domingo, 13 de Maio de 2012

Andebol: 1.ª Div. Nac.: AC Fafe, 40 - SC Horta, 37

Não faltou apoio e a equipa agradeceu e espera que se repita no próximo jogo!

Texto e fotos: João Carlos Lopes / Tiago João Lopes
Com um Xi coração!  
- Adeptos têm que se mobilizar para o próximo jogo
O Andebol Clube de Fafe venceu o Sporting da Horta por 40-37 e face à vitória do Xico Andebol no recinto do Ismai por 31-29, volta a estar na rota da manutenção, tendo agora que vencer o último jogo, precisamente em Guimarães, enquanto os maiatos se deslocam ao recinto do S. Bernado.
Se o S. Bernardo vencer o Ismai, o AC Fafe não precisa de vencer o Xico Andebol, porém, como o seguro morreu de velho, o melhor é mesmo os fafenses fazerem o jogo das suas vidas e tentarem a vitória frente a uma equipa aguerrida e que pratica bom andebol, sobretudo joga como uma verdadeira família e com alegria.
O Sporting da Horta aparareceu desfalcado para o jogo com o AC Fafe devido a castigos e lesões mas apresentando apenas oito jogadores na ficha de jogo. De recordar que o guarda-redes Nuno Silva, um fafense que já defende as cores dos açoreanos há vários anos também não pôde alinhar, estando na bancada com a família a assistir a esta partida. Resta acrescentar que se trata de um grande guarda-redes.
Os açoreanos podiam ter poucos jogadores mas eram quase todos de qualidade. Desde logo a altura impressionante de Yuriy Kostestskyy que apontou sete golos, acrescentando a velocidade de Nelson Pina que apontou mais sete e a discreta eficiência de Austris Tuminskis que apontou mais 13 golos, acrescentando os seis de Paulo Medeiros, dá para ver que as armas da Horta podiam ser poucas mas de grande calibre. Faltando claro está a classe de Nuno Silva na baliza, ainda que Fábio Silva não tenha defendido mal.
O AC Fafe não entrou bem no jogo e esteve sempre a perder até aos 27 minutos altura em que empatou a partida com um parcial de 17-17, Depois passou para a frente mas de seguida novo empate até que terminou a primeira parte com a vantagem de 19-18.
No segundo tempo os fafenses nunca mais largaram a liderança no marcador e conseguiram manter quase sempre uma vantagem de dois e três golos. De referir que se Pedro Sousa tinha feito um bom trabalho na baliza fafense no primeiro tempo, na segunda metade a experiência de Luís Ferreira catapultou a equipa fafense, com defesas primordiais e em momentos importantes do jogo. Aliás o AC Fafe está bem servido na baliza com estes dois guarda-redes que têm muita cumplicidade e estão em diálogo contínuo durante os jogos, ora se motivando, ora se corrigindo.
Do lado do AC Fafe o destaque em termos de golos vai para Cláudio Mota, com nove tentos apontados, fazendo lembrar os seus grandes momentos da época passada. Mas outros jogadores estiveram em evidência quando chamados a intervir quando as soluções em campo não estavam a funcionar. Armando Pinto foi muito importante na fase inicial do jogo e enquanto jogou. João Castilho também conseguiu criar desequilíbrios quando os mesmos eram necessários. Pedro Peneda voltou a mostrar que tem potencial para ser um grande campeão mas o destaque maior vai para a tranquilidade de Vladimiro Pires que apesar da sua juventude não acusou a responsabilidade e fez uma grande partida quer a atacar quer a defender, apontando golos preciosos e dando tranquilidade à equipa e à numerosa e ruidosa assistência que compareceu no pavilhão Municipal de Desportos em Fafe. No momento certo também esteve bem Luís Nunes, entrando, a exemplo de Peneda, com garra e determinação. Destaque ainda para Afonso Ferreira pelos seis golos apontados e pela eficiência na hora do remate, não se intimidando no meio das torres açoreanas as quais afundou com a sua qualidade de pivot.
Fica aqui a relação completa dos golos marcados pelos fafenses: Armando Pinto (3), João Teixeira (3), Cláudio Mota (9), Vladimiro Pires (4), Luís Nunes (4), João Castilho (4), César Gonçalves (2), Pedro Peneda (5) e Afonso (6).
Agora resta uma última final, Sábado, pelas 17 horas, no pavilhão Francisco de Holanda, em Guimarães. O AC Fafe precisa do nosso apoio, o caminho é fácil e curto. Com a nossa ajuda é possível ficar na 1.ª Divisão. Vamos todos dar o nosso apoio.
.

Sem comentários: