.

.
.

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

AD Fafe apresenta candidatura à Federação Portuguesa Futebol


Texto e foto: AD Fafe 
.
Para melhorar as infra-estruturas do estádio
.
No âmbito do "Concurso para Melhoria  das Infra-Estruturas dos Estádios de Futebol", destinado aos Clubes que participam no Campeonato Nacional da II Divisão, na época 2012/2013 que, de acordo com o Comunicado Oficial nº 56 de 17.08.2012, da FPF, todos os Clubes interessados em fazer melhoramentos das suas infra-estruturas desportivas, podem candidatar-se à Federação Portuguesa de Futebol, devendo para tal apresentar, em tempo útil, a sua candidatura, esta que será apreciada pela FPF e que informará os Clubes dessa decisão. 
.
De salientar que as instalações dos Clubes têm que respeitar a Legislação vigente, sob pena de não poderem utilizar os seus recintos desportivos para a prática do futebol e mais concretamente, nos jogos relativos ao Campeonato Nacional da II Divisão.
.
Atendendo que também é necessário adaptar o Parque Municipal de Desportos às novas exigências da Lei, a direção da Associação Desportiva de Fafe candidatou-se a esse Concurso e para o qual teve que pedir vários orçamentos,  nomeadamente, a empresas de Fafe, e a quem agradecemos pela sua elaboração e envio, preparou o "dossier" e candidatou-se a algumas melhorias, limitando-se, todavia, à sua capacidade financeira. Embora haja ainda muito a melhorar no atual Parque Municipal de Desportos de Fafe, mas teremos que esperar por melhores dias, mais e melhores apoios do tecido empresarial do concelho, de particulares e de outras Entidades Oficiais. A situação atual obriga-nos a ter muito rigor na gestão do nosso Clube.
.
Todos terão que ter consciência de que, se as instalações desportivas não obedecerem ao exigido por Lei, estas não terão alguma utilidade e poderão ser consideradas obsoletas e impraticáveis e, a partir desse desfecho, todos terão que assumir as suas responsabilidades.
.
Não conhecendo ainda a decisão da Federação Portuguesa de Futebol, cremos que a nossa Candidatura será contemplada e que outros apoios surgirão para que possamos oferecer, a quem nos visista, sócios da ADF, espetadores, dirigentes dos Clubes, jogadores, árbitros, forças de segurança, comunicação social e outras entidades,  instalações com qualidade e conforto, e para que nos seja possível continuarmos a desempenhar as nossas tarefas de apoio social a quem nos procura e visita e  procuremos, certamente, dignificar o desporto e os seus agentes. 
.

Taça AF Braga: Pica cruza-se com Regadas


Texto: João Carlos Lopes 
Sete equipas fafenses em prova
O sorteio da Taça AF de Braga teve o condão de juntar caprichosamente duas equipas do Concelho e logo em escalões extremos como são o caso da ACD Pica, na Divisão de Honra e do Regadas da 2.ª Divisão. São estas duas equipas que protagonizarão dois dérbis concelhios uma vez que a segunda eliminatória se disputa a duas mãos, a primeira a dez de Novembro e a segunda a 23 de Dezembro. Arões, Travassós, Pica, Antime, Silvares, Agrupamento e Regadas são os representantes de Fafe ainda em prova nesta competição. 
Ainda com todas as equipas de Fafe em prova, o sorteio ditou outros embates. Depois do Regadas, quem teve menos sorte no sorteio foi o Antime que vai defrontar o todo poderoso Brito, da Divisão de Honra, jogando em Guimarães na primeira mão. Já o Travassós, da Divisão de Honra, receberá a visita do Longos, da 2.ª Divisão. O Arões, também da Honra vai ter a visita do S. Paio de Vizela, da 2.ª Divisão. O Agrupamento de Santa Cristina vai ter um opositor do seu escalão, 1.ª Divisão, na deslocação a Santa Eufémia, o mesmo sucedendo ao Silvares a quem coube em sorte visitar o Pevidém neste primeiro jogo.
No mesmo dia (29 de Outubro) foi realizado o sorteio do mesmo troféu mas nas camadas jovens onde ainda se encontram em prova no escalão de Juvenis, precisamente as duas equipas da AD Fafe. Os jogos contam para a segunda eliminatória da prova e vão ser disputados também a dez de Novembro. A equipa da AD Fafe que milita na Divisão de Honra, vai receber o Patrimonense, já a outra que disputa o campeonato da 2.ª Divisão ainda está à espera do vencedor do jogo entre o Vizela e o Emilianos, sendo certo que fará o jogo na condição de visitante.

14.º Convívio de Natação Escolar Concelhio


Texto e foto: cmf 
.
Participação de centena e meia de crianças 
 .
    Decorreu na última terça-feira, 30 de outubro, entre as 9h30 e as 12h30, na Piscina Municipal de Fafe, o 14.º Convívio de Natação Escolar Concelhio, evento dirigido às Escolas E.B. 2,3 e Secundária do Concelho.
   Participaram no referido convívio 156 crianças, tantas quantas as que se encontravam inscritas. Ao longo da manhã, as crianças foram passando alegremente pelas diversas provas. Das provas fizeram parte os seguintes jogos aquáticos: caça ao tesouro, estafetas em canoas, ponte flutuante, pólo aquático, voleibol aquático e jogos com canoas. Esta uma inovação do convívio, que no final substituiu as tradicionais estafetas.
    A organização, no início do evento, ofereceu toucas de várias cores (uma cor para cada escola), com a intenção de melhor distinguir os alunos dentro de água. Os alunos e os professores, no final, foram ainda contemplados com um diploma e um lanche.
    De referir ainda que a organização contou com a colaboração do Clube Náutico de Fafe, o qual transportou as canoas para a Piscina Municipal.

Futebol Popular - Seniores: Resultados e Classificação

.
.

Futebol Popular - Sub 13: Resultados e Classificação

.
.

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

II Liga do Colégio ACR Fornelos: Resultados

.
.

Futsal feminino AF Braga: Nun'Alvares, 7 - ARCA Antas, 0

 
.
Texto: Vera Gonçalves  / Foto: GNA
.
Encher a Arca para o Natal
.
Realizou-se no passado sábado a 4ª jornada do Campeonato Distrital de Futsal Feminino da A. F. Braga – série “B” e a equipa do G. C. R. Nun’ Álvares venceu por 7-0 a equipa da A. R. C. A. Antas.
.
As “Alvarinhas” entraram no jogo e nem deram tempo à equipa famalicense de tocar na bola, pois aos 27’’ de jogo Mariana faz o primeiro golo para a equipa fafense. Logo de seguida foi a vez de Cátia enviar a bola ao fundo das redes da baliza de Rita.
.
Apesar do domínio do jogo o terceiro golo surge apenas a meio da 1ª parte por intermédio de Pisco e a 3’ do intervalo, Ana fecha o resultado em 4-0.
.
A 2ª parte começa como a 1ª, com um golo, desta vez por intermédio de Cátia que bisa no jogo. Porém, apesar de a equipa fafense ser superior à equipa de Vítor Silva, a eficácia na finalização escasseava e surge apenas nos 5’ finais aquando da marcação de um canto, a jovem Joana M. que realizou o seu primeiro jogo na presente época, coloca a bola no fundo da baliza famalicense. Ana bisa e fecha o resultado final em 7-0.
.
Uma nota positiva para a equipa de arbitragem que se mostrou sempre rigorosa e segura nas decisões tomadas durante o jogo.
.
No próximo dia 1 de novembro a equipa fafense desloca-se a Vila Nova de Famalicão para disputar a 2ª mão da 1ª eliminatória da Taça A. F. Braga frente ao C. D. Lousado. O jogo terá início às 19h30 no Pavilhão Municipal das Lameiras e recorde-se que as “Alvarinhas” levam vantagem da 1ª mão, pois venceram por 3-0 no seu reduto.
.
Equipa Arbitragem: Luís Magalhães e Filipe Silva.
.
G. C. R. Nun’ Álvares: Belinha (GR), Ana (CAP.), Joana M., Mariana, Ju, Cindy, Maria, Kelly, Verinha (GR), Pisco, Patrícia e Cátia. Treinador: João Nuno Sousa.
.
A. R. C. A. Antas: Cátia S. (GR), Liliana, Anabela, Cátia, Sara, Lídia, Maria, Rita (GR), Filipa, Ana e Cidália (CAP.), Treinador: Vítor Silva.
.
Golos: Mariana, Cátia (2), Pisco, Ana (2) e Joana M.
.

domingo, 28 de outubro de 2012

Div. Honra AF Braga: Forjães, 1 - Arões SC, 1



Texto e fotos: Rui Silva
.
Meia parte de atraso
.
- Arões de novo na frente a par do Vieira
Bela tarde de Outono em Forjães, com cerca de duas centenas de adeptos nas bancadas, das quais 10 % seriam do Arões, preparadas para assistirem à 8ª jornada do campeonato que terminou com uma igualdade a uma bola.
Quanto ao jogo, os atletas de Miguel Paredes tiveram "uma falta de comparência” no primeiro tempo. Sofrendo o golo aos 7 minutos, o Arões não apareceu durante toda a etapa inicial. O Forjães com o seu jogo directo e com a pressão imediata sobre o homem da bola, causou muitas dificuldades na organização de jogo do Arões, pese embora cada lance disputado para os fafenses era uma “dor de cabeça”.
Aos 15 minutos novo susto na defensiva Aronense, com a hipótese gorada do Forjães ampliar para 2-0. Mas com atrás referi o Arões não tinha “acertado o relógio” desde o apito inicial. Ainda antes do intervalo, duas oportunidades para os da casa, uma mesmo flagrante com o capitão Paulo Gomes na pequena área a atirar por cima da baliza à guarda de Paulo Jorge. O Arões apenas teve um lance em que Ângelo na zona do penalti remata por cima.
A ida aos balneários, fez com que o Arões “acertasse os ponteiros”, duas alterações no regresso ao pelado, saiu Ismael e Ângelo e entrou Brinca e Tiago Nogueira. Via-se então uma equipa transfigurada, com outra postura e a disputar cada lance com afinco. E no minuto 48, após um corte de cabeça defeituoso do guarda-redes Rafa, a bola sobra para Brinca que de primeira remata ao poste.
Finalmente o Arões “chegava” ao jogo, Romeu de regresso ao onze, tentou também a sua sorte mas o remate saiu fraco ao lado. Mas os “guerreiros” de Esposende, na marcação de um canto directo poderiam ampliar o marcador não fosse Zézinho em cima da linha de golo a impedir de cabeça, a bola de entrar. Ao minuto 60, num lance ao primeiro toque, Raimundo desvia para a entrada de Bebeto na zona frontal e com um simples toque remata fora do alcance de Rafa, igualdade já merecida para o Arões.
Aos 64 minutos uma falha de intercepção de Keke, deixa dois atacantes isolados perante o desamparado Paulo Jorge, que saindo-se quase ao limite da grande área faz uma “mancha” enorme impedido o golo do Forjães. Mas o jogo estava mais virado para a baliza de Rafa, que no minuto 74 vê Raimundo em plena área rematar ao lado.
.
O Arões estava por cima e ia criando perigo, houveram hipóteses para o segundo, tais como o lance de Tiago Nogueira que na linha da pequena área, de primeira um remate fraco ao lado. Miguel Paredes ainda lançou outro atacante, Trinca, na tentativa de chegar ao golo, mas o empate seria o resultado final.
.
Com este empate o Arões volta ao 1º lugar, juntamente com Vieira que perdeu hoje em Porto Ave (2-0) e o Prado que venceu fora o Ag. Alvelos (1-3). Mas este trio viu o Ninense e o Torcatense chegarem-se à frente, estando agora a 1 e 2 pontos dos líderes.
 
Local: Estádio Horácio de Queiroz  – Forjães - Esposende
.
ÁRBITRO. José Carlos Silva; Auxiliares | Armindo Duarte e Luís Monteiro
 .
FORJÃES SC: Rafa, Tony, Orlando, Helder, Filipe Edgar (Chica, 78), Gaby, Né (Jardel, 73), Paulo Gomes _cap. (Postiga, 88), Fial, Tó Mané e Tiago. Treinador: Zé Miguel.
ARÕES SC: Paulo Jorge, Tiago Costa, Kéke, Ricardo Costa, Zézinho, Fernandes, Bebeto, Romeu (cap.), Ismael (Brinca, 45), Ângelo (Tiago Nogueira, 45) e Raimundo (Trinca, 88). Treinador: Miguel Paredes.
 . 
Disciplina: Cartão amarelo: Bebeto, 12; Tiago, 30; Ângelo, 34; Tiago Nogueira, 76; Paulo Gomes, 79; Keke, 90+2.
.
Marcador: Tiago, 7; Bebeto, 60.

Div. Honra AF Braga: FC Amares, 0 - GD Travassós, 1

Texto e foto: Gil Soares
Outra vez Luís Filipe
- Vitória sofrida mas saborosa
O Travassós deslocou-se a Amares e venceu, no jogo mais bem conseguido desta temporada, mas a equipa teve de sofrer e só nos últimos instrantes da partida selou a vitória por uma bola a zero.
Aos 22’ Nuno Gonça poderia fazer melhor do que ramatar ao lado, quamdo tinha dois colegas na cara do golo. Dois minuots depois Rui Ossos rompeu pela direira e rematou com perigo.
O Travassós dominou grande parte do encontro e seria a equipa de arbitragem a protagonista da primeira metade ao não assinalar duas grandes penalidades, aos 31 e 34 minutos, que não deixaram dúvidas e, mais uma vez, demonstraram que o nosso clube é tratado com falta de respeito.
Aos 41’ Rui Ossos enviou a bola ao poste, num belo remate de fora da área. Três minutos depois Pedro Mendes, em jeito, leva a bola a passar rente ao ferro da baliza, gorando-se duas boas oportunidades para inaugurar o marcador.

Na segunda metade o Travassós entrou com uma tomada atacante incisiva e um dominio quase avassalador, com o Amares a jogar em contra-ataque. Aos 50 ‘ Ricardo Azevedo tentou o chapéu, mas o guarda-redes defendeu com alguma dificuldade.
Aos 66’seria Ricardo Soares, de cabeça, a obrigar a grande defesa, após livre marcado por Pablo. Aos 67’ João foi posto à prova, com o jogador adversário a isolar-se e a ser conforontado com uma boa defesa.
Aos 72’ Meira isolou-se e, com um toque subtil, elevou a bola por cima do guarda-redes mas, caprichosamente, esta embateu no poste. Aos 77‘ o Amares, de muito longe da baliza, fez um balão com a bola a ressaltar na barra.
Ao cair do pano Luis Filipe selou o triunfo com um golo espectacular de fora da área a fuzilar, autênticamente, a baliza adversária.
O Travassós conseguiu um triunfo que a espaços pareceu fácil, mas a bola parecia não querer entrar e pôr justiça no marcador.
.

1.ª Div. AF Braga: Desp. S. Cosme, 1 - GD Silvares, 2

Ibrahima
Texto: João Carlos Lopes
 
Hugo e Ibrahima sem contemplações
 
O GD Silvares foi a Famalicão bater o S. Cosme por 2-1, numa partida em que viu o seu defesa esquerdo César, ser expulso sem motivo apararente e em que consguiu dar a volta ao marcador depois da adversidade.
 
O S. Cosme colocou-se em vantagem aos oito minutos através da transformação de uma grande penalidade e levou essa vantagem de uma bola para o intervalo.
 
O Silvares empatou no início da segunda parte através de um golo monumental de Hugo ao meter a bola no ângulo num chapéu ao guarda-redes.
 
César seria expulso aos 65 minutos sem que nada o justificasse o que deixou a comitiva do Silvares boquiaberta.
 
Mesmo a jogar com dez a equipa de Vítor Pacheco consegiu chegar à vantagem e á vitória através de um golo de cabeça do sempre incansável Ibrahima que apareceu ao segundo poste a concluir uma boa jogada colectiva por parte do Silvares que não baixou os braços quando foi literalmente amputado de um elemento.
.


1.ª Div. AF Braga: OFC Antime, 1 - Bairro FC, 1

Texto e foto (arquivo): João Carlos Lopes
 
Anulado golo limpo a Raul
 
O Operário de Antime recebeu os famalicenses do Bairro e empatou a uma bola, numa partida em que viu anulado um golo limpo a Raul ainda na primeira parte e já depois de estar a vencer por uma bola a zero.
 
O golo do Antime surgiu aos 41 minutos, na sequência de um canto marcado ao segundo poste com um cabeceamento para zona frontal onde Raul apareceu a cabecear.
 
Pouco depois, o mesmo jogador voltou a marcar, aproveitando uma bola largada pelo guarda-redes, sem qualquer tipo de falta e o juiz da partida inventou uma falta a favor dos famalicenses.
 
No segundo tempo o Bairro subiu de rendimento e esteve um pouco melhor na partida tendo chegado ao golo aos 78 minutos.
.

2.ª Div. AF Braga: S. Paio, 2 - GCD Regadas, 2

Texto: João Carlos Lopes
 
Águia teve o pássaro na mão
 
O GCD Regadas foi a S. Paio de Vizela com o intuito de vencer mas saiu de lá com um empate a duas bolas, apesar de ter estado em vantagem.
 
Os fafense foram para descanso a vencer por 1-0, com golo do maestro Diogo Gomes e tudo parecia bem encaminhado para um bom resultado.
 
No segundo tempo o Regadas, orientado por António Águia,  chegou mesmo ao 2-0 através de Di Maria mas, no entanto, acabou por consentir dois golos dos vizelenses até ao final do encontro, deixando fugir aquilo que seria uma preciosa vitória.
.

2.ª Divisão B: Amarante FC, 1 - AD Fafe, 1

Texto: João Carlos Lopes / Foto: adf
 
Mau aproveitamento na primeira parte
 
O Fafe foi a Amarante empatar a uma bola com a equipa local em jogo correspondente à sexta jornada do campeonato da 2.ª Divisão B, e continua sem vencer fora de portas na presente temporada.
 
A equipa orientada por Agostinho Bento foi a Amarante com o propósito de vencer e durante o primeiro tempo foi claramente superior à formação da terra de S. Gonçalo, tendo saído a vencer para o intervalo com um golo de Filipe mas com os fafenses a ficarem a dever muitos outros golos ao marcador.
 
No primeiro quarto de hora os fafenses puseram o experiente guardião de 38 anos, Celso, à prova por mais que uma vez mas o máximo que conseguiram foram pontapés de canto.
 
O Fafe apresentou um futebolo rápido, bem apoiado e baralhou os planos ao Amarante no primeiro tempo.
 
O golo dos fafenses surgiu aos 44 minutos com Filipe a fazer uma das suas habituais diagonais e a rematar sem espinhas para Celso.
 
Ante de se iniciar o segundo tempo o Amarante fez duas substituições de uma assentada e mexeu no jogo por completo deixando de estar no marasmo em que tinha jogado na primeira parte.
 
O golo do empate surgiu aos 55 minutos na sequência de um cruzamento da direita a que Miguel correspondeu com uma cabeçada fulminante.
 
Aos 66 minutos Agostinho Bento também fez duas substituições de uma assentada ao tirar João Traquina e Filipe e meter Pedro Castro e Zé Brochado.
 
Depois de meia hora de equilíbrio na segunda parte, o Fafe voltou a assumir o jogo e aos 76 minutos refrescou novamente a equipa com a saída de Traquina para a entrada de Badará.
 
Até final o sinal de maior perigo surgiu pelo ex-AD Fafe Vítor Borges na cobrança de um livre que obrigou Pedro Freitas a ceder canto.
.  

Liga de Futsal Viagens Fafetur: Classificação

.
.

Liga de Futsal Viagens Fafetur: Resultados

.
3.ª JORNADA
.

A.R.C.O. Stº Ovídio, 5 X J.F: Estorãos, 0
Marcadores: Artur Marques, Vitor Morais (2), Pedro Silva, José Mendes
.
G.D.C. Fornelos/Dentalfafe, 4 X A.J. Rumo ao Futuro, 0
Marcadores: Mike (2); Pisco, Rúben

G.D. Travassós, 1 X A.R.A. Bugio, 5
Marcadores:
Travassós: Tiago Silva
A.R.A: Paulo Sousa (3), Filipe Silva (2)
G.R. Ardegão, 7 X J.F. Moreira de Rei, 2
Marcadores:
Ardegão: Duarte Silva (4), Hélder Rodrigues, Ricardo Freitas, Diogo Castro
Moreira: José Ribeiro (2)
.
G.D. Silvares, 3 X Futsal Clube de Fafe, 3
Marcadores:
Silvares: Paulo Simão, Filipe Carvalho (2)
F.C.F.: Pedro Buba, Diogo Mota, Nuno Gonçalves
.
Arões S.C., 1 X Leões do Ferro/Fafedry, 0

Marcadores: Carlos Oliveira
.
Ases S. Jorge, 3 X A.D. Revelhe, 0
Marcadores: Talocha, José Pires, Rogério
.
C.D. Vinhós, 1 X A.S.C. Sol Poente, 3
Marcadores:
Vinhós: Artur Costa
Sol Poente: Mateus (2), João Fonseca
.

Futebol Popular: GD Fareja, 0 - FC Marinhão, 3

Texto e foto: Ricardo Pereira
 
Inspiração superou a transpiração
 
O Marinhão, campeão em título, foi a Fareja mostrar os galões ao vencer a equipa local por três bolas
a zero, num resultado que se pode considerar justo
.
O Fareja podia ter escrito a história deste jogo de maneira diferente mas falhou uma grande penalidade aos aos três minutos de jogo e, depois teve algumas oportunidades de golo que não concretizou.
.
O Marinhão marcou antes do intervalo por Nuno, aos 42 minutos e depois também marcou cedo na segunda parte através de André, aos 54 minutos. O mesmo jogador bisou e sentenciou a partida aos 66 minutos. 
 .
O Fareja já perdeu dois confrontos com candidatos aos título e o Marinhão segue invicto na frente do campeonato. Neste jogo, a inspiração do Marinhão superou a transpiração do Fareja.  
 .
Jogo no campo de jogos de Fareja.

Arbitro: Manuel Teles, auxiliado por Paulo Monteiro e Abel Gomes

GD FAREJA: Luís, Fifi, Barbosa, Henrique, Filipe, Bosingua, Vasco, Aimar, Mica,
Gusto, Moisés. Suplentes do Fareja: Marco, J.P. , Maia, Zé, Pirola, João, Meira.

FC MARINHÃO: Fernando, Bruno, José, Marco, Nelson, Fernando, Eugénio, Vasco, Nuno,
André, Rui. Suplentes do Marinhão: Carlos, Tiago, Abel, Tiago, Ricardo, Bruno, Tiago

MARCADORES 1-0 - Marinhão (Nuno) 42m; 2-0 - Marinhão (André) 54m e 3-0 - Marinhão (André) 66m.
.

Futsal AF Braga - Juniores: Nun'Alvares, 8 - CD Priscos, 1



Texto e foto: Ricardo Castro

Exibição segura

Após a custosa derrota na passada semana, num jogo polémico diante da Contacto, que ditaram as baixas dos castigados Carvalho, Hugo Lemos e Zé Miguel, além do treinador José Magalhães, que ficou na bancada, os Juniores do Nun’Álvares somaram mais três pontos no campeonato, ao receberem e golearem o CD Priscos por 8-1.
O jogo começou com os fafenses ao ataque e o golo chegou aos seis minutos de jogo, por Luís Paulo, que rematou em zona frontal após recuperação de bola no meio campo. Mas o golo sofrido despertou os visitantes que, após uma boa oportunidade desperdiçada em contra-ataque, marcaram mesmo aos 9’, por Rui Rafael.
Mas no minuto seguinte o Nun’Álvares chegou ao 2-1, pelo guarda-redes Nuno, num lance bizarro, com um lançamento manual de bola de baliza a baliza, com o guardião do Priscos a tocar na bola antes da mesma entrar, tornando o lance legal. Dois minutos depois, jogada de Chico com a bola a sobrar para Diogo Rafael que aproveitou o adiantamento de Jacinto para fazer um chapéu a este. Um lance de classe.
O jogo entrou então numa toada mais calma, mas com um maior domínio dos da casa que foram displicentes na hora de aumentar a vantagem por várias ocasiões. Já o Priscos nunca desistiu mas não conseguiu criar evidente perigo e neste período viu o seu guardião sair lesionado do jogo com alguma gravidade.
Ainda antes do intervalo, Luís Paulo fez o 4-1 num remate potente fora da área, após livre de Lucas e Diogo Rafael aumentou para 5-1 após passe subtil de Tomás.
A segunda parte começou com o 6-1, após intercepção de João Pedro na zona defensiva adversária, com este a assistir Xavi que encostou para o golo. Xavi viria a abandonar o jogo pouco depois, com queixas na zona do queixo e do pescoço.
Apesar de não baixarem os braços, os bracarenses não conseguiam materializar o seu futsal e o resultado até pecava por escasso, tais as oportunidades desperdiçadas pelos condestáveis. Aos 39’, acabou por surgir mais um golo para os fafenses o sétimo, por João Pedro.
À entrada para os dez minutos finais, Lucas fixou o resultado em 8-1 num dos golos mais bonitos do jogo, após grande iniciativa individual de Diogo Rafael que colocou a bola na área para o seu colega desviar para o fundo das redes.
Destaque neste jogo para a estreia de Marco em jogos oficiais pelo Nun’Álvares. Com esta vitória, os fafenses somam agora sete pontos ao fim de seis jornadas, ocupando a 8ª posição.
Jogo realizado no Pavilhão do Grupo Nun’Álvares, em Fafe.
NUN’ÁLVARES: Nuno, Tomás, Diogo Rafael, Luís Paulo e Chico. Suplentes: João Pedro, Lucas, João André, Xavi, Marco e Carlos. Treinador: Luís Barros.
CD PRISCOS: Jacinto, Samuel, João Pedro, Marco e Rui Rafael. Suplentes: Zinho, Guedes, Miguel, Filipe e Luís. Treinador: Pitty.
Marcador: Luís Paulo, 6’ e 26’, Jacinto (a.g), 10’, Diogo Rafael, 12’ e 51’, Xavi, 31’, João Pedro, 39’ e Lucas, 51’; Rui Rafael, 9’.
.

Juniores - 1.ª Div. AF Braga: Arões SC, 0 - Porto D'Ave, 4

.
Empenho e esforço não chegou
.
Os juniores do Arões receberam o Porto D'Ave, tendo perdido por 4-0, em mais uma partida pouco conseguida da equipa fafense.
Após o início da partida a equipa aronense chegou á oportunidade de golo, desperdiçando as mesmas, os visitantes lançaram-se se em contra-ataque, numa jogada perigosa, e que quase permitia a chegada ao primeiro golo que foi impedido pelo guardião do Arões, inspirado neste jogo e que nada pôde fazer nos lances de golo.
Ao intervalo o resultado já era de dois zero, a favor do Porto D’ave, aos 45’ Rafael foi substituído por Zé Pedro, pouco depois Lizuarte substituído por Zé Dias que conseguiu desequilibrar o jogo criando alguns lances de perigo.
Após uma entrada desnecessária, Carneiro viu um vermelho directo, obrigando o treinador a reorganizar a defesa substituindo João Castro por Bruno Miranda. Depois de 70’ minutos de esforço Fumega viu-se obrigado a sair.
Embora o Porto D’ave consegui-se dominar parte do jogo, a equipa liderada por Rui Almeida mostrou empenho e esforço, não conseguindo alcançar ainda um resultado positivo.
.

sábado, 27 de outubro de 2012

Div. Honra AF Braga: ACD Pica, 2 - Brito SC, 1

 
 
.
Texto e fotos: João Carlos Lopes / Tiago João Lopes  
.
Rambóia e Nelinho contra Troika
.
O Pica recebeu e venceu o Brito Sport Clube por 2-0, sendo verdade que esta formação vimaranense apostou forte para subir de divisão, com os orçamentos das duas equipas a estarem separados por 80 mil euros (40 mil para o Pica e 120 mil para o Brito), o que não se reflectiu no terreno de jogo onde os fafenses, mesmo com algumas baixas de vulto, acabaram por ser superiores, perante um adversário que jogou à Brito, simplesmente na expectativa e a apostar no erro dos jogadores do Pica.
.
O Pica entrou determinado no jogo porque sabia que se se mostrasse fraco o adversário funcionaria como um predador pelo que enfrentou o problema de caras e foi quem esteve mais perto de marcar aos 19 e 20 minutos, primeiro numa cabeçada de Alírio por cima da barra e depois com Joel a tentar o chapéu a Miguel e depois Nelinho a rematar para a baliza mas a ver a bola ser interceptada na sua trajectória.
.
O treinador Carlos Salgado que não pôde contar com o central Tiago, por se encontrar lesionado e com o trinco Malhado, a cumprir castigo, viu-se a braços com mais um problema pois, um dos centrais de serviço, Peixoto, já a jogar condicionado, saiu lesionado aos 23 minutos.
O Brito deu um ar da sua graça aos 44 minutos quando Ricardo Cruz amorteceu a bola Roger e este dispara dentro da área para defesa de Rui.
.
Apesar de ter assumido as despesas do jogo na primeira parte o Pica viu-se a perder aos 48 minutos, quando Fábio escorreu e a bola ficou á mercê de Roger, com este a progredir e a bater Rui. Dois minutos depois o Brito podia ter chegado ao 2-0 com Roger a cruzar tenso e Ricardo Cruz a não conseguir encostar para o golo por centímetros.
.
O Pica empatou a partida aos 59 minutos, com Joel a medir bem uma bola para o interior da área, onde Rambóia fez a recepção perfeita para disparar cruzado para o merecido golo. Em grande forma neste início de temporada o antigo campeão distrital de Juniores pela AD Fafe.
.
Reagiu o Brito e nos minutos seguintes o perigo foi uma constante junto da baliza do Pica, com Roger e Ricardo Cruz a não conseguirem furar a muralha defensiva do Pica.
.
O Pica beneficiou de um livre directo junto da área, descaído para a direita, com Joel na cobrança a enviar a bola á barra da baliza à guarda de Miguel.
.
O mesmo Joel cruzou dois minutos depois, aos 73, para Alírio, ao segundo poste fazer o desvio mas Miguel a oferecer o corpo á bola e a negar o golo ao jogador do Pica.
.
Era um período de parada e resposta e o Brito voltou a descer com perigo junto da baliza fafense valendo as boas intervenções de Rui e a atenção da defesa para negar o golo aos vimaranenses, tendo depois Ricardo Cruz falhado com probabilidades de alvejar a baliza.
.
Aos 76 minutos Vasco cobrou um livre directo para o Brito obrigando Rui a mais uma boa defesa.
.
Aos 78 minutos Nelinho roubou literalmente a bola a meio campo a um homem do Brito correu enquanto teve força e quando viu que o guardião Miguel vinha ao seu encontro disparou ainda longe da baliza para um golo de puro contra-ataque.
.
Até final o Pica aguentou a pressão e só ficou desconcertado quando o árbitro marcou faltas e mais faltas e até um pontapé de canto, transformando os cinco minutos de compensação em sete.
.
Um bom jogo por parte dos fafenses que infligiram uma derrota ao Brito que vinha de um ciclo de seis jogos sem perder. Carlos salgado lançou nesta partida os ex-juniores da AD Fafe, Fábio e Serginho e ambos cumpriram com a sua missão um em tarefas defensivas e outro no ataque a segurar a bola. Fábio teve o azar de ter caído no lance do golo do Brito mas o que fez depois compensou em muito essa infelicidade. Salgado lançou ainda mais um jovem de 19 anos Edu e também ele foi cumpridor nesta partida. De resto a equipa esteve praticamente irrepreensível de princípio a fim do jogo e a vitória assenta-lhe sem macua alguma.
.
Jogo realizado no Parque de Jogos da Pica, Fafe.
.
Árbitro: Jorge Ribeiro, auxiliado por Carlos Macedo e Rui salgado
.
ACD PICA: Rui; David, Fernando, Peixoto (Fábio, 25), Joel, Nené, Raúl, Fred (Serginho, 75), Nelinho (Edu, 80), Alírio e Ramboia. Treinador, Carlos Salgado.
.
BRITO SC: Miguel; Vasco, Mouzinho, Leandro, Ricardo Cruz, Rui Alves, Roger, Marinho (João, 74), Miguel Mota, Meira (Meira, 72) e Luís Miguel (Pinto, 80). Treinador, José Martins.
.
MARCADORES: Roger, 48; Rambóia, 69 e Nelinho 78.
.

Futebol Popular: Pardelhas, 0 - Amigos de Quinchães, 3

Texto: João Carlos Lopes
 
Bis de Ratão sem história da Carochinha
 
O Pardelhas  recebeu os Amigos de Quinchães em jogo a contar para a 2.º jornada do Campeonato de Futebol Popular de Fafe com quem perdeu por 3-0.
 
A equipa dos amigos que já tinha vencido o Fareja na primeira jornada soma, assim, mais três pontos para a sua contabilidade, confirmando-se como um dos crónicos candidatos ao título.
 
Os golos da partida foram apontados por Pedro Neves e por Ratão, com este a bisar na partida e a dar a tranquilidade á sua equipa.
.

Juvenis - Div. Honra: FC Vizela, 0 – AD Fafe, 2

Texto e foto (de arquivo): João Carlos Lopes
Zé Pedro
.
Zé Pedro e Gualter marcam em campo difícil
.
Os juvenis da AD Fafe foram a aum campo tradicionalmente difícil, vencer o Futebol Clube de Vizela por 2-0, em jogo correspondente à 5.ª jornada da Divisão de Honra da AF Braga.
.
Os comandados de Primo chegaram ao intervalo com uma igualdade sem golos mas viriam a melhor no segundo tempo.
.
O primeiro golo surgiu aos 68 minutos, através de Zé Pedro que inugurou o marcador com um golo de cabeça.
.
O segundo golo dos fafenses foi marcado por Gualter, aos 72 minutos, através da marcação de uma grande penalidade que o guardião defendeu mas que o fafense, na recarga, desta vez não lhe deu hipótese.
. 

Futebol - Veteranos: UD Fafe A60, 2 - Mondinense FC, 1

Texto: João Carlos Lopes
.
Abílio e Nelo deram a vitória
.
Os veteranos da UD Fafe A60, receberam o Mondinense Futebol Clube e venceram mais uma partida da Liga da Amizade por 2-1, em jogo realizado no Parque de Jogos de Antime, Fafe.
 
Tratou-se de uma partida de fraca qualidade com as equipas a não acertarem com a baliza durante a primeira parte, tendo ido para o descanso da mesma maneira que iniciaram o jogo.
 
Os golos surgiram na segunda metade, com Abílio Torrinheira e Nelo a marcarem para os fafenses.
.

1.ª Div. AF Braga: Agrupamento Stª Cristina, 0 - Ases Stª Eufémia, 0

Texto: João Carlos Lopes
 
Ataques anulados
 
Depois de ter vencido em Silvares na semana anterior o Agrupamento de Santa Cristina recebeu a também aguerrida formação dos Ases de Santa Eufémia e a contenda ficou-se por um empate sem golos.
 
Os pupilos de Marcelo Fernandes voltaram a "dar o litro" mas desta vez não houve qualquer golo para festejar. Como também o adversário não festejou e um ponto nunca deixa de ser um ponto a contabilidade dos fafenses está agora melhor pois tem um ponto mais. Já que o ataque não marcou parabéns à defesa que não sofreu golos.
.

Benjamins: OFC Antime, 5 - Desp. Ronfe, 1

Texto: João Carlos Lopes
 
Póquer de João Filipe na estreia
 
Os Benjamins do Operário Futebol Clube de Antime fizeram história ao vencer o primeiro jogo como equipa federada neste escalão, na estreia no Campeonato Distrital da categoria, tendo batido a equipa congénere do Desportivo de Ronfe por 5-1.
 
Os pequenos operários fizeram uma partida deslumbrante, deixando maravilhados os presentes tendo chegado ao intervalo a vencer por 3-1
 
Na segunda parte obtiveram mais dois golos e ficaram muitos outros por marcar em toda a partida.
 
Quem esteve em destaque foi João Filipe ao fazer um póquer, tendo apontado quatro dos cinco golos da sua equipa. O outro foi assinado por Dino Teles.  
 
De salientar que esta equipa do OFC de Antime é representada pelos mesmos miúdos que frequentam as escolas de Futebol da Geração Benfica de Fafe, que têm, precisamente, como base o campo de jogos da formação operária.

Iniciados: AD Fafe, 1 - Arões SC, 1

Texto: João Carlos Lopes
 
Dérbi deu empate mas sobraram oportunidades
 
O jogo entre os iniciados da AD Fafe e os do Arões Sport Clube a contar para a 3.ª Jornada da 2.ª Divisão do Campeonato Distrital da Categoria, terminou com um igualdade a uma bola, ainda que tivessem ficado muitos golos por marcar.
 
O Fafe entrou a dominar nos primeiros minutos e desperdiçou várias oportunidades de golo, contudo, aos dez minutos, conseguiu chegar á vantagem. Pouco tempo depois o Arões conseguiria chegar á igualdade, equilibrando o jogo que até então estava a pender para o lado dos fafenses, tendo existido oportunidades para ambas equipas marcarem até ao intervalo.
 
No segundo tempo o Arões entrou pressionante e a exemplo do final da primeira parte teve duas excelentes ocasiões para marcar com o guarda-redes do Fafe a ser decisivo nesses lances. O Fafe acabou por reagir e o jogo foi disputado até final com os dois conjuntos em busca da vitória.
.

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Montelongo Desportivo atingiu um milhão de visitas. Obrigado!

.
.

É um orgulho saber que nos lêem

O Blog Montelongo Desportivo acaba de ultrapassar um milhão de visitas oficias, contabilizadas pela própria "blogger", entidade que faz a estatística deste tipo de blogues. É um número bonito que muitos nos orgulha e nos faz seguir em frente apesar das dificuldades serem cada vez maiores.
.
Continuamos a estar Com o Desporto e pelo Desporto, a promover clubes e individualidades desportivas fafenses, dando a conhecer o até então desconhecido e informando em tempo útil para a matar a "fome" de informação, cada vez maior na era do digital.
.
Ainda nem todas as entidades desportivas entenderam o alcance deste trabalho, que se estende aos cinco continentes e se espalha por mais de uma centena de países e leva as notícias de Fafe aqueles que estão longe. Quase no preciso momento em que completávamos o milhão de visitas pudemos testemunhar as palavras de um jovem que se encontra a trabalhar em Angola, de visita à sua terra natal (Fafe), que "bebe", diariamente, a informação desportiva aqui vertida.
.
Aqui falamos de todo o tipo de desporto: Futebol, Andebol, Basquetebol, Atletismo, Ciclismo, Cicloturismo, Karaté, Futsal, Canoagem, Montanhismo, Pedestrianismo, Motocross, Rali, entre muitas outras modalidades e actividades desportivas. Tudo o que nos chega é publicado, para além das resportagens que podemos fazer, dentro das nossas limitações humanas e económicas. Tudo feito em tempo de descanso pois escrever aqui é um mero exercício de cidadania. Estamos longe de ser perfeitos mas tentamos fazer o melhor que podemos dentro das nossas capacidades.
.
Continuamos a trabalhar por amor à camisola e pelo prazer de manter todos os fafenses informados. Um muito obrigado a todos os que nos lêem e áqueles que de uma maneira ou outra connosco colaboram.
.
Atingir um milhão de visitas é acima de tudo uma honra, sem vaidades e com a responsabilidade acrescida de continuar a fazer o mesmo trabalho com a mesma vontade e determinação.
 
Um bem haja a todos e muito obrigado.
 
O Director e o repórter do Montelongo Desportivo
 
João Carlos Lopes e Tiago João Lopes
.
 
.