.

.
.

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Futsal Sénior – Nun’Álvares: Treinador Hugo Oliveira em entrevista

Texto e fotos: João Carlos Lopes (Publicado no Jornal Notícias de Fafe) 

“No prazo de três anos é possível jogar nos nacionais”

O Campeonato Distrital de Seniores em Futsal já vai na segunda volta e Notícias de Fafe falou com o jovem treinador do Grupo Nun’Alvares, Hugo Oliveira, sobre a boa campanha que está a ser efectuada no ano zero do regresso da colectividade ao Futsal sénior masculino. Este professor de Educação Física, de 30 anos, já conhecia os cantos à casa, porquanto representou o GNA como atleta. Hugo teve uma primeira experiência como treinador adjunto de Emanuel Soares, seu antigo colega de equipa, no Atei e depois abraçou um projecto como treinador do Fornelos Futsal no Campeonato Concelhio. Na época de 2012/13, fez um excelente trabalho na formação do GNA à frente da equipa de Benjamins. Treinar os seniores do Clube é o seu maior desafio até ao momento mas, tal como o lema da equipa, é grande na ambição e quer levar o GNA aos nacionais no prazo de dois a três anos. Até lá conta com a colaboração dos seus pares e o empenho dos jogadores aos quais não poupa elogios. 

NF - Que análise faz à primeira metade do campeonato? 

Antes de mais, gostaria de começar esta análise agradecendo aos meus colaboradores, desde treinadores (Marcos Casimiro) até aos dirigentes (Samuel Oliveira e Flávio Oliveira), pois apesar de fazerem um trabalho menos visível, certamente que sem eles nada disto seria possível. Relativamente à pergunta, estamos a ter resultados muito positivos, reflexo disso, é o quinto lugar que ocupamos neste momento e também a forma como nos batemos com todos os adversários, inclusivamente os que se encontram no primeiro terço da tabela classificativa. Neste momento, sinto que a diferença existente no início do campeonato para as melhores equipas, cada vez mais tem diminuído e temos conseguido grandes performances. Acredito no trabalho que estamos a fazer, e penso que em 2/3 anos, jogar nos nacionais será possível.


NF - O que o levou a aceitar este projecto?

HO- A paixão pela modalidade e a consequente procura ou interesse por mais conhecimento do jogo foram as principais razões que me levaram a aceitar este projecto. Após alguns anos de prática de futsal, onde representei o GNA como jogador, terminei a minha licenciatura em Educação Física e iniciei-me no treino de Futebol. Mas o "bichinho" do Futsal voltou a falar mais alto e decidi, em 2010, aceitar o convite que me foi feito pelo Fornelos Futsal, a quem aproveito para agradecer a confiança em mim depositada e onde estive três anos à frente da equipa sénior, a competir no campeonato popular da nossa cidade. Logicamente que depois de tudo isso, o convite de um clube como o GNA, não poderia ser declinado. E aqui estou eu. Em relação à minha equipa, posso dizer que tenho um grupo de jogadores fantásticos, que foi criteriosamente escolhido para fazer parte deste projecto. 

NF - Como foi feita a selecção dos atletas?

HO - A selecção dos atletas foi feita sobretudo a pensar no futuro e procurámos um atleta modelo, que na nossa forma de pensar, nos garantisse rendimento máximo em dois/três anos. Daí a nossa escolha ter recaído sobre estes atletas que formam o nosso plantel. São grandes em tudo, qualidade, predisposição para o treino, vontade em evoluir, espírito de equipa, são algumas qualidades que fazem deles, "os escolhidos". 

NF – Como é a sua relação com os jogadores?

HO - Tenho aprendido muito com eles, e apesar de tentar passar lhes as minhas ideias, também quero evoluir com treinador e eles têm sido parte integrante da minha evolução. Em relação a esta primeira volta e no que aos resultados diz respeito, apesar de neste primeiro ano eles não serem primordiais, têm sido muito bons, pois estamos a disputar um campeonato com muita qualidade e em que o ritmo e intensidade de jogo é muito mais elevado do que no nosso campeonato popular. 

NF - O GNA é mesmo “Grande na Ambição?

HO - É mesmo como diz o nosso "grito", somos Grandes na Ambição! Gostaria de aproveitar esta oportunidade, para lançar um repto, a todos aqueles que gostam de futsal, que venham apoiar o GNA. É bom sentir que temos pessoas na bancada, que acreditam no nosso trabalho e nos apoiam todas as semanas. As coisas estão a mudar, na minha altura de jogador, cheguei a jogar com 3, 4 pessoas na bancada. Hoje já não é assim. O futsal está a crescer. Apareçam, juntos somos com certeza ainda mais fortes! 

NF - Concorda que sem apoios não há sucesso?

HO - Concordo plenamente. Por falar nisso e para terminar, queria agradecer a todos que tornaram isto possível, destacando claramente a Dentalfafe que, na pessoa do Dr. Paulo Monteiro, tem dado um apoio fantástico e que tem acompanhado todo o nosso percurso e colaborado connosco de uma forma absolutamente incrível. Os meus jogadores olham para ele já como um amigo e, nesse sentido, resta-me, em nome do GNA e em nome do grupo de trabalho (equipa técnica, directores e jogadores), agradecer-lhe de forma muito sincera.
.

Travassós Futsal desagradado com critérios do Conselho Disciplina da Associação de Futsal de Fafe

.

A equipa do Travassós Futsal está desagradada com a dualidade de critérios do Conselho de Disciplina da Associação de Futsal de Fafe, nomeadamente pela tomada de decisões ímpares, emitindo para o efeito um comunicado que passamos a publicar na íntegra. 


"COMUNICADO

A direcção do Travassós Futsal vem por este meio comunicar o seu desagrado quanto ao conselho disciplina da Associação de Futsal de Fafe. Ora vejamos:

1.º

No mapa de castigos nº 16 foi deliberado pelo conselho de disciplina da associação de Futsal de Fafe, com base no artigo 123º do Regulamento disciplinar da FPF, cumprir um jogo de castigo para os Atletas Anselmo Rodrigues e Vítor Gonçalves, a qual esta direcção aceitou e respeitou essa decisão, mesmo não tendo acesso aos factos reportados, e acreditamos que foram apenas reclamações desses atletas por decisões da equipe de arbitragem (situações normais).

2.º


É de referir, que esses atletas não constavam da ficha de jogo e encontravam se na bancada como qualquer cidadão comum que gosta de ver futsal, e como era de esperar, demonstrar o seu apoio à sua equipa. Tendo sido identificados pela equipa de arbitragem e constando no relatório desses (demonstra que são jogadores “internacionais” de elevado prestígio).


3.º

Este tipo de castigo pelo que a direcção tenha conhecimento foi algo de primário (1ª vez que foi aplicado este tipo de castigo), queremos nós acreditar que não se trata de qualquer “perseguição” a nossa equipa ou aos nossos atletas.


4.º

Ora verificamos por grande surpresa nossa que no mapa de castigos nº 17, foi aplicado a um jogador do Pardelhas 2 jogos de castigo. No qual fica a nossa grande surpresa como um atleta estando em jogo, ofendeu directamente a equipa de arbitragem, tirou lhe da mão o cartão vermelho, atirou a cara esse mesmo cartão, foi preciso alguns elementos segurar esse atletas para que não houvesse agressões e tendo o jogo sido interrompido cerca de 10 minutos. O Travassós Futsal refere que nada tem contra qualquer jogador do Pardelhas, pelo contrário atletas que sempre se portaram bem connosco e da qual nós temos muito respeito.

5.º

Conclusão, o Travassós Futsal não consegue encontrar justificação para tão grande disparidade de dualidade de critérios do conselho de disciplina, e vai ponderar seriamente as participações desta equipa pelos campeonatos organizados dessa Associação. O Travassós Futsal considera uma grande falta de respeito em relação a nossa equipa que participa nestes campeonatos a vários anos (uma das mais antigas) e repudia a falta de profissionalismo de algumas equipas de arbitragem e dualidades de critérios.

A direcção

Travassós Futsal"
.

Central fafense Henrique vai jogar no campeonato polaco

Texto: João Carlos Lopes / Foto: Catarina Morais

É o terceiro país diferente na sua carreira 


O defesa central Henrique (ex-Arouca) assinou, pelo Jagiellonia Bialystok, que é o actual 8.º classificado da Liga polaca, onde vai prosseguir a sua carreira futebolística.

O central fafense Henrique já esteve ao serviço do FC Arouca, da I Liga, desde o início da temporada por empréstimo do Blackburn Rovers, da premiership inglesa de onde saiu no principio do presente ano. Para manter a forma treinava no Parque Municipal de Desportos, em Fafe, com o plantel da AD Fafe.

Actualmente com 27 anos, o jogador tinha ingressado no Arouca depois de ter jogado na AD Fafe, CD Aves, CD Feirense e Académica de Coimbra, com passagens fugazes pelo Olhanense e Sporting de Braga, antes de assinar pelo Blackburn Rovers. O Jagiellonia Bialystok, é, para, já a última paragem do fafense. A Polónia vai ser o terceiro país diferente, depois de Portugal e Inglaterra, que o jogador vai conhecer. 

.

Zé Pedro estreou-se oficialmente aos 17 anos pela AD Fafe

Texto e foto: João Carlos Lopes

Bom jogador e bom aluno

O dia 23 de Fevereiro de 2014, vai ficar para sempre na memória do jovem fafense Zé Pedro que se estreou com apenas 17 anos, num jogo oficial, pela equipa sénior da AD Fafe. 

O jogador dividiu a sua formação entre o Desportivo Ases de S. Jorge e a AD Fafe, tendo chegado à Desportiva no primeiro ano de Juvenil, onde, desde logo, mostrou qualidades acima da média. 

Actualmente é Júnior de primeiro ano na AD Fafe mas já fez a pré-temporada com a equipa sénior onde até teve oportunidade de fazer um golo. 

Trata-se de um jogador com enorme potencial, exímio no futebol aéreo, que joga bem de costas para a baliza e que, acima de tudo, sabe fazer golos. Entrou aos 82 minutos de jogo contra a AD Ninense, numa partida que terminou com um empate a uma bola e onde ainda esteve em campo 13 minutos pois o árbitro Luciano Maia, deu cinco minutos de compensação. Este foi o primeiro dia do resto de uma vida futebolística que se quer recheada de êxitos. Além disso, ser bom jogador não o impede também de ser um dos melhores alunos da Escola Secundária de Fafe, onde frequenta o 12.º ano, com elevadas médias do resto de uma vida futebolística que se quer recheada de êxitos. Além disso, ser bom jogador não o impede também de ser um dos melhores alunos da Escola Secundária de Fafe, onde frequenta o 12.º ano, com elevadas médias. 

No final dessa mesma partida o jogador prestou as seguintes declarações ao Jornal Notícias de Fafe: “Esta primeira experiência num jogo oficial dos seniores foi muito boa e enriquecedora. Já o tinha feito em jogos de pré-época mas fazê-lo a este nível é totalmente diferente porque nos enche de orgulho e nos aumenta ainda mais a responsabilidade. Depois, é sempre bom ver o nosso trabalho e esforço reconhecidos. É uma situação que gostava de repetir porque este grupo de seniores da AD Fafe é realmente espectacular e têm-me acarinhado bastante porque sabem que ainda sou júnior e praticamente estou a dar os primeiros passos no futebol mais a sério. Vou continuar a trabalhar todos os dias para que possa regressar novamente, embora saiba que é muito difícil. Não me posso esquecer que ainda sou júnior de primeiro ano e, para já, tenho que me concentrar essencialmente no campeonato de Juniores para ajudar a equipa a conseguir a manutenção, não enjeitando, claro, outras chamadas aos seniores e trabalhando cada vez mais para que um dia posso cumprir o meu sonho de fazer parte da equipa sénior da AD Fafe, clube que represento com muito orgulho e satisfação e onde me empenho para o dignificar e honrar em todos os jogos que participo”. 

.

Futsal feminino: Conheça as possíveis adversárias do GNA

MF/Redacção

Outro nível competitivo

Já é conhecido, o número de participantes que cada associação distrital tem direito, para a participação na Taça Nacional de Seniores Femininos de 2013/2014, cuja primeira fase, está prevista ter início a 15 de Março.

A competição vai ter a participação de 24 clubes e na 1ª fase, serão distribuídos em 8 grupos de 3 equipas, de acordo com a sua situação geográfica, apurando-se para a 2ª fase, os 2 primeiros classificados de cada série.

Mediante o número de filiados em cada associação, foi estabelecido um ranking para definir as entidades que participam com 2 clubes. E neste caso, são 7 as associações que dão o contributo e que passamos a indicar, já com os nomes dos apurados e daqueles que estão perto de atingir o objetivo.

AF LISBOA (26 equipas): Leões Porto Salvo e Quinta dos Lombos

AF PORTO (22): S. Salvador do Campo e Sporting Canidelo (V. Conde)

AF LEIRIA (15): NDA Vidais e Academia Caranguejeira

AF COIMBRA (13): AD Serpinense e CF Santa Clara

AF AVEIRO (12): Always Young e GCR Ossela/Lusitânia Lourosa

AF BRAGA (12): GD Porto Ave e GCR Nun’Álvares

AF VIANA CASTELO (10): Esc. ZonaFut, Soutelense e Castanheira. Uma fica de fora.

A estas 14 equipas, junta-se a campeã dos Açores, cuja representante é o CCDC Posto Santo e ainda as 9 equipas das seguintes associações:

AF VILA REAL (9): G. D. Chaves

AF VISEU (9): Unidos da Estação

AF BRAGANÇA (8): Pioneiros Bragança FC

AF ÉVORA (8): A. A. Universidade Évora

AF ALGARVE (7): Duelo GDC Machados/CF “Os Bonjoanenses”

AF SETÚBAL (6): Casa Benfica Alcochete

AF PORTALEGRE (5): CD Portalegrense 1925

AF CASTELO BRANCO (4?-3): Bairro Cansado ou A. A. UBI

AF SANTARÉM (4): Vitória Santarém

Na lista apresentada pela FPF, a AF Castelo Branco tem 4 equipas, quando na realidade só tem 3 participantes, pelo que, segundo a lei em vigor e se não foi alterada, o clube campeão não poderá participar, avançando em sua substituição, a segunda representante da AF Viseu (ADR Carbelrio).

Na AF Lisboa e na incerteza quanto à participação das equipas B, se for impeditiva a participação da Quinta dos Lombos, avança a segunda melhor posicionada, que está a ser discutido pela ACDR Arneiros e GDC Del Negro.
.

Agenda Desportiva de Fim-de-Semana

NOTA: Jogos dos escalões de formação da AD Fafe, OFC Antime, GDCR Golães, Ases S. Jorge, Arões SC, GD Fornelos, GD Travassós, GD Silvares, GD Vasco da Gama, Amigos de Quinchães, Grupo Nun'Alvares bem como as competições das Associações de Futebol Popular e de Futsal de Fafe, Andebol Clube de Fafe e ainda do Grupo Nun'Álvares, podem ser consultados na PÁGINA [ACTIVIDADES DE FIM DE SEMANA] deste Bolg Jornal em cartazes, na sua maioria, feitos pelos próprios clubes onde concentram as actividades de cada um. Nesses cartazes constam todas as actividades desportivas das respectivas Colectividades quando há competições.

CONSULTA A PÁGINA ACTIVIDADES DE FIM-DE SEMANA 


FUTEBOL NACIONAL

CAMPEONATO NACIONAL DE SENIORES (Fase Manutenção/Descida) 

AD Fafe - SC Mirandela | Domingo, 15 horas | Estádio Municipal dos Desportos, Fafe.


JUNIORES - CAMPEONATO NACIONAL 2.ª DIVISÃO (Fase Manutenção/Descida) 

FC Famalicão - AD Fafe | Sábado, 15 horas | Campo n.º 2 Complexo desportivo de Famalicão.

FUTEBOL DISTRITAL - TAÇA AF BRAGA

Celeirós - Arões SC Domingo, 15 horas | Campo de Jogos "O Feliz", Celeirós, Braga.

Amigos Urgeses - GD Travassós | Sábado, 14:30 horas | Complexo Desportivo de Urgeses, Guimarães.
Clica na imagem para
saberes como podes ajudar


FUTEBOL VETERANOS 

AD Ficobale (Maia) - UD Fafe A60 Sábado, 17 horas | na Maia.

FUTSAL DISTRTAL SENIORES MASCULINOS - AF BRAGA

Amares - Nun'Álvares | Sábado, 17:00 horas | Pavilhão da Escola EB 2, 3 Terras do Bouro. 

FUTSAL DISTRTAL SENIORES FEMININOS - AF BRAGA 

Nun'Álvares - Futsal Campo | Sábado, 19:00 horas | Pavilhão Grupo Nun'Álvares.

FUTSAL CONCELHIO  - LIGA E'LCLERC FAFE 

Ver em Actividades de Fim-de-semana 

FUTEBOL POPULAR - TODAS AS COMPETIÇÕES DA ASSOCIAÇÃO F. P. FAFE 

Ver em Actividades de Fim-de-semana 
.

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Desporto Escolar - BTT: Primeiro encontro em Fafe a 8 de Março

Redacção/ACM 

Prova disputa-se no Parque da Cidade 

O 1º Encontro de BTT do Desporto Escolar realiza-se no dia 8 de março no Parque da Cidade de Fafe, junto ao pavilhão multiusos. Destinada aos escalões de infantis, iniciados, infantis, juvenis e juniores, a iniciativa contará com a participação das CLDE de Braga e Viana do Castelo.

O 1º Encontro de BTT do Desporto Escolar é organizado conjuntamente pela Associação de Ciclismo do Minho, Federação Portuguesa de Ciclismo e Desporto Escolar, integrando a programação do Fafe Show Bike, um certame que decorre de 7 a 9 de março em Fafe integrando exposições, atividades de BTT, Cicloturismo e Trial Bike.

As atividades decorrerão entre as 9 e as 12h30 no Parque da Cidade de Fafe, junto ao pavilhão multiusos, destinando-se a estabelecimentos de ensino das Coordenações Locais de Desporto Escolar de Braga e Viana do Castelo.

O 1.º Encontro de BTT do Desporto Escolar tem o apoio da Câmara Municipal de Fafe, Fafe Show Bike, Cision, Herdmar, POPP Design, Arrecadações da Quintã e Bike Magazine.

Ciclismo: Rui Rodrigues começa época no pódio

Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR 

Foi 3.º em Sub-23 na Prova de Abertura

O ciclista fafense Rui Rodrigues que corre com as cores do Cycling Team Mortágua/Anicolor, começou da melhor maneira a temporada velocipédica de 2014 ao subir ao pódio na categoria de Sub-23 e ter terminado em 11.º lugar na classificação geral absoluta na Prova de Abertura – Troféu Cidade de Anadia, na distância de 147 km.

É caso para dizer que foi uma aposta ganha o ter rodado na temporada passada ao serviço do Cartaxo, onde ganhou experiência e notoriedade que lhe permitiram ingressar numa equipa mais perto da sua cidade natal e também com ambição no pelotão nacional. Tanto assim é que a Cycling Team Mortágua/Anicolor terminou esta prova de abertura na primeira posição por equipas.

A prova de abertura foi ganha pelo alentejano Daniel Mestre (Banco BIC-Carmim) que foi o mais rápido a percorrer os 147 quilómetros, que ligaram Sangalhos ao Monte Crasto, em Anadia. 

O vencedor na categoria de sub-23 foi Ricardo Ferreira (Rádio Popular) seguindo de Luís Gomes (UC Maia/Bicicletas Andrade) e Rui Rodrigues (Cycling Team Mortágua/Anicolor), por esta ordem.

A época promete para Rui Rodrigues, que é actualmente o único ciclcista fafense no pelotão nacional. 
.

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Futsal: Condestável Shake tem brilhado no GNA

Texto: Ricardo Castro / Foto: João Carlos Lopes 

Grande "abanador" de redes  

Chama-se Alexis Oliveira, mas os amigos e colegas tratam-no por Shake. Tudo porque o seu pai foi funcionário, muitos anos, de uma conhecida croissanteria de Fafe com o mesmo nome. Daí para cá, a alcunha ficou. E se a transportarmos para as traduções, shake, em inglês, significa abanar. A verdade é que Alexis tem-no feito nas redes adversárias.

Depois de muitos anos de andebol, nomeadamente ao serviço do AC Fafe, o fafense participou na época passada no campeonato popular de futsal. Este ano, no restabelecimento da equipa sénior do Nun’Álvares, o baixinho da equipa de Hugo Oliveira tem sido um dos jogadores em destaque.

No passado sábado, Shake marcou um dos quatro golos da vitória diante do A.E.I.P.C.A. O jovem de 25 anos afirma que a época “tem corrido bem a nível individual, mas com este grupo, qualquer jogador consegue estar bem”.

Shake é talvez dos jogadores com menos experiência de futsal do plantel. Por isso, as exibições e os golos têm-no feito evoluir no meio de jogadores que já contam com mais anos na modalidade. “É um grupo fantástico, que treina de uma maneira fantástica e com uma grande equipa técnica”, refere.

Quanto ao campeonato, Shake assume que “o objetivo é ficar na melhor classificação possível, nos cinco ou seis primeiros”. O certo é que o atual quinto lugar indica que isso é um objetivo bem possível. O ala adianta que há “um grupo de três a quatro equipas muito fortes” e salienta ainda que o único resultado possível de mudar era no jogo do Rio Caldo, onde a equipa perdeu por 4-3. “De resto, acho que estamos a surpreender toda a gente”, remata.

O Nun’Álvares está na meia-final da Taça AF Braga, onde discute o apuramento com o São Mateus. Para o ala, “a taça é um sonho”. Shake deixa o apelo aos adeptos para esse jogo. “Na meia-final, este pavilhão tem de estar ao rubro”.
.

Sérgio Pereira substitui António Águia no comando técnico GCD Regadas

Sérgio Pereira
Texto e foto: João Carlos Lopes 

Para já fica até final da época 

O treinador Sérgio Pereira, que recentemente deixou o cargo técnico do GD Silvares e tinha calçado de novo as chuteiras no Campeonato de Futebol Amador de Felgueiras ao serviço do UD Torrados é o novo técnico do GCD Regadas, a partir de hoje (26/2/2014), conforme se constata no comunicado emanado pela direcção desta colectividade que milita na Divisão de Honra da AF Braga. 

Na mesma missiva, a direcção regadense comunica que o mister António Águia deixa o cargo de treinador do clube no qual foi campeão da 2.ª Divisão Distrital na época passada desejando-lhe as maiores felicidades, mas sem especificar o motivo da sua saída.

O Regadas tem como objectivo a manutenção na Divisão de Honra e os últimos três resultados foram três derrotas consecutivas mas a equipa encontra-se praticamente a meio da tabela, ocupando a nona posição. António Águia ficará para sempre ligado á história do clube pela subida de divisão.

Quanto a Sérgio Pereira teve a sua primeira experiência como treinador principal no GD Silvares, onde na altura tinha um plantel limitado e volta a Fafe para prosseguir a sua carreira de treinador, na mesma divisão.

.

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Futebol Popular - Seniores: FC Marinhão, 1 - GD Serafão, 1

Texto: CSM / Foto: DR 

Festival de golos falhados 

O FC Marinhão recebeu o Serafão, em jogo a contar para a 12ª jornada do Campeonato de Futebol Popular de Fafe/Paços de Ferreira, tendo a contenda do com a divisão de pontos entre as duas equipas.

Numa tarde de pura desinspiração dos seus avançados, o favorito FC Marinhão entrou em jogo algo displicente, não conseguindo criar lances de real perigo junto da baliza do Serafão. O jogo disputava-se muito a meio campo, com muito jogo aéreo, num futebol pouco agradável. 

Perto da meia hora de jogo, Sandro começou aquilo que seria um autêntico festival de golos falhados, quando isolado na cara do guarda-redes, fez um chapéu ao guarda-redes com a bola a sair ao lado da baliza adversária. Na resposta, o Serafão chegou mesmo ao golo. Isaac, apareceu também ele isolado, mas a não falhar e a fazer o 1-0. Até ao intervalo, o Marinhão não conseguiu dar resposta ao golo.

Na segunda parte, a equipa da casa apareceu mais pressionante. Logo nos primeiros minutos, um contra-ataque terminou com a bola nos pés de Sandro, que com o guarda-redes adiantado, colocou novamente a bola ao lado da baliza.

Cinco minutos depois, numa excelente jogada do ataque do Marinhão, Ismael apareceu a tirar um cruzamento perfeito, mas que Sandro desperdiçou de forma incrível, cabeceando ao lado.

O Serafão aproveitava o adiantamento do Marinhão para criar oportunidades de golo em contra-ataque, mas também sem conseguir concretizar.

As oportunidades sucediam-se para a equipa da casa, e já no quarto de hora final, foi Rui Meira que tirou tinta aos dois postes, em dois lances de golo claro.

O empate chegaria já muito perto do fim, em mais uma grande oportunidade em que Sandro permitiu uma grande defesa ao guarda-redes do Serafão, mas o central Russo apareceu para a recarga, mostrando aos avançados da equipa como se finaliza. O final do jogo chegou pouco depois.

O Serafão efectuou um bom jogo, muito organizado, com especial relevo para a actuação do seu guarda-redes.

Quanto ao FC Marinhão pode apenas queixar-se de si próprio, pois apresentou-se de forma displicente. Ainda assim dispôs de oportunidades suficientes para vencer confortavelmente a partida, mas uma tarde desinspirada dos atacantes da equipa complicou o que parecia acessível.
.

Karate: Lucas Fernandes (CBF) foi vice-campeão em Torneio Internacional

Texto e fotos: CBF 

Torneio realizou-se no Pavilhão Rota dos Móveis

No dia 22 de fevereiro, realizou-se no Pavilhão Rota dos Móveis – Paredes, o INTERNATIONAL OPEN NPK 2014, organizado pelo Núcleo Português de Karaté.

Este evento de dimensão internacional contou com a presença de países como Espanha, França e Iraque, e com cerca de 900 atletas inscritos de elevado nível e qualidade. 

Lucas Fernandes do CBF competiu na prova de kumité (combate) no escalão sénior - 68 kg, disputando combates de antologia contra adversários de grande nível técnico e tático, conseguindo mesmo assim superá-los. Durante este percurso, conseguiu um feito por si só, ao vencer o atleta português Rodrigo Pina recente medalhado no campeonato da europa realizado em Lisboa, acedendo assim à final que perdeu por 6/3 com outro atleta da seleção nacional. 

“O Lucas demonstrou mais uma vez estar num excelente momento de forma e sempre a melhorar, revelando grande maturidade e leitura tática nos combates que realiza”. Disse fonte do CBF.

Para além deste atleta do Centro Budo, estiveram igualmente presentes: Luís Fernandes (cadete - 63 kg), que atingiu os quartos-de-final da prova; Fábio Gonçalves (júnior + 68 kg) que disputou dois combates e Eduardo Gonçalves (júnior - 68 kg) que disputou um combate.


Centro Budo treina com Selecionador do Japão

Neste mesmo fim-de-semana o Centro Budo teve o privilégio de participar num estágio de karaté, realizado na cidade de Guimarães em que o instrutor convidado foi o *Shihan Masao Kagawa (8º Dan) atual selecionador nacional da Japan Karate Federation (JKF). Foi um estágio enriquecedor em que foi possível receber ensinamentos de um grande instrutor de karaté de renome mundial, que partilhou algum do trabalho que realiza com atletas da seleção japonesa.

(*Shihan (師範) é um título japonês, normalmente usado em artes marciais. A palavra significa professor ou modelo)
.

.

Diana Durães venceu o Troféu "O Minhoto" na categoria de Natação

Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR

Mais um enorme reconhecimento do seu mérito

A talentosa nadadora fafense Diana Durães venceu, na categoria de Natação,  o troféu "O Minhoto", cuja cerimónia decorreu no dia 24 de Fevereiro, na cidade espanhola de Tuy. 

É mais uma Troféu que Diana ganha, este fora das piscinas mas não menos importante que todos os outros porque são estes que dão mais força e alento para que ela continue a lutar pelas vitórias e pelos objectivos traçados na sua já brilhante carreira.   

Foi o reconhecimento justo do percurso que a nadadora alcançou no ano de 2013, quer a nível nacional quer internacional, em representação do FC Porto e da Selecção Nacional. 

Esta foi a 17.ª Gala dos Troféus Desportivos "O Minhoto", que é uma iniciativa da Direnor, que premeia o esforço e dedicação dos desportistas de todo o Minho reconhecendo os seus feitos que, na totalidade dos casos, transbordam para além das fronteiras nacionais. 

.

Infantis - Fut. 11 AF Braga: AD Fafe, 1 - GD Golães, 1

Texto: João Carlos Lopes

Houve justiça no resultado

A AD Fafe recebeu e empatou a um abola no dérbi com o GD Golães em jogo a contar para a 15.ª jornada do campeonato distrital de Infantis em Futebol de onze.

O Fafe a entrar bem na partida e chegou ao golo a meio da primeira parte por intermédio de Pedro,levando essa vantagem para o intervalo.

Na segunda metade do desafio os fafenses falharam de forma incrível o segundo golo, quando Júnior com a baliza aberta, rematou ao lado.

Com o Fafe a acusar esse lance o Golães aproveitou para crescer e ganhar confiança e foi com alguma naturalidade que chegou ao golo do empate empate,embora o tenha conseguido quase no final do encontro, através de Oliveira.

Tanto uma como outra equipa não estão a fazer um campeonato por aí além. O Fafe é nosso classificado e o Golães está um pouco melhor, é 7.º.
.

Maratona BTT Fafe - Lameirinha: Estão abertas as inscrições

Redacção 

Até vai ter porco no espeto 

Estão abertas as inscrições para a Maratona BTT Fafe - Lameirinha a realizar no dia 8 de Março no âmbito do Fafe Show Bike, um mega evento de ciclismo.

Primeira etapa do Campeonato do Minho de BTT XCM, a iniciativa também se destina a praticantes numa perspetiva de lazer, estando previstos percursos de Meia-Maratona e de Maratona.

A Maratona BTT Fafe - Lameirinha pretende ser uma maratona de referência no panorama nacional, aproveitando para criar uma simbiose perfeita entre a grande marca de Fafe no mundo, o rally e o BTT, proporcionando aos participantes desfrutarem de um evento único.

A participação na Maratona e na Meia-Maratona tem o custo de 10 euros para atletas federados e de 12 euros para não federados (inclui seguro, dorsal, reforços, lavagem de bikes e banhos).

No final porco no espeto!
.

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Futebol Popular - Sub 17: Resultados / Classificação

.
.

Futsal Sub 13 (AFPF): Resultados / Classificação

.
.

Futebol Popular - Seniores: Resultados / Classificação

.
.

Adriano Salgado (Infantis OFC Antime) chamado pelo FC Porto

Texto: João Carlos Lopes / Foto: PS  

Fafense na formação que venceu
um torneio com seis equipas

O jovem jogador Adriano Salgado, Sub 12 (Escalão Infantil) do OFC Antime foi um dos jogadores convidados para representar uma selecção de "pequenos Dragões" do Distrito de Braga, num torneio que envolveu equipas recrutadas das mesma forma, em Viana do Castelo, Aveiro e Porto e ainda uma equipa de jogadores que frequentam a Dagon Force e outra já federada do FC Porto.

A equipa recrutada em Braga, onde se integrava o talentoso atleta fafense, acabou por vencer esse mesmo torneio entre dezenas de jogadores com qualidade e com potencial de virem a representar as equipas da formação do clube azul e branco. 

Este torneio serviu para que os responsáveis da formação portista observassem os pequenos talentos, sendo verdade que foi uma surpresa para o jogador fafense ter sido chamado sem nada o fazer prever. 

Adriano Salgado é uma referência na formação do OFC Antime onde se destaca pelas suas qualidades técnicas e pela vontade com que encara os desafios onde luta de princípio a fim e deixa a sua marca ao apontar muitos e decisivos golos.
.

Futsal Feminino: Nun’Álvares garantido na Taça Nacional

Texto e foto: João Carlos Lopes 

Vem aí a verdadeira prova de fogo 

A equipa de Futsal Feminino do Grupo Nun’Álvares já alcançou um dos objectivos propostos para a presente temporada que é ascender á fase de grupos da Taça Nacional, onde depois, por etapas, vão sair as quatro equipas que ascenderão ao Campeonato Nacional. Juntamente com o GNA vai estar o GD Porto D’Ave mas o regulamento impede, desde já, que fiquem no mesmo grupo. Depois desta fase ainda haverão mais duas, mas ao fim da segunda já se saberá quem ascende ao Campeonato Nacional. A equipa orientada por João Nuno Sousa vai ter agora a verdadeira prova de fogo depois de praticamente ter passeado a sua classe no Campeonato Distrital.

A Taça Nacional vai ser dividida por Zona Norte e Zona Sul. Em cada zona são organizadas quatro séries de três equipas que vão competir no sistema de todos contra todos a duas voltas. Os representantes das Madeira e dos Açores serão integrados na Zona Sul e em séries diferentes. As equipas da mesma Associação Distrital não podem ficar na mesma série. Esta primeira fase inicia-se a 15 de Março.

A segunda fase começa a 17 de Maio e em cada zona geográfica (Norte/Sul), as equipas apuradas dividem-se em dois grupos de quatro equipas cada, em sistema de todos contra todos a duas voltas. As equipas que integrarem o mesmo grupo na primeira volta não podem ficar no mesmo grupo na segunda fase. O primeiro classificado de cada grupo apura-se para a terceira fase da competição, ou seja, a fase final.

Na terceira fase, que decorrerá nos dias 20, 21 e 22 Junho, as quatro equipas apuradas defrontam-se numa “poule” concentrada, ou seja, no mesmo local, ainda a designar, jogando todos contra todos a uma só volta. A equipa primeira classificada será a vencedora do troféu. As quatro equipas apuradas para esta fase final sobem automaticamente ao Campeonato Nacional.

Fica desde já a certeza de mais emoção, com novas e mais competitivas equipas e muito futsal feminino para ver. 

Rali: Pedro Meireles e Mário Castro falam da sua vitória no Serras de Fafe

Redacção 

"Tivemos que imprimir um bom ritmo desde início"

A dupla Pedro Meireles / Mario Castro arrecadou uma excelente vitória na primeira prova do Campeonato Nacional de Ralis aos comandos do Skoda Fábia S-2000 terminando o rali na frente do Estónio Martin Kangur e de Rui Madeira.

Meireles entrou para o rali confiante num bom resultado mas ciente de que a concorrência era muito forte e por isso “tivemos de imprimir um bom ritmo logo desde ínicio do rali. As duas primeiras especiais não foram bem como queríamos em termos de ritmo mas ainda assim deu para nos posicionarmos na segunda posição. Depois nas últimas três especiais da manha atacamos, entramos no ritmo e fizemos bons tempos vencendo inclusive a primeira passagem por Luilhas e terminamos a 1ª secção em segundo mas muito perto do Ricardo que estava em primeiro”.

Para a ultima secção, composta por 4 especiais de classificação, Pedro Meireles estava disposto a atacar o 1º lugar e entrou determinado em alcançar o Ricardo Moura mas, “já perto do final da especial de Luilhas 2 reparamos que o Ricardo estava parado e a partir desse momento tivemos logo que alterar a nossa postura no rali. Tínhamos uma vantagem que apesar de não ser confortável daria para gerir relativamente aos nossos perseguidores e optamos então por não correr qualquer risco até final até porque os troços estavam a ficar bastante degradados e felizmente a nossa táctica resultou em pleno”.

Meireles/Castro
Uma dupla feliz
Com isto Meireles e Castro obtiveram uma “suada” mas merecida vitória num dos ralis mais competitivos dos últimos anos ao nível do CNR e entraram assim com o pé direito nesta época que se avizinha bastante emocionante até final. “ Foi realmente muito importante para toda a equipa vencer este rali de que tanto gostamos e é claro que nos vem dar um alento extra para o muito da época que ainda falta, mas temos a plena consciência de que isto foi apenas uma vitória mas que para alcançarmos os nossos objectivos em termos de campeonato teremos de continuar a trabalhar muito e bem para termos sucesso”, acrescenta Meireles. 

Por ultimo Pedro Meireles refere que “ foi com enorme satisfação que vimos a excelente moldura humana que esteve presente no Rali Serras de Fafe assim como a excelente lista de inscritos. Penso que estão reunidas todas as condições para que o campeonato seja um sucesso e para que isso aconteça também é preciso que quer as entidades competentes, quer as organizações dos ralis e a comunicação social estejam ao mesmo nível que os pilotos e o público mostraram estar neste Serras de Fafe, só assim teremos um grande CNR”.

Um agradecimento especial a todos os nossos parceiros, Galp Fórmula, Skoda Bank, Grupo M & Costas/Vianauto, Skoda /Siva, Heads Motorsport, Studio-D e AEE.
.

Liga ACR Fornelos: Resultados / Classificações / Melhores Marcadores

.

Juniores - 1.ª Div. AF Braga: Arões SC, 4 - Aldão, 2


Texto: Ricardo Castro / Foto: DR 

Fumega ateou a chama da vitória


- Bis e assistência para golo em boa exibição coletiva

A união fez a força. Os Juniores do Arões venceram em casa o quinto classificado, o Aldão, por 4-2, num jogo em que Fumega foi um dos destaques, ao bisar na partida, fazendo ainda uma assistência para golo no regresso às vitórias, três jogos depois.

Apesar da diferença de 16 pontos à partida para a jornada, a equipa aronense começou melhor. O primeiro sinal foi dado por Fumega, que aos cinco minutos aproveitou uma bola à entrada da área, mas rematou por cima. 

Mas como não há fumo sem fogo, o Arões chegou ao golo aos 16 minutos. Fumega conduziu a bola pela esquerda, tirou dois adversários do caminho e, junto à linha final, cruzou rasteiro, com Zé Dias a aparecer ao primeiro poste a desviar à ponta de lança para o fundo das redes.

Os aronenses não se expuseram com a vantagem e procuraram novo golo. Aos 18’, bom rasgo diagonal de Miki e passe para Fumega, mas a bola perdeu-se pela linha de fundo. Vinte minutos muito bons da equipa de Miguel Castro, que viu um Aldão melhor com o passar do tempo. Aos 29 minutos, a igualdade acabou por surgir. Marco fez falta à entrada da área e na marcação da grande penalidade, os visitantes fizeram o 1-1.

A igualdade obrigou os visitados a adaptarem-se às circunstâncias, mas sem nunca deixar de lutar por novo golo. As sucessivas tentativas voltaram a dar frutos aos 40 minutos. Livre da esquerda de Antunes, bola entre o primeiro poste e a marca de penálti e Fumega, mais astuto, apareceu a desviar certeiro para o fundo da baliza. Vantagem tangencial ao intervalo, que premiava a atitude e crer da equipa do Arões, face a um Aldão com qualidade e que conseguiu equilibrar o jogo a meio da primeira parte.

Os forasteiros apareceram melhor na segunda parte, que começou com o golo do empate, numa desconcentração defensiva da equipa da casa. O Arões soube reagir ao golo madrugador e aos 55 minutos voltou à vantagem, com os mesmos protagonistas do 2-1. Canto de Antunes e Fumega apareceu a desviar para o 3-2. 

Aos 60’, bom passe de Fumega a variar o flanco para Miki, que após tirar o marcador do caminho, rematou à malha lateral. A equipa dava sinais de desgaste e Miguel lançou Nobre e Tchico, saindo Jota e Fumega. Ainda fresco, Tchico protagonizaria a jogada mais vistosa do jogo. Drible primoroso pela ala, mas o remate não saiu ao nível dessa jogada.

O Aldão voltou a responder e chegou mesmo ao golo, mas bem anulado por fora-de-jogo. Pouco depois, Costa evitou novo empate, com uma vistosa defesa. Aos 80 minutos, última alteração no Arões, com a entrada de Luís Soares para o lugar de Cenoura, jogador que apesar dos seus 16 anos, está a mostrar maturidade jogo após jogo.

Já ao cair do pano, o Arões chegou ao 4-2. Recuperação de Nobre, Miki ganhou a bola no meio campo, saiu em velocidade pelo corredor esquerdo e à entrada da área, pela esquerda, driblou um adversário e com pouco ângulo, rematou rasteiro e cruzado para o fundo da baliza.

Com esta vitória, o Arões soma 16 pontos e está no nono lugar, deslocando-se na próxima ronda ao reduto do CCD Santa Eulália, segundo colocado.


DECLARAÇÕES (Miguel Castro - Treinador do Arões SC)

Após a importante vitória diante do Aldão, o treinador Miguel Castro salientou o coletivo na conquista da vitória. “Desde o primeiro minuto até ao soar do apito final para o jogo, todos se entregaram de corpo e alma”, reforçando ainda que toda a equipa “fez um jogo de alto nível, em que todos deram de si em campo”. Sem tirar o mérito ao grupo, Miguel Castro relevou a prestação de Fumega, com “a assistência para o primeiro golo da partida e depois com os seus dois golos”. O técnico valoriza ainda mais a vitória “pela boa postura da equipa adversária que ia em quinto lugar”.

.

Futebol Popular - Sub 17: Pinheiro, 1 - GCD Paços, 3

Texto: João Carlos Lopes 

Com um hat-trick de Rui Oliveira 

O GCD Paços foi a Pinheiro, Felgueiras, vencer a equipa local por 3-1, em jogo a contar para a 9.ª Jornal do Campeonato de Futebol Popular no escalão de Sub-17. 

Na Primeira Parte o Pinheiro chegou logo cedo a vantagem por parte de Carlos Teixeira no primeiro remate a baliza, que por sinal foi um grande golo de fora de área. 

O Paços não conseguiu impor o seu jogo e por longos minutos o Pinheiro foi superior em atitude e garra querendo vencer e alcançar os três pontos que muita falta faz para subirem na tabela. 

O jogo continuou em ritmo lento e o Paços a não conseguir grandes oportunidades, só no último minuto da primeira parte é que o Paços cria perigo, depois de uma jogada rápida do lado direito por parte de Rui Oliveira, centra a bola para Fábio Castro e em cima da linha de golo falha colocando a bola por cima da trave.

Na segunda Parte o Paços controlou em todos os aspectos de jogo a equipa de Pinheiro e isso reflectiu-se no resultado.

A vontade de vencer foi evidente e muito diferente da primeira parte. Os jogadores depois de ouvirem as instruções ao intervalo do treinador Paulo Martins que em nada se sentia satisfeito pelo seu desempenho em campo, voltaram a jogar aquilo que tão bem sabem fazer.

Em 15 minutos a equipa e o jogador Rui Oliveira com três golos resolveu o jogo e o Paços que levou os três pontos para Fafe. 

O jogo de pé para pé e a garra colectiva deram mais valor a conquista desta vitória. Assim o Paços continua em terceiro lugar e enquanto for possível, sonhar com o título. 

Jogo realizado em Pinheiro Felgueiras pelas 10.30 horas.

7 INICIAL DO PINHEIRO: Orlando Alves (GR), José Moreira, Paulo Ferreira (CAP), Jorge Pinto, Sérgio Ferreira, Ricardo Dias, Carlos Teixeira, jogaram ainda: Luís Nogueira, Nelson Pinto (GR), Rui Teixeira, Rui Pinto e Mário Ferreira. Treinador José Neves

7 INICIAL DO PAÇOS Fábio Lopes (GR), Óscar Pereira, Hugo Carvalho (CAP), Rui Rocha, Rui Oliveira, Alexandre Oliveira, Vasco Fernandes, jogaram ainda: Hugo Dias, Raul Castro, Fábio Castro, Rui Castro, Marcelo Barbosa e Mário Pião. Treinador Paulo Martins.

Futebol Popular - Sub 17: GCD Armil, 7 - AC Pica, 2

Texto: João Carlos Lopes 

Carlos Cunha marcou uma mão cheia de golos 

O GCD Armil recebeu e bateu a ACD Pica por 7-2, em jogo a contar para a 9.ª Jornada do Campeonato de Futebol Popular de Fafe, no Escalão de SuB-17.

Foi um jogo com nove golos onde o pica começou melhor. Logo aos seis minutos inaugurou o marcador por intermédio de Diogo Fernandes.

Após dois minutos do Pica ter marcado o Armil chegou à igualdade por Carlos Cunha. O Pica reagiu ao golo do Armil e poderia ter feito o 2-1 por intérmedio de Rui Alves. 

Aos 23 minutos, Diogo Silva fez o 2-1 para o Armil resultado  registado ao intervalo.

Aos três minutos da segunda parte, o Pica igualou a partida com uma grande penalidade fazendo o 2-2 . O pica conseguiu controlar o jogo até ao minuto 18 onde apareceu de novo carlos cunha a fazer o 3-2. 

A partir dai o Pica não teve reacão com a sua defesa a facilitar muito até ao final da partida. 

Quem esteve em destaque esteve foi o número sete do Armil, Carlos Cunha ao apontar cinco golos. 

GCD ARMIL: Rui Pereira; Diogo Silva, Micael Pinto, Tiago Freitas (c), João Ribeiro, Carlos Ferreira e Carlos Cunha. Suplentes: Jorge Ferreira, Pedro Ferreira, Ruben Durães, Ricardo Henrique, Carlos Guimarães, Ruben Fernandes e Bruno Pereira. Treinador, Paulo Paris. 

ACD PICA; Cristiano Cunha, Vasco Machado, Pedro Cunha(c), Tiago Rodrigues, Diogo Oliveira, Tiago Alexandre, Bruno Marinho. Jogaram ainda: João Alves, Diogo Fernandes, Rui Alves, Fábio Pinto e José Gonçalves. Treinador: Pedro Freitas.
.

Futebol Popular: Agrupamento Stª Cristina, 3 - S. Clemente, 0

Texto: Ricardo Castro / Foto: DR

Resolvido na primeira parte 

- Golos de Eurico, Ismael e Carlos 

Se há jogos em que as equipas dão 45 minutos de avanço ao adversário, o Agrupamento de Santa Cristina deu o bom exemplo de como o contrário pode acontecer. Vitória clara por três bolas a zero diante do São Clemente, num jogo que a equipa aronense resolveu na primeira parte. 

Os comandados de Vítor Vieira entraram determinados em jogo e Eurico inaugurou o marcador. O avançado voltou aos golos, colocando o resultado em 1-0. Ismael seguiu o exemplo do colega e aumentou a vantagem para dois golos de diferença. Ainda antes do intervalo, Carlos fixou o resultado em 3-0. 

Na segunda parte, o Agrupamento controlou e limitou-se a gerir a sólida e segura vantagem da primeira parte. Três pontos importantes para a equipa aronense, que continua em terceiro lugar do campeonato, agora com 20 pontos, ao cabo de 11 jornadas. 

Na próxima jornada, a formação de Vítor Vieira volta a defrontar uma equipa fafense, deslocando-se ao reduto do Serafão.
.

domingo, 23 de fevereiro de 2014

Iniciados - Div. Honra AF Braga: Moreirense FC, 1 - Ases S. Jorge, 1

Pica marcou golo
num livre que deu um ponto 
Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR 

Livre de Pica deu mais um ponto 

O Desportivo Ases de S. Jorge foi a Moreira de Cónegos empatar a uma bola com o Moreirense FC, em jogo a contar para a 18.ª jornada do Campeonato Distrital da Divisão de Honra em Iniciados, numa partida em que os fafenses saíram com um sabor amargo na boca pois ficaram com a sensação que podiam ter alcançado a vitória. 

O jogo iniciou-se com a equipa da casa a fazer dois ataques com algum perigo e com a equipa dos Ases muito atenta com Fábio e Tiago a sacudirem a pressão e com isso a afastar o perigo da zona da sua baliza. 

Volvidos alguns minutos os Ases começaram a querer mudar o rumo dos acontecimentos no intuito de somarem pontos nesta deslocação. Após uma jogada de insistência de Zé Pedro, João Jorge conseguiu passar por um defensor do Moreirense mas acabou por a adiantar a bola em demasia perdendo-se a ocasião. Contudo, a equipa fafense continuou a insistir no ataque mas o resultado não se alterou até ao intervalo. 

Na segunda parte já era sabido que a equipa da casa ia pressionar e com com as armas que tinha conseguiu fazer o primeiro golo da partida. Um golo feito aos trambolhões pelos Cónegos. 

Os Ases não baixaram a guarda e realizaram mais um ataque em que Zé Pedro fez uma boa leitura de jogo e realizou um passe em profundidade para João Campos que utilizou a velocidade para se desmarcar e rematar mas a bola não acertou no alvo. 

De seguida, Zé arrancou um livre muito perigoso junto da linha da área. Pica foi chamado para a cobrança do mesmo  e com um remate forte fez a bola bater na trave e entrar. Um golaço para este médio que entrou no inicio da segunda parte.

Grande jogo de João Campos que tudo fez para marcar golo, correu atrás da bola e não desistiu de nenhum  lance. Também Fábio, Tiago, Zé Pedro e João Jorge estiveram em grande plano no jogo em que o livre de Pica acabou por dar um ponto e evitar a derrota. 

ASES S. JORGE: Paulo Jorge; Alentejo, Fábio, Tiago, Diogo Fonseca, Francisco, Zé Pedro, Jorge, João Jorge, Ruizinho(c) e João Campos.
.  

Iniciados - Div. Honra AF Braga: Vitória Guimarães, 0 - AD Fafe, 2

Carlos Careca
Treinador dos
Iniciados A
da AD Fafe  
Texto e foto: João Carlos Lopes 


Somam onze vitórias consecutivas


Os Iniciados da AD Fafe foram ao Complexo Desportivo da Unidade, em Guimarães, bater o Vitória SC por 2-0 e prosseguir na senda das vitórias levando já um rasto de onze jogos consecutivos sempre a ganhar. 

A equipa da AD Fafe entrou muito bem na partida, sempre a pressionar alto tendo marcado logo aos três minutos, por Rafa, fruto desse ímpeto inicial. 

Como lhe competia, o Vitória reagiu bem e criou algumas oportunidades de logo. Porém, a equipa fafense não se deixou afectar e com tranquilidade conseguiu marcar o segundo golo por intermédio de André . 

Na segunda parte o Vitória tentou de todas as maneiras chegar ao golo tendo inclusive feito alterações ao intervalo para melhorar o rendimento da equipa. 

A equipa de Carlos Careca esteve sempre muito atenta e com um espírito de grupo fantástico não se deixou influenciar pelas tentativas do adversário nem mostrou fraqueza quando as forças iam faltando, com os jogadores a darem sempre tudo em prol de alcançar mais uma vitória.

Com esta atitude, o 2-0 manteve-se até ao final do encontro e o Fafe conquistou assim os três pontos e soma agora 11 vitórias consecutivas, iniciadas em 11 de Novembro de 2013. Ocupa agora o quarto lugar a seis pontos do líder, Arsenal da Devesa, menos quatro que o segundo Amigos de Urgeses e menos um que o terceiro, Ribeirão. 

Esta equipa é treinada Carlos Careca que tem como treinador-adjunto, Paulo Freitas e como responsável pelo escalão o senhor Teixeira.

No próximo jogo a equipa fafense vai receber os também vimaranenses dos Amigos de Urgeses. 

A AD FAFE : Eduardo; Luís, Renato, Leandro, Bruno (Tiago), André, Teixeira (Gandarela), Gonçalo, Rodrigo (João Martins), Rui Pedro (Gonçalo Nogueira) e Rafa. Treinador Carlos Careca. 
.

Andebol Clube de Fafe: Resultados do fim-de-semana

.
.