nos dois últimos jogos em que obteve vitórias contra o Limianos e Macedo de Cavaleiros. A moral está em alta como nunca esteve esta temporada por isso, a expectativa e grande e a vontade de ver o Fafe a vencer também e estende-se a todos os fafenses, com principal destaque para os jogadores que têm algo a provar neste campeonato, mostrando-se que são muito melhores que aquilo que os quiseram pintar. Diz o ditado e tem que ser verdade que “não há duas sem três”. É isso mesmo que se pede aos fafenses, a terceira vitória consecutiva. Já se sabe que Móbil, André e o ex-júnior Mikael não são opções por motivo de lesão

DIVISÃO DE HONRA – AF BRAGA

Arões S. C. – Alegrienses: Sábado – 15 horas

Santa Eulália – Pica: Sábado 15 horas


Depois da vitória sobre o Pica na jornada anterior, o Arões vai receber, no seu terreno, o Alegrienses. A equipa do bairro da Alegria, de Braga. É, actualmente, a última classificada mas, isso não deverá pesar nas contas de Luís Gomes que irá encarar esta partida com a mesma seriedade que fez nos jogos anteriores. Quanto mais que, se vencer somará uma série de três vitórias consecutivas o que fará muito bem ao ego dos seus jogadores. Jogar com alegria sim, mas sem dar a mesma ao Alegrienses.

O Pica desloca-se ao terreno do Santa Eulália, equipa vizelense que ocupa a sétima posição com mais três pontos que os fafenses. António Valença vai querer rectificar o resultado menos bom obtido contra o Arões e irá a Vizela no encalço dos três pontos para voltar a repor a confiança na equipa que se encontra bastante desfalcada com castigos e lesões o que condiciona sobremaneira o trabalho do experiente técnico fafense.

FUTSAL - AF Braga: Pinheiro Torto – Nun’ Alvares

O Nun’Alvares vais deslocar-se ao recinto do Pinheiro Torto, tentando fazer jogadas direitas para que consiga finalmente a vitória após dois empates nas primeiras duas jornadas. Nelo Barros e seus pupilos estão cientes que ao defrontar o último nem tudo serão facilidades.

ANDEBOL – AC FAFE nos Campeonatos Nacionais

SENIORES: A. C. Fafe – Alavarium (jogo a 8 de Novembro)
JUNIORES: A. C. Fafe – Benfica (jogo a 9 de Novembro)
JUVENIS: A. C. Fafe – Boavista
(jogo a 9 de Novembro)

Depois de três jogos fora de portas nos três escalões surge agora o inverso com os três jogos a serem disputados no pavilhão Municipal de Desportos, em Fafe. O Destaque vai para a formação de Juniores que vai receber o Benfica que, por acaso também não está a fazer um grande campeonato, bem pelo contrário, tem duas vitórias e quatro derrotas em seis jogos. Este jogo, no entanto, só se realizará no próximo dia nove de Novembro

Os seniores, com a moral em alta, depois da vitória frente ao ISMAI vão receber agora o Alavarium. Óscar Freitas tem mais um jogo equilibrado pela frente em que a vitória deverá ser o único pensamento dos jogadores fafenses pois vão actuar perante o seu público.

Em juvenis, depois da vitória alcançada no recinto do Feirense, o AC Fafe vai receber agora o Boavista, outra formação perfeitamente ao seu alcance pelo que, não se pensa noutra coisa que não seja a vitória.

Campeonatos Distritais – Camadas Jovens

Juniores – 1.ª Divisão – Série B

Pevidém – Arões

Juniores – 2.ª Divisão – Série C

Cabeceirense – Silvares

Gandarela – Estorãos

Antime – Prazins


Juvenis I Divisão – Série B

AD Fafe – Pevidém

Juvenis II Divisão – Série D

Golães – Ases de S. Jorge

V. Gama (Folga nesta jornada)


Iniciados I Divisão

Fair-Paly – AD Fafe


Iniciados II Divisão

Ases S. Jorge – Moreirense

Futebol Popular – Jornada 3

Fareja – Vinhós

Marinhão – Golães

Pardelhas – S. Clemente

Amigos de Quinchães – Serafão

Isento: Aboim

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Jogo treino: AD Fafe, 4 - V. Guimarães (Juniores), 0

Mobil, Mickael e André continuam lesionados

O Fafe venceu em jogo-treino, os juniores do vitória de Guimarães, por 4-0. em jogo realizado na tarde de ontem(quarta-feira), pelas 16 horas, no Municipal de Desportos.
Desde a última partida oficial, efectuada em Macedo de Cavaleiros, com vitória por 2-1, o Fafe já fez três jogos particulares e não perdeu nenhum. Empatou com o Gomdomar da 2.ª Liga a uma bola, no terreno deste, deslocou-se e venceu o Vila Meã por 2-0 e agora levou a melhor sobre os juniores do Vitória que militam no nacional da categoria.

Quanto a jogadores indisponíveis para o jogo do próximo Domingo contra o Bragança, carlos Condeço não poder contar com o contributo de Mobil, Mickael e André, todos a cargo do departamento médico do clube a contas com lesões.

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Fafenses na 4.ª eliminatória da Taça de Portugal

Henrique e Jorge Duarte na Luz

Não foi muito benevolente o sorteio da quarta eliminatória da Taça de Portugal, em relação aos jogadores fafenses que ainda continuam na prova, em representação dos seus clubes, curiosamente, todos da Liga Vitalis. A fava saiu ao Aves de Jorge Duarte e Henrique que vão ter que se deslocar ao estádio da Luz. As camisolas já não ganham jogos e as surpresas na Taça são frequentes, por isso tudo é possível. Dos outros jogadores a tarefa mais facilitada deve ser a do Gil Vicente de Tiago e a do Vizela de Sandro.

O AVES de Henrique e Jorge Duarte não vai ter tarefa fácil na quarta eliminatória da Taça de Portugal, a realizar a 9 de Novembro, pois saiu-lhe em sorteio a deslocação ao estádio da Luz para jogar com o Benfica.

O BOAVISTA, de Bruno, também não teve muita sorte no escrutínio pois calhou-lhe como parceiro o Guimarães, embora com a atenuante do jogo ser no Estádio do Bessa, o que deixa no ar alguma dúvida quanto ao resultado, se bem que este Boavista nada tem a haver com que fez frente ao Guimarães durante muitos anos.

O GIL VICENTE de Tiago André, tem tarefa teoricamente fácil pois desloca-se ao Atlético de Valdevez, clube com quem tem boas relações e a quem costuma emprestar jogadores para rodar. Mas, Taça é taça e, a jogar em casa, os homens dos Arcos não vão facilitar.

O VIZELA de Sandro vai receber o Esmoriz. O jogador fafense poderá assim vingar a eliminação dos seus conterrâneos, Filipe, Fredy e André, todos do Maria da Fonte, Clube foi afastado pelo agora opositor dos vizelenses.

O GONDOMAR de Castro, também não vai ter tarefa facilitada, pois coube-lhe em sorte o Trofense, agora primodivisionário. A vantagem da equipa do atleta fafense é que vai jogar em casa e quando assim é a hipótese de vencer é, teoricamente, mais ampla.

AD FAFE - Assembleia Geral Ordinária, Sexta-feira

Nos termos estatutários e regulamentares, designadamente o estatuído nos art. 79, 80 e 81 alíneas b) e c) e parágrafo único do Regulamento Interno do Clube, convoco os associados da Associação Desportiva de Fafe para participarem na Assembleia Geral Ordinária que se vai realizar no dia 24 de Outubro de 2008, sexta-feira, pelas 20:30 horas, no Auditório do Clube, com a seguinte:

ORDEM DE TRABALHOS:

1. Apreciação, discussão e votação do Relatório e Contas da gerência de Direcção com parecer prévio do Conselho Fiscal.
2. Apresentação, discussão e ratificação do Orçamento e Plano de Actividades da Direcção, para a época de 2008/2009.
3. Meia hora para assuntos de interesse manifesto para a Associação.

Nota: A Assembleia Geral funcionará com a presença da maioria absoluta dos sócios ou uma hora depois com qualquer número. (art. 83º do Regulamento Interno).
A presença dos associados nesta Assembleia obriga à apresentação do cartão de sócio com quota em dia.


Fafe, 13 de Outubro de 2008.
O Presidente da Mesa da Assembleia Geral,
(José Manuel Ribeiro Cardoso, Dr.)

Futebol Popular – 2.ª Jornada



Regadas não gosta de perder

Decorrida que está a segunda jornada da Associação de Futebol Popular de Fafe, o Regadas continua a não dar hipóteses aos seus adversários e foi vencer ao terreno do Golães por 4-3. O resultado espelha a intensidade da partida. O Ribeiros venceu o Pardelhas pela margem mínima naquele que era, também um embate de tripla no resultado. O Marinhão foi vencer ao terreno do Vinhós por 2-0 enquanto o S. Clemente empatou com os Amigos de Quinchães a duas bolas. O Fareja descansou nesta jornada enquanto o jogo entre o Serafão e o Aboim foi adiado para 25 de Outubro.
Desta vez, os visitantes marcaram mais golos que os visitados, oito ao todo, contra seis das equipas que jogaram em casa.

BTT - PROVAS EM AGENDA

10º BTT - CROSS COUNTRY / ACRAP: O 10º BTT - Cross Country / Acrap será disputado no dia 2 de Novembro em Proselo (Arcos de Valdevez).
IV BTT TRILHOS DO BERÇO: A quarta edição do passeio de BTT Trilhos do Berço está agendada para o dia 08 de Novembro em Guimarães. As inscrições decorrem até ao dia 31 de Outubro.
PASSEIO DE BTT: "CAMINHO DO FORMIGUEIRO": Estão abertas as inscrições para o Passeio de BTT "Caminho do Formigueiro", a realizar no dia 22 de Novembro entre o Santuário de Nossa Senhora da Abadia (Amares) e São Bento da Porta Aberta (Terras de Bouro).

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Rali de Mortágua - Carlos Costa e Paulo Antunes na discussão de dois títulos


DOIS FAFENSES
DE PÉ PESADO

Os pilotos fafenses, Carlos Costa/Alberto Oliveira e Paulo Antunes/Hugo Magalhães voltam a estar em acção neste fim-de-semana no Troféu Citroen C2 no Rali de Mortágua. Esta é a penúltima prova do troféu da narca das aspas verticais.
Nesta prova Carlos Costa é líder com mais 18 pontos que Paulo Antunes mas, este último, tem ganho todos os Ralis em que consegue chegar ao fim. Costa tem sido mais regular mas Antunes é o mais vitorioso. Quem vencerá? Se tudo continuar equilibrado como até agora, daqui a duas provas teremos a resposta. Até lá, deliciamo-nos com o andamento e a perícia destes dois ases do volante.
Os pilotos fafenses estão ainda na discussão de outro título, o Campeonato de Turismo até 1600 cc, que se disputa pelo último ano. Aqui Carlos Costa é segundo a um ponto do líder Carlos Matos e Paulo Antunes é terceiro com menos um ponto que o seu conterrâneo e menos dois que o líder.

Taça A. F. Braga – Sorteio dos vários escalões

Dois embates entre clubes fafenses
Pica X Fornelos - Antime X Silvares


Séniores
Realizou-se ontem (2.ª feira, 20) os sorteios dos vários escalões da Taça Associação de Futebol de Braga. Em seniores, a tômbola ditou que o Arões vai receber o Guilhofrei; o Pica joga com o Fornelos e o Antime vai receber o Silvares. O Fermilense, orientado por Luís Carlos, recebe o Águias de Alvite.

Juniores:
Em juniores, o Antime vai deslocar-se à Gandarela e o Silvares viaja até Lage.

Juvenis
A AD Fafe vai receber o Ronfe

A. F. Braga - Juniores - resultados

1.ª Divisão
Arões, 1 – Ribeirão, 1

2.ª Divisão
Estorãos, 2 – Fradelos, 1
Silvares, 1 – Antime, 1

A. F. Braga – Juvenis 2.ª Divisão Série D - Resultados

Mota, 3 – Vasco da Gama de Medelo, 0
Ases S. Jorge, 1 – Tabuadelo, 2
Amigos de Urgeses, 8 – Golães, 0

Futsal – Nun' Álvares, 1 – CART , 1

O Nun´Álvares recebeu e empatou com CART, das Taipas, a uma bola, em jogo a contar para a 2.ª jornada do Campeonato de Futsal da Associação de Futebol de Braga – Série B. Os pupilos de Nelo Barros somam dois empates em dois jogos e ocupam o meio da tabela, são 5.ºs em 10 equipas.

ANDEBOL – AC Fafe nos Campeonatos Nacionais

SENIORES: ISMAI, 23 – AC Fafe, 25
JUNIORES: Belenenses, 44 – AC Fafe, 23
JUVENIS: Feirense, 18 – AC Fafe, 30

Os seniores deslocaram-se à Maia para defrontar o ISMAI e a equipa fafense venceu por 25-23. Óscar Freitas catapultou, desta forma, a sua equipa para o 3.º lugar da tabela e está a apenas um ponto do líder, S. Paio de Oleiros.

Os juniores viajaram até lisboa e trouxeram o autocarro cheio de pastéis de Belém. A equipa fafense perdeu por 44-23 com o Belenenses, um resultado demasiado volumoso para os rapazes que ainda não conseguiram obter qualquer vitória, nem sequer um empate.

Os juvenis viajaram até Vila da Feira e derrotaram o Feirense por 30-18. Mais um resultado francamente positivo para os atletas do AC Fafe que ocupam o 8.º lugar a apenas dois pontos do 3.º, F. C. Porto.

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Arões tem o melhor ataque da Divisão de Honra



Média de um golo por cada 36 minutos

O Arões Sport Clube tem o melhor ataque da Divisão de Honra da AF de Braga com 15 golos marcados em seis jogos.
A grande maioria desses golos, doze, foram apontados em casa e os restantes, fora de portas, dois deles no último Sábado na Pica. Piruta (na foto) e Rui Ossos já apontaram quatro golos cada um, o terceiro melhor marcador da equipa é o brasileiro Murilo, com três.
O Arões, estatisticamente, marcou em média um golo por cada 36 minutos jogados. Na prática, as coisas não são tão lineares assim mas, a equipa aronense está mesmo à frente do líder do campeonato, o FC Famalicão, que gastou 41 minutos para marcar os 14 golos que obteve até então. O pior ataque é o do Lage com apenas um golo marcado em 540 minutos jogados. A outra equipa fafense, o Pica ocupa o sétimo posto na lista dos clubes melhores marcadores, com dez tentos obtidos até então. O Pica precisou até ao momento de um intervalo de 54 minutos para marcar cada golo. Vasco é o seu melhor marcador com três tentos apontados. O Pica marcou tantos golos fora de casa como dentro de portas, tendo-lhe valido os golos fora, tal como o Arões, uma vitória até ao momento.

Sondagem: Regionais ao Domingo prejudicam a AD Fafe?


61% votaram que sim
A maioria dos votantes na sondagem que o MD levou a cabo durante dez dias considera que os jogos do Futebol Regional realizados ao Domingo no Concelho de Fafe acabam por ter influência nas assistência das partidas que a Associação Desportiva de Fafe efectua. 61% dos inquiridos consideram que sim e os restantes consideram que os jogos dos Regionais, ao Domingo, não prejudicam.

Carlos Rui Abreu estreou-se na Antena 1

Relatou o Gil Vicente, 3 – Rio Ave, 2 para a Taça

Faltavam poucos minutos para as 16 horas do dia 19 de Outubro de 2008, quando dos estúdios da RDP Antena 1, em Lisboa, foi solicitada a entrada em linha do jornalista e repórter Carlos Rui Abreu, no jogo da 3.ª Eliminatória da Taça de Portugal edição 2008/2009 entre o Gil Vicente da II Liga e o Rio Ave da I Liga. Sem gaguejar, porque já leva alguns anos a fazer relatos de futebol, o jovem fafense adiantou a constituição das três equipas em campo, como se já estivesse ao serviço daquela estação há muito tempo. Ao longo do jogo foi fazendo as intervenções que lhe eram solicitadas e anunciando os golos da partida com o à vontade que lhe é característico. A surpresa estava reservada para o final, pois o jogo ficou empatado a dois e teve de ir a prolongamento. No primeiro dia ao serviço daquela estação, sem o esperar foi posto à prova várias vezes. Na última saiu-se em beleza pois fez o relato em directo dos 30 minutos do prolongamento que acabaram por dar a vitória ao Gil Vicente. Carlos Rui Abreu brilhou no dia da estreia na Antena 1. Porém, esse brilho deve-se ao trabalho que vem de trás e foi essa retaguarda que permitiu que alguém reparasse nele e no profissionalismo que põe no que faz para o colocar ao lugar onde está agora e que se deseja que não fique por ali.
De nome completo, Carlos Rui Ribeiro Abreu, nasceu a 23 de Dezembro de 1980, na Cidade de Fafe. Depois de concluir o ensino secundário, ingressou na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa no curso de Português/ Alemão. Mais tarde optou pela licenciatura em Geografia e Planeamento da Universidade do Minho, estudos que interrompeu para se dedicar de corpo e alma ao jornalismo. Está registado na Comissão da Carteira Profissional de Jornalista da qual possui título profissional.
Aos 18 anos foi galardoado com o Troféu Microfone de Ouro – Prémio Revelação instituído pela Empresa Jornal Correio de Fafe, por essa altura recebeu também o Prémio Jornalístico atribuído pela ACD Pica.
Como experiência profissional valem os quatro anos como jornalista desportivo na Rádio Clube de Fafe, e no Jornal Correio de Fafe, que foram o início de um percurso sempre a subir. Ao serviço da imprensa fafense acompanhou vários eventos desportivos a nível local, regional, e nacional. A partir de Outubro de 2001 colabora com o jornal desportivo “Sport” de Guimarães. Em Fevereiro de 2002 passa a integrar o departamento de desporto da Rádio Fundação (Guimarães), onde acompanha as equipas do concelho de Guimarães, com principal incidência para o Vitória Sport Club e o Moreirense Futebol Clube. Destaque para o acompanhamento de quatro jogos internacionais do Vitória de Guimarães: Taça UEFA 2005/2006 (Wisla Cracóvia – Polónia; Zenit S. Petersburgo – Rússia; Sevilha – Espanha e Besiktas em Guimarães); em Julho de 2002 é um dos co-fundadores da revista “A Desportiva”, da qual assume a direcção desde o primeiro número. Ainda na qualidade de jornalista, mas extra-desporto, desde Setembro de 2003 que assume o cargo de correspondente do Jornal de Notícias (JN) para a região de Fafe, Cabeceiras de Basto e Celorico de Basto; em Outubro de 2004, cessa a função de colaborador da Rádio Fundação, e passa a integrar em regime de "full-time" o departamento de Desporto da mesma estação emissora; colaborou, igualmente, a partir de Agosto de 2005 com o Jornal “Desportivo de Fafe”. Vê trabalhos escritos publicados na Revista Viva +, publicada com o suplemento do Jornal de Notícias. Teve colaborações periódicas com as rádios Clube do Sul (Faro), Atlântico Sul (Lagos), Restauração (Loulé) e Azul (Setúbal). A 19 de Outubro de 2008, estreia-se aos microfones da emissora pública portuguesa, RDP Antena 1.

AD Fafe: Resultados camadas jovens

Juvenis: F.C. Moreirense, 0 - A.D. Fafe, 5
Iniciados: A.D. Fafe, 1 - S.C. Maria da Fonte, 4

3.ª Eliminatória da Taça de Portugal

Ainda são muitos os fafenses que continuam na Taça de Portugal: Sandro, Tiago André, Castro, Jorge Duarte, Henrique e Bruno, todos a representar clubes da segunda Liga, continuam em prova.

O VIZELA, de Sandro, levou a melhor sobre o Estoril, equipa do mesmo escalão, Divisão de honra, por 3-0. Um resultado que vem animar a equipa.
O GIL VICENTE, de Tiago André, foi uma das surpresas da Taça ao eliminar, o Rio Ave da Super Liga por 3-2, já no prolongamento, após empate a dois no tempo regulamentar.
O GONDOMAR, de Castro, jogou no terreno da Sanjoanense e teve que ir à decisão por grandes penalidades, após empate a um golo nos 120 minutos. A sorte sorriu ao Gondomar nas grandes penalidades (5-4)
O BOAVISTA, de Bruno, jogou em casa com o Lousada da 2.ª Divisão B e venceu pela margem mínima, 1-0. Foi o suficiente para garantir presença na 4.ª eliminatória.
O AVES de Jorge Duarte e Henrique venceu o Gândara da 3.ª Divisão por 6-1. Os números dizem tudo.
O MARIA DA FONTE, de Filipe, Fredy e André, perdeu 4-3 com o Esmoriz após prolongamento.
O AMARES, de Ismael, perdeu em casa com o Belenenses por 3-0. Ismael é um fafense, de Antime, ex-junior do Vitória de Guimarães que está a rodar no Amares, clube da 3.ª Divisão Série A.
NOTA: Esta semana descobri que Ismael é mais um atleta fafense a jogar nos nacionais, neste caso no Amares da 3.ª Divisão. Devem existir outros que desconheço mas que agradecia que me dessem conhecimento para que não deixe ninguém de fora. Obrigada.

REGIONALONA

I DIVISÃO - SÉRIE B - Primeiro ponto para o Antime

O SILVARES, de Carlos Salgado, foi ao campo do S. Paio de Vizela conquistar os pontos que lhe tinham fugido na jornada anterior ante o Pevidem. Os silvarenses venceram por 2-0.
O OPERÁRIO DE ANTIME, de Zé Costa, conquistou o primeiro ponto do campeonato ao empatar em casa, a uma bola contra o Longos. Melhores dias virão.
O FERMILENSE, de Luís Carlos, alcançou a primeira vitória da temporada frente ao Ases de Santa Eufémia por 2-0.

II DIVISÃO - SÉRIE D - Moreirense estreia-se a ganhar

O TRAVASSÓS, de Fernando Ferreira, ainda não se encontrou neste campeonato e empatou a zero bolas com o Mosteiro. Em casa os adeptos exigem um pouco mais a tantas individualidades juntas.
O AGRUPAMENTO DE SANTA CRISTINA, de Jorge Guimarães, foi buscar um ponto ao Arco de Baúlhe graças ao empate a duas bolas. Parece estar na mó de cima esta formação aronense.
O UNIÃO MOREIRENSE, de Jorge Costa, venceu o Amigos de Urgeses por 1-0. A vitória tardou mas chegou para os homens de Moreira de Rei. Que seja a primeira de muitas e que os jogadores lhe ganhem o gosto.
O FORNELOS, de Carlos Careca, não foi de modas e venceu o Campelos por 1-0. Por um se ganha, por um se perde, mas é sempre bom vencer e se for uma equipa de Fafe, como é o caso, tanto melhor. Pinto foi o autor do golo solitário, marcou mais uma vez de livre directo.

Fafe treina com os juniores do Vitória de Guimarães


Quarta-Feira pelas 16 horas

Prosseguindo os trabalhos com vista à preparação do jogo com o Bragança, a contar para a 7.ª Jornada da Série A do Nacional da Terceira Divisão, os seniores da AD Fafe, treinados por Carlos Condeço, vão receber, esta quarta-feira, pelas 16 horas, a formação júnior do Vitória de Guimarães, em mais um jogo treino.

sábado, 18 de outubro de 2008

Jogo treino: Vila Meã, 0 – Fafe, 2

Condeço nem a feijões facilita
O jogo treino que a AD Fafe realizou hoje, (Sábado) de manhã, no Municipal de Vila Meã, contra a equipa local, o Atlético Clube de Vila Meã, a militar também na 3.ª Divisão Nacional e orientado pelo ex-jogador do FC Porto, Eduardo Luís, não podia ter corrido melhor aos comandados de Carlos Condeço que venceram por 2-0, com os golos fafenses a serem obtidos por Zézé e João Nogueira.

Juniores - Nacional da 2.ª Divisão: Mirandela, 1 – AD Fafe, 4

Jogo antecipado dá segunda vitória
O Fafe obteve nova vitória, desta vez em jogo antecipado da 10.ª jornada, no terreno do Mirandela, que inicialmente estava previsto para 15 de Novembro mas que se realizou esta tarde naquela cidade banhada pelo Rio Tua, onde os fafenses venceram por 4-1.
Depois da vitória frente ao Taipas, a equipa de Tenev (na foto) parece ter ganho o gosto pelas vitórias, onda que poderá prosseguir na próxima semana quando visitar o Abambres, outra equipa ao seu alcance.
A equipa parece estar mais madura e confiante em conseguir um lugar neste campeonato evitando, assim, o normal sobe e desce que acontece quando as equipas fafenses sobem aos nacionais.

DIVISÃO DE HONRA: Pica, 1 – Arões, 2



Um Arões mais frio em jogo quente
O Arões conseguiu a primeira vitória fora de portas, na presente temporada, no “derby” concelhio que disputou com o Pica a quem venceu por 2-1, numa tarde típica de S. Martinho, que levou muita gente à bancada do Parque de Jogos da Pica.
A formação orientada por Luís Gomes obteve o primeiro golo aos 24 minutos, na sequência de um livre directo, marcado de forma irrepreensível por Romeu, com a conivência de Murilo na preparação do lance. Até aí o jogo tinha sido demasiado táctico, com as equipas bastante encaixadas, grande disputa a meio campo e com as defesas a mostrarem-se praticamente intransponíveis.
Até á meia hora de jogo o Arões continuou a mostrar ascendente sobre o Pica que se mostrava muito preso em relação ao melhor andamento demonstrado pelos aronenses.
Entre os 30 e os 32 minutos O Arões criou perigo por três vezes: na primeira, Miguel deu de raspão na bola; na segunda Piruta chuta contra as pernas de um defesa e na terceira Ibrahima remata por cima da trave.
A partir daí o Pica reagiu mas os seus avançados, com Vasco bastante marcado, esbarraram sempre na coesão defensiva do Arões. O maior sinal de perigo dos da casa ocorreu ao minuto 43, com Cristóvão a solicitar Paulo Russo, este a abrir para ismael que, por sua vez, descobriu uma linha de passe perfeita para Vasco mas, este, ao tentar colocar a bola fora do alcance de Coelho viu o guardião negar-lhe o golo e ceder canto. Sobre o minuto 45, os de Arões reclamaram falta de Ricardo Azevedo sobre Piruta dentro da área.
No segundo tempo, o Pica surgiu transfigurado para muito melhor mas, em contra-ataque, aos 49 minutos, Rui Ossos podia ter colocado a sua equipa a vencer por dois.
Seguiu-se um período em que a bola andou constantemente pelo ar, sem rei nem roque.
Aos 56 minutos, Cristóvão teve um lance de génio e cruzou para a área onde estava Israel mas a recepção deste foi defeituosa.
Aos 60 minutos, o Pica chegou ao golo da igualdade. Fredy que tinha entrado aos 58, deu a melhor sequência a um canto cobrado por Ismael. Assistiu-se a um período em que o Arões se encolheu mas sempre atento ao erro do Pica e com os olhos postos no contra-ataque. Foi assim aos 78 minutos, em que Paulo Jorge evitou, com o pé que um cruzamento de Piruta chegasse ao destino.
Aos 80 minutos a jogada mais polémica do encontro. Vasco lesiona-se junto da área do Arões, tenta levantar-se mas não consegue, entretanto a jogada prossegue, tem uma ou duas situações de bola lá bola cá, no meio campo, chega aos pés de Paulo Jorge este, tentando enviar para fora ou para a frente fá-lo de forma defeituosa, o lance é interceptado por Raimundo que cruza para Rui Ossos e este acaba por fazer o golo. No final da partida, António Valença reclamou “falta de “Fair Play”, Luís Gomes disse que “o “Fair Play” não existe”.
Vasco teve de sair sem alternativa de substituição, pois já estavam esgotadas para a sua equipa. Mesmo a jogar com menos um o Pica podia ter marcado, aos 82 minutos, por Israel que atirou por cima. No minuto seguinte, Fernando Preto, com os nervos à flor da pele, sacudiu um jogador do Arões de forma pouco ortodoxa e recebeu ordem de expulsão.
Já contra nove, o Arões podia ter ampliado. Aos 85 minutos, Raimundo isolou-se e viu Paulo Jorge defender com o pé, aos 86 foi Rui Ossos a picar a bola sobre Paulo Jorge mas esta a sair à malha lateral; aos 88 o mesmo jogador chegou um pouco atrasado a um cruzamento de Piruta.
Aos 92 minutos, o Pica teve a última oportunidade de marcar. Pedro dominou a bola dentro da área contrária e, perante a aproximação de Coelho, atirou ao lado.
Já depois do jogo terminar e nas habituais escaramuças de final de partida, Raul que se tinha dirigido ao árbitro, viu ser-lhe exibido o cartão vermelho.

Em jogo realizado no Parque de Jogos da Pica, sob a orientação do árbitro Victor Ferreira, auxiliado por José Silva e Arménio Ferreira, as equipas apresentaram:

PICA: Paulo Jorge; Montenegro, Ricardo Azevedo (Israel, 45’), Raul, Vasco, Pedro Ribeiro, Bruno, Paulo Russo (Fredy, 58’), Cristóvão, Fernando Preto, e Ismael (Nadinho, 72’). Treinador: António Valença.

ARÔES: Coelho; Miguel (Raimundo, 66’), Rui Ossos (Mayer, 92’), Ibrahima, Murilo (Bruno, 60’), Romeu, Zezinho, Pinto, Vitinha, Piruta e Duarte Nuno. Treinador: Luís Gomes.

ACÇÃO DISCIPLINAR: Amarelos – Paulo Russo, 34’; Murilo, 36’; Ibrahima, 59’; Coelho, 78’; Rui Ossos, 80’; Montenegro, 87’; Duarte Nuno, 93 e Mayer, 94. Vermelhos – Fernando Preto, 83’ e Raúl, 94’. ´
GOLOS: Romeu, 24’; Fredy, 60 e Rui Ossos, 80’.

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Divisão de Honra: Pica X Arões - Sábado 15 horas


Futebol, emoção e festa

Quem tem saudades de ver um jogo de futebol à maneira antiga tem, forçosamente, que se deslocar amanhã à Pica para assistir ao jogo entre a equipa local e o Arões. A competitiva Divisão de Honra da AF de Braga é só por si motivo de jogos equilibrados. Mas, estes dois adversários são muito mais que dois habituais desconhecidos como sucede nos outros jogos que disputam. São ambos do Concelho de Fafe, eternos rivais e têm a ambição de fazer o melhor campeonato possível, principalmente de conseguirem a manutenção neste escalão.
Mas há mais em comum: ambas as equipas são treinadas por ex-jogadores da AD Fafe. Do lado da Pica, o catedrático António Valença e do lado do Arões, o irrequieto e irreverente Luís Gomes. Nos seus tempos de jogadores – jogaram em períodos bastante distintos – foram dois autênticos motores na AD Fafe. Agora vivem o outro lado do jogo, treinam e incentivam os jogadores, estudam as tácticas e lêem os jogos na sua perspectiva no sentido de alcançar o êxito e levar a equipa à vitória. São duas figuras incortonáveis do futebol fafense.
Pica e Arões vão “degladiar-se” dentro das quatro linhas mas, fora delas o espectáculo também irá acontecer. Vai haver animação antes e durante o jogo, a exemplo do que acontece em jogos da Super Liga portuguesa. O espectáculo está garantido, assim seja, também, na vertente desportiva, com a certeza porém que o respeito entre ambas as equipas irá prevalecer.
Os ingredientes estão lançados: o Arões é 7.º com nove pontos, o Pica é 9.º com sete. O Arões tem um jogador com quatro golos apontados e dois com três, Piruta, Murilo e Rui Ossos respectivamente. No Pica, Vasco apontou três golos esta época, seguido de Álvaro com dois. Em casa o Pica venceu uma vez e empatou outra. Fora, o Arões ainda não conseguiu vencer. Em casa, o Pica marcou quatro golos e sofreu dois, fora, o Arões, marcou um e sofreu cinco.
Uma coisa é certa, no Sábado (dia 18 de Outubro) a festa do futebol vai voltar a vibrar no campo de jogos da Pica onde os adeptos vão marcar presença fazendo lembrar os velhos confrontos entre o Futebol Clube Fafe e o Sporting de Fafe. O desporto agradece e quem gosta de futebol aplaude.

Futebol Popular

Vinhós – Marinhão
Golães – Regadas
Ribeiros – Pardelhas
S. Clemente – Amigos de Quinchães
Serafão – Aboim
Descansa o Fareja

Joga-se a segunda jornada do Campeonato Concelhio Futebol Popular, versão de onze, onde se destaca a deslocação do Regadas até ao campo do Golães. Ribeiros e Pardelhas também protagonizam um jogo interessante.

AD Fafe vai treinar com o Vila Meã

Com o campeonato parado por causa da Taça de Portugal, a AD Fafe vai treinar, este Sábado, de manhã, com o Vila Meã, para apurar o entrosamento dos vários sectores da equipa e preparar o próximo jogo com o Bragança, esse sim, a contar para o campeonato.
De referir que a AD Fafe fez outro jogo treino a meio da semana, contra o Gondomar cujo resultado se ficou por o empate a uma bola, o que dá sinais evidentes de recuperação a todos os níveis da equipa fafense.
Quanto a jogadores indisponíveis, neste momento apenas dois são clientes do departamento clínico e continuam a tratar as respectivas lesões, são eles André e móbil.

ANDEBOL – AC Fafe nos Campeonatos Nacionais

SENIORES: ISMAI – AC Fafe
JUNIORES: Belenenses – AC Fafe
JUVENIS: Feirense – AC Fafe

O Andebol Clube de Fafe vai ter um fim-de-semana de autêntica maratona totalmente voltado para a condição de visitante, no que aos campeonatos nacionais diz respeito.
Os seniores deslocam-se à Maia para defrontar o ISMAI, equipa que tem apenas menos dois pontos que os fafenses.
Os juniores vão ter viagem longa até Lisboa onde vão defrontar o Belenenses, actual 4.º classificado enquanto os fafenses são os últimos da tabela.
Os juvenis viajam até Vila da Feira para defrontar a equipa local que é a lanterna vermelha do seu campeonato. Os fafenses são os nonos classificados.

REGIONALONA

I DIVISÃO - SÉRIE B

O SILVARES, de Carlos Salgado, desloca-se ao terreno do S. Paio de Vizela onde vai tentar ganhar e esperar que o Pedralva tropece para conseguir alcançar o primeiro posto.
O OPERÁRIO DE ANTIME, de Zé Costa, vai tentar obter a primeira vitória da época contra o Longos, ou pelo menos pontuar. Contudo, a jogar em casa, o mínimo que os sócios exigem é a vitória.


II DIVISÃO - SÉRIE D

O TRAVASSÓS, de Fernando Ferreira, vai receber o Mosteiro. Depois de um mau arranque de campeonato não se pode deixar convencer pelos “monges” e terá de despachá-los com uma derrota no bornal.
O AGRUPAMENTO DE SANTA CRISTINA, de Jorge Guimarães, depois da moral alcançada com a vitória frente ao Travassós viaja até ao Arco de Baúlhe para tentar dar, novamente, um ar da sua graça.
O UNIÃO MOREIRENSE, de Jorge Costa, vai receber os Amigos de Urgeses mas, amigos, amigos, resultados à parte e a vitória deverá estar sempre no pensamento dos de Moreira de Rei.
O FORNELOS de Carlos Careca, também está com a moral em alta. Desta vez joga em casa, frente ao Campelos e não vai querer estragar o bonito ramo que tem estado a fazer até ao momento.

Futsal – NunÁlvares – CART

O Nun´Álvares vai receber o CART, das Taipas em jogo a contar para a segunda jornada do Campeonato Distrital de Futsal da Associação de Futebol de Braga. Depois do empate na jornada inaugural, espera-se agora a vitória dos pupilos de Nelo Barros.

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

3º BTT - DOWN HILL / BIGDROP

A sexta e última prova do Campeonato Regional do Minho de BTT (Down Hill), realiza-se no próximo dia 19 de Outubro em Vila Cova (Fafe).

Futsal


Nun'Alvares empata na 1.ª jornada
O Grupo Nun'Alvares, orientado por Nelo Barros, foi empatar na jornada inaugural do Campeonato Distrital de Futsal, Série B, ao recinto do Lordelo por 4-4, numa jornada que este foi o único empate registado.

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Futebol Popular - 1.ª Jornada


Regadas entra com o gás todo

Iniciou-se a nova temporada do Futebol Popular e o Regadas, campeão em título, entrou com a força toda ao vencer o Vinhós por expressivos 6-0. Nos restantes jogos destaque para o empate entre o Pardelhas e o Golães e nas demais partidas as vitórias foram todas pela margem mínima. O Ribeiros também esteve em destaque ao vencer fora um dos habituais candidatos ao título, Os Amigos de Quinchães, o mesmo aconteceu ao Fareja que venceu o Marinhão fora de portas. As equipas que jogaram em casa foram as mais concretizadoras mas para isso muito contribuiu os seis golos do Regadas. As que actuaram na condição de visitantes apenas marcaram quatro golos e dois deles são do Fareja.
O campeonato deste ano tem onze equipas dispersas por todo o Concelho.

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Taça AF de Braga – Resultados da 2.ª Mão - 1.ª eliminatória

Juniores
Arões, 2 – Celoricense, 0 - (1.ª Mão: Celoricense, 1 – Arões, 1)
Estorãos, 1 – Antime, 2 - (1.ª Mão: Antime, 2 – Estorãos, 0)

Juvenis
Cabeceirense, 1 – Vasco da Gama, 0 (1.ª Mão: V. da Gama, 0 – Cabeceirense, 8)
Golães, 0 – Fafe, 5 (1.ª Mão: Fafe, 5 – Golães, 0)
Ases S. Jorge, 2 – Mota, 4 (a. P.) (1.ª Mão: Mota, 2 – Ases. S. Jorge, 2)

Apurados: Arões, Operário de Antime e Fafe.

Legião Estrangeira

LIGA VITALIS - Não houve jogos devido a compromissos das Selecções Nacionais

OUTROS CAMPEONATOS - II DIVISÃO B

O Maria da Fonte, de Filipe, Fredy e André, perdeu no campo do Desportivo de Chaves por 3-0. Ocupa a penúltima posição com apenas três pontos conquistados em seis jornadas disputadas.

III DIVISÃO – Série A

O Vieira Sport Clube, de Óscar, Rambóia e Pablo, surpreende a cada jornada que passa. Desta vez bateu o Mondinense, de Lenadro, com quem o Fafe havia empatado em casa na jornada anterior por 5-0, com os de Mondim na situação de anfitriões.

O Joane de Gil, Miguel Lemos e de Jader anda em maré baixa. Foi perder ao terreno do Vilaverdense por 5-3. O “naturalizado” fafense, Jader, obteve dois dos três golos da sua equipa.

ANDEBOL – AC Fafe nos Campeonatos Nacionais


SENIORES: AC Fafe, 21 – Ginásio do Sul, 19
JUNIORES: Águas Santas, 28 – AC Fafe, 16
JUVENIS: Águas Santas, 36 – AC Fafe, 23


O seniores do ACF voltaram ás vitórias, em casa, frente ao Ginásio do Sul, a quem bateram por 21-19, num jogo que se pautou pelo equilíbrio e que registava um empate ao intervalo de 11-11. Paulo Fernandes e António Martins foram os marcadores de serviço do ACF com seis golos cada.

Os Juniores continuam a somar derrotas, pois perderam novamente, desta feita, no recinto do Águas Santas por 28-16. Quem viu esta equipa na época passada e quem a vê agora diz que não a reconhece. É certo que este campeonato é mais exigente mas, não deixa de ser verdade, que os jogadores são os mesmos e não desaprenderam de jogar.

Os juvenis também perderam em Águas Santas por 36-23. Uma diferença dilatada para uma equipa que já venceu dois jogos esta temporada e que faz acreditar ser capaz de fazer bem melhor que aquilo que fez nesta partida.

Nuno "Careca" reforça Travassós

Nuno "Careca" é o último reforço do Travassós. O jogador que já actuou no Antime, Pica e Arões joga na posição de defesa central ou a trinco e tem bastate experiência a nível do futebol distrital. O atleta chega ao clube numa altura em que a coisas não estão a correr como previsto para a formação orientada por Fernando Ferreira.

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Regionalona

I Divisão - Série B - Antime ainda não pontuou

O SILVARES de Carlos Salgado, empatou com a formação do Pevidém a uma bola, num jogo em que os fafense foram bastante perdulários.
O ANTIME, deslocou-se ao campo do Celoricense onde perdeu por 3-1. Não foi feliz, na estreia, o novo técnico Zé Costa.
Nesta série, o jogo Ponte-Fermilense foi adiado. Luís Carlos tem, assim, mais tempo para preparar melhor a sua equipa.


II Divisão - Série D - Careca de cabelos aos vento

O FORNELOS de Carlos Careca(na foto), foi conquistar três preciosos pontos ao campo do Briteiros e ascendeu ao 4.º posto na tabela classificativa.
O UNIÃO MOREIRENSE, de Jorge Costa, perdeu no terreno do Cavez por 2-1 e continua a ser o último classificado sem qualquer ponto conquistado.
O AGRUPAMENTO DE SANTA CRISTINA, de Jorge Guimarães, derrotou o poderoso TRAVASSÓS por 1-0, naquele que foi mais um “derby” concelhio.

domingo, 12 de outubro de 2008

2.ª Divisão Distrital: Agrupamento, 1 – Travassós, 0



Marco fracturou pé direito

O Agrupamento de Santa Cristina, treinado por Jorge Guimarães levou a melhor no “derby” concelhio da 2.ª Divisão frente ao Travassos, de Fernando Ferreira, a quem venceu por 1-0.
Os de Arões santa Cristina foram mais felizes por venceram pela margem mínima e saberem aproveitar com eficácia uma oportunidade de ouro. O Travassós voltou a ser perdulário no ataque falhando várias situações que podiam dar golo e o Agrupamento podia ter chegado ao 2-0. No final entre falhas de ambos os lados prevaleceu o golo solitário para os da casa.

Quem leva que contar deste jogo é Marco (na foto), jogador do Travassos que já jogou na AD Fafe e no Arões e que fracturou o pé direito: “ao disputar um lance com outro adversário, lesionei-me ao colocar mal o seu pé de apoio já na na fase descendente, após elevação para disputa de bola”, referiu o próprio atleta. O jogador foi assistido no hospital, onde fex um RX e, por precaução, foi-lhe colocado gesso no pé para evitar eventual agravamento da lesão que à partida parece não ser grave. Agora, o atleta do Travassos vai ter que esperar até ao dia 23 de Outubro, altura em que será reavaliado e ficará a saber se a fractura está consolidada ou se é necessário tratamento conservador. O Travassos é que fica a perder, uma vez que Marco é um dos seus jogadores mais experientes e mais influentes pois possui um magnífico pé esquerdo e é um exímio marcador de bolas paradas.

Divisão de Honra: Martim, 2 – Pica, 0


Sofer um golo em cada metade

O Pica voltou a perder numa deslocação ao campo do adversário, desta vem em Braga no terreno do Martim, por 2-0.
Os pupilos de António Valença encontraram pela frente uma formação que praticou bom futebol e soube aproveitar os erros dos fafenses para chegar aos golos.

Nacional da 3.ª Divisão: M. Cavaleiros, 1 – Fafe, 2


Cerdeira foi parar ao Hospital


“Depois da tempestade vem a bonança” ditado popular que se aplica, ao momento bom que o Fafe parece estar a viver. De facto, depois da vitória alcançada a meio da semana frente ao Limianos, os fafenses viajaram até Macedo de Cavaleiros onde conquistaram mais três pontos. Foi mais uma exibição sofrida da AD Fafe mas, em tempo de crise mundial, o sofrimento já está implícito em tudo que fazemos.
O Fafe desta vez entrou bem na partida e marcou nos primeiros minutos, através de Zézé. O jogo corria de feição aos fafenses quando Cerdeira foi agredido e deixou preocupados toda a gente preocupada já que, na altura, se suspeitava do pior, traumatismo craniano. O RX realizado no Hospital veio a aliviar as hostes fafenses pois não se confirmou o pior cenário. O certo, é que foi já com a ausência de Cerdeira e com o Fafe em inferioridade numérica que a equipa anfitriã igualou o marcador, a sensivelmente 15 minutos do fim. Porém, estes jogadores do Fafe estão a mostrar que têm nervos de aço e lutam com unhas e dentes até ao lavar dos cestos. Foi assim, mais uma vez, que, em tempo de compensação, aos 92 minutos, Vítor Borges marcou o golo que deixou os fafenses radiantes, tanto mais que estão agora na sexta posição quando a duas jornadas atrás ocupavam o penúltimo lugar da tabela entre 14 equipas. Carlos Condeço tinha dito que uma vitória desinibiria os seus jogadores e assim parece ser. Já se sabe que não vai ser fácil, mas hoje em dia nada é e, este Fafe, poderá consolidar esta recuperação quando fizer a recepção ao actual segundo classificado, o Bragança.

sábado, 11 de outubro de 2008

Divisão de Honra: Arões, 5 – Forjães, 0


Entrar a matar deu resultado

O Arões venceu a formação do Forjães por 5-0, mantendo-se cem por cento vitorioso no seu reduto, pois conseguiu três vitórias em outros tantos jogos. A equipa de Luís Gomes entrou forte no jogo e, nos primeiros 15 minutos já estava a vencer por 2-0, alcançando o intervalo com o resultado em 3-0.
O segundo tempo deu para gerir e ampliar o marcador e para Luís Gomes introduzir mais um júnior em campo. O goleador da equipa de juniores da época passada, Miguel, jogou os noventa minutos e Fábio, outro júnior, teve a sua oportunidade de entrar nesta partida.
Os golos do Arões foram obtidos por Rui Ossos, Duarte Nuno, Romeu e Murilo, com este brasileiro a bisar.

Juniores - Nacional da 2.ª Divisão: AD Fafe, 2 – Taipas, 0


Caçados primeiros três pontos

O Fafe obteve a primeira vitória no Campeonato Nacional de Juniores da 2.ª Divisão, ao vencer no campo n.º 2 do Municipal de Desportos o Clube Caçadores das Taipas por 2-0. A equipa fafense adiantou-se no marcador aos quatro minutos, através de Leites e consumou a vitória apenas aos 82 com um golo obtido por Fábio. Para a equipa orientada por Tenev era importante vencer até porque o Taipas era uma formação acessível, depois de uma série de jogos com equipas com mais rodagem neste escalão. Neste jogo a equipa das Taipas acabou com nove elementos mas, o Fafe nos jogos que antecederam acabou quase todas as partidas com jogadores seus expulsos. O importante e o que há a reter, são mesmo os três pontos que vêm na altura certa para dar moral à equipa que tem sido, vítima, precisamente, de castigos e lesões, além da falta de experiência, uma vez que, a maioria dos jogadores são juniores de primeiro ano. No entanto, sabe-se que a equipa tem valor e acima de tudo, vontade de vencer cada jogo que disputa, o que, só por si, honra sobremaneira a camisola e o nome da AD Fafe.
Foto: adf.pt

I Divisão Distrital: Silvares, 1 – Pevidém, 1

Um daqueles dias que não se pode sair de casa

Nada correu bem ao Silvares nesta partida que disputou com o Pevidém. Começou a perder a frio, enviou, ainda no primeiro tempo, três bolas aos ferros da baliza e, na segunda parte, falhou uma grande penalidade e não conseguiu tirar qualquer beneficio da superioridade numérica que teve por alguns minutos e encontrou pela frente um guarda-redes em tarde inspirada. Merecia ter ganho, é certo, mas o empate acaba por penalizar a falta de eficácia e, será bom dizê-lo, de alguma sorte.
A formação do Pevidém chegou ao golo logo aos 7 minutos da partida, numa jogada de contra-ataque em que Miguelote só teve que encostar o pé à bola depois de passe de David.
Reagiu muito e bem o Silvares com vários jogadores a terem oportunidade para marcar mas a encontrarem pela frente um guardião atento e a não acertarem com o alvo. Celso e Brokinha foram dois dos protagonistas. O Pevidém espreitava o erro e quando podia descia à área contrária com algum perigo. No entanto as despesas do jogo eram claramente por conta do Silvares que empurrava o adversário até às cordas mas não encontrava, depois soluções, para furar a muralha defensiva dos vimarenenses.
Aos 29 minutos a bola foi à barra da baliza do Pevidém duas vezes. Martinho e Gomes foram os jogadores que não viram a sorte do seu lado. Aos 31 a cena repetiu-se, desta vez com o azar a bafejar Celso.
O Silvares conquistou muitos livres e muitos cantos no primeiro tempo mas isso não lhe trouxe qualquer benefício.
No segundo tempo o jogo começou de forma lenta o que servia os interesses dos visitantes pois estavam em vantagem.
Só aos 69 minutos é o que Silvares reagiu de forma enérgica. Barbosa cobrou um livre na direita e a cabeça de Antero encarregou-se de repor a igualdade no marcador.
O Silvares passou a ter mais confiança e acercou-se novamente da baliza contrária. No entanto, o Pevidém esteve perto do 2-1, quando Ziade se isolou e fez um autêntico passe a Rui.
Aos 77 minutos o Silvares teve oportunidade soberana para vencer a partida. Celso foi derrubado na área o que originou expulsão de Migue. Porém, o mesmo Celso permitiu a defesa de André que acabou por ser o herói do encontro.
O que há para contar até final são mais três expulsões: a de Catita e Fontão, aos 84 minutos e a de Zé Pedro, aos 88, os dois primeiros por pretenso envolvimento físico e o segundo por palavras dirigidas ao auxiliar. O certo é que estas expulsões desorientaram o Silvares que não tirou qualquer benefício da vantagem numérica e acabou por perder dois pontos mais por culpa própria do que por mérito do adversário que, diga-se, sou, sobretudo, defender.
Em jogo realizado no campo professor Manuel José Dias, sob a orientação do árbitro Pedro Pinheiro, auxiliado por Valdemar Maia e Ricardo Duarte, as equipas apresentaram:

SILVARES: Rui; Antero, S. Martinho, Brokinha (Catita, 62’), Jorginho (Nelinho, 56’), Celso, Pandilha (Feira (80’), Dany, Barbosa, Fernando e Gomes. Treinador: Carlos Salgado.

PEVIDÉM: André; Paulo, Macedo, Miguel, Fontão, Vitinha, Miguelote, David (Peste, 59’), Sandro, Preto (Nuno, 80’) e Trinca (Ziade, 67’). Treinador: Dantas Teixeira.

ACÇÃO DISCIPLINAR: Amarelos – Miguelote, 17’; Fernando, 24’; Pandilha, 26’; Preto, 38’ e Trinca, 62’. Vermelhos – Miguel, 77’; Catita, 84’, Fontão, 84’ e Zé Pedro, 88’. ´
GOLOS: Miguelo, 7’ e Antero, 69’.

AD Fafe Assembleia extraordinária confirma o que já se sabia

“Nesta fase é impossível recolocar o Fafe na 2.ª Divisão”

Da Assembleia-geral extraordinária que a AD Fafe realizou na noite da última sexta-feira conclui-se que, juridicamente, foi feito tudo o que estava ao alcance do clube para evitar a injusta despromoção e ainda que, houve sempre má vontade por parte da Federação Portuguesa de Futebol em atender os pedidos legais formulados pelas vias mais expeditas pelo causídico fafense.
A mesa da Assembleia estava composta pelo Presidente da mesa da Assembleia-Geral, Ribeiro Cardoso, pelo presidente do Clube, Albino Salgado, pelo Secretário, Benjamim Teixeira e, após aprovação da própria Assembleia, pelo advogado que defendeu a causa do clube, Dr. Diogo Leite de Araújo.
Foi precisamente o advogado que explicou todos os passos que foram dados pelo Fafe para evitar a despromoção. Ao longo de cerca de 30 minutos disse, entre outras coisas que “o conselho de justiça andou com o processo ao sabor de outros interesses” e quando a decisão surgiu a 12 de Agosto, ao Fafe só foi permitido um recurso, ao invés dos dois que a Lei lhe confere. Além disso, foi “entendimento do CJ que era inútil analisar o recurso fafense”. Como o Fafe não queria ser punido pediu um esclarecimento tendo o CJ protelado ao máximo a decisão.
Da decisão ao sorteio houve um intervalo de 24 horas e o Fafe ainda tentou protelar o mesmo através de uma providência cautelar que acabou indeferida liminarmente porque se fosse aceite suspendia os campeonatos envolvidos. O mesmo aconteceu com a reclamação para o Plenário do CJ que também não foi aceite, ao que se pensa porque “do mesmo fazia parte o Dr. Francisco José Mendes da Silva, membro da AF de Viseu que, ao que tudo indica beneficiou o Nelas", clube daquela associação, neste processo todo. Por, outro lado também o Presidente da Federação Portuguesa de Futebol, que tem poderes para assistir a determinados actos e intervir, não se quis imiscuir neste assunto que envolveu a AD Fafe.
Depois da explicação surgiram as perguntas dos associados presentes. O sócio Pedro Gonçalves foi o primeiro a questionar: Chegados a este ponto o que podemos (Fafe) fazer? Ao que foi respondido que "o novo concelho de justiça vai tomar posse este mês e que os factos poderão ser analisados novamente. Os tribunais civis são uma hipótese a ponderar e que o acto não será considerado desportivo pelo que o Fafe não terá qualquer sanção por isso".
David Costa perguntou qual o papel da AF de Braga neste processo todo? Albino Salgado respondeu laconicamente: “Nada fazia e nada podia, pois estavam envolvidos dois clubes da mesma Associação e voltou a frisar, a AF de Braga nada fez para ajudar o Fafe”.
Francisco Oliveira também questionou: O que fez o Secretário de Estado do Desporto? Voltou a responder o presidente: “Nada fez”. Tentou intervir o presidente da Assembleia-Geral a defender o fafense no Governo mas Francisco Oliveira ripostou: "não pode mas manda".
Abel Castro questionou o presidente sobre este ter dito numa entrevista que o Fafe era um peixinho no meio de tubarões. Quem são os tubarões? Inquiriu. Albino Salgado respondeu: “referia-me ao Conselho de Justiça, precisamente ao senhor Mendes da Silva. Para mim não são seres humanos e não respeitaram o Fafe. Bastava que a verdade prevalecesse”.
O sócio David Costa voltou a intervir dirigindo-se ao advogado do Clube: “acha que o Fafe tem alguma hipótese de ganhar o processo?” Nesta Fafe é impossível recolocar o Fafe na 2.ª Divisão”, ouviu-se do causídico. Depois adiantou, “o fim disto será o outro parecer do novo Conselho de Justiça”. Porém salientou, “é praticamente impossível inverter a decisão que já está tomada mas ainda temos essa esperança mas não podemos viver na esperança mas sim na realidade. O Fafe para o CJ é um mal menor. Se a Federação não responder directamente vamos pedir responsabilidades pessoais perante actos que são perfeitamente ilegais e o que terá de ser ponderado é o pedido de indemnização”.
Por fim foi dito que o Camacha, outro interessado neste caso foi contactado pelo Fafe mas "não manifestou muita vontade em ajudar, tendo querido, apenas, saber o que o Fafe já tinha feito”.
No final foi dada a conhecer a nova Assembleia-geral, desta vez, ordinária, para apreciar e aprovar o relatório de contas e que ocorrerá no dia 24 de Outubro pelas 20:30 no auditório da AD Fafe.

De salientar ainda que o anfiteatro da AD Fafe apresentou nesta assembleia uma considerável moldura humana.