.

.
.

sábado, 31 de janeiro de 2009

Soares Franco no Núcleo Sportinguista de Fafe



Fafenses pediram-lhe para continuar

O presidente do Sporting Clube de Portugal, Filipe Soares Franco esteve hoje (Sábado) em Fafe, pelas 12 horas em visita de cortesia ao Núcleo Sportinguista fafense.
A breve visita criou discursos de circunstância, tendo o presidente sportinguista ouvido sócios e adeptos que, acima de tudo, lhe pediram para continuar à frente dos destinos do Clube. Soares Franco mostrou-se solicito com todos a quem falou, deu autógrafos e tirou fotografias, seguindo depois em direcção a Freamunde para visitar outro núcelo leonino.

Juniores – Nacional da 2.ª Divisão: Varzim, 3 - AD Fafe, 1


Naufrágio previsível em alto mar

Os juniores fafenses perderam por 3-1 na deslocação à Póvoa de Varzim, interrompendo a série de três vitórias consecutivas.
O jogo não era fácil e os fafense não facilitaram mas os varzinistas, a jogar em casa, e com outro estatuto na classificação não enjeitaram a possibilidade de conquistar mais uma vitória. Os comandados por Tenev mantêm, por enquanto a quinta posição na tabela mas, face à aproximação de vários adversários não pode desperdiçar pontos, principalmente em casa, nos próximos. De resto, perder com o segundo classificado não tira brio aos jogadores fafenses.

DIVISÃO DE HONRA - AF BRAGA: Pica, 0 – Taipas, 1

Texto e fotos: João Carlos Lopes


A falhar assim é muito complicado

O Pica pode-se queixar de si mesmo na derrota consentida em casa frente ao Clube Caçadores das Taipas, pois, tal como o opositor, beneficiou de uma grande penalidade, que Vasco desperdiçou. De resto, feitas as contas, as oportunidades desperdiçadas pelo Pica foram muito mais e mais flagrantes que as do Taipas. A equipa de António Valença não aproveitou essas ocasiões ao invés do Taipas que, produzindo menos foi mais eficaz sem ter feito muito o pouco que fez fê-lo bem.
Aos 16 minutos Paulo Jorge negava o golo ao homem do jogo, Carneiro. O mesmo jogador, aos 19 minutos, em jogada dentro da área, sentiu o encosto de Ricardo Azevedo e teve arte para conseguir arrancar uma grande penalidade dando a ilusão de falta ao árbitro. Na conversão, Carneiro não desperdiçou.
O Pica reagiu e aos 23 minutos, Álvaro apareceu solto na área, tentou servir um companheiro mas a jogada acabou por se perder. Aos 27, a bola andou perdida na área do Taipas sem que nenhum jogador do Pica fizesse golo. Na sequência dessa jogada, Ismael apareceu isolado na cara de Micael mas este defendeu. Aos 32, Nando cruzou ao segundo poste onde Nelson atirou para fora.
O Pica tinha o comando do jogo enquanto o Taipas, a vencer, não arriscava, procurando explorar apenas o contra-ataque.
Aos 43 minutos, Carneiro, em boa posição desperdiçou mais uma boa ocasião. O mesmo sucedeu na baliza contrária por intermédio de Fredy.
Os primeiros dez minutos do segundo tempo foram de domínio quase total do Taipas, embora sem que tenha criado muito perigo junto da baliza de Paulo Jorge.
Por volta dos sessenta minutos o Pica soltou-se e passou a equilibrar a contenda. No entanto, até aos 70 minutos, o jogo não produziu bom futebol nem criou situações de golo e só voltou a despertar o público por essa altura.
Aos 71 minutos Israel encaminhava-se para a baliza quando foi travado por Hélder dentro da área, lance que deu grande penalidade e a expulsão do jogar do Taipas. Chamado a converter, Vasco atirou sem convicção para defesa fácil de Micael.
O Pica não baixou os braços e continuou em busca do golo do empate. Aos 81 minutos Israel conseguiu passar por um defensor mas permitiu mais uma defesa ao guarda-redes contrário. Ripostou o Taipas por Nuno Oliveira que obrigou Paulo Jorge a ceder canto.
Aos 86 minutos, na sequência de um canto, Vasco, ao primeiro poste, atirou por cima da trave. No minuto seguinte outra vez Nuno Oliveira a obrigar Paulo Jorge a defender com os pés.
Já em período de compensação, Fredy cruzou junto à linha fazendo a bola passar pela frente da baliza sem que algum companheiro aparecesse para a emenda,
No último dos cinco minutos que durou a compensação Richa tocou de cabeça para Israel e este, novamente na cara de Micael, voltou a falhar.
O jogo terminou de forma inglória para o Pica para desespero dos seus atletas.

Em jogo realizado no campo do Centro para a Formação da Juventude de Arões sob a orientação do árbitro Manuel Mota, auxiliado por Tomás Santos e José Barros, as equipas apresentaram:

PICA: Paulo Jorge; David (Cristóvão, 79’), Montenegro, Nelson, Nando, Ricardo Azevedo (Richa, 59’), Raul, Fred, Álvaro, Vasco e Ismael (Israel, 67’). Treinador, António Valença.

TAIPAS: Micael; Hélder, padre, Tozé, Bertinho, Ronaldo (Cascavel, 75’), Pedro Moita, Nuno Oliveira (Santos, 92’), Carneiro, Pesca e Quinio (Berto, 62’). Treinador, Jorge Batista.

ACÇÃO DISCIPLINAR: Amarelos: Ricardo Azevedo, 19’; Pesca, 24’; Montenegro, 50’; Quinio, 53’; Berinho, 90’ e Micael 93’. Vermelho: Hélder, 71’.

MARCADOR: Carneiro, 20’ (g. p.)

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Andebol – Jogos



Seniores Masculinos - Nacional da 1.ª Divisão

Ginásio do Sul – AC Fafe (31-01-2009)


Seniores Masculinos - Taça de Portugal

Belenenses – AC Fafe (01-02-2009)



Seniores Femininos - Nacional da 2.ª Divisão

AC Fafe – Juventude do Mar (Sábado 18:00 horas - Pav. Mun. Fafe)


Juvenis Masculinos - Nacional da 1.ª Divisão

AC Fafe – Fermentões – (Domingo 12:00 horas - Pav. Mun. Fafe)


Iniciados Masculinos - Nacional da 1.ª Divisão

AC Fafe – Moimenta da Beira (Sábado 12:00 horas - Pav. Mun. Fafe)


Infantis Masculinos - Campeonato Nacional

Limiana - AC Fafe

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Futebol - 3.ª Divisão Nacional: Fafe – Macedo de Cavaleiros


Hora de salvaguardar a posição


O Fafe recebe o quinto classificado, Macedo de Cavaleiros, em mais um jogo de grau de dificuldade elevada. É que a tabela classificativa está de tal maneira ordenada pontualmente que, o pior resultado, ou seja, uma derrota, poderá atirar os fafenses novamente para o sétimo lugar. Na verdade, o Fafe é quarto mas tem o Macedo de Cavaleiros, o Limianos e o Fão a morder-lhe os calcanhares. Uma vitória nesta partida colocará alguma distância, pelo menos para o opositor do dia e, caso o Fão, em Amares, ou o Limianos, em Marinhas, percam pontos, o Fafe pode ganhar alguma, não muita, tranquilidade na posição que ocupa. É certo que são muitos factores conjugados mas, aos fafenses cabe-lhes ganhar o seu jogo, até porque jogam em casa e já venceram esta formação na primeira volta por 2-1, na deslocação que fizeram a Trás-os-Montes quando decorria a sexta jornada do campeonato. Já é altura do Fafe consolidar uma posição no grupo que vai discutir a subida de divisão e, pelo que se viu nos últimos jogos, uma boa atitude e garra vencedora só terá que manter a mesma bitola, sendo certo que a equipa contrária também vem a Fafe para discutir o resultado.

Futsal – AF Braga – Série B: Guimarães Futsal - Nun’ Álvares


Mais um grande teste

O Nun'Álvares viaja até Vizela onde vai jogar com o actual comandante da classificação, o Guimarães Futsal, num jogo que não decide nada mas pode aquilatar do verdadeiro valor actual dos dois conjuntos. O resultado tal como o do jogo anterior pode decidir-se até ao último segundo. Os pupilos de Nelo Barros vêm embaladíssimos com sete vitórias consecutivas e da vitória no recinto do terceiro classificado, o Mouquim, pelo que os cinco pontos de avanço, seja qual for o resultado não colocam em causa o segundo lugar. Porém, caso surja uma vitória a distância para o primeiro ficará, deveras, mais curta e dará alento para a equipa fafense pensar ainda mais seriamente na subida de divisão.

Juniores – Nacional da 2.ª Divisão: Varzim - AD Fafe


Missão difícil mas não impossível


O Fafe desloca-se à Póvoa de Varzim para disputar o jogo correspondente à 20ª jornada do Campeonato Nacional de Juniores da 2.ª Divisão.
Depois da vitória em Cerveira os comandados de Tenev vão tentar enfrentar os lobos do mar, sabendo que é uma missão muito difícil mas não impossível. Na primeira volta, à nona jornada, o Fafe perdeu em casa com os varzinistas por 2-0 mas deu muita réplica ao então comandante da classificação. Nesta altura o Varzim é segundo classificado, depois do Desportivo das Aves, com menos dois pontos que o líder. No entanto, os quatro empates e as duas derrotas mostram que o Varzim também tem fragilidades. Cabe aos fafenses explorá-las e tirar daí o melhor partido para a conquista de pontos.

D. HONRA – AF BRAGA

Pica - Taipas
Laje - Arões

O Pica vai receber o Taipas numa partida que, pela posição antagónica dos dois conjuntos na tabela se prevê difícil para os fafenses. O Taipas luta para subir enquanto o Pica luta para não descer. Os taipenses perderam em Ronfe, na última jornada por 4-2, pelo que querem rectificar esse mau resultado que os atrasou na corrida ao primeiro lugar. O Pica empatou a uma bola no terreno do Forjães e, apesar do jogo ser difícil, os orientados de António Valença vão ter que fazer o tudo por tudo para, no mínimo, pontuarem mas, é a vitória que se pede. Depois da passagem da eliminatória da Taça, vitória nas grandes penalidades em Vila Chã, o Pica está mais moralizado para este jogo.

O Arões desloca-se ao terreno do Laje, antepenúltimo classificado. A equipa de Luís Gomes vem de uma derrota, consentida nos últimos minutos, no campo do Esposende. Já se sabe que nesta divisão não é fácil ganhar jogos fora, muito menos a equipas que têm historial no futebol nacional como é o caso do Esposende. Frente ao Laje não é bem a mesma coisa. Apesar da posição que ocupa, 13.º, é uma equipa com a mesma tarimba dos aronenses pelo que, por essa perspectiva, o jogo não vai ser fácil mas, o Arões tem argumentos para fazer um pouco melhor do que fez em Esposende. A eliminação da Taça, nas grandes penalidades, frente ao Águias da Graça ainda está fresca mas o Arões tem capacidade para gerir bem estes últimos resultados.

Regionalona – Jogos


I DIVISÃO - SÉRIE B

O SILVARES, de Carlos Salgado, vai receber o Ases de Santa Eufémia, equipa que está no penúltimo lugar da tabela, ao invés dos fafenses eu estão em primeiro lugar com 28 pontos, embora com mais um jogo disputado que o Cabeceirense, segundo com 26 pontos. Se o Silvares aproveitar o embalamento do jogo anterior (3-0 no campo do Polvoreira), este deverá ser um jogo que não deve dar complicações. Além disso a equipa de Carlos Salgado está moralizada pela recente vitória em Cabeceiras de Basto para a Taça.

O ANTIME, de Domingos Freitas, desloca-se ao terreno de uma equipa que já andou nos primeiros lugares, o Pedralva, que agora se encontra na sexta posição a seis pontos do Silvares. O Antime é 11.º e está a fazer um campeonato pouco ou nada consistente. Na última partida empatou em casa com o Santo Adrião mas tem valor para fazer mais e melhor.

O FERMILENSE, de Luís Carlos, recebe o Santo Estêvão. A equipa orientada pelo treinador fafense que subiu de divisão na temporada passada está a fazer um campeonato que se pauta pela irregularidade e teima em não sair disso mas, a equipa pode e vai conseguir fazer melhor e a jogar com o último é o momento ideal para isso.

O PONTE, de Paulinho, recebe o nono classificado, Polvoreira. Apesar de ainda não ter perdido desde que está ao leme do conjunto vimarenense, o técnico fafense não deve ter encaixado bem o empate a uma bola cedido no campo do último, Santo Estêvão. Terá de ser com esse amargo de boca que ganhará força redobrada para vencer agora o Polvoreira.


II DIVISÃO - SÉRIE D

O TRAVASSÓS, de Fernando Ferreira, recebe o FORNELOS de Carlos Careca, num “derby” fafense sempre emocionante em que, apesar do bom momento que atravessa o Travassós, creio que, a maioria dos apostadores, não arriscariam um resultado isolado mas sim uma tripla, ou seja, 1X2. Na verdade entre estas duas equipas tudo pode acontecer. O Travassós está mesmo num momento arrasador enquanto o Fornelos está na fase menos positiva da época. Dois pólos distintos que poderão proporcionar um grande jogo de futebol. O Travassós vem de uma vitória em Alvite por 2-0, enquanto o Fornelos perdeu em casa com o Guilhofrei por 1-0.

O UNIÃO MOREIRENSE, de Jorge Costa, protagoniza outro “derby” fafense com deslocação ao terreno do AGRUPAMENTO DE SANTA CRISTINA, de Marcelo Fernandes. Mais um jogo de tripla em que não se arrisca um resultado isoladamente. Os “derbys” são como os melões mas aqui só se sabe o resultado quando o jogo estiver terminado por muito que uma equipa esteja melhor que outra. O Agrupamento vem da primeira derrota desde que Marcelo Fernandes assumiu o comando da equipa e pesada, perdeu em casa com o Campelos por 3-0. Por seu lado, o União Moreirense perdeu em Brito por 4-1. Dois orgulhos feridos à procura de uma alegria. Que melhor motivação poderia haver para se assistir a um bom jogo.

Campeonatos Distritais – Camadas Jovens – Jogos



Juniores – 1.ª Divisão – Série B

Oliveirense - Arões


Juniores – 2.ª Divisão – Série C

Celoricense - Silvares

Bairro FC - Estorãos

Gandarela - Antime


Juvenis I Divisão – Série B

AD Fafe – Famalicão B


Juvenis II Divisão – Série D

V. Gama – Torcatense

Sandinenses - Ases de S. Jorge

Golães – Cabeceirense


Iniciados I Divisão – Série B

Vitória Guimarães - AD Fafe


Iniciados II Divisão – Série C

Ases de S. Jorge – Ronfe


Infantis – Série G

Airão - Fafe

Ases de S. Jorge – Pevidém B


Infantis – Série H

Moreirense - AD Fafe

Celoricense - Ases S. Jorge B

Núcleo Sportinguista de Fafe



Visita de Soares Franco

Sábado pelas 12 horas


No seguimento do que tem vindo a fazer desde que foi empossado presidente do Sporting Clube de Portugal, Filipe Soares Franco vai aproveitar a vinda do Sporting à Trofa para visitar mais alguns núcleos sportinguistas do Norte do País, entre os quais se destaca o de Fafe. A visita do presidente sportinguista está prevista para o próximo Sábado, pelas 12 horas.
Não será muito o tempo que Soares Franco estará em Fafe uma vez que a agenda prevê deslocação a Freamunde prevista para as 14 horas. Contudo, será um motivo para que todos os Sportinguistas de Fafe possam ver de perto o ainda presidente do seu Clube.

Patinagem Artística - 14 e 15 de Março de 2009

Foto: http://www.patartisticafafe.blogspot.com/

Campeonato Nacional de Show e Precisão

Espectáculo sobre rodas

O Pavilhão Multiusos, em Fafe, vai receber nos dias 14 e 15 de Março de 2009, pelo terceiro ano consecutivo, o Campeonato Nacional de Show e Precisão em patinagem artística, competição que envolve centenas de patinadores.

Trata-se de uma modalidade que engloba as vertentes de patinagem sincronizada, com coreografia e música, que resulta num espectáculo magnífico de movimento, luz e cor.
Esta competição volta a Fafe, segundo o sitio de patinagem do Grupo Nun'Alvares "em virtude da excelente organização por parte dos nunalvaristas nas duas edições anteriores desta competição". É por isso, que a Federação Portuguesa de Patinagem atribuiu pelo terceiro ano consecutivo a organização do Campeonato Nacional de Show e Precisão ao Grupo Nun'Alvares, de Fafe, o qual se enpenha seriamente por proporcionar a pratica da patinagem e divulgar a modalidade, cativando o público e os praticantes com a sua capacidade organizativa.
De salientar, ainda, a importância desta competição em que os três primeiros classificados, em cada vertente e escalão, ficam apurados para o Campeonato Europeu que este ano se realizará em Itália (Reggio Emilia) de 30 de Abril a 2 de Maio.

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

AF Popular de Fafe – Resultados

Seniores – 9.ª jornada

Ribeiros, 2 – S. Clemente, 1
Golães, 2 – Serafão, 0
Vinhós, 1 – Aboim, 0
Fareja, 1 – Amigos de Quinchães, 2
Marinhão, 2 – Pardelhas, 0



Juvenis – 4.ª jornada

Armil, 1 – Pardelhas, 3
Travassos, 5 – Serafão, 1
Fornelos, 1 – Oleiros, 4



Futsal Feminino

Armil, 0 – Estorãos, 3
Serafão, 2 – Regadas, 1
Panteras, 0 – Amigos de Quinchães, 0

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Taça AF Braga – Juniores e Juvenis



Fafe e Antime são os únicos sobreviventes

Só restam duas equipas de Fafe na Taça AF de Braga nos escalões de Juniores e Juvenis, cumprida que está a terceira eliminatória. O Antime é agora o único representante fafense no escalão de Juniores e a AD Fafe está na mesma condição no escalão de Juvenis.

Em Juniores, o Antime recebeu e bateu o Meães por 3-1, o que lhe garante a presença no próximo sorteio. Quem não teve a mesma sorte foi o Arões que recebeu o Moreirense Futebol Clube com quem perdeu por 5-0.

Em Juvenis, a única equipa que ainda restava na prova, a AD Fafe foi vencer ao terreno do Esposende por 3-1, pelo que tem presença garantida na próxima eliminatória, sendo certo que é apontada como um dos candidatos à conquista do troféu.

Legião Estrangeira

LIGA VITALIS – 15.ª Jornada
- Jornada pouco produtiva para os fafenses

O GIL VICENTE, de Tiago André, venceu categoricamente o líder Olhanense por 3-0. O fafense continua a não ser opção para o técnico Manuel Ribeiro. Os de Barcelos estão no terceiro posto a uma vitória do segundo, Santa Clara e a quatro pontos do comandante.

O DESPORTIVO DAS AVES, de Henrique e Jorge Duarte, perdeu no terreno do Estoril por 3-2. Nenhum dos fafenses esteve em campo nesta partida, por estarem ambos lesionados. A equipa avense está a meio da tabela a nove pontos do líder.

O VIZELA, de Sandro, empatou em casa com o Varzim a uma bola. O jogador fafense entrou aos 78 minutos da partida. Os vizelenses falharam uma grande penalidade nos minutos finais.

O BOAVISTA, de Bruno, perdeu no recinto do Sporting da Covilhã por 1-0. Com este resultado a equipa do Bessa está muito perto dos lugares de despromoção. O jogador fafense voltou a actuar os noventa minutos.

O GONDOMAR, de Castro, empatou em casa com a Oliveirense a zero bolas. O jogador fafense está de pedra e cal na equipa e voltou a jogar o tempo inteiro. O Gondomar continua abaixo da linha de água.

Na classificação o Olhanense é o 1.º Classificado com 29 pontos; o GIL VICENTE, é 3.º, com 25; o DESPORTIVO DAS AVES, é 8.º, com 20; o VIZELA é 12.º, com 18; o BOAVISTA, é 14.º, com 17 e o GONDOMAR, 15.º, com 14.


II DIVISÃO B – Série A - 18.ª Jornada
- Maria partiu o cântaro outra vez

O MARIA DA FONTE, de Fredy e Filipe, perdeu no terreno do Tirsense por 2-1. Cada vez está mais difícil para a equipa da Póvoa de Lanhoso sair do lugar que ocupa na tabela, penúltimo. Ainda reagiu durante alguns jogos mas continua complicado.


III DIVISÃO – Série A - 18.ª Jornada
- Só o Mondinense perdeu

O VIEIRA, de Rambóia e Óscar, não vai em modas e foi bater o Prado, no recinto deste, por expressivos 4-1. Se dúvidas haviam quanto ao valor desta equipa elas vão ficando dissipadas com os bons resultados uns atrás dos outros. É líder isolado com mais dois pontos que o Bragança.

O JOANE, de Gil, Miguel Lemos, Jader e André (ex-Maria da Fonte), foi bater o pé ao então líder, Bragança onde empatou a uma bola. Os dois golos do jogo foram de grande penalidade e Gil encarregou-se de marcar a que pertenceu ao Joane. A equipa dos fafenses está em terceiro lugar a quatro pontos do segundo e com quatro de vantagem do Fafe.


O AMARES, de Ismael, foi empatar ao terreno do vizinho, Vilaverdense, a duas bolas. O fafense ajudou a sua equipa a conquistar um ponto e, apesar de ser muito lentamente, os amarenses têm mostrado melhorias significativas. Ocupam o 12.º lugar.

O MONDINENSE, de Leandro, perdeu em casa com o Fafe por 2-1. Apesar de ter mudado de treinador a equipa de Mondim que tem o seu parque de jogos em obras, continua no penúltimo lugar. Contra o Fafe deu réplica mas isso não chegou.

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

2.ª Divisão Distrital: União Moreirense, 0 – GD Fornelos, 1


Kikas marca no regresso de Bispo

Em jogo de acerto de calendário relativo à 12.ª jornada, a tal que não se realizou devido à neve, o Fornelos foi vencer ao terreno do União Moreirense por 1-0.
A equipa de Carlos Careca regressa, assim, às vitórias e já tem ao seu dispor o goleador Kikas, autor do tento solitário do jogo.
Neste encontro o técnico do Fornelos contou ainda com outro reforço, Bispo.
Este derby fafense era o único jogo que faltava da 12.ª jornada e coloca a equipa de Santa Comba no quarto lugar. Quanto ao União Moreirense, continua na 13.ª posição.

Andebol – Resultados

Textos: Associação de Andebol de Braga
Campeonato Nacional da 1ª Divisão – Seniores Maculinos
.
AC Fafe, 29 – Avança, 20


A “orquestra” do Fafe mostrou-se mais uma vez coordenada, a roçar o brilhantismo, não deixando fugir a oportunidade de ascender ao 2º lugar na classificação geral, com 35 pontos, contra os 39 do 1º classificado, mas com um jogo a menos que estes.
O adversário, o Avanca, não era um rival qualquer, é um dos candidatos aos lugares cimeiros desta competição. Por essa razão, esta vitória, pelos números expressos, reveste-se de um brilho especial, deixando antever um Fafe cada vez mais capaz e ambicioso.
Nesta Fase, existem ainda alguns degraus para percorrer. O apuramento para a participação na Fase Final dificilmente ficará em causa. A competição entrou numa fase importante onde o Fafe tem que assumir claramente a luta pelos lugares da frente. Quanto mais à frente, mais e melhores perspectivas se abrem para atacar a Fase Final com sucesso. O grupo de trabalho, mesclado entre jovens e menos jovens, tem deixado provas de uma acutilância capaz de superar os mais difíceis obstáculos. Será que é possível continuar a deixar o desassossego nos palcos dos próximos adversários?

Campeonato Nacional 2.ª Divisão - Seniores Femininos
.
Palmilheira, 19 – AC Fafe, 12


Campeonato Nacional de Juniores – 1.ª Divisão
.
S. Bernardo, 35 – AC Fafe, 29

O Fafe entrou a perder e foi a perder que saiu do jogo frente ao S. Bernardo. Durante os sessenta minutos, não conseguiu nunca fazer frente ao S. Bernardo, permitindo que este gerisse uma vantagem com oscilações que variavam entre os quatro e os sete golos, com excepção da ponta final, onde, já com os braços caídos, a diferença aumentou.
Foi apenas o confirmar do prognóstico, pois este pendia claramente para o lado dos Aveirenses.

Campeonato Nacional de Juvenis
.
Penedono, 33 – AC Fafe, 32

A oito minutos do fim, o Fafe vencia por cinco golos, no final perdeu por um! O que falhou? Capacidade de gerir a vantagem nos minutos finais.


Campeonato Nacional de Iniciados da 1ª Divisão
.
FC Porto, 28 – AC Fafe, 26


O Fafe assumiu uma atitude de desafio perante o FC Porto e ia conseguindo os seus intentos, pois conseguiu bater-se pelo resultado até ao final da partida. Ao intervalo, o resultado registava um empate a 15 golos e foi já na ponta final do jogo que o Fafe consentiu a derrota.
Este jogo visava o acerto e calendário, mas, independentemente do resultado, nada se alteraria em termos classificativos. Falta apenas uma jornada desta 1ª Fase e o Fafe terminá-la-á em 5º lugar.


Campeonato Nacional de Infantis
.
ABC-B, 26 – AC Fafe, 13


A esperada derrota do Fafe, frente ao ABC-B, praticamente ditou o afastamento do Fafe do grupo que irá disputar a 2ª Fase.

Futsal – AF Braga-Série B: Mouquim, 1 – Nun’Álvares, 2



Nobres e vitoriosos cavaleiros


Como se previa, o Nun’Álvares deslocou-se ao pavilhão do Mouquim, em Famalicão, decidido a cobrar o jogo da primeira volta, onde sofreu a única derrota, até agora, neste campeonato.
Começou melhor a equipa de Nelo Barros que comandou o jogo da maneira que melhor lhe convinha. A partida decorria à feição da equipa fafense, que não permitia que o adversário pusesse em cheque o seu último reduto. O Nun´Alvares dominava o jogo, embora não dispusesse de oportunidades flagrantes de golo, o que também acontecia do outro lado.
À passagem do 15.º minuto, Bruno Portas flectiu da ala direita para a ala oposta e, na sequência da jogada, disparou forte com o seu pé esquerdo batendo o guardião contrário que não viu a bola partir, inaugurando assim o marcador.
Tentou o Mouquim ripostar, mas os fafenses não o permitiram e tiveram uma boa jogada entre Paulo e Renato, com este a aparecer isolado perante o guarda-redes famalicense e a desviar a bola, acabando esta por tocar nos dois postes e sair para o terreno de jogo, perdendo-se assim uma boa oportunidade.
No segundo tempo, o Nun’Álvares deu o domínio de jogo aos locais, mas as oportunidades de golo só apareciam na baliza do Mouquim, pois os fafenses respondiam em rápidos contra-ataques, embora não conseguindo dilatar o marcador. Paulo, Renato (ao poste), Toni (por 2 vezes) surgiram em óptima posição para finalizar, mas não conseguiram aumentar o avanço de um golo. Pelo contrário, Pimenta raramente era incomodado. A dois minutos e quarenta segundos do fim e após um ataque dos fafenses, o Mouquim respondeu em contra-ataque acabando por igualar o marcador.
Os nunalvaristas partiram de imediato para reposição da vantagem e Toni, depois de fintar o guarda-redes contrário, rematou ao lado da baliza, falhando assim o golo da vitória. Mas não se esperaria muito para Artur concluir mais uma jogada de laboratório e pôr outra vez o Grupo Nun’Álvares na frente do marcador.
Tentou o Mouquim voltar ao empate, prescindindo do seu guarda-redes e colocando o quinto elemento em campo mas, os nunalvaristas dão-se muito bem com este sistema e não permitiram, sequer, que eles chegassem perto da sua área. Com esta vitória, o Nun’Álvares aumentou a vantagem para o terceiro classificado, que continua a ser o Mouquim, para cinco pontos.
No próximo Sábado, os fafenses deslocam-se a Vizela para defrontar o 1.º classificado, o Guimarães Futsal, mas vão com a convicção de que possuem equipa para fazer frente ao comandante. Vamos esperar para ver.

domingo, 25 de janeiro de 2009

TAÇA AF BRAGA: Cabeceirense, 0 – Silvares, 0 ( 0 -1 a. p.)


Golo de Marcelo valeu eliminatória


O Grupo Desportivo de Silvares não tinha tarefa fácil pela frente na deslocação que fez ao recinto do Atlético Cabeceirense para a quarta eliminatória da Taça AF de Braga. Mas, se não era fácil também não a complicou ainda mais. Fez o que tinha a fazer e aproveitou no momento certo e na hora exacta para passar à eliminatória seguinte.
Os rapazes comandados por Carlos Salgado não fugiram à regra das outras duas equipas fafenses e, ao fim dos noventa minutos, registavam uma igualdade a zero golos. Parecia ser esta a sina traçada para as três equipas de Fafe envolvidas na eliminatória. Até ao fim do tempo regulamentar todas fizeram o mesmo, não marcaram nem sofreram, No entanto, os silvarenses evitaram que a sorte ditasse o desfecho do encontro quando, aos três minutos do prolongamento, Marcelo fez o golo que carimbou a passagem na eliminatória.
Além de evitar as grandes penalidades que são sempre um momento de suspense e de desfecho imprevisível, o Silvares derrotou o seu mais directo adversário no campeonato da 1.ª Divisão, onde as duas equipas ocupam os dois lugares cimeiros da tabela, De resto há-de voltar a este mesmo recinto para o encontro respectivo à segunda volta do campeonato. Mas, entretanto, os fafenses saboreiam esta vitória e a passagem na eliminatória da Taça.

TAÇA AF BRAGA: Vila Chã, 0 – Pica, 0 ( 6 -7 g. p.)


Pica segue em frente


O Pica deslocou-se ao recinto do Vila Chã, formação da I Divisão Distrital e acabou por ter a sorte do seu lado na lotaria das grandes penalidades.
Já se sabe que os jogos da Taça não são fáceis para ninguém, pois as equipas ditas mais fracas agigantam-se e criam sérios problemas às ditas mais fortes.
A equipa de António Valença lutou por um resultado que evitasse o prolongamento e não conseguiu. Nos trinta minutos complementares a igualdade a zero golos persistiu o que levou a decisão da eliminatória para as grandes penalidades. Aí os homens da Pica foram mais felizes mas, só o foram porque marcaram mais que os seus adversários e só assim a sorte lhe sorriu.
O Pica forma, agora, juntamente com o Silvares, a dupla de representantes fafenses na próxima eliminatória da Taça AF de Braga.
Seria bom que a boa campanha nesta competição se venha a reflectir nos próximos jogos do campeonato dando novo alento aos jogadores e a todos os piquenses que têm fortes razões para acreditarem que a manutenção não é uma utopia mas sim um objectivo que deve e pode ser conquistado.

Futebol - 3.ª Divisão Nacional: Mondinense, 1 – Fafe, 2



Três pontos arrancados a Ferrinhos


O Fafe jogou no novo complexo desportivo de Celorico de Basto com o Mondinense, num piso sintético de última geração, onde venceu por duas bolas a uma com mais uma grande exibição de Ferrinho, jogador fafense que marcou o primeiro golo e fez a assistência para o segundo.
Os primeiros quinze minutos não produziram oportunidades de golo em qualquer uma das duas balizas mas, aos 23 minutos, Ricardo Jorge foi à linha de fundo, no lado direito e cruzou rasteiro para Ferrinho que apareceu ao primeiro poste a emendar para o golo.
Sob o intervalo, Cerdeira fintou o guarda-redes do Mondinense e quando todos se preparavam para gritar golo, o jogador fafense acabou por atirar ao lado.
No segundo tempo, o Mondinense procurou imprimir outro ritmo à partida desde início, criando vários problemas ao meio campo fafense que demorou algum tempo a voltar a ter a partida sob controlo.
Aos 61 minutos, mais um trabalho excepcional de Ferrinho, agora sobre o lado esquerdo do ataque do Fafe, depois entregou a Zézé para este fazer o segundo golo fafense.
Na busca de um resultado melhor, o Mondinense esgotou as substituições, primeiro fez duas de uma assentada e, pouco, depois, foi forçado a fazer a terceira por lesão de um atleta. No Fafe, Vítor Borges deu a sua vez a Sílvio e a equipa fafense passou a ter uma defesa mais coesa.
Alguns minutos depois o Fafe procedeu à segunda alteração, saiu Ferrinho para a entrada de Armando, numa altura em que a partida estava próxima dos últimos dez minutos. Volvidos mais alguns minutos saiu Zézé para dar o lugar a Fernandes.
Já em período de compensação, o Mondinense diminuiu através de César, defesa central, que apareceu a cabecear no segundo poste, provocando um final desesperado para os fafenses.
Ainda houve tempo para um livre a favor do Mondinense com o seun guarda-redes a subir à área fafense.
Os últimos dois minutos foram difíceis mas o Fafe aguentou a pressão e obteve os três preciosos pontos em disputa, o que lhe permite manter a posição que ocupava na tabela.

sábado, 24 de janeiro de 2009

Juniores – Nacional da 2.ª Divisão: Cerveira, 1 - AD Fafe, 2



Samu e Fábio Teixeira elevam Fafe ao 5.º lugar


Foi muito proveitosa a deslocação que os Juniores da AD Fafe fizeram ao recinto do Cerveira onde venceram por 2-1 e ascenderam ao quinto posto da classificação.
Os pupilos de Tenev enfrentaram o jogo como se de uma final se tratasse e, com brio e dignidade, arrancaram para mais um êxito, o terceiro no prazo de sete dias. Vitória em casa com o Abambres por 4-0, nova vitória nas Taipas na última terça-feira, por 1-0, em jogo de acerto de calendário e agora repetem a dose no Alto Minho, em Vila Nova de Cerveira.
Já tínhamos dito que os jogadores fafenses estão mais maduros, mais rodados e têm outro conhecimento dos adversários, factores que têm permitido praticar um futebol mais coeso e consistente o que se tem reflectido nos resultados.
Em Cerveira, Samu e Fábio Teixeira apontaram os golos fafenses todos na segunda parte. Após o primeiro golo do Fafe, os anfitriões ainda lograram empatar mas a vontade e o querer dos fafenses falou mais alto.

TAÇA AF BRAGA: Arões, 0 – Águias da Graça, 0 (2-4 g. p.)

Texto e fotos: João Carlos Lopes

Arões deixou as águias fazerem ninho

O Arões disse Adeus à Taça AF de Braga da presente temporada ao ser eliminado na lotaria das grandes penalidade pelo Águias da Graça, equipa a quem já tinha vencido, no mesmo campo, para o campeonato. Ao cabo de 120 minutos ambas as equipas ficaram em branco pelo que, na marcação de penáltis, o Águias da Graça foi mais eficaz ao concretizar todos os remates feitos à baliza ao invés do Arões que falhou o segundo e terceiro penalti.
O jogo iniciou-se a um ritmo intenso com as duas equipas a quererem resolver cedo a eliminatória o que se viria a revelar ilusório.
Na primeira parte houve duas situações de maior apuro para os guarda-redes. Aos 20 minutos Vitinha rematou rasteiro para defesa de Nuno Rocha e aos 22, foi Ricardo Cruz a rematar para um voo de Coelho negar o golo ao Águias da Graça.
Durante o primeiro tempo, apesar da vontade das equipas os lances morreram quase todos à entrada da área.
No segundo tempo as equipas voltaram a mostrar encaixe o que dava pouco espaço de manobra para os jogadores mais atacantes.
Aos 57 minutos houve um falhanço colectivo da defesa do Águias da Graça, mas Vitinha não conseguiu chegar à bola por saída espontânea de Nuno Rocha. Cinco minutos depois o guarda-redes do Águias voltou a estar em foco ao negar o golo a Zezinho.
Aos 70 minutos gritou-se golo mas o livre directo de Peixoto era, de facto, indirecto, pelo que o golo não contou para o Arões.
Assistia-se a um período de algum controle por parte do Arões mas nos poucos lances que dispunha no ataque não conseguia concretizar.
Mesmo em cima dos noventa minutos Lixa fez um cruzamento/remate que obrigou Coelho a brilhar com grande defesa.
Já no prolongamento, aos 93 minutos, Adriano falhou o que parecia um golo certo. Com Coelho fora da baliza atirou à confiança mas Pinto interceptou o lance e negou o golo aos forasteiros.
Aos 109 minutos, Miguel foi à linha, cruzou, a bola viajou junto à baliza mas não apareceu ninguém para emendar.
Aos 114 minutos, Filipe atirou rasteiro ao poste mais distante mas Nuno Rocha voltou a negar o golo com mais uma boa defesa.
A decisão arrastou-se para as grandes penalidades e aí aquele que errasse menos seria o vencedor. A primeira equipa a marcar foi a do Arões com Duarte Nuno a converter. O Águias da Graça também marcou por Lixa, seguiu-se Murilo que permitiu a defesa a Nuno Rocha; Pedro não falhou para o Águias, mas o Arões voltaria a não marcar por Peixoto. Os visitantes tiveram em Gama mais um remate certeiro e o Arões voltou a marcar por Romeu mas, Ricardo Cruz converteu e deu a vitória ao Águias da Graça que assim voa para a eliminatória seguinte da Taça AF de Braga.

Em jogo realizado no campo do Centro para a Formação da Juventude de Arões sob a orientação do árbitro Manuel Mota, auxiliado por Tomás Santos e José Barros, as equipas apresentaram:

ARÕES SC: Coelho; Peixoto, Pinto, Bruno (Duarte Nuno, 115’), César, Zezinho, Ibrahima (Murilo, 86’), Romeu, Miguel, Vitinha (Filipe, 82’) e Piruta. Treinador, Luís Gomes.

ÁGUIAS DA GRAÇA: Nuno Rocha; Miguel II, Bruno, Valete (Adriano, 62’), Agostinho, Barbosa, Lixa, Ricardo Cruz, Gama, Marinho, (Pedro, 109’) e Rui Abreu (João Carlos, 82’).
ACÇÃO DISCIPLINAR: Amarelos, Bruno, 9’; Peixoto, 67’; Gama, 80’.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

AF Braga – Selecção Distrital - Convocatória


Celso (Silvares) e Piruta (Arões) são as novidades


A Selecção Distrital de Futebol vais disputar mais um treino, no dia 27 de Janeiro, com vista à preparação para a participação na fase intermédia do torneio de apuramento da Taça UEFA das Regiões, que se vai realizar em França entre os dias três e nove de Abril próximo.
Se a pré-convocatória anterior tinha sido dividida por duas fases em que os jogadores foram separados pelas regiões do Vale do Ave e Vale do Cávado, esta convocatória foi mais selectiva, onde se misturam as duas regiões.
Em relação aos jogadores fafenses, ou outros a representar equipas do Concelho de Fafe, destaca-se a continuidade de Ferrinho e Rambóia, bem como de Paulo Jorge e Joel. Desta vez não foram chamados Tiago e Rui Ossos, do Arões, mas, em contrapartida, foi convocado Piruta, do mesmo Clube, e Celso do Grupo Desportivo de Silvares.

A convocatória completa, feita pelo coordenador Fernando Louro é a seguinte:

AD FAFE: Ferrinho
ARÕES SPORT CLUBE: Piruta
PICA: Paulo Jorge e Joel
SILVARES: Celso
RONFE: Moreno e Martins
MARTIM: Filipe, Ciso, Sandro e Manaus
TORCATENSE: Nelson, Bruno Ribeiro e Gustinho
SANTA EULÁLIA: Tiago
VIEIRA SPORT CLUBE: Rambóia e Castelar
MARINHAS: Cláudio e Palheiras
SERZEDELO: Nera e Feliz
VILAVERDENSE F. C.: Gel e Barroso
FC FAMALICÃO: Tó
PRADO: Banana e Duarte
FÃO: Abílio e Zé Pedro
PORTO D’AVE: Meira
AMARES: Luís Filipe

Andebol - Jogos

- Seniores Masculinos - Nacional da 1.ª Divisão

AC Fafe – Avanca »» Sábado »» 18:30 horas »» Pav. Mun. Fafe


- Seniores Femininos - Nacional da 2.ª Divisão

Palmilheira - AC Fafe


- Juniores Masculinos - Nacional da 1.ª Divisão

S. Bernardo - AC Fafe


- Juvenis Masculinos - Nacional da 1.ª Divisão

Penedono - AC Fafe


- Iniciados Masculinos - Nacional da 1.ª Divisão

FC Porto - AC Fafe

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Taça AF Braga - 4.ª Eliminatória

.
Arões - Águias da Graça
.
VilaChã - Pica
.
Cabeceirense - Silvares
.
A Taça Associação de Futebol de Braga nos escalões de Seniores, Juniores e Juvenis prossegue este fim-de-semana com a realização dos jogos correspondentes à 4.ª eliminatória.


Em seniores, o Arões recebe o Águias da Graça, formação que milita igualmente na Divisão de Honra.


O Pica vai jogar no recinto do Vila Chã, equipa da série A da 1.ª Divisão.


O Silvares desloca-se ao terreno do Cabeceirense, igualmente da série B da I Divisão Distrital.


Em Juniores, o Antime vai receber o Meães, igualmente da II Divisão deste escalão. O Arões, da 1.ª Divisão, recebe o Moreirense também da mesma série e escalão.

Em Juvenis, a AD Fafe vai deslocar-se ao recinto do Esposende, equipa da Série A, igualmente da 1.ª Divisão.

Futebol - 3.ª Divisão Nacional: Mondinense – Fafe


Apanhar a Mondinense em andamento


O Fafe desloca-se ao novo complexo desportivo de Celorico de Basto onde jogará com o Mondinense, por o estádio deste clube, onde joga o fafense Leandro, estar em obras. Depois da vitória categórica por 2-0 sobre o Prado o Fafe tem obrigação de vencer o Mondinense neste jogo. Tem! Mas, na primeira volta também a tinha e não o fez, cedendo um empate na quinta jornada a uma bola. A equipa de Carlos Condeço está mais madura, mais rodada, mais entrosada e já deu mostras de que, quando quer, saber e pode jogar bom futebol. Como os campeonatos são uma prova de regularidade tem faltado isso mesmo aos fafenses, serem mais consistentes. Quando conseguirem isso, também ganharão mais tranquilidade na tabela evitando o constante entra e sai da zona de acesso à luta pela segunda divisão. Contra o Mondinense, o Fafe só tem que fazer o que fez contra o Prado, ganhar e mais nada!

Juniores – Nacional da 2.ª Divisão: Cerveira - AD Fafe


Fazer melhor que o empate da 1.ª volta


Os Juniores da AD Fafe deslocam-se a Vila Nova de Cerveira para jogar com a equipa local em mais uma jornada do nacional da 2.ª Divisão na categoria. Na primeira volta, em Fafe, registou-se um empate a uma bola pelo que, agora, com a equipa do Fafe mais rodada e com outra atitude, espera-se um pouco melhor, ou seja, a vitória.
Depois dos 4-0 ao Abambres, a equipa de Tenev desloca-se ao Alto Minho moralizada e na busca de mais uma alegria. Vão defrontar-se o sexto classificado, o Fafe, contra o oitavo. É curioso que, na primeira volta as posições estavam invertidas.
.
Vitória preciosa nas Taipas em jogo em atraso
.
Entretanto, a AD Fafe, realizou na terça-feira, dia 20, pelas 20 horas, no campo dos Sandinenses, o jogo que estava em atraso relativo à 17.ª jornada, no qual defrontou a equipa do Clube Caçadores das Taipas e onde obteve uma vitória tangencial, mas preciosa, por 1-0. O fafense golo foi obtido aos 34 minutos, por Tiago Ribeiro.

Futsal – AF Braga – Série B: Mouquim - Nun’ Álvares


Confronto entre candidatos


O Nun'Álvares desloca-se ao recinto do Mouquim naquele que será um dos primeiros jogos de cariz mais difícil que os fafenses vão enfrentar nos próximos tempos. Na luta pelos três pontos vão estar dois candidatos à subida de divisão, o segundo e o terceiro classificados, Nun’Álvares e Mouquim, respectivamente. O Mouquim empatou com o Santo Adrião no último jogo a três bolas enquanto Nun’Álvares cilindrou o Pinheiro Torto por 8-2. Os fafenses estão na fase ascendente com seis vitórias consecutivas e já mostraram que não temem qualquer adversário. Custou a pegar mas depois foi sempre a dar-lhe.

Campeonatos Distritais – Camadas Jovens – Jogos

Juniores – Taça AF Braga

Arões - Moreirense

Antime - Meães


Juvenis Taça AF de Braga

Esposende - AD Fafe


Iniciados I Divisão – Série B

Vitória Guimarães - AD Fafe


Iniciados II Divisão – Série C

Ases de S. Jorge – Ronfe


Infantis – Série G

Airão - Fafe

Ases de S. Jorge – Pevidém B


Infantis – Série H

Moreirense - AD Fafe


Celoricense - Ases S. Jorge B

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Ciclismo e BTT

Notícias da Associação de Ciclismo do Minho
.
FILIAÇÕES 2009: Inscreva-se na Associação de Ciclismo do Minho como cicloturista ou betetista, obtendo a licença desportiva para quem pratica regularmente ciclismo e participa em eventos de “Ciclismo para Todos” (estrada, passeios, maratonas BTT) e em maratonas de BTT de competição (Taça de Portugal e outras).Incluíndo seguro desportivo (acidentes pessoais e responsabilidade civil), a licença custa apenas 25 €, baixando para 10 € no caso de praticantes até os 14 anos.
.
CALENDÁRIOS DESPORTIVOS 2009: Na época desportiva de 2009 a Associação de Ciclismo do Minho promoverá 85 dias de provas das vertentes de estrada e de BTT.
.
NOVOS ÓRGÃOS SOCIAIS DA ASSOCIAÇÃO DE CICLISMO DO MINHO: A Assembleia-Geral da Associação de Ciclismo do Minho elegeu no dia 17 de Janeiro os órgãos sociais para o biénio 2009/2010.
.
NOVA LEGISLAÇÃO DESPORTIVA: O seguro desportivo, o acesso e exercício da actividade de treinador e as federações desportivas têm nova legislação. Conheça as novas novas disposições legais no site da ACM.
.
FORMAÇÃO: O CMAD – Centro Médico de Apoio ao Desporto de Guimarães organiza no dia 22 de Janeiro uma acção de formação sobre “A prescrição da actividade física - Vantagens e constrangimentos”. A participação é gratuita.
.
Saiba mais em: http://www.acm.pt/

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Campeonatos Distritais – Camadas Jovens – Resultados

Juniores – 1.ª Divisão – Série B

Arões, 3 – Vieira SC, 3



Juniores – 2.ª Divisão – Série C

Silvares, 0 – Gandarela. 0

Estorãos, 0 – Joane, 3

Antime, 3 – Fradelos, 1


Juvenis I Divisão – Série B

Gil Vicente B, 2 - AD Fafe, 1


Juvenis II Divisão – Série D

Santa Eulália, 1 – Vasco da Gama, 0

Ases de S. Jorge, 3 – Penselo, 3

Vieira SC, 3 – Golães, 0


Iniciados I Divisão – Série B

AD Fafe, 2 – Os Sandinenses, 2


Iniciados II Divisão – Série C

Cabeceirense, 0 - Ases de S. Jorge, 2


Infantis – Série G

AD Fafe, 1 - Ases de S. Jorge, 2


Infantis – Série H

AD Fafe, 8 – Vizela, 3

Ases S. Jorge B, 6 – Santa Eulália, 2


Escolinhas

Vizela, 3 - AD Fafe, 1

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

LEGIÃO ESTRANGEIRA


LIGA VITALIS – (Não houve jogos)

II DIVISÃO B – 17.ª jornada
- Filipe foi grande na vitória do Maria sobre o Chaves


O MARIA DA FONTE, de Filipe, Fredy e André, recebeu o líder Desportivo de Chaves e venceu por 3-2. o jogador fafense Filipe, capitão do Maria da Fonte, esteve em particular plano de destaque ao marcar um golo e ser interveniente nas jogadas dos outros dois. O Maria da Fonte ainda é penúltimo mas parece querer levantar a crista, agora que recebeu mais três reforços.


III DIVISÃO: Série A – 17.ª Jornada
- Fafenses ajudam a AD Fafe


O VIEIRA SPORT CLUBE, de Óscar, Rambóia e Pablo recebeu e venceu o Limianos pela margem mínima, resultado que, além de fortalecer o primeiro lugar, que divide com o Bragança, mexeu com a tabela classificativa, beneficiando, nomeadamente, o Fafe.

O JOANE de Gil, Miguel Lemos e Jader, venceu o Macedo de Cavaleiros por 3-1 o que lhe garante a terceira posição da tabela, com menos quatro pontos que os dois primeiros Vieira e Bragança e mais seis que o Fafe que é agora o quarto. Campeonato acima da expectativa so Joane.

O MONDINENSE, de Leandro, empatou no terreno do Merelinense a zero bolas naquela que foi mais uma preciosa ajuda para a AD Fafe que se viu, nesta jornada, além de vencer o Prado, beneficiada pela conjugação de resultados das equipas onde há fafenses a jogar.

O AMARES de Ismael empatou em casa com o Marinhas a uma bola. Embora não tenha ajudado directamente o Fafe, o certo é que afastou mais um pouco esta equipa dos fafenses.

Andebol – Resultados

Textos: Associação de Andebol de Braga - Foto: ACF
Seniores Masculinos - Nacional da 1.ª Divisão
.
Juventude do Lis, 19 – AC Fafe, 21

.
O Fafe não cede nas suas pretensões, a concorrência que se cuide! Nesta jornada, a vítima foi a Juve Lis, com esta vitória a ter um sabor especial, pois vingou a derrota inesperada sofrida pelo Fafe em casa, na 3ª Jornada, frente aos Leirienses.
Foi uma vitória sofrida, construída sob um resultado negativo ao intervalo, resultado este que não espelhava a realidade, pois o Fafe foi sempre superior.
O descanso foi bom conselheiro, pois os pupilos do Prof. Óscar entraram bem no jogo na parte complementar, colocaram-se na posição de vencedores e foi nesta posição que geriram tranquilamente o jogo até perto do final, altura em que a Juve Lis reduziu a desvantagem para um golo apenas, mas já sem consequências para o resultado final.
Com esta vitória, o Fafe alcançou o 4º lugar, mas o 2º lugar, que está apenas à distância de um ponto, não é uma miragem: olhando para o calendário restante, é um objectivo perfeitamente ao alcance da equipa. Vamos a isso!

Seniores Femininos - Nacional da 2.ª Divisão

.
AC Fafe, 20 – Sanjoanense, 22


Juniores Masculinos - Nacional da 1.ª Divisão
.

AC Fafe, 26 – ABC, 27

.
Jogo vivo, emocionante, este que colocou frente a frente o Fafe e o ABC. Terminou empatado na primeira parte e foi golo a golo que foi disputado na 2ª. Venceu o ABC, que continua inserido no comboio dos terceiros classificados e perdeu o Fafe, que continua na cauda da tabela.
Não surpreende a dificuldade que o ABC tem patenteado em alguns jogos, pois devido à ausência das “trutas”, esta mescla de juvenis/juniores está ainda em processo de maturação.
Também não surpreende a capacidade de resposta da equipa do Fafe, bem orientada tecnicamente, mas com ausência de experiência nestas lides. Se o grupo conseguir interiorizar que tem capacidade para lutar pela permanência, corre sérios riscos de conseguir os seus objectivos!



Juvenis Masculinos - Nacional da 1.ª Divisão

.
AC Fafe, 25 – ABC, 30
.
Depois de umas férias longas, regressou o campeonato e logo com um jogo de interesse suplementar: o Fafe – ABC.
Derrota esperada do Fafe, frente a uma equipa que não tem dado espaço a ninguém.
A 2ª Volta está ainda no seu início, existe ainda alguma margem de manobra para o Fafe poder entrar no grupo de apuramento, mas a luz é muito ténue.

Juvenis Masculinos - Nacional da 2.ª Divisão
.

AC Fafe B, 22 – S. Mamede, 31
.

Iniciados Masculinos - Nacional da 1.ª Divisão
.

Feirense, 29 - AC Fafe, 31
.
O A C Fafe venceu como se esperava o Feirense, dando ênfase a um trabalho conseguido na presente época. Efectivamente, e em género de balanço final, a estabilidade qualificativa é a tradução fiel de um trabalho cuidado por parte do técnico da equipa Pedro Ribeiro e também de uma coordenação técnica mais activa, ao qual não é alheio o papel do Prof. Óscar, tornando simples aquilo que parecia tão difícil.
Com linhas mais precisas e objectivas, no recrutamento de atletas para os escalões mais jovens, o Fafe pode ficar um caso sério no andebol jovem a nível nacional! A julgar pela motivação do Prof. Óscar, não temos dúvidas que vamos ter um Fafe transfigurado para melhor num futuro muito breve!


Infantis Masculinos - Campeonato Nacional

.
AC Fafe,14 – Fermentões, 28

domingo, 18 de janeiro de 2009

D. HONRA – AF BRAGA: Esposende, 2 – Arões, 0

.
Ir ao mar e não pescar nada

O Arões perdeu no terreno do Esposende por 2-0. Desta vez a equipa de Luís Gomes não conseguiu surpreender uma formação que parecia estar em queda mas mostrou que não estava moribunda. Os homens do mar precisavam mais da vitória que os fafenses e acabaram por consegui-la.
Com este resultado o Arões desceu para oitavo lugar mas tem apenas menos um ponto que o quarto classificado.

D. HONRA – AF BRAGA: Forjães, 0 – Pica, 0

.
Jogar com o último não é fácil
.
O Pica deslocou-se a Forjães, último classificado da Divisão de Honra e não veio de lá com mais que um empate. É que jogar com os últimos é mais complicado do que parece. Apesar de ter conquistado apenas um ponto, a formação orientada por António Valença mantém o 12.º lugar, com 16 pontos, mas começa a ficar distante dos lugares que lhe podiam dar tranquilidade, embora, neste escalão, até ao lavar dos cestos seja vindima.

Futebol - 3.ª Divisão Nacional: Fafe, 2 – Prado, 0

Texto e fotos: João Carlos Lopes


Um Ferrinho supersónico


O Fafe recebeu e bateu o Prado por 2-0, num jogo em que o fafense Ferrinho esteve em verdadeiro destaque, não só porque marcou o primeiro golo mas por tudo o que fez no encontro e pelos bons lances de futebol que proporcionou. Aqueles que tinham dúvidas quanto ao valor do jovem fafense deveriam ter visto este jogo em que o atleta se superou no ataque e ainda teve fôlego para, a espaços, ajudar a sua defensiva. Ferrinho, nesta partida, foi, sem dúvida, o homem do jogo, em que aliou velocidade, técnica, raça e poder físico empurrando o Fafe nitidamente para a frente.
Foi sobre um piso bastante escorregadio que o Fafe começou a construir uma exibição técnica e tacticamente perfeita no primeiro tempo.
Aos sete minutos Vítor Borges rematou na diagonal para defesa de impacto de Marco; aos oito, foi Ferrinho a rematar para defesa para canto do guardião do Prado.
Aos 12 minutos, Zézé isolado, contornou Marco mas depois perdeu o ângulo e quando rematou permitiu a defesa ao guarda-redes do Prado.
O Fafe era dono e senhor do jogo mas estava demasiado perdulário. Aos 17 minutos João Nogueira cruza largo ao segundo poste onde Vítor Borges acaba por atirar ao lado, aos 19, Ferrinho foi mais veloz que a defensiva do Prado, a quem se antecipou, mas a tentativa de chapéu acabou por sair ao lado; aos 26, nova insistência de Ferrinho para cruzar ao primeiro poste onde Zézé apareceu a rematar ao lado da baliza; aos 28 novo cruzamento/remate de Ferrinho para Marco deter com alguma dificuldade.
Aos 29 minutos Ferrinho teve mais uma arrancada felina pela esquerda até à linha e quando cruzou para servir um companheiro a bola passou entre o guarda-redes e o primeiro poste, bateu no segundo poste e entrou, acabando por fazer um grande golo.
O Prado só deu sinais de vida aos 30 minutos, altura em que conquistou dois cantos consecutivos. Aos 36, Hélder II rematou rasteiro para defesa de Carneiro. Na jogada seguinte, Ferrinho, rematou de costas para a baliza, fazendo a bola bater na trave do Prado. Antes do intervalo, Hélder II voltou a rematar mas a bola saiu ao lado.
No segundo tempo o Prado surgiu um pouco melhor, conseguindo instalar-se por alguns minutos no meio campo do Fafe denotava agora mais dificuldades em chegar à baliza contrária, um pouco por culpa do ritmo que imprimiu no primeiro tempo o que causou algum desgaste.
Mesmo assim o Fafe esteve várias vezes perto de aumentar a vantagem. Aos 62 minutos, o Fafe teve um contra-ataque em que Zézé tinha Vítor Borges solto na direita mas acabou por partir para a jogada individual, perdendo-se o lance. Aos 63, Vítor Borges cruzou para Zézé atirar ao lado, aos 69, mais uma arrancada fulgurante de Ferrinho com cruzamento perfeito para a cabeça de Zézé mas marco tirou o pão da boca ao fafense.
O Prado estava mais atrevido mas pertenciam ao Fafe as melhores ocasiões e foi assim que Vítor Borges levou a bola até à linha, fez que cruzava e meteu a bola na gaveta entre o guarda-redes e o poste.
Tentou reagir o Prado que partiu para a sua melhor fase no jogo. Aos 80 minutos, Banana rematou de cabeça sem alcançar o golo, o mesmo sucedendo a Bruno Silva, com remate já dentro da área.
Ainda teve tempo o Fafe para novo contra-ataque, novamente Ferrinho a fazer um cruzamento teleguiado para Ricardo Jorge mas este desperdiçou uma grande oportunidade.
Reagiu o Prado novamente e aos 88 minutos Carneiro negou o golo a Bruno Silva depois de remate à queima-roupa deste. Já em período de compensação o mesmo jogador do Prado voltou a proporcionar uma grande defesa ao guardião do Fafe.

Em jogo realizado no Parque Municipal de Desportos, sob a orientação de António Loureiro, da AF de Viana do Castelo, auxiliado por José Pereira e José Bento, as equipas apresentaram:

AD FAFE: Carneiro; Sílvio, Armando Pinto, André, João Nogueira (Ricardo Jorge, 45’), Zézé (Fernandes, 73’), Cerdeira (Primo, 82’), Ferrinho, Xavi, Vítor Borges e Kita. Treinador, Carlos Condeço.

GD PRADO: Marco; Pinto, Hernâni, Lelo, Banana, Rui Novais, Pedrinho, Duarte (Óscar, 76’), Ribeiro (Dany, 65’), Hélder I e Hélder II (Bruno Silva, 56’). Treinador, Artur Correia.

ACÇÃO DISCIPLINAR: Rui Novais, 90’.

MARCADORES: Ferrinho, 29´e Vítor Borges, 79’.

Rali Montelongo

Notícia e foto do site: http://www.pregoafundo.com/

Ricardo Costa entra a vencer


Ricardo Costa e Nuno Almeida venceram a primeira prova do Campeonato Open Ralis, o Rali Montelongo / Cidade Fafe. O piloto de Famalicão estreou-se da melhor forma neste campeonato.
Ricardo Costa entrou ao ataque e venceu as duas primeiras provas especiais de classificação do rali e daí, resultou uma vantagem de 26,4s sobre Pedro Peres. A partir desse momento, o piloto do Mitsubishi Lancer EVO VI geriu o rali da melhor maneira, vencendo ainda mais uma especial na 2ª Secção, terminando o rali com uma vantagem de 16,9s.

No final do rali, o vencedor afirmava que “a táctica adoptada tornou-se muito boa, uma vez que andei sempre muito rápido ao longo da 1ª secção, para depois gerir a vantagem. Foi uma boa estreia neste campeonato e agora vamos encarar prova a prova, tentando preparar da melhor forma cada uma delas e no final do campeonato se farão as contas”

O bi-campeao do Open Ralis, Pedro Peres, entrou “adormecido” no rali e quando “acordou”, a diferença já era elevada e apesar de ter andado bastante rápido, não conseguiu recuperar, na totalidade, a diferença que o separava do líder.
“Entrei muito cauteloso nas duas primeiras especiais e só soube os tempos dos meus adversários na entrada para Montim. A partir desse momento ataquei mas já não foi possível recuperar a desvantagem que trazia dos dois primeiros troços”

Na terceira posição terminou Luís Mota que realizou uma prova bastante cautelosa e regular.

Frederico Ferreira terminou na 4ª posição e levou o Ford Escort RS 1800 á vitoria nos Clássicos. Esta posição só ficou decidida no último troço, uma vez que á entrada para Montim 2, Frederico Ferreira e Nuno Pina estavam empatados.

Nuno Pina, que integrará o pelotão do Desafio Modelstand, realizou uma prova de excelente nível, e esta 5ª posição e a vitoria na Classe I, acaba por ser justa.

Armindo Neves conclui o rali na sexta posição, apesar de, na 2ª secção, ter sentido alguns problemas na caixa de velocidade, mas, cumprindo o seu principal objectivo que era rodar e realizar o máximo de quilómetros possíveis com o Hyndai.

Aníbal Rolo terminou na 7ª posição, seguido de Paulo Azevedo, terminando, em 2º e 3º, respectivamente, entre os Clássicos.

Classificação Final


1º - Ricardo Costa / Nuno Almeida, Mitsubishi Lancer Evo com 31m39,7s
2º - Pedro Peres / Tiago Ferreira, Ford Escort Cosworth +16,9s
3º - Luís Mota / Ricardo Domingos Mitsubishi Lancer Evo IV +1m32,0s
4º -
Frederico Ferreira / Octávio Araújo, Ford Escort RS +2m27,3s
5º - Nuno Pina / Guilherme Pereira,
Peugeot 206 GTI+2m27,5s
6º - Armindo Neves / João Luz, Hyundai Coupe Kit-Car+2m51,9s
7º - Anibal Rolo / José Sousa, Renault 5 Turbo+2m53,9s
8º - Paulo Azevedo / Luís Cavaleiro, Ford Escort RS +3m16,1s

Futsal – AF Braga – Série B: Nun’ Álvares, 8 – Pinheiro Torto, 2

Paulo fez póquer


O Grupo Nun'Álvares recebeu e venceu a equipa do Pinheiro Torto por concludentes 8-2. Segue, assim, a sua senda de vitórias com esta a ser a sexta consecutiva e todas elas por números expressivos. Basta ter em conta que nestes seis jogos o Nun'Álvares marcou 36 golos, ou seja, uma brilhante média de seis golos por partida.
Contra o Pinheiro Torto o encontro até não começou bem pois foram os visitantes que abriram o marcador logo no início de jogo.
Sem se perturbar, o Nun’Álvares passou a pressionar mais alto e conseguiu dar a volta ao marcador com golos de Bruno Portas e um golo "à Madjer" apontado por Emanuel.
Tentaram os famalicences pressionar a equipa da casa, mas esta táctica foi-lhes prejudicial, pois os nunalvaristas, em dois rápidos contra-ataques, fizeram outros tantos golos por intermédio de Paulo que concluiu bem as jogadas. Ainda antes do intervalo, Artur atirou ao poste na conversão de um livre directo de dez metros.
A segunda parte começou idêntica à primeira, ou seja, com o Pinheiro Torto a marcar o seu segundo golo. Com toda a naturalidade, o Nun'Álvares marcou mais quatro tentos, por Emanuel, Mário e Paulo que bisou e fez o póquer, alcançando a bonita marca de quatro golos num jogo. Os nunalvaristas ainda falharam mais dois livres directos de dez metros apontados por Paulo e Pimenta.
Continua, assim, a caminhada da equipa fafense para o apuramento para a série da luta do título, embora ainda faltem seis jogos para terminar esta fase e com jogos bastante difíceis pela frente, como os próximos dois, em que o Nun’Álvares se desloca ao terreno dos dois primeiros.
É claro que os fafenses têm equipa para ombrear com qualquer uma destas equipas, discutindo os resultados, pelo que esperamos que daqui a quinze dias, o Nun’Álvares esteja bem cotado para o apuramento.

sábado, 17 de janeiro de 2009

Regionalona - Resultados


I DIVISÃO - SÉRIE B

Polvoreira, 0 - SILVARES, 3

ANTIME, 0 – Santo Adrião, 2

Tabuadelo, 3 - FERMILENSE, 1

Santo Estêvão, 1 - PONTE, 1



II DIVISÃO - SÉRIE D

Águias de Alvite, 0 - TRAVASSÓS, 2

FORNELOS, 0 – Guilhofrei, 1

Brito, 4 - UNIÃO MOREIRENSE,1

AGRUPAMENTO, 0 – Campelos, 3

1.ª Divisão - AF BRAGA: Polvoreira, 0 – Silvares, 3



Ganhar por três e acabar com nove


O Silvares viajou até Polvoreira mas levou os foguetes de casa e não quis nada com pólvora alheia. Foi assim que, confiando no seu arsenal, construiu uma vitória robusta ainda na primeira parte.
Os comandados de Carlos Salgado entraram a todo o vapor e antes que a “vaca tossisse” aplicaram-lhe o respectivo antibiótico.
Os golos dos silvarenses foram obtidos por Broquinha, Antero e Nelinho. O primeiro deixou a cabeça dos vimarenenses a andar à roda, o segundo mostrou a raça que o caracteriza como defesa e o terceiro tem cara de miúdo mas marca golos como gente crescida.
Na segunda parte, o Polvoreira viu um jogador expulso mas o Silvares, já com as três substituições feitas, acabou a jogar com nove elementos pois, dois dos seus jogadores tiveram que abandonar o recinto de jogo lesionados.
A vitória é que não sofre contestação e mantém o Silvares firme no segundo posto.

2.ª Divisão - AF BRAGA: Águias Alvite, 0 – Travassós, 2



“Chelsea de Fafe” não dá hipóteses


As vitórias sucedem-se para a equipa orientada por Fernando Ferreira. Na visita que fez ao terreno do Águias de Alvite, em Cabeceiras de Basto, voltou a mostrar a classe da sua equipa e trouxe para Fafe mais três pontos resultantes de uma vitória por 2-0.
A equipa de Travassós é, agora, a mais séria candidata à subida de divisão. Para isso só tem que manter a bitola que nos tem habituado nos últimos jogos em que vence em casa, fora e pelo caminho.
Os golos dos azuis de Travassós foram apontados por Marco e Rossas e a equipa está mesmo na mó de cima e atravessa um grande momento no campeonato.

2.ª Divisão - AF BRAGA: Fornelos, 0 – Guilhofrei, 1


Maré de azar em Santa Comba

O Fornelos de Carlos Careca anda numa maré pouco produtiva em que a sorte parece nada querer com a sua equipa.
Na recepção que fez ao Guilhofrei a formação de Santa Comba voltou a não ser feliz e perdeu por 1-0, golo resultante da marcação de uma grande penalidade que deixou os da casa indignados ao ponto de considerarem ter sido um “penalti fantasma”. Mas o resultado poderia ter sido diferente caso as duas bolas que o Fornelos mandou aos ferros tivessem entrado na baliza da equipa do Concelho de Vieira do Minho. Dias de azar para os lados de Fornelos.

Juniores – Nacional da 2.ª Divisão: AD Fafe, 4 – Abambres, 0

Texto e fotos: João Carlos Lopes
.
Tanto golo desperdiçado

Os Juniores da AD Fafe venceram o Abambres por 4-0, numa partida em que os golos falhados foram muito mais que aqueles quatro que o resultado registou. Para se ter uma pequena ideia basta ver que os fafenses falharam uma grande penalidade no último minuto do jogo, porém, antes disso, já os comandados de Tenev tinham feito um festival de golos falhados.
Os fafenses entraram na partida com muita determinação pelo que se balançaram logo no ataque. Quem abriu as hostilidades foi Samú aos três minutos num lance que resultou em dois cantos.
Aos sete minutos Fábio Teixeira atirou de cabeça por cima da trave mas, aos dez, depois de um bom trabalho de Paulo Jorge na direita ao que se seguiu um cruzamento com conta peso e medida, Teixeira não perdoou e marcou um golo à ponta de lança com uma cabeçada letal na bola.
A equipa do Distrito de Vila Real tentou reagir de imediato mas o disparo de Rafael bateu nas pernas dos defesas fafenses. Mas esse lance seria uma espécie de gota no oceano, pois o Fafe era dono e senhor do jogo.
Aos 14 minutos Samú falhou de cabeça, dentro da área, após cruzamento milimétrico de Ivo. Aos 22, Paulo Jorge atirou á figura de Rui Carvalho. Aos 25 Samú rematou de fora da área e a bola saiu por cima do travessão. Aos 29, Paulo Jorge Fez uma diagonal perfeita mas o remate saiu ao lado. Aos 37, Ivo teve uma rasgo de génio mas o remate saiu ao lado.
O segundo golo do Fafe aconteceu depois de uma sucessão de remates à baliza do Abambres em que a bola chegou a ir à trave mas depois sobrou para Paulo Jorge com este, na insistência, a empurrar a bola para a baliza.
O resultado ao intervalo era lisonjeiro para os miúdos do Abambres.
No segundo tempo, o desperdício do Fafe prosseguiu e aos 47 minutos Fábio Teixeira isolou-se e, na hora da verdade atirou contra as pernas de Rui Carvalho, Samú e Paulo Jorge ainda tentaram emendar mas a jogada perdeu-se.
O terceiro golo fafense surgiu aos 48 minutos. A bola foi cruzada ao segundo poste onde apareceu Ruben, de cabeça, a fazer um golo de belo efeito e pleno de oportunidade.
No minuto 51 o Abambres podia ter reduzido pois João Pereira proporcionou uma grande defesa a Rabiola.
O Fafe subiu a contagem ao minuto 53. Fábio Teixeira arrancou com a bola na intermediária subiu à linha e cruzou para a entrada de Paulo Jorge que encostou para a baliza com êxito.
Depois do quarto golo o Fafe baixou a guarda e permitiu algumas facilidades ao Abambres que passou a subir mais no terreno e a aventurar-se como nunca havia feito. Aos 75 minutos o recém entrado Teixeira atirou ao lado da baliza de Rabiola. Aos 81 Bruno Almeida atirou ao lado e aos 86 o Abambres teve um livre perigoso junto da linha da área que não aproveitou.
Já em período de compensação o fafense Ricardo foi rasteirado na área o que originou grande penalidade. O mesmo jogador foi chamado a converter mas permitiu a defesa ao guardião contrário.
Tendo em conta os muitos empates que o Fafe consentiu em casa frente a equipas com o mesmo calibre deste Abambres, o resultado é muito bom mas, face ao caudal ofensivo e oportunidades criadas acaba por ser escasso.

Em jogo realizado no Campo n.º 2 do parque Municipal de Desportos, sob a orientação do árbitro António Nogueira, auxiliado por Diogo Silva e João Matos da AF do Porto, as equipas apresentaram:

AD FAFE: Rabiola; Ricardo, Samú, Fonseca, (Márcio, 72’), Carneiro, Tiago Ribeiro, Ruben (Mike, 55’), Paulo Jorge (Tiago Nogueira, 67’), Nuno Ferreira, Ivo e Fábio Teixeira. Treinador, Tenev.

Abambres: Rui Carvalho, Osório, Pedro ferreira, Bruno Almeida, barreira, João eira (Rogério, 52’), João pereira (Teixeira, 75’), Rafael, Canelas (Mika, 62’), Samuel, e Pedro Venâncio. Treinador, José Carlos Leitão.

ACÇÃO DISCIPLINAR: Ruben, 31’; Rafael, 37’; Nuno Ferreira, 50’; João Pereira, 65’; Carneiro, 70’; Mike, 79’ e Samuel, 92’.

MARCADORES: Fábio Teixeira, 10’ , Paulo Jorge, 42’ e 53’ e Ruben, 48’.

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Andebol – Jogos

Seniores Masculinos - Nacional da 1.ª Divisão

Juventude do Lis – AC Fafe


Seniores Femininos - Nacional da 2.ª Divisão

AC Fafe – Sanjoanense – Sábado 16:00 horas - Pav. Mun. Fafe


Juniores Masculinos - Nacional da 1.ª Divisão

AC Fafe – ABC – Domingo 17:00 horas - Pav. Mun. Fafe


Juvenis Masculinos - Nacional da 1.ª Divisão

AC Fafe – ABC – Domingo 15:00 horas - Pav. Mun. Fafe


Juvenis Masculinos - Nacional da 2.ª Divisão


AC Fafe B – S. Mamede – Domingo 12:00 horas - Pav. Mun. Fafe


Iniciados Masculinos - Nacional da 1.ª Divisão

Feirense - AC Fafe


Infantis Masculinos - Campeonato Nacional

AC Fafe– Fermentões Sábado 11:00 horas - Pav. Mun. Fafe

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Futebol - 3.ª Divisão Nacional: Fafe - Prado

Só a vitória interessa


O Fafe vai receber o Prado, formação do Concelho de Vila Verde que vem de uma animadora vitória sobre o Merelinense, equipa que estava a fazer uma recuperação notável. Isso servirá apenas de sobreaviso para o Fafe que, na primeira volta, empatou na Vila de Prado a uma bola.
Os fafenses estão fora do lote que lhe permite lutar pela subida mas, estão no lugar imediatamente a seguir. Os de Prado são 11.ºs com 18 pontos, menos seis que o Fafe que vem de um empate em Ponte de Lima a uma bola e precisa sempre de vencer porque a uma equipa como a fafense, neste escalão, só se pode exigir a vitória.

Futsal – AF Braga – Série B: Nun’ Álvares – Pinheiro Torto


Sexta (16 Jan) 21:30 horas
no Pavilhão do Nun’ Álvares


O Nun'Álvares vai receber o Pinheiro Torto em mais uma partida para o Campeonato Distrital a qual terá interesse acrescido pois os comandados de Nelo Barros vão tentar alcançar a sexta vitória consecutiva.
O Pinheiro Torto encontra-se actualmente no último lugar e é a equipa mais batida desta série B, contudo não é a menos concretizadora pois já apontou 35 golos em onze jogos. No entanto, os fafenses só nas últimas cinco partidas marcaram 28 tentos e vêm de uma vitória no recinto do CART por 6-2. Um jogo a seguir com atenção pois os nun’alvaristas depois de um começo recheado de empates estão seduzidos pelas vitórias e querem manter esse encantamento. Por outro lado quem assim joga merece todo o apoio e carinho do público, quanto mais que a equipa está no segundo lugar.

D. HONRA – AF BRAGA – Jogos



Forjães - Pica

Esposende - Arões


O Pica desloca-se ao terreno do Forjães, equipa que se encontra na penúltima posição da tabela, com sete pontos conquistados. O Pica está três lugares mais acima com 15, e este é um daqueles jogos em que a formação de António Valença deve aproveitar para somar os tão almejados pontos e sacudir de vez a malapata que parece assombrar a equipa.

O Arões desloca-se ao terreno do Esposende, equipa que se encontra na 10.ª posição, com 17 pontos e mais um jogo que os fafenses que são sextos e têm 23 pontos. Depois da paragem forçada vinha a calhar uma vitória para a formação orientada por Luís Gomes. Porém, o Esposende já andou na II Liga e, parecendo que não, ainda mantém algum estatuto.

Regionalona – Jogos

I DIVISÃO - SÉRIE B

O SILVARES, de Carlos Salgado, desloca-se ao terreno do Polvoreira, equipa do meio da tabela .

O ANTIME, de Domingos Freitas, recebe o Santo Adrião, actual 7.º classificado.

O FERMILENSE, de Luís Carlos, vai ao terreno do penúltimo, Tabuadelo.

O PONTE, de Paulinho, joga na casa do último classificado, Santo Estêvão.


II DIVISÃO - SÉRIE D

O TRAVASSÓS, de Fernando Ferreira, vai jogar no relvado do Águias de Alvite.

O FORNELOS de Carlos Careca, recebe o segundo classificado, Guilhofrei.

MOREIRENSE, de Jorge Costa, na desloca-se a caso do Brito, 7.º Classificado.

O AGRUPAMENTO DE SANTA CRISTINA de Marcelo Fernandes, recebe o 9.º classificado, Campelos.

Juniores – Nacional da 2.ª Divisão: AD Fafe – Abambres



Depois do frio venha uma vitória


Na 18ª jornada do Campeonato Nacional de Juniores a AD Fafe vai receber o Abambres, actual 6.º classificado com 21 pontos mais três que os fafenses mas, também com mais uma partida disputada.
Na primeira volta a equipa de Tenev venceu por 2-0. Agora a jogar em casa não se pode esperar que faça a conta por menos.

Campeonatos Distritais – Camadas Jovens – Jogos



Juniores – 1.ª Divisão – Série B

Arões – Vieira SC


Juniores – 2.ª Divisão – Série C

Silvares – Gandarela

Estorãos – Joane

Antime – Fradelos



Juvenis I Divisão – Série B

Gil Vicente B - AD Fafe


Juvenis II Divisão – Série D

Santa Eulália – Vasco da Gama

Ases de S. Jorge – Penselo

Vieira SC - Golães


Iniciados I Divisão – Série B

AD Fafe – Os Sandinenses



Iniciados II Divisão – Série C

Cabeceirense - Ases de S. Jorge



Infantis – Série G

AD Fafe - Ases de S. Jorge


Infantis – Série H

AD Fafe – Vizela

Ases S. Jorge B – Santa Eulália

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Taça AF de Braga - 4.ª Eliminatória

.
Arões - Águias da Graça
Vila Chã - Pica
Cabeceirense - Silvares
.
Já são conhecidos os vários adversários das equipas fafenses ainda em competição na Taça Associação de Futebol de Braga nos escalões de Seniores, Juniores e Juvenis.
Em seniores, o Arões recebe o Águias da Graça, formação que milita igualmente na Divisão de Honra. O Pica vai jogar no recinto do Vila Chã, equipa da série A da 1.ª Divisão. O Silvares desloca-se ao terreno do Cabeceirense, igualmente da série B da I Divisão Distrital.

Em Juniores, o Antime vai receber o Meães, igualmente da II Divisão deste escalão. O Arões, da 1.ª Divisão, recebe o Moreirense também da mesma série e escalão.

Em Juvenis a AD Fafe vai deslocar-se ao recinto do Esposende, equipa da Série A, igualmente da 1.ª Divisão.

Rali Montelongo este Sábado na estrada


65 pilotos inscritos

A edição de 2009 do Rali Montelongo disputa-se nas estradas em alcatrão do município de Fafe no próximo Sábado, dia 17 de Janeiro, prova para a qual estão inscritos 65 pilotos, dispersos pelas várias categorias. Assim, os pilotos vão-se distribuir pelo Campeonato Open de Ralis, Campeonato de Portugal de Clássicos Ralis, Campeonato de Portugal Júnior de Ralis e Campeonato Regional de Ralis Norte.
Este Rali tem duas passagens pelos troços de Vila Cova, Travassós e Montim e é organizado pela Secção de Desportos Motorizados do F. C. Porto com o apoio da Câmara Municipal de Fafe e da Naturfafe, entre outras entidades.
A primeira prova especial de classificação começa em Vila Cova, pelas 11:15 horas, seguindo-se Travassós 1 (11:35 horas) e Montim 1 (12:16 horas).
De tarde, Vila Cova 2 tem lugar a partir das 13h54, seguindo-se Travassós 2 (14h11) e Montim 2 (14h52).
A cerimónia protocolar de entrega de prémios está marcada para as 16:00 horas.

Para ver a lista dos concorrentes inscritos, dos controles e itinerário e ainda o mapa das provas especiais visite o sitio da Câmara Municipal de Fafe em:

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

LEGIÃO ESTRANGEIRA


LIGA VITALIS - 14.ª jornada
- Boavista volta a vencer

O AVES de Jorge Duarte e Henrique, venceu o GIL VICENTE, de Tiago André, quebrando a boa série de vitórias que a formação de Barcelos vinha a conseguir sob o comando de Manuel Ribeiro. Jorge Duarte ainda continua no estaleiro, Tiago André não tem sido opção para o novo técnico mas Henrique tem agradado ao técnico Henrique Nunes e voltou a jogar o tempo todo.

O BOAVISTA, de Bruno, venceu o Estoril Praia por 2-0. A formação orientada por Rui Bento precisava desta vitória para não viver com o espectro de cair nos últimos lugares. Depois, os resultados recentes não abonavam com o nome do Clube. Bruno Monteiro é que voltou a jogar noventa minutos nesta sua primeira aventura numa liga profissional. Pena é que a equipa do Bessa tenha perdido o seu goleador, João Tomás, autor dos dois golos desta partida e que vai representar agora o Vitória de Setúbal.

O GONDOMAR, de Castro, foi perder ao campo do Olhanense por 2-0. A equipa da terra da filigrana volta a estar nos lugares de despromoção. O jogador fafense voltou a actuar uma partida completa e tem sido aposta contínua do técnico Daniel Ramos.

O VIZELA, de Sandro, foi empatar ao terreno do Portimonense a duas bolas. O jogador fafense voltou a não ser opção para o técnico Paulo Alves que desde que tomou conta da equipa não tem dado grandes hipóteses ao central criado nas escolas da AD Fafe.

Na classificação, o líder é o Olhanense com 29 pontos; o GIL VICENTE, desceu para 3.º lugar, com 22 pontos; o AVES subiu para o 6. º; lugar, com 20 pontos; o BOAVISTA subiu para 10.º, com 17 pontos; o VIZELA desceu para 12.º, com 17 e o GONDOMAR mantém-se em 15.º com 13 pontos.

OUTROS CAMPEONATOS

II DIVISÃO B – 15.ª jornada
- Filipe molhou o bico


O MARIA DA FONTE, de Filipe, Fredy e André, empatou no terreno do Atlético de Valdevez a uma bola. O Fafense Filipe foi o autor do golo dos homens da Póvoa de Lanhoso. A formação orientada por Dinis Rodrigues continua no penúltimo lugar.


III DIVISÃO: Série A – 15.ª Jornada
- Joane de pedra e cal no 3.º lugar

O VIEIRA SPORT CLUBE, de Óscar, Rambóia e Pablo empatou no terreno do Fão a uma bola e reparte novamente o comando com o Bragança.

O JOANE de Gil, Miguel Lemos e Jader, venceu o MONDINENSE, de Leandro, por 3-0 e é uma das equipas sensação do campeonato onde está isolada no 3.º lugar com 30 pontos, mais seis que o Fafe que é sétimo.

O AMARES de Ismael desta vez não resistiu ao poderio do Bragança onde perdeu por 2-0. Ocupa o 12.º lugar.