.

.
.

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Andebol: Pedro Peneda está de regresso ao AC Fafe

Texto e foto: João Carlos Lopes

Uma mais valia para o AC Fafe

O lateral esquerdo Pedro Peneda está de volta ao Andebol Clube de Fafe para reforçar a equipa liderada por Óscar Freitas.

É a concretização de um desejo antigo pois o AC Fafe já o inicio da temporada tentou a vinda do jogador por empréstimo, o que só agora veio a suceder pois o mesmo estava tapado por jogadores mais experientes na equipa lisboeta.

Peneda é ainda muito jovem pois tem apenas 19 anos mas, este atleta de 1,90 metros de altura e 79 quilos de peso é uma mais valia para a equipa fafense e se assim não fosse não tinha sido contratado pelo Benfica ainda muito novo.

Os fafenses contam com Pedro Peneda para fazer a recuperação no campeonato, agora que também podem contar com outro atleta que se encontrava lesionado, César. Ambos vão ser já utilizados este Sábado na recepção ao S. Bernardo.


. 

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

1ª Liga de Futebol Juvenil da ACR Fornelos

Texto: João Carlos Lopes 
.
Competir e conviver
.
O Colégio de Fornelos está a organizar A 1ª Liga de futebol juvenil de futebol de 5. Trata-se de uma liga que “tem como objectivos principais proporcionar a prática de desporto, a ocupação de tempos livres, a convivência entre os atletas das diferentes e equipas e preencher o vazio competitivo existente relativamente aos escalões de formação mais jovens”.
 Já se encontram inscritas na liga de Futebol Juvenil da ACR Fornelos a A.D. Fafe, Ases de S. Jorge, Arões, Pica, Cepanense, Fornelos e Paços. Contudo, a organização quer contar com o maior número possível de equipas participantes e tem ainda as inscrições abertas para os vários escalões que a liga vai comportar.
O início da competição ocorrerá durante o mês de Outubro de 2011, com final final previsto para Fevereiro/Março 2012 e os jogos serão realizados aos sábados de tarde e domingos de manhã, em data ainda por definir.
O quadro competitivo é composto pelos seguintes escalões etários:
Petizes – Ano de Nascimento em 2005 e 2006
Traquinas – Ano de Nascimento em 2003 e 2004
Benjamins – Ano de Nascimento em 2001 e 2002
Infantis – Ano de Nascimento em 1999 e 2000
É objectivo da entidade que tutela a Liga, organizar cada equipa em função da data de nascimento dos atletas, ou seja, por exemplo, no escalão de petizes haverá duas equipas, uma para os atletas nascidos em 2005 e outra para os atletas nascidos em 2006. O mesmo acontecendo nos restantes escalões.
Podem inscrever-se todos os jovens e equipas pertencentes ao concelho de Fafe, federados ou não federados.
As inscrições podem ainda ser feitas na secretaria do Colégio da A.C.R. Fornelos, por telefone 962486454 (Prof. Frederico Ricardo) ou por email: ricardocordeiro@hotmail.com.
Por cada atleta inscrito será necessária a entrega de uma fotografia e fotocópia do BI ou cartão de cidadão. A organização entregará uma ficha de inscrição e um termo de responsabilidade para cada equipa participante.
O valor de inscrição por cada equipa/escalão é de 50 Euros
Os jogos serão todos realizados nas instalações da A.C.R. Fornelos, ou seja, no pavilhão e no campo exterior de piso sintético.
Esta liga será disputada em regime de campeonato, todos contra todos, em duas voltas. Paralelamente ao campeonato, será realizada a taça A.C.R. Fornelos e nesta competição os jogos serão a eliminar.
.

Andebol- Nac. 1.ª Div.: AC Fafe – S. Bernardo

Texto: João Carlos Lopes

Está na hora de vencer

- Jogo no Sábado, pelas 18H30, no Pavilhão Municipal

O AC Fafe recebe o S. Bernardo este Sábado, pelas 18:30 horas, no pavilhão Municipal, em jogo a contar para a sexta jornada do Nacional da 1.ª Divisão, sendo certo que este é apenas o quinto jogo dos fafenses.

Depois de quatro derrotas consecutivas este é aquele jogo pelo qual toda a gente aguardava pois o AC Fafe vai ter pela frente uma equipa que não sendo fácil lhe é acessível e a quem pode ganhar.

O S. Bernardo será o barómetro para os fafenses a quem têm de ganhar para manter a confiança dos seus adeptos.
.

Nac. 2.ª Div. B: AD Fafe – Ribeirão

Texto: João Carlos Lopes

Da foz para o leito  

A AD Fafe vai receber o Ribeirão depois de uma vitória na Madeira sobre o Marítimo B por 1-0. O jogo é no Domingo, pelas 15 horas, no parque Municipal de Desportos, em Fafe.

Os fafenses já venceram por duas vezes enquanto os famalicenses registam por empates todos os jogos realizados, três.

O Fafe está com a moral em alta neste início de temporada, deixando os adeptos empolgados e transmitindo alguma tranquilidade para este jogo. Porém não há vencedores antecipados e os fafenses vão ter que estar iguais a si mesmo.

Ambas as equipas têm dois golos marcados, os do Fafe, dois, valeram duas vitórias, uma vez que não sofreu nenhum. Já o Ribeirão sofreu dois.

Div. Honra AF Braga: GD Gerês - Arões SC

Texto: João Carlos Lopes

Recuperar os pontos perdidos

O Arões vai jogar com o Grupo Desportivo Gerês no Campo da Bela, em Braga, no terceiro jogo que faz para a Honra esta temporada.

Um empate e uma vitória, ambos em casa, é o espólio conquistado até ao momento pela equipa de Francisco Branco que vai querer recuperar os dois pontos que fugiram contra o Terras de Bouro.
.

Div. Honra AF Braga: GD Travassós – FC Martim

Texto: João Carlos Lopes

Será desta?

O Grupo Desportivo de Travassós vai receber os barcelenses do Martim, no campo do Centro da Formação da Juventude de Arões, em jogo a realizar no Domingo pelas 16 horas.

Três empates nos três primeiros jogos aguçam o apetite para esta partida em que os fafenses perseguem a primeira e histórica vitória na Divisão de Honra.
.

Juniores: Nac. 2.ª Div.: AD Fafe – GD Cachão

Texto: João Carlos Lopes

Vendimar o cachão

Os juniores da AD Fafe regressam ao campo n.º 2 do Municipal de Desportos para receber o Cachão, último classificado. Em tempo de vindimas há que aproveitar o cachão e chamar-lhe um figo.  

Depois do amargo de boca da última jornada em Freamunde, onde os fafenses foram nitidamente prejudicados pela arbitragem com consequências nefastas só a vitória está nas cogitações da equipa de Miguel Paredes.
.

Juvenis: Div. Honra AF Braga: Moreirense FC - AD Fafe

Texto: João Carlos Lopes

Não ir à missa dos Cónegos  

Os juvenis da AD Fafe deslocam-se a Moreira de Cónegos para defrontar o Moreirense Futebol Clube, em jogo a contar para a terceira jornada.

Depois de duas vitórias nos primeiros jogos será que vai haver a terceira? Os pupilos de Ricardo Cunha estão confiantes que sim, até porque fizeram uma recuperação notável no jogo anterior com o Maria da Fonte a quem venceram por 3-2.
.

Futsal: Juniores 1.ª Div: Piratas de Creixomil – Nun’Álvares

Texto: João Carlos Lopes

Entrar com o pé direito

Os juniores do Grupo Nun’Álvares fazem o primeiro jogo para o campeonato, este Sábado, pelas 18 horas, no Pavilhão da Escola D. Afonso Henriques, em Guimarães, frente ao Piratas de Creixomil.

Entrar com o pé direito, ou seja, a vencer é o propósito dos fafenses para este jogo.
.

Regionalona

Texto: João Carlos Lopes


1.ª DIVISÃO

A ACD PICA, de Carlos Salgado, desloca-se a Guilhofrei para mais uma jornada em que parte invicto e só com vitórias. Depois de vencer o S. Paio de D’Arcos FC parte com a mesma convicção para este jogo.

O OFC ANTIME, de Luís Silva, recebe o Este depois de ter sido derrotado no terreno dos Leões das Enguardas. Além de perder, jogou mal e esta partida vai servir para rectificar a imagem.

O GD SILVARES, de Vítor Pacheco, desloca-se ao terreno do Águias de Alvite em busca da primeira vitória, após um empate e recentemente de uma derrota no terreno do Pevidém. A ordem é para vencer.   


2.ª DIVISÃO

O AGRUPAMENTO DE SANTA CRISTINA, de Marcelo Fernandes, recebe os Amigos de Urgeses depois de uma jornada de descanso pois o jogo com o S. Nicolau Basto foi adiado. A ver vamos se a paragem fez bem ou mal.

O GCD REGADAS, de Brás Fernandes, recebe o GD Selho após derrota amarga em Arco de Baúlhe onde não foi feliz no ataque. Acertar na concretização é o desafio para este jogo.   
.

Futsal Feminino: Nun’Álvares – Esporões

Texto: João Carlos Lopes

Ganhar confiança  

A equipa de Futsal feminino do Nun’Álvares estreia-se este sábado pelas 16 horas, para o campeonato a jogar em casa, contra a formação bracarense do Esporões.

Um jogo em que as fafenses querem ganhar para ganhar confiança para o resto do campeonato. 
.

Camadas Jovens AF Braga – Jogos


JUVENIS – DIVISÃO DE HONRA

Moreirense FC - AD Fafe


INICIADOS – DIVISÃO DE HONRA

AD Fafe – SC Braga
.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Futsal Feminino: GD Armil vence Supertaça

Texto e foto: I.L.M./A.F.P.F.
 
Deu à Costa com "hat-trick" de Elsa
 
A Associação de Futebol Popular de Fafe iniciou as suas provas para a época desportiva 2011/2012 com o jogo da Supertaça de Futsal Feminino, que opôs as equipas do G.C.D. Armil (vencedor do Campeonato) e do G.D.C.R. Golães (vencedor da Taça).
 
O jogo realizou-se no magnifico pavilhão multiusos de Fafe no pretérito dia 24 de Setembro, pelas 20h00 e teve a presença de centenas de apoiantes de ambas as equipas. O jogo pautou-se pelo equilíbrio, com momentos de bom futebol e inúmeras oportunidades de golo, impedidos pela excelente exibição das duas guarda-redes.
 
Num jogo de início de época, ao intervalo o resultado teimava em manter-se nulo. Na segunda parte a equipa do Armil foi mais eficaz e acabou por marcar três golos, com hat-trick da atleta Elsa Costa.
 
O Golães ainda tentou remar contra a marcha do marcador, mas sem êxito dada a boa forma evidenciada pela guarda-redes do Armil.
 
O jogo deixa antever um campeonato equilibrado, que terá início no dia 09 de Outubro, com jogos aos domingos, com início às 16h00, no Pavilhão multiusos.
 
A equipa do Armil, treinada por Sónia Rodrigues, alinhou com: Ana Patrícia Duarte, Andreia Martins, Liana Alves, Ana Isabel Leite (C), Alsa Costa, Diana Freitas, Mariana Gonçalves, Sara Costa, Bárbara Gonçalves e Ana Lameiras.
 
A equipa do Golães, treinada por Miguel Martins, alinhou com: Bárbara Alves, Ana Ribeiro, Vânia Cunha, Tânia Oliveira, Cátia Alves, Lisandra Silva, Andreia Eiras, Ana Paula Pires, Cátia Baptista, Joana Carvalho Joana Oliveira e Sónia Martins.
 
As provas da AFPF continuam este fim de semana com duas Supertaças, no Campo do Pica. No sábado, pelas 16h00, a Supertaça da Federação terá como oponentes o Bagunte Vila do Conde) e o S. Mamede (Santo Tirso) e no domingo, também pelas 16h00, a Supertaça Dr. José Ribeiro, que será disputada pelo Santa Maria de Ribeiros e e pelo FC Marinhão.
.

Pedestrianismo: Rando Challenge é já no próximo Domingo

Rando Challenge

Parque Eólico de FAFE

02 de Outubro de 2011

Numa iniciativa inédita em Portugal, o Parque Eólico das Terras Altas de Fafe recebe o desafio “Rando Challenge®”, uma mistura de pedestrianismo com peddy-paper.

A organização está a cargo dos Restauradores da Granja e da Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal, com o patrocínio da GDF SUEZ.

Organize uma equipa com a família ou com amigos e participe numa aventura cultural e ambiental!

As inscrições são limitadas a 120 participantes.

No final, haverá um almoço convívio durante o qual serão entregues os prémios.


Ponto de Encontro:

09h00 – Subestação do Parque Eólico das Terras Altas de Fafe – Lagoa

Consulte o regulamento em: www.restauradoresgranja.com

http://www.fcmportugal.com/PresentationLayer/eventos01.aspx?eventoid=364&temaid=17&menuid=774

Inscrições e informações: restauradoresdagranja@gmail.com Telemóvel: 937 446 880
.

Camadas Jovens AF Braga – Resultados

.
JUVENIS – DIVISÃO DE HONRA

AD Fafe, 3 – SC Maria da Fonte, 2


INICIADOS – DIVISÃO DE HONRA

Santa Maria FC, 0 - AD Fafe, 1  
.

Futebol / Legião Estrangeira

Miguel Lemos - GD Bragança
Texto: João Carlos Lopes / Foto: ML
LIGA ZON SAGRES - Jornada 6
O FEIRENSE (11.º), de Henrique, foi a Coimbra perder com a Académica por 4-0 e cair três posições na tabela classificativa. Depois do empate contra o Porto, esperava-se um pouco melhor.
O GIL VICENTE (8.º), de Sandro, foi a Paços de Ferreira fazer a desdita e, com isso, subir três posições na classificação, compensando desta forma o empate caseiro frente ao Olhanense.  


LIGA ORANGINA - Jornada 5
O MOREIRENSE FC (13.º), de Castro, recebeu o vizinho Desportivo das Aves e a partida terminou com uma igualdade a uma bola, tendo os cónegos desperdiçado dois pontos em casa.
O FREAMUNDE (12.º), de Luciano, foi ao Restelo perder por uma bola a zero e cair quatro lugares na tabela. Os capões ainda só ganharam uma vez em cinco jornadas.

 
2.ª DIVISÃO B – ZONA NORTE - Jornada 3
O FC TIRSENSE (7.º), de Bruno e Tiago André, foi ao reduto do Varzim perder por 2-0 o que fez com que caísse cinco lugares na classificação.
A AD LIMIANOS (12.º), de Tomané, recebeu o FC Famalicão e empatou a duas bolas. Podia ser pior pois esteve a perder por 2-0. O ponto vale-lhe subir dois lugares.

.
2.ª DIVISÃO B – ZONA CENTRO - Jornada 3
O SC COIMBRÕES (10.º), de Diogo Costa, foi ao estádio do Bessa empatar a zero bolas, conquistando um ponto num recinto tradicionalmente difícil.
O SPORTING DE ESPINHO (4.º), de Ricardo Morais, voltou a vencer por uma bola a zero, desta vez fora de portas no campo do Madalena, somando três pontos que o deixam a dois do líder, S. João de Ver.  
.

3.ª DIVISÃO – SÉRIE A - Jornada 3
.
O GD BRAGANÇA (1.º) de Miguel Lemos, foi vencer ao terreno da lanterna vermelha, Cerveira e mantém-se no comando desta série, fazendo o pleno de vitórias.
O GD JOANE (6.º), de Pedro Ismael, recebeu o O MARIA DA FONTE (11.º), de Fredy, Ruizinho, Rui Nogueira e Gil e o resultado ficou como tinha começado a partida, com uma igualdade sem golos. Foi o primeiro sinal de retoma do Maria da Fonte e mais um desperdício de pontos em casa do Joane.  
O FC AMARES (10.º), do treinador fafense Carlitos, sofreu a primeira derrota, no recinto do Melgacense, por 2-1. Um resultado que obriga os amarenses a não facilitar no próximo jogo com o Cerveira.

.
3.ª DIVISÃO – SÉRIE MADEIRA – Jornada 3
.
O ESTRELA DA CALHETA (6.º), de Silas e Noré, foi ao terreno do Pontassolense vencer por 2-1 e amealhar a primeira vitória no campeonato após dois empates.
.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Pedestrianismo: Rota do Românico tem muito para mostrar



Texto e fotos: João Carlos Lopes
.

Ribas tem monumentos, aroma e cor
.
Em mais uma iniciativa da Associação Basto Move-te, a freguesia de Ribas, em Celorico de Basto, proporcionou, no último Domingo, uma caminhada cujo trajecto faz parte da Rota do Românico do Vale do Sousa e Tâmega. O dia estava solarengo e a natureza mostrou toda a sua beleza e esplendor.
.
A aldeia de Ribas, é uma tipicamente minhota, com uma enorme variedade de tons e aromas provenientes das majestosas vinhas bem como dos pomares onde se encontram marmeleiros, figueiras, castanheiros, macieiras e oliveiras, entre outras árvores de fruto. Além disso, apesar de já estarmos no Outono, as flores ainda ostentam toda a sua beleza e encanto, numa diversidade de espécies que obrigam as máquinas fotográficas a estarem sempre em acção.
De tudo isto se viu um pouco neste percurso circular de cinco quilómetros e meio cujo objectivo era visitar dois monumentos integrantes da Rota do Românico.
Um desses monumentos é a igreja de S. Salvador de Ribas, rica em estilos e recheada de uma grande quantidade de santos. Um monumento com muitas histórias dentro da própria história e que nos faz viajar ao longo dos séculos em que, através das suas alterações fisionómicas, se pode ver e sentir a própria evolução e adaptação da Igreja Católica aos circunstancialismos dos tempos.
O outro monumento é a Ponte da Torre, em que é visível a sua construção com um só arco mas com dois planos inclinados a perfazerem o tabuleiro da ponte que, ao invés das pontes normais, não é feito de um só vão a direito.
Tanto num como noutro monumento foi ouvida muita informação pertinente sobre a sua origem e enquadramento histórico-social na respectiva época.  
Após a visita à ponte românica, a caminhada prosseguiu em passo moderado até ao ponto de partida, a Igreja de S. Salvador de Ribas, mas com os pedestrianistas a pensarem nos mais de cinquenta monumentos da Rota do Românico existentes nos Vales do Sousa e Tâmega.
.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Futebol Popular: Armil vence amigável em Calvos

Texto: João Carlos Lopes / Foto: Tânia Oliveira

Golo de Carlos Sampaio valeu a vitória  
.
O Grupo Desportivo de Armil realizou mais um jogo-treino, desta vez em Guimarães contra a formação do Calvos que pertence à Associação de Futebol Popular da cidade berço, a quem venceu por uma bola a zero.
Mais uma vez os armilenses mostraram estar muito melhor que na temporada passada e começam a dar mostras que pode vir a surpreender no campeonato da época 2011/2012.

O único golo da partida foi obtido por Carlos Sampaio, jogador que tinha iniciado a partida no banco de suplentes e que teve a felicidade de facturar logo na primeira vez que tocou na bola. De resto, este jogador parece estar de pé quente na pré temporada pois também tinha sido o autor do golo que deu o empate aos fafenses no jogo de apresentação aos sócios.

O Armil fez um bom jogo mas quem também esteve em grande plano foi Jorge, o guarda-redes novo que defendeu pela primeira vez as cores dos armilenses que estavam com dificuldades em arranjar um homem para a baliza. Na verdade, Jorge fez um punhado de boas defesas que muito contribuíram para que os fafenses saíssem com a vitória de Calvos.
.

Futebol Popular: Ribeiros apresentou-se aos sócios a vencer o Friande

Texto: João Carlos Lopes
.
Repetir os êxitos da época anterior
.
O Santa Maria de Ribeiros fez a sua apresentação aos associados para a época 2011/2012, tendo convidado para o efeito a equipa do Friande, da Associação de Futebol Popular de Felgueiras, a quem venceu por 4-1.
.
O Ribeiros tornou a partida muito fácil ao sistematizar uma frequente troca de bola, situação que surpreendeu a formação do Vale do Sousa.
.
O primeiro golo surgiu por intermédio de Raminhos e o segundo teve a assinatura de Pascal, com este a converter um livre directo de forma exímia. Já o terceiro golo, obtido por Marcelo num remate do meio campo, acabou por surpreender o guardião do Friande.
.
Os fafenses chegaram ao intervalo com uma vantagem muito confortável pois três golos de diferença permitiam gerir o jogo com alguma tranquilidade.
.
No segundo tempo, a equipa convidada acabou por chegar ao golo mas o Ribeiros não se ficou atrás e marcou mais um, através de André, com este a fazer um chapéu ao guarda-redes.
.
Este jogo de apresentação acabou por se revelar um bom jogo de preparação para a Super Taça Cidade de Fafe que se avizinha. Nesta partida foram apresentados os novos reforços do Ribeiros que espera fazer uma época idêntica à da pretérita temporada em que conseguiu a dobradinha.


REFORÇOS PARA A TEMPORADA 2011/2012
.
Eliseu (guarda-redes) - um guarda redes já conhecido da casa uma vez que já representou o ribeiros noutras temporadas mas esteve inactivo em 2010/2011.
.
Sérgio, defesa central, que é irmão do outro defesa central, Rui e é outro homem da casa.
.
Filipe (médio) - Outro jogador que regressa depois de uma breve passagem pelo futsal.
.
Valter (central) – ex-Antime
.
Rafa (central) - Esteve inactivo a época anterior tendo já representado o Aboim neste campeonato
.
Ronaldo (defesa) – ex-Pardelhas que se revela também um regresso pois já tinha representado o Ribeiros.
.
Ruizinho (médio) – ex-Amigos de Quinchães.
.
Paulino (médio) – Mais um jogador da casa que é ainda júnior mas que vai representar os seniores.
.

domingo, 25 de setembro de 2011

Div. Honra AF Braga: Porto D’Ave, 1 - GD Travassós, 1

Texto: João Carlos Lopes / Foto: Gil Soares

Ainda não sabem o que é perder ou ganhar

O Travassós viajou até à Póvoa de Lanhoso para jogar com a formação do Porto D'Ave e saiu de lá com mais um empate, o terceiro em outras tantas jornadas na Divisão de Honra e o segundo a uma bola, depois de ter feito o mesmo na primeira jornada em Terras de Bouro.

A equipa de Paulinho chegou ao intervalo com um empate sem golos mas no início da segunda parte viu a equipa da casa adiantar-se no marcador.

Na parte final do desafio e na sequência de um livre lateral, Luís Carlos, voltou a colocar o jogo numa igualdade e deu o terceiro empate consecutivo ao Travassós.

Ao fim de três jornadas a equipa fafense é a única que regista por empates todos os jogos realizados e ainda não sabe o que é ganhar ou perder na Divisão de Honra.
.

2.ª Div. AF Braga: Arco Baúlhe, 1 - GD Regadas, 0

Texto: João Carlos Lopes
.
A sorte fez arco
.
O Grupo Cultural e Desportivo de Regadas não foi feliz no segundo jogo a contar para o campeonato ao perder no recinto do Arco de Baúlhe por uma bola a zero.
.
A escassez do resultado diz bem do equilíbrio da partida e o Arco de Baúlhe não é uma equipa qualquer, mesmo assim, os fafenses foram discutir a vitória de igual para igual.
.
A equipa fafense teve mesmo oportunidades flagrantes para marcar mas a sorte nada quis com o Regadas que mandou duas bolas aos ferros e falhou um golo de baliza aberta. Como quem não marca sofre, a sina que é tão conhecida no futebol voltou a repetir-se.
.
Um resultado que não belisca em nada a qualidade da equipa de Brás Fernandes que se mantém coesa e em condições de continuar a lutar pela vitória já no próximo jogo quando receber o Selho.
.

1.ª Div. AF Braga: D. S. Cosme, 3 - SC Fermilense, 1

Texto: João Carlos Lopes

Líder não facilitou

O Fermilense, do treinador fafense Luís Carlos, foi a Famalicão perder com o S. Cosme por três bolas a uma num jogo pouco conseguido, frente a um adversário que é actualmente o primeiro classificado.

Ao intervalo a equipa de Fermil perdia por duas bolas a uma mas, no inicio da segunda parte ainda acreditou que podia recuperar com marcou e reduziu para 2-1. 
.

Apesar de porfiar na tentativa de alcançar o empate o Fermilense viu o seu esforço ir por terra abaixo quando aos 82 minutos acabou por sofrer o 3-1.
.

Nac. 2.ª Div. B: Marítimo B, 0 - AD Fafe, 1

Texto e foto: João Carlos Lopes
.
Zé Manel resolveu de (en)canto
.
A Associação Desportiva de Fafe foi à Madeira conquistar mais três pontos ao vencer o Marítimo B por uma bola a zero, contrariando a tradição de não fazer bons resultados naquela ilha.

Este jogo teve dois heróis pouco prováveis à partida pois trata-se de dois elementos do sector defensivo. O primeiro foi Zé Manel, autor do único golo da partida logo no primeiro minuto a aproveitar da melhor maneira a sequência de um canto. O outro foi Ricardo, pois o guardião fafense conseguiu defender uma grande penalidade que garantiu os três pontos aos fafenses, evitando o golo do empate e uma possível recuperação anímica dos insulares.

Este resultado deixou os fafenses nas nuvens pois agora partilham o primeiro lugar com o Ribeira Brava, ambos com sete pontos.

Outro factor importante nestes três jogos realizados pelos fafenses é que ainda não sofreram qualquer golo, tendo marcado dois que foram decisivos pois cada um valeu uma vitória.

Depois de uma pré-época periclitante os fafenses estão a dar uma imagem forte e a mostrar que estão neste campeonato para irem até onde puderem. Além disso estão ainda na Taça de Portugal. Agostinho Bento e seus pares estão a fazer um bom trabalho e os resultados estão á vista.
.

sábado, 24 de setembro de 2011

Juvenis: Div. Honra AF Braga: AD Fafe, 3 – Maria da Fonte, 2

Texto e fotos: João Carlos Lopes / Tiago João Lopes

Segunda parte de luxo

- Jorge bisou e Ruben deu a vantagem

Os juvenis da AD Fafe venceram o Sport Clube Maria da Fonte por 3-2, numa partida onde realizaram uma péssima primeira parte e estiveram a perder por duas vezes.

Os fafenses entraram mal no jogo e desde cedo a equipa da Póvoa de Lanhoso se instalou no meio campo fafense, fazendo uso da sua maior polivalência em termos de estatura e tentando tirar partido das bolas paradas.

Foi precisamente na sequência de um livre que a defesa do Fafe aliviou mas a bola ficou a saltar à mercê do Mariafontista Ruben com este a rematar de primeira e a surpreender André.

Estavam decorridos 13 minutos quando o Fafe se viu a perder e, até aí a qualidade de futebol praticada era fraca.

Os fafenses empataram aos 30 minutos numa jogada individual de Jorge que esteve imparável neste jogo. O avançado fafense passou por vários adversários no corredor esquerdo e à saída do guarda-redes levantou-lhe a bola por cima.

Não demorou muito a felicidade de dos fafenses pois o Maria da Fonte, novamente de bola parada, aos 32 minutos, voltou a colocar-se na frente do marcador, novamente por Ruben.
O intervalo parece ter sido bom conselheiro para os fafenses. O técnico Ricardo Cunha deixou Bruno e Luís Miguel no banho e fez entrar Ruben e Miguel Antunes. Foi uma aposta ganha.

Aos 42 minutos, o capitão Ruizinho, outro jogador em destaque nos fafenses, colocou a bola nas costas da defesa onde estava Jorge, com este a dominar e a virar-se para a baliza e a ter tempo de escolher o lado fazer o golo. O golo foi tão festejado que os fafenses se esqueceram que era apenas o do empate.

Aos 48 minutos, uma bomba de Ruben saiu ao lado da baliza do mariafontista Rui.
Jorge
O Maria da Fonte tinha sempre outro Ruben como referência no ataque, principalmente nas bolas paradas mas, o central Pião estava de sobreaviso e já não lhe dava espaço de manobra.

Mercê de um futebol agressivo e voltado para o ataque, jogado com garra e velocidade o Fafe chegou ao 3-2. Ruizinho teve um arrancada fulgurante do meio campo, saindo com a bola controlada e rompendo pelo meio dos jogadores do Maria da Fonte, solicitou Samu, no lado esquerdo e este cruzou tenso para a área onde Ruben apareceu a encostar para o golo.

Aos 69 minutos o Fafe ficou reduzido a dez por expulsão de Fonseca que viu dois cartões amarelos em três minutos. O Maria da Fonte também viu Tiago Araújo expulso cinco minutos depois.

Até ao final do jogo apenas a salientar um livre perigoso á entrada da área a favor do Maria da Fonte, quase sobre o apito final, mas que acabaria por não ter consequências.

Jogo realizado no campo n.º 2 do Parque Municipal de Desportos, em Fafe.

Árbitro, José Azevedo (CA Braga), auxiliado por Pedro Ramoa e João Vieira.

AD FAFE: André; Pião, Samu, Fonseca, Jorge, Ruizinho, Zé Pedro (Zé Nuno, 76), Fred, Bruno (Ruben, 41), Luís Miguel (Miguel Antunes, 41) e Speedy. Treinador, Ricardo Cunha.

SC MARIA DA FONTE: Rui; Vital, Márcio, Tiago, Tiago Araújo, Henrique (Fábio, 70), Moé (Romeu, 46), Ruben, Pedro Mendes (Miguel, 62), Fonseca e Neves . Treinador, Jaime Silva.

MARCADOR: Ruben (MF), 13, 32; Jorge, 30 e 42 e Ruben (ADF), 62.
.

Andebol - Nac. 1.ª Div.: ABC, 32 - AC Fafe, 20

Texto: João Carlos Lopes / Foto: Rui Dario Correia (Arquivo)

Não está nada fácil

O Andebol Clube de Fafe averbou a quarta derrota do campeonato, em outros tantos jogos, ao perder com o ABC, no Pavilhão Flávio Sá Leite, em Braga, por 32-20.

Os fafenses voltaram a denotar dificuldades em construir jogo e isso revela-se no resultado. Ao intervalo os bracarenses já venciam por 15-9.

Luís Nunes foi o jogar mais em destaque na equipa fafense ao apontar quatro dos vinte golos da sua equipa. José Freitas, Vladimiro Pires e João Castilho apontaram três cada um. Os outros marcadores dos golos fafenses foram: Cláudio Mota (2), Luís Pereira (2),  Domingos Teixeira (2) e João Ferreira (1).

Na próxima jornada os fafenses já vão defrontar uma equipa mais acessível, o S. Bernardo, num jogo em que não deverá faltar apoio porque é mesmo para vencer.
.

Div. Honra AF Braga: Arões SC, 0 – Terras de Bouro, 0

Texto: Ricardo castro / Fotos: Luís Peixoto

De novo com os pés assentes na terra  

Foi com um empate que terminou o jogo de abertura da 3ª jornada da Divisão de Honra. Arões e Terras de Bouro mediram forças e acabaram por somar um ponto cada, num jogo que terminou com o resultado inicial, 0-0. Num jogo que diga-se, em abono da verdade, não foi de encher o olho, as constantes interrupções do juiz da partida condicionaram ainda mais o espectáculo. As tentativas do Arões esbarravam na defensiva visitante, ou não levavam a direcção da baliza e Paulo Jorge ainda salvou a equipa da casa por diversas vezes das investidas do adversário. Em suma, não foi de todo um dia feliz e conseguido para as hostes aronenses.
Assistiu-se a uma primeira parte algo pobre, onde as principais ocasiões de golo surgiram de bola parada. O Arões, ainda que mais agressivo, só para lá da meia hora foi perigoso, mas não eficaz. Aos 13’, após um cruzamento de Bruno Cunha, Rui Ossos desviou fraco após um cabeceamento atrasado de Raimundo. Aos 27’, Romeu rematou de meia distância mas ligeiramente por cima.
Daqui em diante, o Terras de Bouro deu um ar da sua graça ofensivamente, por Xavier, aos 32’, ao tentar um chapéu a Paulo Jorge, o qual este desviou para canto. Aos 36’ e 41’, dois livres favoráveis ao Arões, ambos da direita por Romeu, mas não deram em golo. Melhor dizendo, o último ainda deu golo, mas Vitinha estava, alegadamente, fora-de-jogo após o cabeceamento de Duarte Nuno.
Antes do descanso, Vítor Hugo fugiu pelo corredor direito a João e rematou mas Paulo Jorge defendeu.
À semelhança do fim dos primeiros 45’, foi o Terras a tentar o golo, aos 52’, novamente por Vítor Hugo, pela direita, a rematar forte mas novamente Paulo Jorge a opor-se e a defender para canto.
Os ânimos estavam bem quentes dentro e fora das quatro linhas e um jogador do Terras de Bouro que estava no banco levou mesmo um cartão amarelo.
O Arões respondeu com as duas melhores oportunidades para marcar. Aos 59’, por Duarte Nuno, que de cabeça atirou ao lado a responder a um livre de Romeu e, volvidos dois minutos, após um canto de Romeu, o guardião do Terras aliviou, Duarte Nuno cruzou da esquerda e Raimundo cabeceou mas Miguel salvou em cima da linha.
Ninguém quebrava o enguiço e os visitantes lá se iam aproximando da baliza do Arões. Jony cobrou um livre aos 69’ e Paulo Jorge fez mais uma grande defesa após a bola ter batido à sua frente. O Arões via as suas tentativas de golo anuladas à entrada da área e nem as bolas paradas de Romeu davam resultado. Aos 81’, os visitantes estiveram perto do golo por Vítor, que, pela direita, rematou à entrada da área mas o suspeito do costume, Paulo Jorge, guardou bem a baliza e evitou o golo.
Aos 84’, André ganhou posição à entrada da área visitante mas rematou, em desequilíbrio, por cima. Em cima do minuto 90’, bom lance de Pedro Rosita pela direita e bola para Ismael que na área, trabalhou bem sobre um adversário mas atirou ligeiramente ao lado.
O árbitro deu 4 minutos de compensação, mas em nada contaram para alterações no marcador. Resultado talvez mais penalizador para o Arões do que para o Terras de Bouro, num jogo, como já referido anteriormente, muito condicionado pela equipa de arbitragem, que apitava sucessivamente por qualquer lance mais ou menos faltoso.
Jogo realizado no Parque Desportivo do Arões Sport Clube, na Vila de Arões São Romão.
ARÕES SC: Paulo Jorge, João, Duarte Nuno, Fernando Beijinhos, Vitinha (cap.), César, Bruno Cunha (Pedro Rosita, 67’), Romeu, Ângelo (Ismael, 82’), Raimundo e Rui Ossos (André, 74’). Treinador: Francisco Branco.
TERRAS DE BOURO: Bruno, Ciso, Peixe (cap.), Miguel, Jony, Branca, Xavier, Nuno Gomes (Ruca, 90’), Miguel Gama, Vítor Hugo e Vítor (Litos, 82’). Treinador: Francisco de Nascimento.
Disciplina – cartões amarelos a: Branca, 21’; Careca, 52’; Nuno Gomes, 53’; Peixe, 67’; Ciso, 78’; F.Beijinhos, 79’; Vitinha, 88’ e Bruno, 90+2’.
.

Juniores: Nac. 2.ª Div.: SC Freamunde, 2 - AD Fafe, 1

Texto: João Carlos Lopes

Protagonismo do árbitro prejudicou muito os fafenses

O Fafe vem da terra dos capões, onde perdeu por 2-1 com o Freamunde, com grandes motivos de queixa do árbitro Pedro Mesquita, que viu coisas que mais ninguém, dentro e fora do campo, terá visto, com consequências nefastas para os fafenses.

O Freamunde marcou cedo no jogo, aos cinco minutos, num remate de fora da área. Depois de ter criado algumas oportunidades, os fafenses viriam a empatar a partida aos 40 minutos através de Tozé, com este a festejar o golo e, inexplicavelmente a ser expulso pelo senhor Pedro Mesquita, deixando o Fafe reduzido a dez jogadores ainda com cinquenta minutos por jogar.

Mesmo com menos um jogador o Fafe esteve bem no segundo tempo mas viria a ser novamente vítima dos caprichos do árbitro que marcou um fora de jogo inexistente a Renato, com este a partir muito depois do defesa, a ganhar na velocidade e ficar completamente sozinho e ainda descortinou, na confusão, uma bola na mão de um jogador fafense para marcar a grande penalidade que deu a vantagem ao Freamunde.

O árbitro não se ficou pelo atrás descrito e ainda teve "reacções menos próprias para os jogadores" tendo acabado por expulsar o treinador adjunto fafense por, pretensamente este "estar a olhar para ele". Também o juiz da partida impediu um jogador fafense de ser assistido ameaçando que caso o fizesse seria expulso.

A indignação foi geral pois nunca ninguém viu "tanta decisão errada junta num só jogo e com prejuízo para os fafenses".  
. 

Futebol Veteranos: UD Fafe A60, 7 – Santa Maria, 2

Texto e foto: João Carlos Lopes

Bis bis de Braga e de Luís Mário

- Pereira, Nito Coelho e Filipe também marcaram

Os veteranos da UD Fafe A 60 estão a ter um início de época demolidor, pois voltaram a vencer por números expressivos na recepção, em Antime, ao Santa Maria a quem venceram por 7-2.

Braga inaugurou o marcador e fez o 2-0. Depois foi Luís Mário a ampliar para três zero e os fafenses recolhiam ao intervalo com, pelo menos, outros tantas, oportunidades falhadas.

No segundo tempo a maior frescura física da UDF veio ao de cima e os golos apareceram com naturalidade. Primeiro foi Pereirinha a colocar o marcador em 4-0. A seguir Luís Mário elevou a fasquia para 5-0.

A equipa de Barcelos reduziu para 5-1 através de Oliveira, com o Santa Maria a aproveitar um ressalto defensivo fafense.

Um marcador pouco provável nesta altura, Nito Coelho, fez o 6-1, fazendo lembrar outros tempos em que marcava muitos e bons golos que faziam dele um avançado temível.

Depois de ter estado boa parte do jogo a auxiliar do árbitro Fonseca, Filipe Silva que andava arredado das lides veteranas entrou com "ganas" de marcar e acabou por adoçar o bico quando fez o 7-1.

Já perto do final da partida, o Santa Maria consegui marcar novo golo e pelo mesmo protagonista, Oliveira, com este a bater Anselmo sem apelo nem agravo.
. 

1.ª Div. AF Braga: ACD Pica, 2 - S. Paio de Arcos , 1

Texto: João Carlos Lopes

Mais três pontos somados

- Golos de Gomes e Domingos 

O Pica de Carlos Salgado registou nova vitória no campeonato em vitória sobre o S. Paio de Arcos por duas bolas a uma, em jogo realizado no "Ferrari" da Pica.

Ao intervalo as equipas tinham a contenda empatada mas na segunda parte Gomes inaugurou o marcador e depois Domingos ampliou para 2-0. Qundo o jogo declinava para o final a equipa bracarense reduziu para 2-1.

Dois jogos e duas vitórias no campeonato para o Pica dão a entender que podemos estar perante uma boa época dos fafenses.
.

1.ª Div. AF Braga: GD Pevidém, 3 - GD Silvares, 0

Texto: João Carlos Lopes

Ficar cedo em maus lençóis

O Grupo Desportivo de Silvares foi á terra dos lençóis, a Pevidém, perder por expressivos 3-0, numa partida em que os fafenses contavam, no mínimo, pontuar.

Os fafenses ficaram reduzidos a dez elementos ainda na primeira parte, por expulsão do avançado Alírio e chegaram ao intervalo a perder por 2-0, tendo sofrido mais um tento na parte complementar.
.

1.ª Div. AF Braga: Leões das Enguardas, 2 - OFC Antime, 0

Texto: Joâo Carlos Lopes

Só as camisolas não chegam

O Operário de Antime foi a Braga perder com os Leões das Enguardas por duas bolas a zero, numa partida de má memória para os fafenses por não se terem conseguido encontrar ao longo dos noventa minutos.

Ao intervalo registava-se uma igualdade sem golos mas o pior estava ainda para vir.
Segundo fonte muito próxima do Clube não foi o Antime que esteve presente no recinto dos Leões das Enguardas mas apenas as camisolas do Clube, já que a equipa pouca gente a viu.
.

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Pedestrianismo: Rando Challenge no parque Éolico de Fafe

Clica na imagem para veres melhor.

ACD Pica da época 2000/01 andou no “Ferrari”



Texto e fotos: João Carlos Lopes

Viviam em harmonia e jogavam com alegria

Uma boa parte de todo o contingente da equipa da Pica que na época de 2000/2001 conseguiu o feito de levar, pela primeira vez, o Clube à Divisão de Honra da AF de Braga, reuniu no último Sábado para jogar e conviver.

A família campeã que na altura jogava num “Fiat 600” teve agora oportunidade de dar uma volta no novo “Ferrari” da Pica e sentir, à distância a diferença, em termos qualitativos do terreno de jogo pois o pelado não se compara ao novíssimo sintético. Como a felicidade não se compadece com condições. Estes jogadores conseguiram ser campeões com as condições que tinham e que na altura já eram consideradas boas para a época em que se vivia. Uma coisa é certa, jogavam com alegria e viviam em harmonia e isso levou-os a serem campeões Distritais e a subir à Divisão de Honra, fazendo história. 

Depois do jogo de futebol de sete em que os protagonistas foram o central Eugénio e o mister Figueiredo, com este último a ser massacrado e a não ter oportunidade de poder desenvolver o seu futebol fluído e sistematizado pois o defesa não lhe dava sequer tempo de pensar. Na realidade foram momentos de alegria e boa disposição em que também entrou o presidente da altura, ainda considerado por muitos o melhor presidente que esteve ao serviço de um clube em Fafe, Carlos Lemos. Ele que também foi jogador sabia entender-se com toda a gente como ninguém. O seu filho André também participou neste jogo e a exemplo do ano passado não deixou de facturar. Vai ser um caso sério no futebol este miúdo.

O convívio passou ainda pelo restaurante Guarani, pertença de um dos actuais vice-presidentes do Pica, Toninho onde o convívio se fortaleceu ao sabor da boa picanha.

Presente esteve também o capitão da altura, Dani, que confidenciou “que a equipa daquela época tinha como objectivo subir de divisão e ser campeão, o que veio a conseguir e foi algo inédito por ser um feito nunca alcançado no Clube”.

Dani recorda-se que “era uma equipa fortíssima a todos os níveis e em todos os sectores do terreno em que marcavam golos muito cedo e passeavam a sua classe em campo pois existia muita qualidade. Na altura o goleador da Pica era Luís Carlos que fez uma época fantástica e marcou golos até se fartar”. Diz ainda o capitão que “o ambiente que se vivia no seio da equipa e não só era fenomenal e que a Direcção sofreu muito com esta equipa pois chegavam a ganhar os quatro jogos do mês e isso era complicado para pagar os prémios dos mesmos”.
  
Já ficou estipulada a organização do próximo convívio, a realizar daqui a um ano, em que os “mordomos” serão os rivais da “futebolada” deste ano, Eugénio e o Mister Figueiredo. O outro mister, Tino, desta vez não pôde comparecer, por motivos familiares.

De salientar que este foi o único Clube fafense até ao momento a galardoar dois jornalistas pelos serviços prestados em prol da comunidade desportiva, reconhecendo o seu mérito. Carlos Abreu e João Lopes ainda hoje são convidados para se juntarem á família que em tempos deram a conhecer ao mundo.

Assinamos por baixo tudo o que diz o capitão Dani. Acompanhamos esta equipa, na altura ao serviço doutro órgão de comunicação, e nunca mais voltamos a ver, em lado nenhum, um ambiente assim.
.