.

.
.

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Jogo de preparação: Ponte, 0 – Arões, 1


Duarte Nuno resolveu

O Arões ganhou, ontem, por 1-0, ao Ponte, no seu segundo jogo de preparação de pré-temporada, depois de na véspera ter jogado no terreno do Polvoreira. O autor do golo solitário da partida foi Duarte Nuno, na sequência de um pontapé de canto, apontado ainda na primeira parte.
Esta foi mais uma partida inserida na preparação da equipa que prossegue no próximo fim-de-semana, quando se realizar o Torneio Domingos Castro em que participam, para além do Arões, o Antime, Travassós e Torcatense.

domingo, 30 de agosto de 2009

Taça de Portugal – 1.ª Eliminatória: Ribeira Brava, 2 – Fafe, 0


Um Adeus prematuro

A AD Fafe saiu prematuramente da Taça de Portugal, ao perder na Madeira, com o Ribeira Brava, por 2-0, em jogo a contar para a 1.ª eliminatória da competição.
Os fafenses terão, agora, que se concentrar no campeonato e na subida de escalão que é o principal objectivo da época.

OFC Antime - Apresentou equipa para 2009/2010

Texto e fotos: João Carlos Lopes/Tiago João Lopes

“Está nas vossas mãos”

Osvaldo Neves, presidente do OFC de Antime disse, na apresentação do Clube para a temporada 2009/2010, que “esta é uma instituição grande com uma história vasta, construída ao longo de 66 anos de luta”, disse ainda que vão “militar num escalão que já há muito não sabiam o que era”. Virando-se para os atletas entregou-lhes a responsabilidade de subirem de divisão, isto após o Clube ter feito recair as escolhas neles. “Agora está nas vossas mãos. Sóis vós quem nos vai dar as alegrias”, afirmou o presidente. Mas o presidente não quer subir de escalão a qualquer preço e pediu aos atletas para serem disciplinados com todos os agentes desportivos. Mesmo lutando para assumir os objectivos propostos o presidente sonha com uma equipa com “Fair Play” e ambiciona voltar a vencer o Troféu disciplina instituído pela autarquia fafense no qual o Clube tem um grande historial.
Osvaldo Neves reconheceu ainda que a época não vai ser fácil pois todos vão querer ganhar ao Antime, “principalmente os clubes de Fafe”, disse. Pediu ainda aos atletas para honrarem os compromissos porque da parte da Direcção isso é um ponto de honra pois “o Clube assumirá a sua parte até ao último dia nem que a equipa fique em último lugar”.
No uso da palavra, Augusto Costa, presidente da Assembleia-Geral, revelou a sua felicidade por ver alguns jogadores a regressar ao clube e disse ainda que quem escolheu os atletas foi com o intuito de subirem de divisão e essa é a sua própria mentalidade, a de ficar em primeiro lugar, pedindo aos atletas para tentarem dar tudo dentro de campo porque para a Direcção do Antime “estes são os melhores jogadores do mundo por serem aqueles que foram os escolhidos”. Recordou ainda que, no futebol, festejar uma subida é das coisas mais bonitas que pode haver.
O técnico Domingos Freitas reafirmou o objectivo de subida de escalão e disse que “ganhar é sempre complicado, pois perder é mais fácil”. O treinador pediu aos jogadores para tentarem, logo de início, formar uma grande família porque isso é muito importante no futebol pois se o conseguirem vão, também alcançar os objectivos que reconhece não serem fáceis. Apelou ainda ao brio profissional dos atletas, “temos de trabalhar e estar em campo de corpo e alma. Todas as vezes que entrarmos em campo é para ganharmos”, frisou. Afirmou ainda que, se não falhar ninguém este plantel dá garantias de subir de escalão. Rematou o seu discurso ao confessar o seguinte, “o Antime, para mim, é o clube mais representativo do concelho, depois da AD Fafe. Este Clube tem qualquer coisa de especial.
O habitual capitão da equipa, Ricardinho, também discursou para dizer muito em poucas palavras. “É verdade que o clube tem uma história grande. Porém, não se pode viver do passado e por isso temos de fazer desta época a melhor de sempre”.

OFC Antime, 0 – Rio de Moinhos, 2

A par da apresentação do plantel, o Antime fez o primeiro jogo da temporada frente a uma formação do Concelho de Penafiel, o Sport Clube Rio de Moinhos, com quem perdeu por 2-0.
Os de Rio de Moinhos militam na AF do Porto e jogam na Divisão de Honra, além disso já têm muito tempo de preparação, enquanto o Antime treinou apenas uma semana e sem ter à sua disposição todos os atletas, pelo que, o resultado seria e foi sempre o menos importante neste apronto.
A equipa deu boa resposta, essencialmente na pressão exercida a meio campo e na sua zona mais recuada. Apesar do domínio do visitante, apenas sofreu o primeiro golo aos 32 minutos, num pormenor que pode ser corrigido no futuro. A equipa de Rio de Moinhos só ampliou a vantagem aos 77 minutos, de grande penalidade, numa altura em que a partida estava um pouco mais equilibrada e num período em que o Antime conseguia subir mais vezes á área contrária.
De lembrar que os antimenses estavam desfalcados de oito jogadores que se encontravam indisponíveis para este jogo.

Nesta partida, Domingos Freitas fez alinhar:
Samuel; Fábio, Oliveira, Hélder e César; Nelo, Pedro e Ricardinho; Ruca, Billa e Paulo. Jogaram ainda: Rui, João Paulo, Nuninho, Rafael, Vítor Hugo, Zé Carlos, Neves e Júlio.


PLANTEL PARA A ÉPOCA 2009/2010

GUARDA-REDES: Samuel, Rui (Ex- Silvares) e Júlio (ex-júnior)

DEFESAS: Fábio; Helder Pinto; Sérgio e Ricardinho, João Paulo (ex-Júnior), Oliveira (ex-Júnior FC Vizela), Neves (ex-Junior), Preto (ex-GD Silvares) e Vítor Hugo (ex-Júnior);

MÉDIOS: Billa, César (ex-Arões), Filipe, Finas (ex-Ases de Santa Eufémia) Hugo Silva, João, Nelo (ex-GD Travassós), Nuninho e Zé Carlos (ex- Fut. Popular Guimarães);

AVANÇADOS: Pedro e Ruca, Nelinho (ex-GD Silvares) e Paulo (ex-Águias de S. Romão);

EQUIPA TÉCNICA:
Treinador: Domingos Freitas
Treinador-Adjuto: Rui Oliveira
Treinador-Adjunto: Mário Coelho

EQUIPA MÉDICA:
Dr. Silva Rego (médico)
Joaquim Ribeiro Freitas (massagista)

CHEFE DEPARTAMENTO DO FUTEBOL
Jorge Marinheiro

Jogo de preparação: Polvoreira, 2 – Arões, 1


Luís Gomes utilizou 27 jogadores

O Arões perdeu, ontem, por 2-1, com o Polvoreira, no primeiro jogo da época e que serviu para os anfitriões fazerem a sua apresentação aos associados.
Ainda com poucos dias de treino, os aronenses, aproveitaram para rodar todos os atletas de forma a verificar o estado físico de cada um. Por isso, não é de admirar que o técnico Luís Gomes, tenha utilizado neste encontro 27 jogadores. Enquanto jogou com a equipa base, até ao intervalo o resultado manteve-se num nulo. Depois com as constantes mexidas tudo se alterou embora tivesse sido o Arões a inaugurar o marcador. Os da casa, mais motivados e a não quererem ficar mal perante a massa associativa, acabaram por empatar e dar a volta à contenda. Quanto ao Arões volta a jogar hoje em Ponte mais uma partida de pré-época.

Juvenis – AD Fafe perde na final com o V. Guimarães


Faltou alguma maturidade

A AD Fafe perdeu, por 6-2 com o Vitória de Guimarães na final do Torneio Quadrangular de Ribeira de Pena.
Nesta partida, contra uma equipa com tradição nos campeonatos nacionais, e com um manancial logístico e de captação de atletas quase inatingível por parte do Fafe, a equipa de Miguel Paredes revelou as carências normais para uma formação de primeiro ano neste escalão. Por outro lado, houve alguma intranquilidade por parte dos atletas fafenses que acabaram por sofrer quatro golos em apenas dez minutos. Os dois golos fafenses foram apontados pelo mesmo jogador, Marcelo.
Este torneio serviu para o técnico fafense se aquilatar das verdadeiras carências da equipa, por forma a fazer acertos para enfrentar da melhor maneira o campeonato nacional da categoria.
Neste jogo da final, ao intervalo registava-se 5-1. A palestra do treinador surtiu efeito e, na segunda parte registou-se um empate, porque os fafenses tiveram outra atitude, isto apesar da tranquilidade que o resultado dava ao adversário. Pelo menos os fafenses deixaram em campo uma imagem daquilo que podem vir a valer.

sábado, 29 de agosto de 2009

Juvenis: Ribeira de Pena, 0 - AD Fafe, 0 (4-5 em g. p.)


Penáltis colocam fafenses na final

Os juvenis da AD Fafe já realizaram o primeiro jogo do Torneio Quadrangular de Ribeira de Pena, tendo registado um empate a zero bolas com a equipa organizadora mas tiraram o bilhete da sorte na lotaria das grandes penalidades ao vencerem, neste capítulo, por 5-4.
Com este resultado os comandados por Miguel Paredes estão apurados para disputar a final do Torneio, a realizar ainda hoje pelas 18 horas, com a equipa que vencer o encontro entre o Vitória de Guimarães e o Régua.

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Juvenis da AD Fafe participam em torneio


Quadrangular em Ribeira de Pena

Aproveitando a paragem do Campeonato em que se estrearam com vitória fora de portas por 4-0 sobre o Cachão, os Juvenis da AD Fafe deslocam-se a Ribeira de Pena para participar no Torneio de Futebol “Lito”, um quadrangular que, também conta com a participação, além dos locais e do Fafe, do Vitória de Guimarães e do SC da Régua.
O torneio realiza-se apenas num dia e vai ter jogos de manhã e à tarde. Os fafenses são os primeiros a entrar em campo contra o Grupo Desportivo Ribeira de Pena e, se venceram apuram-se para a final que se jogará pelas 18 horas.

TORNEIO DE FUTEBOL – LITO - EM JUNIORES "B"

LOCAL: CAMPO DO CAVALINHO


SÁBADO, 29 DE AGOSTO 2009


PROGRAMA


10.00 - G.D. RIBEIRA DE PENA - A.D.FAFE

11.15 - VITÓRIA S.C. - S.C.RÉGUA

16.30 - APURAMENTO DO 3.º E 4.º LUGAR

18.00 - FINAL

Taça de Portugal – 1.ª Eliminatória: Ribeira Brava – Fafe

.
É importante começar bem


É já no próximo Domingo, na Ilha da Madeira, pelas 16 horas que a AD Fafe realiza o primeiro jogo oficial da época frente ao Ribeira Brava, em jogo a contar para a primeira eliminatória da Taça de Portugal.
O adversário do Fafe milita igualmente na 3.ª Divisão Nacional onde compete na Série Madeira. As duas equipas defrontaram-se por duas vezes na época 2006/2007, na 2.ª Divisão B, registando-se um empate na Madeira a uma bola e uma vitória em Fafe, para os fafenses, por 2-0.
Este é o primeiro jogo valer para os fafenses e logo numa competição a eliminar, pelo que, um bom começo, será um indicativo muito positivo para aquilo que pode vir a ser a época fafense. Recorde-se que ao Fafe, segundo o seu treinador, falta um ponta-de-lança para encarar a exigente época desportiva. O plantel é curto, mas, na pré-época, deu indicações muito positivas.

Fornelos regressa ao trabalho


Cinco caras novas
e a mesma atitude


O Fornelos regressou ao trabalho para preparar a temporada 2009/2010, com o mesmo empenho evidenciado na época passada. A estrutura da equipa é praticamente a mesma mas ainda há lacunas a colmatar, como sejam a falta de dois avançados.
Carlos Careca continua no comando da equipa, a ele se devendo o mérito de ter conseguido segurar alguns jogadores que tinha propostas de outros clubes. Além disso, garantiu cinco reforços. Conseguiu o regresso do defesa Geninho que tinha saído na temporada passada para o Antime. A este atleta, junta-se o médio Malhado, um fafense que vem do Atei e Pedro, outro médio, mas oriundo do Agrupamento de Santa Cristina. O único reforço para a avançada é Luís, que na época passada jogava nos juniores da AD Fafe. Acresce ainda o regresso à competição do guarda-redes Jorge.
Para uma equipa que joga na 2.ª Divisão Distrital as metas são muito poucas. Como não há a preocupação de olhar para baixo as equipas espreitam sempre a possibilidade de subir de divisão, embora uns se assumam como candidatos e outros fiquem sempre a ver no que dá, como costuma ser o caso do Fornelos, que por vezes surpreende toda a gente.

PLANTEL DO FORNELOS PARA 2009/2010

GUARDA-REDES: Marçal, Sílvio e Jorge (retorna à competição).

DEFESAS: Castro II, Benoit, Carlos, Pinto, Geno (ex-Antime) e Ricardo.

MÉDIOS: Castro I, Bispo, Pedro (ex-Agrupamento), Malhado (ex-Cerva), Leonel, João, Marco e Mika.

AVANÇADOS: André, Luís (ex-júnior AD Fafe) e Nuno.

TREINADOR: Carlos Careca:

TREINADORES-ADJUNTOS: Dani e Augusto.

Silvares revela muito aos poucos


O futebol em Fafe
pode estar a mudar

O Grupo Desportivo de Silvares pode ter começado mal a época mas parece levar vantagem no que a aquisições diz respeito em relação a outras entidades desportivas do concelho, ao garantir atletas que, à partida dão algumas garantias. Alguns até já tinham desaparecido da memória colectiva dos fafenses e parecem ressurgir do nada, embora se saiba que nunca deixaram de ser bons atletas pelos clubes onde andaram fora dos limites da região futebolística de Braga. Falamos, nesta circunstância de Maike (ex-Cerva) e de Noré (jogava num clube da Madeira). Ambos os atletas passaram pela formação da AD Fafe e estão de volta.
Além deste, louve-se o facto do Fafe ter recuperado o guardião do júniores do ano passado, ainda que através deste protocolo de colaboração com o Silvares. Há quem veja no jovem Rabiola um guarda-redes com muito futuro. Outros ex-juniores AD Fafe vão representar o Silvares. São eles, Neca, Rui, Fonseca, Mike, Pedro, Samuel e Diogo.
Para além destes jovens e dos dois fafenses já referidos que regressam à terra, o Silvares garantiu a continuidade de Celso, Mário Bi, Antero, Gomes, Jorginho e Fernando. A todos estes juntam-se mais dois reforços: Renato e Armando, ambos ex-Ponte.
Se este protocolo existente entre a AD Fafe e o GD de Silvares colher frutos, o futebol em Fafe poderá conseguir a mudança radical que tanto se anseia, com a aposta directa e indirecta, nos jovens que saem dos escalões de formação. A concretizar-se, os jovens das escolas da AD Fafe, podem ver os seus horizontes mais alargados porque passa a haver mais que uma porta para chegar aos seniores, a directa, com subida imediata e a indirecta, através do GD Silvares. Tudo vai depender do trabalho sincronizado entre Ténio Tenev responsável pela formação fafense e Carlos Salgado, técnico do GD Silvares.
De lembrar que o Silvares estreia-se no campeonato com deslocação a Porto D’Ave e na segunda jornada recebe em casa o Arões.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Mais um reforço para o Antime


César, ex-Arões, é aquisição de vulto

O defesa-esquerdo César, que representou o Arões nas últimas temporadas, na Divisão de Honra da AF de Braga, acaba de mudar de ares e comprometeu-se com o Operário de Antime para a época 2009/2010.
O técnico Domingos Freitas recebe, assim um reforço que bem conhece. Trata-se de um jogador com bastante experiência no futebol distrital e que já vinha referenciado como bom atleta quando saiu dos juniores da AD Fafe directamente para o Arões SC. A equipa de Antime vai, assim, apresentar mais uma cara novo no próximo sábado aos seus associados quando apresentar a equipa que vai tentar devolver o Antime à 1.ª Divisão Distrital.

Alfredo Barrocal de novo disponível para treinar

Texto: João Carlos Lopes/Foto: Diário do Minho
.

Um técnico que cativa
e motiva os jogadores
.
Alfredo Barrocal é um técnico que granjeia elogios e simpatia junto da comunidade futebolística, nomeadamente, dos atletas que já treinou e daqueles com quem conviveu de perto, enquanto atleta e treinador. Na sua passagem por Fafe, treinou o Pica, na Divisão de Honra da AF de Braga, tendo deixado marca pela sua postura correcta, pelo trato e pela aptidão e capacidade demonstrada como treinador.
O técnico interrompeu a sua actividade durante época de 2008, por motivos de saúde, o que o obrigou a rejeitar convites de alguns clubes.
Disponível para voltar aos palcos desportivos, Barrocal, aguarda, agora, por propostas que preencham os parâmetros que pessoalmente estipula para honrar qualquer compromisso. Pelos clubes onde passou deixou a sua marca desportiva e o exemplo como ser humano.
Trata-se de um técnico habilitado com o Curso de Treinadores de II Nível e com uma vasta experiência como atleta, percurso que o levou a ser internacional enquanto juvenil e júnior, quando se encontrava ao serviço do Sport Lisboa e Benfica, com participação no campeonato da Europa de Juniores, em 1982, na Finlândia. A sua actividade desportiva iniciou-a no Grupo Amador de Lagos, passou depois pelo Grupo Desportivo Torralta, seguindo-se o SL Benfica, tudo isto nas camadas jovens.
Já como sénior jogou no Grupo Desportivo Torralta, no Sporting Clube Olhanense, Sporting Clube Farense, Varzim Sport Clube, União Desportiva de Leiria, Futebol Clube da Maia, Grupo Desportivo Feirense, Clube Desportivo Trofense, Leixões Sport Clube e Sport Clube Senhora da Hora.
Iniciou a actividade de treinador de futebol na época de 1999/2000, ao serviço do Clube Desportivo Celoricense, sagrando-se campeão de série e campeão Distrital da 1.ª Divisão. Treinou a mesma colectividade por mais duas épocas na Divisão de Honra da AF de Braga. Na época 2002/2003, treinou a Associação Cultural e Desportiva da Pica, também no mesmo escalão. Seguiram-se duas épocas (2004 a 2006) como técnico do Atlético Cabeceirense, na 3.ª Divisão Nacional. De 2006 a 2008 treinou o Clube Futebol de Fão, na Divisão de Honra da AF de Braga.
Alfredo Barrocal pode ser contactado através dos seguintes n.ºs de telefone: 252 113 969 e 931 713 381.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Taça AF de Braga – 1.ª Eliminatória


Sem confrontos entre fafenses

Apesar de agrupar equipas por regiões, não se vão verificar confrontos entre equipas de Fafe na 1.ª eliminatória da Taça Associação de Futebol de Braga que será disputada a duas mãos. A primeira no fim-de-semana de 12/13 de Setembro e a segunda no dia 26 do mesmo mês.
Às equipas de Fafe coube em sorte os seguintes confrontos: o Fornelos recebe o Celoricense; o Travassós desloca-se a Arco de Baúlhe; o Agrupamento de Santa Cristina joga em casa contra o Fermilense; o Antime viaja até Cavez e o União Moreirense vai receber o Águias de Alvite.
Esta primeira eliminatória da Taça AF de Braga envolve 48 clubes, tendo ficado dois isentos, o CD Amares e o Longos que, assim, garantem presença no sorteio da segunda eliminatória. Nesta primeira ronda apenas entram equipas da 1.ª e 2.ª Divisão, sendo certo que de todas as formações fafenses presentes apenas o Travassós milita na 1.ª Divisão e os restantes vão jogar todos na segunda. Nesse mesmo fim-de-semana inicia-se o campeonato Distrital da Divisão de Honra no qual participam os clubes fafenses do Arões, Pica e Silvares.

Arranque a todo o gás da pré-época em Arões

Texto e foto: Luís Peixoto/http://viladearoes.blogspot.com

Acorreu muita juventude

Cerca de três dezenas de jogadores estiveram presentes no arranque da pré-época no Arões Sport Clube. Além daqueles que já eram de esperar em Arões como sejam os jogadores da época transacta, contratações e juniores compareceram ainda atletas novos que vieram determinados em ficar no clube, ficando estes à experiência até o treinador decidir o futuro dos mesm.
Aqueles que pela primeira vez trabalham com Luís Gomes puderam já perceber um pouco daquilo que os espera se, por acaso, continuarem por terras de Arões e ainda sentir as exigências que por este técnico são feitas.
Com algumas melhorias nas instalações nomeadamente, balneários e sanitários o Arões vai-se preparando, já um pouco tarde, para a época 2009/2010, com a fasquia bem alta para este ano, novamente disputando a Divisão de Honra, aquela que dá acesso aos nacionais. O primeiro teste é já sábado, depois de cinco dias de treinos, o Arões fará a apresentação da equipa de Polvoreira.
Saliente-se a inúmera juventude que tentou a sua sorte no Arões SC neste primeiro dia de treinos, que marcou o arranque da pré-época desta equipa. Os aronenses terão o seu primeiro jogo oficial da época em casa contra a equipa do Prado recentemente despromovida dos campeonatos nacionais .

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Vítor Borges assinou pelo Tondela



No Fafe esteve com
dedicação e sacrifício

Vítor Borges, talentoso jogador que representou o Fafe na época 2008/2009 e, segundfo correram informações, nos serviços do qual os fafenses estiveram interessados para esta época, acabou por assinar pelo Tondela, clube da 2.ª Divisão B, quando havia indicações no sentido de que o atleta rumaria a Cinfães. Segundo o atleta “era um orgulho continuar no Fafe, Clube ao qual se dedicou e sacrificou”, mas as partes não chegaram a acordo. De facto o atleta fez os últimos jogos da época passada em grande sacrifício, jogando lesionado em algumas partidas, facto que muitos adeptos desconheciam. De lembrar que o atleta, de 25 anos, representou, com o sénior, o Boavista, Desportivo das Aves, Os Sandinenses, Dragões Sandinenses, Nogueirense e Fafe, antes de rumar a Tondela. Em Fafe será recordado pela dedicação e pelos grandes golos que apontou. Não fossem as lesões e teria feito uma época em cheio.

domingo, 23 de agosto de 2009

Luís Carlos continua ao leme do Fermilense



Tentar subir novamente

O treinador fafense, Luís Carlos vai continuar no comando técnico do Sport Clube Fermilense equipa que vai militar na 2.ª Divisão Distrital, após ter descido de escalão. O técnico sabe com as linhas que se cose e como já subiu esta mesma formação de Basto uma vez à 1.ª Divisão, vai, agora, tentar subir novamente, até porque esse é o único objectivo num escalão em que a permanência está assegurada logo à partida.
Do plantel da época anterior transitam noventa por cento dos jogadores aos quais se juntam mais três aquisições. Para já os reforços do Fermilense são Zézé, Rámálá, (fez camadas jovens no Fafe) e Lemos, todos jogadores que representaram, na última época, o Celoricense. O Fermilense já foi um clube conceituado a nível do futebol regional, em tempos que acolhia os melhores jogadores de Fafe a desfilar no distrital. As coisas mudam e os tempos são outros, nomeadamente em termos económicos. No entanto, é uma colectividade que, agora, sem grandes ambições, se revela uma das mais sérios a cumprir os compromissos que assume com todos os que o representam, como refere o treinador fafense que já passou por muitos e bons clubes do futebol regional como atleta de eleição onde deixou o seu perfume em muitos campos do regional e muitas alegrias deu aos adeptos dos clubes que representou.
Agora a sua segunda casa é o Campo da Rasa, em Fermil de Basto e é lá que vai tentar ser feliz e fazer os outros felizes no desporto.

Juvenis – Camp. Nacional: GD Cachão, 0 – AD Fafe, 4


Entrada de cachão

Os juvenis da AD Fafe entraram com o pé direito no primeiro jogo oficial da época 2009/2010, no Campeonato Nacional, ao irem ao Concelho de Mirandela vencer no reduto do Grupo Desportivo de Cachão por quatro golos sem resposta.
A equipa orientada por Miguel Paredes (na foto) já vencia ao intervalo por 2-0, com o primeiro golo a ser obtido por Vasco, na conversão de uma grande penalidade e o segundo a ter a assinatura de Fábio.
Na segunda parte o domínio fafense foi consolidado com mais dois golos. Bruno ampliou o resultado para 3-0 e Carlitos fixou o resultado final.
Foi uma vitória importante, conquistada fora de portas, na primeira partida a sério da temporada, quanto mais que quatro golos são quase como uma cachoeira (cachão).

sábado, 22 de agosto de 2009

Jogo-treino: AD Fafe, 0 – Merelinense, 1

Texto e fotos: João Carlos Lopes/Tiago João Lopes


Traídos por um auto-golo

A AD Fafe perdeu por uma bola a zero frente ao Merelinense no último jogo agendado de pré-época, muito por culpa de um auto-golo de um defesa fafense. De lembrar que o Merelinense foi a equipa sensação da Série A da 3.ª Divisão da época passada que culminou com a subida dos bracarenses à 2.ª Divisão B.
O Merelinense apresentou-se para este jogo-treino com muita agressividade e isso parece ter assustado os fafenses no primeiro tempo, que erraram muitos passes e sentiram inúmeras dificuldades para saírem a jogar do seu meio campo. Neste período, os de Merelim evidenciaram um futebol robusto, com pressão alta e um futebol mais fluído. Tudo isto era uma espécie de antítese daquilo que Fafe fazia.
Durante o primeiro período o Fafe apenas por uma vez conseguiu levar perigo relativo à área dos bracarenses.
O segundo tempo trouxe ao relvado uma equipa fafense à imagem e semelhança daquilo que o Merelinense tinha feito no primeiro tempo, mas, com os fafenses a criarem mais ocasiões de perigo. Essa agressividade muito se ficou a dever à agressividade atacante de Ferrinho, entrado ao intervalo para o lugar de Miguel Mendes que, juntamente com a mobilidade de Vítor Hugo, criaram muitas dificuldades na defesa contrária.
Talvez já a pensar no jogo da Taça de Portugal, Carlos Condeço foi fazendo substituições no decorrer da segunda parte. Assim, aos 67 minutos saíram Jader, Primo e Delfim para as entradas de João Nogueira, Rui Nogueira e Fábio Teixeira. Seis minutos depois foi a vez de o júnior Ivo entrar para o lugar de Vítor Hugo.
Foi depois destas substituições todas, aos 80 minutos, que o Merelinense desceu à área fafense e, com alguma sorte, num remate quase inofensivo, beneficiou de um auto-golo. Volvidos três minutos de ter sofrido o golo, Bijou cedeu o seu lugar ao júnior Tiago.
A partida precipitou-se para o fim com naturalidade e o Fafe já pensa no jogo da taça do próximo fim-de-semana na Ribeira Brava. De salientar que, para além de André que é um lesionado de longa duração, não alinharam nesta partida devido a não estarem em perfeitas condições físicas, Xavi, Filipe e Rui, embora estes três atletas sejam recuperáveis para o jogo da Taça.

Mário Bi explica a MD porque voltou ao Silvares



“Voz do coração falou mais alto”

Acerca da sua saída do GD Travassós, com quem tinha assumido um compromisso para a presente temporada, o avançado sentiu-se na obrigação de agradecer publicamente a maneira como o presidente e o treinador do Travassós abordaram o assunto no sentido do jogador regressar ao GD Silvares. O atleta que fez toda a sua formação na AD Fafe refere mesmo “a cordialidade e honestidade com que todo este processo foi tratado pelo presidente do Travassós, senhor Artur Castro, e pelo “mister” Fernando Ferreira. São duas pessoas que se entregam a cem por cento ao Travassós, que privam muito da sua vida pessoal ao serviço daquele emblema e que fazem de tudo para que o clube continue a crescer. Para eles fica o meu obrigado e o desejo de toda a sorte para o GD Travassós para a época que se avizinha” frisou o atleta.
Quanto ao seu regresso ao GD Silvares, o atleta justifica-o com o apelo do coração ao Clube da sua terra. “Como é sabido, o Silvares viveu um impasse directivo que felizmente se resolveu, embora tardiamente. Quando me surgiu o convite do Silvares não consegui ficar indiferente e a voz do meu coração falou mais alto, pois é em Silvares que estão as minhas raízes familiares, foi lá que cresci, e isso, aliado ao projecto que o clube tem para esta época fez com que chegássemos a este desfecho”, disse o jogador que se sagrou campeão distrital da 1.ª Divisão pelo Silvares na época passada e esteve em particular evidência na meia final da Taça AF de Braga frente ao Águias da Graça, em jogo que a equipa fafense foi afastada da final nas grandes penalidades. De resto, trata-se de um jogador humilde e de fácil amizade pelos clubes onde passa.
Recorde-se que Mário Bi, como sénior, passou dois anos na AD Fafe, depois rumou ao Cabeceirense na 3.ª Divisão, e representou ainda o Silvares e o Atei (Divisão de Honra da AF Vila Real).

Juvenis – Camp. Nacional: G.D. Cachão – A. D. Fafe


Fafenses estreiam-se no Nacional

Os juvenis da AD Fafe, sob o comando técnico de Miguel Paredes, estreiam-se este Domingo para o Campeonato Nacional da categoria, época 2009/2010, ao defrontar a formação do Grupo Desportivo de Cachão, equipa do Concelho de Mirandela, no campo da Casa da Cultura e Recreio do Cachão, pelas 11 horas.
Os fafenses viajam para Trás-os-Montes apreensivos para o primeiro jogo do campeonato porque sabem quão importante é começar bem a época e se for com uma vitória muito melhor ainda.
É um jogo que cria alguma expectativa uma vez que a equipa é praticamente toda de primeiro ano e sem expêriencia neste escalão cujas dificuldades acrescem por se tratar de um campeonato nacional. De resto, os juvenis fafenses são a primeira equipa do concelho a começar oficialmente a época.

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Broquinha vai para o Arões


Outro que não ficou em Cabeceiras

Broquinha, médio ala que tinha ido de Silvares para o Cabeceirense, afinal não fica em Basto e ruma novamente a Fafe mas para representar a formação do Arões. Os aronenses tinham observado o jogador pela primeira vez na I Edição do Torneio Domingos Castro e tinham ficado com ele debaixo de olho. Ao que tudo indica broquinha vai, agora, esburacar para os lados de Arões.

Celso e Antero também no Silvares


Mais dois regressos

O Grupo Desportivo de Silvares, começou tarde a constituir a equipa mas parece estar a fazer um plantel minimamente sustentado para encara com algum optimismo a Divisão de Honra. Nesse sentido garantiu o regresso do avançado Celso, que também tinha ido para o Cabeceirense, mas, tal como os restantes ex-colegas de equipa acabou por não ficar em Terras de Basto. É um elemento preponderante para o ataque da equipa de Carlos Salgado.
Outra grande “aquisição” é a continuidade do defesa Antero, que, ao contrário da maioria dos seus colegas ainda não se tinha comprometido com nenhum clube, o que facilitou o regresso à equipa da freguesia de Silvares, S. Martinho. Antero é um defesa que dispensa apresentações quer pela sua qualidade futebolística quer pela experiência acumulada ao longo de muitos anos em bons clubes do futebol regional. Aos poucos os silvarenses estão a arrumar a casa e, por este andar, ainda irão surpreender ainda mais.

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Silvares recupera jogadores e o técnico

Texto e foto: João Carlos Lopes/Tiago João Lopes

Mário Bi, Gomes e Fernando de volta
- Carlos Salgado assume a liderança


Ainda que envolto em algum secretismo, o Silvares 2009/2010, vai ganhando vida da noite para o dia. De facto, depois da tempestade vem a bonança e o Silvares parece, agora, estar bem encaminhado para encarar com algum optimismo a sua presença na Divisão de Honra. Como nem tudo o que se dizia era verdade, o Silvares conseguiu recompor-se e inscrever-se para, juntamente com Arões e pica fazerem um trio de equipas fafenses neste exigente escalão. Resultado disso são, pelo menos, quatro jogos de muita adrenalina com as rivalidades que se conhecem.
Além disso, o Silvares conseguiu manter o mesmo treinador ao leme da equipa. Carlos Salgado, treinador obreiro da subida de divisão, assume este novo projecto silvarense, em que a equipa de S. Martinho realizou um protocolo com a AD Fafe, no sentido de fazer rodar os atletas que saem dos juniores, valorizando-os e dando-lhe a experiência que por vezes lhes falta para chegarem aos seniores fafenses. Nada melhor que a Divisão de Honra para rotinar esses atletas. Porém, nem só de jogadores do Fafe vai viver este novo Silvares e, alguns dos jogadores que já tinham arranjado clube estão de regresso a casa. São os casos de Mário Bi que tinha um compromisso com o Travassós e Fernando e Gomes, estes dados como certos no Atlético Cabeceirense. Por ora, são os nomes que se conhecem. Estes e os juniores da AD Fafe do ano passado que subiram a seniores, ou seja, praticamente todos, embora se saiba que nem todos vão evoluir neste novo Silvares.

Arões SC - II Torneio quadrangular Domingos Castro

Texto e montagem: João Carlos Lopes

Lembrar um homem
que honrou o Clube

Na senda da preparação da sua época desportiva para 2009/2010, o Arões Sport Clube vai levar a efeito, nos dias 5 e 6 de Setembro, o II Torneio Quadrangular Domingos Castro. Para além do âmbito desportivo trata-se de homenagear o desportista, o dirigente e o homem que foi Domingos Castro em defesa das causas e dos interesses deste Clube que, agora lhe agradece desta maneira, não deixando esquecer o seu nome, prestando-lhe, anualmente, esta justa homenagem.
Para este torneio quadrangular, o Arões que também entrará na disputa, convidou o Travassós, o Operário de Antime e o união Torcantense, este em substituição do GD de Silvares, que na altura da elaboração deste II Torneio vivia uma situação de indefinição.
Entretanto, a equipa do Arões Sport Clube tem agendados mais dois jogos. No dia 29 fará a apresentação dos vimarenenses do Polvoreira e no dia seguinte, ambos deste mês, desloca-se ao terreno do Ponte para efectuar um jogo-treino.

JOGOS TREINO



Dia 29 Agosto 2009
Jogo de apresentação do Polvoreira
U. D. Polvoreira x Arões S.C. - Ás 16h00


Dia 30 Agosto 2009
Jogo treino
C.D. Ponte x Arões S.C. - Ás 16h00


II TORNEIO QUADRANGULAR DOMINGOS CASTRO


Sábado 5 Setembro

Ás 15h30 Jogo 1 - U.D. Trocatense x O.F.C.Antime
Ás 17h30 Jogo 2 - Arões S.C. x G.D. Travassós

Domingo 6 Setembro
Ás 15h30 Jogo de 3º e 4º lugar
Ás 17h30 Final

Jogo-treino: Mondinense, 2 – AD Fafe, 2


Josi estreou-se a marcar

Parece que Josi chegou, viu e venceu. Na verdade o Fafe empatou a duas bolas no terreno do Mondinense em mais um jogo de preparação para a época 2009/2010. O reforço, que tinha assinado na quarta-feira foi o autor de um dos golos fafenses, o outro pertenceu a Mike, um bom fruto da formação da AD Fafe.
O próximo e último jogo-treino jogo da AD Fafe é no próximo Sábado contra o Merelinense, pelas 17 horas no Municipal de Desportos e, na semana seguinte, o Fafe prepara o primeiro jogo oficial da época, a contar para a primeira eliminatória da Taça de Portugal, partida que se disputará na Ilha da Madeira contra o Ribeira Brava, no dia 30 de Agosto.

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Médio Josi (ex-Gil Vicente) assinou pelo Fafe

Foto: AD Fafe

Só falta um ponta-de-lança

Josi, médio cabo-verdiano, é o último reforço conhecido da AD Fafe para a presente temporada 2009/2010. O jogador assinou por uma temporada com a AD Fafe mas encontra-se ligado ao Gil Vicente, da Liga Vitalis, pelo que chega a Fafe a título de empréstimo. Trata-se der um jovem que actuou nos juniores do Leixões SC, e tem passagens pelo Ribeirão e Tourizense. Tinha iniciado a presente temporada no Gil Vicente. O atleta encontra-se em boas condições físicas e já está às ordens de Carlos Condeço que falava recentemente da necessidade de um médio, para colmatar a ausência forçada de André, e de um ponta-de-lança. Com a vinda de Josi fica a faltar ao Fafe apenas um matador.
De lembrar que o Fafe disputa hoje mais um jogo treino em Mondim de Basto, embate que servirá para este novo atleta fazer a sua integração na equipa.
De recordar ainda que no Mondinense jogam agora três fafenses e mais um atleta que já representou a AD Fafe. São eles: o defesa Leandro, o guarda-redes Coelho e o médio Fernandes. O outro elemento que já vestiu as cores fafenses é o defesa esquerdo Bertinho.

Montelongo Desportivo está de parabéns



Um ano de existência
.
Um Repórter
.
Um fotógrafo
.
1023 Notícias publicadas
.
Centenas de fotos
.
85.000 Visitas

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Legião estrangeira

.
LIGA SAGRES – Jornada 1
.
O VITÓRIA DE SETÚBAL empatou, em casa a zero bolas com o Vitória de Guimarães. O jogador fafense, Bruno Monteiro, médio defensivo ao serviço dos sadinos estreou-se na I liga a titular e cumpriu todo o tempo de jogo, tendo inclusive visto um cartão amarelo aos 69 minutos. Entre uma equipa recheada de bons jogadores, Bruno conseguiu impor o seu futebol prático, dinâmico e voluntarioso e ganhar um lugar no onze de Carlos Azenha.

LIGA DE HONRA – Jornada 1

O DESPORTIVO DAS AVES de Henrique e Jorge Duarte foi à terra dos capões registar uma igualdade sem golos no primeiro jogo da temporada. O defesa não actuou enquanto Jorge Duarte entrou aos 73 minutos de jogo.

O GIL VICENTE, de Tiago André e Sandro estreou-se a vencer no campeonato com vitória sobre o Penafiel por 3-1. Tiago foi titular na equipa de Rui Quinta e seria substituído aos 56 minutos por Cesinha, o homem do jogo que apontou dois golos. Já Sandro também foi titular e jogou os noventa minutos da partida. Este jogador tinha saído do Vizela para o Sevette da 2.ª Divisão Suiça mas acabou por regressar a Portugal para representar os gilistas.


CONHECE OUTROS ATLETAS OU TREINADORES DE FAFE NOS CAMPEONATOS NACIONAIS PARA ALÉM DESTES? SE SIM, DIGA-NOS QUAIS E EM QUE CLUBES.

2.ª DIVISÃO B
VIEIRA SC, Óscar e Pablo
FC MOREIRENSE, Castro

3.ª DIVISÃO
MONTALEGRE, Leonel e Ricardo Nogueira
SERZEDELO, Ricardo Morais
JOANE, Gil e Miguel Lemos
MARIA DA FONTE, Fredy

Travassós não pára de se reforçar


Marco e Diogo são
os últimos reforços

O Grupo Desportivo de Travassós continua a reforçar-se com vista a disputar o Campeonato da 1.ª Divisão Distrital. A equipa treinada por Fernando Ferreira foi, das equipas fafenses, do futebol regional, a que mais surpreendeu nas contratações ao longo da época. Até ao início do campeonato não se sabe o que mais nos irá reservar. Para já, há conhecimento de que contratou o experiente jogador do Futebol Distrital Marco, que jogou no Ponte na temporada transacta. Menos experiente mas com passagem pelos escalões nacionais é Diogo, que na época passada chegou a alinhar pelo Mondinense e pelo Amares da série A da 3.ª Divisão. Dois reforços de peso para uma equipa de “galáticos”.

Operário F. C. Antime Época 2009/2010


Paulo, avançado ex-Águias
de S. Romão é o último reforço

O Operário Futebol Clube de Antime continua a preparar com afinco a temporada 2009/2010, com vista a atingir o objectivo proposto da subida de escalão. Nesse sentido, a formação orientada por Domingos Freitas vai fazendo os acertos possíveis no plantel. A última contratação chama-se Paulo, é um jogador da linha avançada e representava o Àguias de S. Romão, na época passada.
Recorde-se que a apresentação da equipa aos sócios está marcada para o Sábado do dia 29 de Agosto, pelas 17:00 horas no Parque Desportivo do O. F. C. Antime, altura em que defrontará o S. C. Rio de Moinhos da 1.ª Divisão da A. F. do Porto

domingo, 16 de agosto de 2009

Ronaldinha de Fafe brilha como o sol



Telma é um fenómeno futebolístico

Com apenas oito anos de idade, Telma, revelou-se uma autêntica fura redes nos vários campos onde vai jogar, com a sua equipa mista do Colégio de Fornelos.
Diz o ditado e é bem verdade que filho de peixe sabe nadar. Na verdade Telma é filha do agora jogador da AD Fafe Filipe “Maradona” e parece ter herdado os genes futebolísticos do pai que, apesar de não ser ponta de lança também marca muitos golos e tem uma capacidade inata para o futebol.
Este fenómeno de popularidade futebolística desta miúda de tenra idade tem deixado boquiabertos todos os que assistem aos seus jogos. Recentemente esteve presente no Copa Fut XXI no Algarve, torneio que tem como patrono Rui Costa e onde se exibiu ao seu melhor nível. O mesmo sucedeu noutro torneio, este na cidade de Marco de Canaveses onde, entre muitos meninos do sexo oposto, foi considerada a melhor jogadores do certame.
Telma tem a raça futebolística da família, o drible fino e rápido do pai e uma vontade enorme de triunfar no futebol. Porém, a falta de equipas de formação no escalão feminino são um grande entrave para quem tem tanto talento e tanta vontade de vencer.
A seu tempo iremos ouvir falar muito mais deste pequeno fenómeno de popularidade chamado Telma, a Ronaldinha de Fafe.

Declarações de Carlos Condeço após jogo de apresentação da AD Fafe

Texto e fotos: João Carlos Lopes/Tiago João Lopes

Faltam-nos dois jogadores!

Em declarações prestadas a Montelongo Desportivo no final do jogo de apresentação contra o Tirsense, Carlos Condeço, gostou da equipa mas ainda não está satisfeito como se pode apreciar nas suas palavras:
“Neste momento temos 16 jogadores de campo e dois guarda-redes e faltam-nos dois jogadores para criarmos automatismos. Naturalmente precisamos de um ponta-de-lança que marque golos e um médio ofensivo, para colmatar a situação da lesão prolongada do André que vai estar no mínimo dois meses fora de competição. De qualquer das formas também só o tínhamos a ele e ao Bijou e necessitamos de outro médio para termos os mínimos e alcançar os objectivos a que nos propusemos. Apesar da equipa de ter dado bons indicadores isso para mim não chega porque são temporários e isto não é uma corrida de velocidade é uma maratona e isso naturalmente necessita de mais jogadores. Juntamente com a Direcção estamos a tentar colmatar essas lacunas. Está difícil mas espero que tenhamos sorte e consigamos trazer dois jogadores para o Fafe com as características que necessitamos”.

Relativamente aos “miúdos” dos juniores que têm sido chamados ao plantel principal o técnico mostra-se atento á sua evolução e já os vem acompanhando desde a época passada quando alguns ainda eram juvenis.
“Estes jogadores dos juniores já os venho a acompanhar desde a época passada quando ainda eram juvenis e já vinham treinar connosco. São elementos com qualidade e quando assim é não tem nada que saber pois são bem vindos à equipa e são o futuro do Fafe. O que é preciso é que o futuro do Fafe seja feito com jogadores de Fafe com qualidade e às vezes o que as pessoas pretendem é que esse futuro se seja unicamente feito apenas com pessoas de Fafe. Não é assim. É para dar valor àqueles que realmente têm qualidade e têm futuro e se forem de Fafe melhor ainda como é lógico.
Tanto estes miúdos como a restante equipa do Fafe têm tido uma grande atitude e nesse aspecto penso que temos uma grande equipa”.

Jogo de apresentação aos sócios: AD Fafe, 0 – Tirsense, 0

Texto e fotos: João Carlos Lopes/Tiago João Lopes


Só falta instinto fatal
a equipa cheia de raça

A AD Fafe empatou a zero bolas no jogo de apresentação aos sócios realizado na tarde de Sábado contra a equipa do Futebol Clube Tirsense, da 2.ª Divisão B.
Os fafenses mostraram uma atitude invulgar nas últimas épocas. A equipa respira dinamismo, carácter, raça, vontade e querer. Mas como não há bela sem senão, peca no capítulo da finalização.
Frente à equipa da terra dos Jesuítas os fafenses entraram em campo com personalidade disputando cada lance com virilidade, mostrando sentido posicional e um entrosamento muito bom para uma equipa que nasceu praticamente do nada. A acrescentar a tudo isso, os jogadores que restaram da época passada parecem outros para muito melhor, claro.
Neste jogo de apresentação os fafenses tomaram conta da partida e instalaram-se praticamente no meio campo do visitante. Porém, as jogadas bem estruturadas chegavam á área e não tinham a finalização esperada, notando-se muitas vezes a ausência de um homem daquela zona de finalização. Mais se notou ainda porque Vítor Hugo está lesionado. A eles se juntaram as lesões de André, Jader e do júnior de segundo ano Fábio Teixeira. Tudo junto é algum poder de fogo a menos para o curtíssimo plantel fafense que se socorre de outros juniores, alguns de primeiro ano como Mota e Brochado e outros de segundo ano como Ruben, Ricardo e Ivo.
Mesmo com todas estas condicionantes e honra seja feita aos juniores que haviam de jogado de manhã no empate a uma bola contra o Freamunde e entraram em campo com uma vontade enorme de ajudar a equipa. Não comprometeram e arrancaram muitos aplausos do público pela sua entrega e dedicação.
O Fafe dominou a partida com alguma superioridade até praticamente aos sessenta minutos de jogo, altura em que Carlos Condeço operou um grande número de substituições em simultâneo. Por essa altura também o Tirsense, onde joga o ex-fafense, Daniel Cerdeira refrescou a equipa com vários jogadores. O jogo ficou mais equilibrado mas os fafenses mostraram uma atitude que conquista a simpatia dos adeptos pelo que as melhores situações de golo pertenceram ao Fafer. Aos 77 minutos Ferrinho atirou estrondosamente ao poste depois de uma grande jogada do júnior Mota. Aos 88 minutos foi a vez do remate do júnior Brochado dar a ilusão de golo mas a bola saiu muito perto do poste da baliza.
A posição de todos os fafenses que jogaram saiu reforçada neste jogo. O Fafe tem equipa mas falta um matador e um médio ofensivo como faz questão de frisar o treinador.

Em jogo realizado no parque Municipal de Desportos em Fafe, sob a orientação do árbitro Albano Correia, auxiliado por Joaquim Costa Pereira e Xavier Fernandes, as equipas apresentaram:

AD FAFE: Nuno Dias; Primo, Miguel Mendes, Zé Manel, Silvestre, Rui, Mike, Bijou, Delfim, Filipe e David (à experiência). Jogaram ainda: Carneiro, João Nogueira, Ferrinho, Xavi, Rui Nogueira, Ruben, Ricardo, Mota, Brochado e Ivo. Lesionados: Jader, André e Fábio Teixeira. Treinador, Carlos Condeço.

FC TIRSENSE: Alberagria, Queirós, Paulo Sampaio, Marco Ribeiro, Marco Lousado, Ricardo Rocha, Vilaça, Fonseca, Roberto, Manuel Luís, e Barbosa. Jogaram ainda: Sérgio, Hugo Cruz, Élio, Rodrigo, Correia, Pedro, Pinto, Ivo, Pinheiro e Cerdeira. Treinador, Quim Machado.

sábado, 15 de agosto de 2009

Juniores. Jogo-treino: AD Fafe, 1 - Freamunde, 1

Texto e foto: João Carlos Lopes/Tiago João Lopes

Cavalinho de Mota deu o empate

Os Juniores da AD Fafe registaram um empate a uma bola em mais um jogo-treino realizado na manhã deste Sábado, dia 15 de Agosto, frente a um dos adversários que encontrará no Campeonato Nacional da 2.ª Divisão, o Freamunde.
Son intenso calor, ao intervalo registava-se o mesmo empate mas a zero bolas e no segundo tempo os fafenses estiveram, por várias vezes, muito perto de marcar mas faltou sempre esclarecimento e felicidade no remate final.
A equipa da terra dos capões acabou por inaugurar o marcador em lance de contra-ataque um pouco contra a corrente do jogo que estava a ser dominado pelos fafenses, com alguns períodos de equilíbrio.
A reacção ao golo forasteiro não podia ter sido melhor e mais rápida. Mota, a seu estilo, não deu um lance por perdido e ajeitou com a cabeça para, depois, desferir um remate cruzado e bem colocado sem hipótese de defesa para o guardião contrário.
A partir do empate o jogo perdeu algum fulgor, por cansaço, alterações tácticas, com os treinadores a mexerem muito nas equipas por forma a dar minutos de jogo a todos os atletas.
De salientar que o Fafe esteve privado, pelo menos de Fábio Teixeira que só tem treinado com os seniores de João Vítor que está lesionado. Recorde-se também que devido ao reduzido plantel dos seniores da AD Fafe, que fica ainda mais curto com as lesões de Jader, André e Ferrinho, muitos dos juniores que jogaram contra o Freamunde vão jogar de tarde na apresentação dos seniores aos sócios, contra o Tirsense.A equipa técnica da AD Fafe, optou, esta época, por iniciar os trabalhos mais cedo, pelo que tem feito muitos jogos de preparação, partidas em que muito mais importante que os resultados, permite ganhar rodagem aos atletas que, assim, em Setembro, podem iniciar o campeonato com muito mais confiança.

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Taça de Portugal: Ribeira Brava – Fafe




Jader, André e Ferrinho
recuperam de lesões

O Fafe realiza o primeiro jogo oficial da época, no dia 30 de Agosto de 2009, na Ilha da Madeira, onde defrontará a formação do Ribeira Brava, em jogo a contar para a primeira eliminatória da Taça de Portugal.
O adversário do Fafe milita igualmente na 3.ª Divisão Nacional onde compete na Série Madeira.
As duas equipas defrontaram-se por duas vezes na época 2006/2007, na 2.ª Divisão B, registando-se um empate na Madeira a uma bola e uma vitória em Fafe, para os fafenses, por 2-0.
Entretanto a AD Fafe registou novo empate a zero bolas na deslocação que fez, ao terreno do Amares. Os fafenses voltaram a mostrar qualidades mas, pecaram, mais uma vez, no capítulo da finalização.
O departamento clínico da AD Fafe tem três casos entre mãos, sendo o mais grave o de André com este a precisar do auxilio de canadianas para se locomover. Também Jader e Ferrinho recuperam de lesões de pré-época, com o brasileiro a iniciar os trabalhos de recuperação em campo mais cedo que os outros companheiros de infortúnio.

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Silvares sobrevive e faz protocolo com AD Fafe



Há Honra em S. Martinho

Sob uma equipa directiva comandada por Teófilo, com o apoio de alguns ilustres silvarenses, o Grupo Desportivo de Silvares, ao contrário do que se previa, vai participar no Campeonato Distrital da Divisão de Honra da Associação de Futebol de Braga. Andou moribundo mas sobreviveu.
Aquilo que Montelongo Desportivo conseguiu apurar é que os silvarenses fizeram um protocolo com a AD Fafe para os próximos dois anos, com o intuito de colocar a rodar os jogadores que têm contrato com o Fafe e que, por enquanto, não têm hipóteses de integrar o plantel ás ordens de Carlos Condeço. Contudo, e como nos confirmou Albino salgado, presidente da AD Fafe, “os jogadores não representarão o Silvares a custo zero pois o Clube de S. Martinho suportará parte dos vencimentos dos mesmos”. O Silvares cederá ao Fafe as suas instalações para o quer for necessário, infra-estruturas que, à partida, irão sofrer melhoramentos.
Trata-se de um protocolo que visa, da parte do Fafe, fortalecer a sua formação, tendo onde colocar os jogadores que não têm entrada imediata no plantel sénior mas que possuem contrato com o Clube. Um protocolo que o presidente Albino salgado espera ver preservado no futuro por quem vier a tomar conta da AD Fafe.
Por enquanto desconhecem-se outros pormenores, como o do técnico que irá orientar a equipa, sabendo-se, no entanto que o mesmo será escolhido pelo GD Silvares mas com o consentimento e a concordância da AD Fafe, nomeadamente do técnico Ténio Tenev, responsável pela formação do Clube.
Quanto ao Silvares, o que se sabe é que está a tentar formar uma equipa com os jogadores que ainda pode contratar, numa altura em que todas as outras formações já estão a trabalhar. Na verdade, foram muitos os jogadores que abandonaram o clube em relação à época passada, face à indefinição que se viveu com o espectro de fechar as portas. Ao que tudo indica, a equipa está a tentar recuperar alguns atletas pelo que soubemos que Gomes, Fernando e Broquinha, que afinal já não vão para o Atlético Cabeceirense interessam para dar força a este novo projecto. Outros jogadores se juntarão, agora que a permanência do clube é uma certeza. Assim, na presente temporada serão três os clubes fafenses na Divisão de Honra: Arões, Pica e Silvares.

Jogo treino: AD Fafe, 1 – Montalegre, 0

Texto e foto: João Carlos Lopes/Tiago João Lopes

Está a faltar um matador


A AD Fafe venceu, em jogo treino, nesta tarde de terça-feira o Montalegre, equipa que este ano subiu á 3.ª Divisão Nacional, por 1-0. O golo fafense foi apontado por Vítor Hugo, de grande penalidade, ainda no decorrer da primeira parte da contenda.
A equipa orientada por Carlos Condeço que passou grande tempo a observar o jogo na bancada, mostrou bons pormenores, nomeadamente no primeiro tempo, que sobressaiu o entrosamento entre os vários jogadores, sendo certo que temos que ter em conta que a equipa é praticamente toda nova. Contudo, não há bela sem senão e os fafenses que chegaram com alguma facilidade à baliza do Montalegre pecaram sempre no capitulo da finalização, mormente por não terem um verdadeiro homem de área. O golo, surgiu através da marcação de uma grande penalidade, de resto contestada pelos transmontanos que alegaram bola na mão com demasiada força e não mão na bola. O árbitro, o fafense Jorge Ferreira é que não teve dúvidas e apontou a marca de pénalti.
No segundo tempo, com as alterações verificadas, a formação do Montalegre mostrou-se mais atrevida e começou a aparecer com frequência na área fafense, tendo, pelo menos, duas oportunidades flagrantes para marcar mas que foram mal concluídas, depois de jogadas muito bem desenhadas. O Fafe, neste período, desceu menos vezes à área contrária mas quando o fez também levou perigo. De salientar que na formação do Montalegre jogam dois fafenses, o central Leonel e o avançado Ricardo Nogueira, com o primeiro a fazer o jogo todo e o segundo a fazer apenas meia parte mas ambos em bom plano de destaque, embora Leonel, devido á sua posição estivesse muito mais activo.

Juniores - Jogo treino: V. Guimarães, 1 - AD Fafe, 1


Luís Carneiro marcou o golo do empate

A equipa de Juniores da AD Fafe empatou a uma bola, esta tarde, no Complexo Desportivo da Unidade com a sua congénere do Vitória de Guimarães. Recorde-se que os fafenses militam na 2.ª divisão Nacional enquanto os vimaranenses são do primeiro escalão e ainda na época passada lutaram pelo título.
A equipa de Tenev deslocou-se à cidade berço desfalcada de alguns dos seus melhores jogadores chamados á equipa sénior por Carlos Condeço para defrontar o Montalegre. Aos poucos os juniores fafenses vão acertando agulhas com vista a um início de campeonato que lhe permita entrar com o pé direito.

Ciclismo - Volta a Portugal

Texto e foto1: http://www.volta-portugal.com/Foto 2: Tiago João lopes

“Piedra” lançada em Fafe
- Nuno segura amarela


Surpreendente o desfecho da quinta etapa da 71ª Volta a Portugal Lagos Sports! O espanhol Antonio Piedra (Andalucia-Cajasur), um jovem de 23 anos, bateu os mais fortes candidatos à vitória na “sala de visitas do Minho”. Piedra foi o primeiro a concluir a tirada que ligou Felgueiras a Fafe, num total de 184,6 kms. Na segunda posição terminou o companheiro de equipa, José Lopez, completando o pódio do dia o italiano Mauro Santambrogio (Lampre). Cândido Barbosa e Manuel Cardoso, dois nomes apontados como favoritos para a discussão da etapa ao sprint, ficaram fora da luta pelos melhores lugares mantendo-se tudo igual entre os primeiros da geral com Nuno Ribeiro a vestir a “Camisola Amarela Lagos Sports”.
Primeiro e segundo classificados na etapa, Piedra e Lopez foram dois dos oito corredores que andaram isolados durante grande parte do dia, embora o pelotão - comandado primeiro pela Liberty Seguros e nos quilómetros finais pela Lampre -, tenha controlado o andamento do grupo da frente. Todavia, nos quilómetros finais, os homens da Andalucia resolveram atacar em definitivo - Piedra saltou para a frente ao km 171,5, juntando-se oito quilómetros depois Lopez - mantendo-se o duo junto até bem perto do risco da meta. O pelotão, na recta final liderado pela Lampre, tentou reduzir a desvantagem, mas a festa fez-se mesmo em tons andaluzes no centro de Fafe.
Natural de Sevilha e profissional desde 2007, Antonio Piedra era um homem feliz após a primeira vitória como profissional. "É uma alegria triunfar aqui nesta chegada, numa Volta com tanto prestígio como é o caso desta em Portugal. Conseguimos dar o melhor resultado à fuga, mas até cruzar a meta não acreditei na vitória, uma vez que a Lampre vinha com grande velocidade na frente do pelotão".
15º na chegada a Fafe, e a perder apenas três segundos para o vencedor, Nuno Ribeiro (Liberty Seguros) manteve a liderança na classificação geral individual. "Foi um dia bastante complicado, com o calor a ser o maior adversário, mas os meus companheiros defenderam muito bem a liderança. O objectivo era manter a camisola amarela e não perder para os mais directos adversários e foi precisamente isso que aconteceu", explicou aquele que é "perseguido" por João Cabreira (CC Loulé-Louletano), a 2 segundos, e David Bernabeu (Barbot-Siper), a 46 segundos.
Líder isolado na classificação por pontos (Camisola Branca RTP), Cândido Barbosa confirmou a análise do cunhado Nuno Ribeiro e reafirmou que nada está ainda perdido para o Palmeiras Resort/Prio/Tavira, a equipa que lidera colectivamente. Tiago Machado (Madeinox-Boavista) veste a "Camisola Laranja RR" (Juventude) ao passo que o colega de equipa, Sérgio Sousa enverga o símbolo da Montanha - "Camisola Verde Jogos Santa Casa".

AC Fafe de volta à elite do Andebol nacional

Texto e fotos: João Carlos Lopes/Tiago João Lopes


Manutenção e formação


O Andebol Clube de Fafe (ACF), efectuou, na tarde de segunda-feira, no Pavilhão Municipal de Fafe, a apresentação da sua equipa Sénior Masculina que, esta época, participará 1.ª Divisão nacional do Andebol português que, como é sabido, é, agora, o escalão máximo do andebol nacional, depois de a Federação e Liga terem chegado a um acordo para acabar com o profissionalismo. Os fafenses vão à luta com os colossos do Andebol nacional, com muitos jogadores formados nas escolas do Clube, sector que os responsáveis não querem descurar nesta época em que o orgulho é grande mas sem euforias e com os pés assentes no chão.
Para o director responsável pelo andebol sénior do ACF, Rogério Rodrigues, “os objectivos, neste regresso ao lote dos clubes de elite do andebol nacional, passa por conseguir a manutenção, sabendo das limitações acrescidas que o clube tem em relação a toda a concorrência nacional”. Para o também vice-presidente do ACF, “é um orgulho estar entre os melhores pelo que vão fazer os possíveis para continuar entre eles”.
Segundo Rogério Rodrigues, outro dos objectivos do Clube “é crescer ainda mais em termos de formação de atletas, sendo certo que neste plantel se encontram cinco atletas que ainda são juniores, sendo que um deles ainda tem idade de juvenil”. Para este dirigente “o investimento na equipa não foi muito, com apenas duas aquisições, sendo que uma delas é um regresso a casa, Armando Pinto, pelo que em termos de valores e tendo em conta o ajuste da inflação é sensivelmente o mesmo da época anterior”.
O técnico Óscar Freitas que transita de épocas anteriores e terá como adjunto Carlos Baldaia, vai ter ao seu dispor os mesmos atletas da época passada, aos quais acresce o extremo direito Armando Pinto e o lateral esquerdo Tiago Eber, os dois oriundos do Águas Santas. De salientar que o grande forte da equipa é mesmo a prata da casa pois, entre os 19 atletas do plantel, 13 são oriundos da formação e os restantes, para além do reforço Tiago Eber, estão perfeitamente integrados na equipa por a terem representado nas últimas épocas. Ressalve-se o caso do Pivot António Martins, que não sendo de Fafe, já representa o ACF há seis épocas. O outro caso paradigmático é do juvenil Pedro Peneda, atleta internacional que chega prematuramente aos seniores através do seu enorme talento e potencial andebolístico.
Óscar Freitas diz que “o ACF está preparado para iniciar os trabalhos e alcançar o objectivo proposto, a manutenção”. Nesse sentido, o técnico salienta que “se conseguissem entrar o “Play Off”, era sinal de objectivo alcançado”.
Este técnico, também ele um fafense, afirma “ter o plantel possível e que estes jogadores, por tudo o que fizeram nas últimas épocas, enquanto o clube tentava sanar os problemas financeiros, merecem, só por isso estar neste patamar e nesta equipa”. O técnico mostra-se agradado pelos novos moldes do campeonato que “só peca por ser tardio mas ainda bem que surgiu para o próprio bem do andebol português”.
Quanto a aquisições, as mesmas “só acontecerão se se proporcionarem e sejam mais valias para o plantel que, nesse sentido, não considera fechado”.


PLANTEL DO AC FAFE PARA A ÉPOCA 2009/2010
Guarda-redes: Luís Ferreira; Pedro Sousa e Hugo Fernandes.
Extremo esquerdo: João Castilho e Alexis Oliveira
Lateral Esquerdo: Cláudio Gomes, Rui Paulo, Pedro Peneda, e Tiago Eber (ex-Águas Santas).
Central: Miguel Fernandes e Duarte Silva.
Lateral Direito: Paulo Fernandes.
Extremo Direito: Armando Pinto (ex-Águas Santas) e Vladimiro Pires
Pivot: António Martins e João Ferreira.
U: Rui Carvalho e Luís Gonçalves

EQUIPA TÉCNICA
Treinador Principal: Óscar Freitas
Treinador Adjunto: Carlos Baldaia

DEPARTAMENTO MÉDICO
Médico: Dr. Pedro Seabra
Fisioterapeutas: Cristela Castro e Rui Carvalho

DIRECTORES SENIORES MASCULINOS
Rogério Rodrigues
Pedro Freitas

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Etapa da volta passou em Fafe

Foto: Tiago João Lopes

A outra festa do Ciclismo

Tal como nas grandes Voltas do calendário velocipédico mundial, como o Tour de França e a Vuelta a Espanha, também a Volta a Portugal aproveita o dia de descanso para proporcionar aos cicloturistas a chamada "Etapa da Volta". Fafe já acolheu uma etapa da volta e este ano foi ponto de passagem para a terceira edição deste evento que faz as delícias de qualquer cicloturista, pois a parafernália é quase idêntica à da Volta a Portugal.
Esta iniciativa foi relançada em 2007, depois de uma primeira iniciativa levada a cabo pela extinta revista “Superciclismo” que no primeiro ano levou os cicloturistas ao mítico monte da Senhora da Graça e no ano seguinte a subir a Serra da Estrela, com partida de Belmonte.
Esta iniciativa tem tido um grande sucesso e parece já fazer parte integrante do programa da Volta a Portugal.
No primeiro ano desta segunda edição da Etapa da Volta (Edição PAD) a etapa da volta partiu da cidade de Fafe até ao alto da senhora da Graça em Mondim. Em 2008 iniciou-se em Viseu e terminou na Serra do Caramulo e este ano começou na Lixa para terminar no alto de Santa Quitéria, em Felgueiras, mas com passagem pela Serra da Lameira, num total de 90 km.

Supercross - Furacão Algarvio arrasou em Arões

Texto e fotos: Luís Peixoto/viladearoes.blogspot.com


3000 espectadores
vibraram em Arões


Henrique Venda conquistou a classe SX1 aproximando-se cada vez do mais do primeiro lugar desta categoria já na categoria de Elite a sua vitória permitiu consolidar ainda mais o primeiro posto no crossódromo de Arões, em Fafe. O piloto algarvio na sua Kawasaki KXF 450 não deu hipótese à concorrência em Arões afirmando-se agora como o mais favorito para a conquista deste campeonato naquela que foi a antepenúltima e quinta prova desta competição. Os escuteiros de Arões agrupamento 907, com a sua fanfarra tiveram a oportunidade de exibir os seus dotes perante a assistência e o privilégio de iniciar as provas finais. Na pista de Arões compareceram 20 pilotos na classe SX2, e 12 na SX1. Uma vez cumpridas as eliminatórias ao fim da tarde, a noite do Sábado foi reservada às finais naquele que foi uma das maiores enchentes registadas na Pista de Arões. Apesar de durante a prova os holofotes de Arões terem falhado pondo, durante minutos, o publico em furor com assobios a organização remendou esta falha antecipando o tradicional “Pedicross”, que consistiu em correr meia pista no menor tempo possível, permitiu ao público que assistiu a esta prova ganhar prémios não só de participação mas também bicicletas que foram distribuídas pelo primeiro classificado do sexo feminino e masculino. Durante a noite foi ainda entregue uma mota a um espectador de Lousada que possuía o bilhete que foi sorteado.Na Final da classe SX2 Paulo Alberto foi dono e senhor desta classe e terminou como destacado vencedor como tem sido hábito este ano. Nuno Gonçalves, piloto cabeceirense desceu do 2.º para o 6.º lugar na sexta volta, devido a queda. Proporcionando um dos momentos altos da noite quando recuperou do mencionado desaire para subir à 3.ª posição a quatro voltas do fim, terminando diante do espanhol Miguel La Rosa e de Daniel Pinto.Na Final SX1 Henrique Venda com sorte beneficiou da queda de Hugo Santos que andou na frente até sofrer uma queda à sétima volta. Henrique Venda aproveitou assim para subir uma posição assumindo o comando, que manteve para concluir a corrida com apreciável vantagem sobre Roman Perez. Já este último só subiu ao 2.º posto a cinco voltas do fim, quando Hugo Santos teve novo percalço, perdendo tempo quando o motor foi "abaixo".A Super-Final Elite fechou o programa de corridas, sendo disputada pelos 16 pilotos qualificados nas finais por classes. Henrique Venda partiu bem e instalou-se logo no primeiro lugar. Henrique Venda liderou todo o tempo para conquistar um triunfo muito importante em termos de Campeonato.O Crossódromo de Arões foi também palco da terceira e última jornada do Troféu de Minimotos, com um desfecho surpreendente. Onde o piloto Tiago Borges que vinha de duas vitórias consecutivas teve de desistir já na penúltima volta, permitindo ao seu mais adversário mais directo Bruno Ruivo passar para a frente com apenas 1,3 s de diferença em relação ao segundo classificado, Henrique Nogueira. Este êxito foi fulcral para que Bruno Ruivo obtivesse a vitória no Troféu de Minimotos que concluiu-se em ArõesO Campeonato Nacional de Supercross prossegue na noite do próximo Sábado, dia 15, com a penúltima ronda a ter lugar na Poutena.



Minimotos:


1.º Bruno Ruivo (IMR) 7 voltas em 7m32,0s; 2.º Henrique Nogueira (YCF) a 1,3; 3.º Álvaro Gonçalves (YCF) a 3,8; 4.º Diogo Valença (YCF) a 44,0; 5.º Pedro Abrantes (Bud) a 1 volta; 6.º Fábio Coelho (Honda) a 1 volta.


Troféu de Minimotos (Classificação Final):


1.º Bruno Ruivo (IMR) 62 pontos; 2.º Diogo Valença (YCF) 58; 3.º Tiago Borges (Bud) 50; 4.º Pedro Abrantes (Bud) 46; 5.º Álvaro Gonçalves (YCF) 40; 6.º Henrique Nogueira (YCF) 38.


sábado, 8 de agosto de 2009

Jogo treino: AD Fafe, 0 - FC Infesta, 0


Próximo jogo é contra o Montalegre
no dia 11 de Agosto no PMD em Fafe

Depois da derrota em Vieira do Minho a meio da semana por três bolas a zero, a equipa da Associação Desportiva de Fafe prosseguiu a sua preparação com a realização do segundo jogo agendado para a pré-época, tendo como adversário um velho conhecido doutros campeonatos, o Futebol Clube de Infesta, com quem registou uma igualdade sem golos. À falta de golos louva-se, desta vez, o acerto defensivo da equipa que não sofreu qualquer tento.
Como é normal neste tipo de jogos, os treinadores aproveitam para rodar as equipas e observar jogadores. Foi o que aconteceu com o técnico fafense que terminou a partida com sete jogadores da equipa de juniores em campo.
O próximo jogo de preparação da AD Fafe é contra o Montalegre, no dia 11 de Agosto, no Parque Municipal de Desportos, em Fafe. Recorde-se que a equipa transmontana subiu esta época à 3.ª Divisão Nacional e conta com dois fafenses: o central Leonel e o avançado Ricardo Nogueira.

Operário F. C. de Antime revela aquisições




Subir é a grande prioridade

Com o firme objectivo de lutar pela subida de divisão, porque outra coisa não seria de esperar de uma formação clom os pergaminhos do Operário F. C. de Antime, esta equipa revelou, finalmente, as aquisições para a temporada 2009/2010.
Sobe a tutela do técnico fafense Domingos Freitas (na foto), que terá como adjuntos Rui Oliveira e Mário Coelho, agora com um plantel construído mais ao jeito do treinador, embora com as limitações que a política de não pagamento de “ordenados” pelo Antime acarreta, o Clube propõe-se regressar rapidamente à 1.ª Divisão Distrital
Entre as aquisições destaca-se a aquisição do guarda-redes Rui, do defesa esquerdo Preto e dom médio Nelinho, todos ex-Silvares. Destaque ainda para o regresso de Nelo, ex-Travassós. Os outros reforços são: Oliveira (Ex- Júnior da A. D. de Fafe) Defesa; Finas, ex-Ases Stª Eufémia - Médio Ala/Avançado e Zé Carlos (Popular de Guimarães).
De louvar ainda a promoção de três atletas da equipa júnior. São eles: Júlio (Guarda-Redes); Vitor Hugo e Neves (ambos defesas); João Paulo (Médio)
A apresentação da equipa aos sócios está marcada para o Sábado do dia 29 de Agosto, pelas 17:00 horas no Parque Desportivo do O. F. C. Antime, altura em que defrontará o S. C. Rio de Moinhos da 1.ª Divisão da A. F. do Porto.


Plantel para a época 2009/2010

EQUIPA TÉCNICA:
Treinador: Domingos Freitas
Treinador-Adjuto: Rui Oliveira
Treinador-Adjunto: Mário Coelho

JOGADORES
Permanências:

GUARDA-REDES: Samuel

DEFESAS: Filipe; Fábio; Helder Pinto; Sérgio e Ricardinho;

MÉDIOS: João; Billa; Hugo Silva e Nuninho;

AVANÇADOS: Pedro e Ruca;

JUNIORES PROMOVIDOS AOS SÉNIORES:
Júlio (Guarda-Redes); Vitor Hugo e Neves (ambos defesas); João Paulo (Médio)

AQUISIÇÕES:
Rui (Ex- Silvares) - Guarda-redes
Preto (Ex- Silvares) Defesa Esquerdo
Oliveira (Ex- Júnior da A. D. de Fafe) Defesa
Finas (Ex-Ases Stª Eufémia) Médio Ala/Avançado
Zé Carlos (Popular de Guimarães) Médio Ala Esquerdo
Nelo (Ex- Travassós) Médio Centro
Nelinho (Ex- Silvares) Avançado

INICIO DOS TRABALHOS:
Dia 24 de Agosto

APRESENTAÇÃO DA EQUIPA À COMUNICAÇÃO SOCIAL:
Sábado, dia 29 de Agosto elas 15:30 Horas, na nossa Sede Social.

JOGOS DE PREPARAÇÃO
Apresentação da Equipa aos Sócios:
Sábado dia 29 de Agosto, pelas 17:00 Horas no Parque Desportivo:
Do O. F. C. Antime vs S. C. Rio de Moinhos (1ª Divisão da A. F. do Porto)

DIAS 5 E 6 DE SETEMBRO:
Participação no Torneio Quadrangular do Arões S. C.

Ciclismo: Volta a Portugal de Masters



Fafense Salvador Pereira
vence última etapa e sobe
ao segundo lugar na geral

Salvador Bruno Pereira da União Desportiva Amigos da Roda de Quinchães, foi um dos protagonistas da volta a Portugal de Masters ao vencer a última e exigente etapa com quatro passagens pelo monte S. Félix, na Póvoa de Varzim, na distância de 94km.
Com esta vitória o ciclista fafense subiu assim ao 2º lugar da geral individual e ao 2º lugar na classificação da montanha. Salvador já tinha tentado a sua sorte na 3ª etapa na qual andou em fuga durante quase 100km, tendo vencido uma meta volante e um prémio de montanha, acabando por ser apanhado pelo pelotão depois de muito esforço do ciclista de Medelo.

O ciclista fafense esteve muito perto do primeiro lugar e conseguiu ainda um pódio no prémio da montanha e da camisola rosa.
De realçar ainda a excelente prestação de outro Fafense nesta prova, Albino Costa, também em representaçlão da UDAR-Quinchães/Cleimag.

Geral Individual

1º Luis Machado (Viveiros Vitor lourenço/Sintra C Ciclismo)

2º Salvador Bruno Pereira (UDAR-Quinchães/Cleimag)

3º Koldo Gutierrez Castñon (Mista 4)

4º Amandio Jesus (Casa do Benfica de Almodôvar)

5º Vitor Lourenço (Viveiros Vitor lourenço/Sintra C Ciclismo)

6º José Rodrigues (CRC-Famalicão.com)

7º João Martins (Viveiros Vitor Lourenço/Sintra C Ciclismo)

8º Helder Miranda (Viveiros Vitor lourenço/Sintra C Ciclismo)

9º Manuel Zeferino (XPZ-Bona-C.D. Navais)

10º Humberto Silva (Casa do Benfica de Almodôvar)

Geral Montanha camisola azul
1º José Rodrigues (CRC-Famalicão.com)
2º Salvador Bruno Pereira (UDAR-Quinchães/Cleimag)
3º Luis Machado (Viveiros Vitor lourenço/Sintra C Ciclismo)

Geral metas volantes camisola rosa
1º Luis Machado (Viveiros Vitor lourenço/Sintra C Ciclismo)
2º Salvador Bruno Pereira (UDAR-Quinchães/Cleimag)
3º José Rodrigues (CRC-Famalicão.com)