.

.
.

sábado, 28 de fevereiro de 2015

Benjamins AF Braga: Nun'Álvares, 3 - Piratas de Creixomil, 2


Texto e foto: BML 

Condestáveis ultrapassam Piratas 

A equipa de Benjamins do Nun'Álvares deu continuidade ao bom momento que atravessa, a bater em casa a equipa dos Piratas de Creixomil, por três bolas a duas. Com esta vitória os condestáveis subiram ao terceiro lugar, trocando de posição com o adversário desta partida.

O jogo começou com a equipa fafense a pressionar bastante os vimaranenses, logo à saída da sua área. A estratégia deu resultado, logo aos quatro minutos, numa grande jogada entre Rui Pedro, Rafa e Zé Carlos, com este último a marcar golo. Foi uma grande primeira parte, bem disputada pelas duas equipas, com oportunidades de golos para os dois lados, mas foi com o resultado em um a zero, favorável aos de casa, que chegou o intervalo.

As duas equipas entraram na segunda parte com vontade de marcar, mas desta feita foi a equipa visitante a marcar primeiro, num pontapé de canto. Os condestáveis reagiram muito bem e passados três minutos chegaram de novo à vantagem, com um golo de Rúben. 

Após ter recuperado a bola a meio campo, Rúben partiu disparado, em direção à baliza adversária, só parando quando viu a bola bater no fundo da baliza. Os pupilos treinados por Luís Barros empolgaram-se com o segundo golo e partiram em busca do terceiro, que apareceu aos trinta e dois minuto, novamente por Zé Carlos. 

Depois de mais uma fantástica jogada coletiva entre Cristiano, Rui Pedro e Zé Carlos, este rematou sem hipótese para o guardião adversário. Aos quarenta minutos os Piratas voltaram a marcar e novamente de canto. Até ao apito final não houve mais golos, o que permitiu à equipa do Nun'Álvares vencer e ultrapassar a equipa vimaranense na tabela classificativa, ocupando agora o terceiro lugar.

NUN'ÁLVARES: Francisco, Rui Pedro, Zé Carlos, Rúben (C) e Rafa. Jogaram ainda Cristiano, João Espincho, Gonçalo e Teresa. Treinadores, Luís Barros, Nuno Barbosa e Ricardo Novais. Delegado, Mário Magalhães.

Juniores – 1ª Div. AF Braga: Os Sandinenses, 0 – Arões SC, 1

Texto e foto (arquivo): Ricardo Castro

Deus no(s) livre de Pedro Morais 

Um livre direto marcado de forma notável por Pedro Morais, à entrada para o último quarto de hora, garantiu mais três pontos aos juniores do Arões no campeonato. Os comandados de Miguel Castro venceram fora a equipa d’Os Sandinenses, no jogo grande da 19.ª jornada.

Depois da vitória no dérbi diante do Pica, os aronenses ultrapassam com distinção mais um jogo contra outra equipa do quinteto de cima da tabela classificativa. 

Em 18 jogos no campeonato, o Arões soma 17 vitórias e alcançou o nono jogo sem sofrer qualquer golo. Os aronenses aumentaram para 19 pontos a vantagem sobre a equipa vimaranense e têm – ainda que com um jogo a mais – 17 pontos à maior sobre o Polvoreira, 2.º classificado.

Na próxima jornada, a formação fafense volta a jogar fora, diante do Prazins e Corvite.

Juvenis - Div. Honra AF Braga: Merelinense FC, 0 - AD Fafe, 0

Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR 


Mesmo amputada equipa reagiu muito bem  

Os juvenis da AD Fafe deslocaram-se ao terreno do Merelinense amputados de alguns jogadores que foram expulsos, alguns de forma muito injusta, nos dois últimos jogos e mesmo feridos no orgulho conseguiram impor um empate sem golos ao segundo classificado da Divisão de Honra. 

Foi mais um grande jogo da equipa fafense que conseguiu criar inúmeras situações para marcar tendo inclusive enviado algumas bolas aos postes da equipa da casa. 

Quando não eram os postes ou a pernas dos adversários era o guarda-redes da casa, em tarde inspirada o que o fez revelar como o melhor em campo.

Foi uma boa resposta por parte dos fafenses que têm vivido dias complicados devido a más interpretações da arbitragem, situação que podem ser confirmada por algumas pessoas alheias ao clube e mesmo sem ser familiares de atletas e por isso ficaram igualmente revoltadas pois a dualidade de critérios dos árbitros que apitaram os juvenis fafenses nos últimos dois jogos, para a Taça e Campeonato, foi demasiado óbvia para deixar alguém indiferente, com nefasto prejuízo para os fafenses. 

AD FAFE: Marcos; Rafa, Pinta, Luís, Zé Luís, Coelho, Henrique, Lopes, Moura, Chico e Sousa. Jogaram ainda: Rui e Pedro. Treinador, José Manuel Teixeira.

Taça AF Braga: GD Silvares, 2 - GFC Pousa, 1

Texto e foto: João Carlos Lopes 

Nuno Preto foi gigante num Silvares enorme

O GD Silvares garantiu um lugar nos quartos de final da Taça AF de Braga ao ultrapassar mais uma eliminatória com grande mérito, deixando pelo caminho os barcelenses do Grupo Futebol Clube de Pousa da Divisão de Honra, a quem venceram por 2-1, sendo esta, depois do Arco de Baúlhe a segunda equipa que eliminam deste escalão. Agora a equipa de Silvares S. Martinho irá encontrar pelo caminho o vencedor do jogo entre o FC Amares e o Arões SC. 

O Silvares entrou praticamente a vencer no jogo pois aos dois minutos chegou à vantagem com um grande passe de Gualter para  Stuca fazer um chapéu ao guarda-redes. 

A equipa de PH conseguiu conservar a vantagem e foi com ela para o descanso voltando com alguma tranquilidade na segunda parte mas ciente que o jogo ainda tinha muito para dar. 

Na segunda parte o marcador só voltou a funcionar aos 85 minutos e novamente para o Silvares que chegou ao 2-0 com uma grande assistência de César para Jorginho que, no miolo da área atirou para o golo.

A equipa de Barcelos ainda conseguiu reduzir para 2-1 no primeiro minuto de compensação mas o Silvares conseguiria guardar a preciosa vantagem e levar a melhor na eliminatória.  

De salientar neste grande jogo a entrega total dos jogadores do Silvares com destaque especial para uma excelente exibicao de Nuno Preto, que entre várias fez duas defesas de alto nível dignas de qualquer partida de futebol mundial, tendo negado o golo ao adversário nessas defesas aos 32 e  67 minutos, quando o resultado estava ainda em 1-0 para o Silvares. 

Taça AF Braga: OFC Antime, 1 – SC Maria da Fonte, 0

Texto e fotos: João Carlos Lopes 

Golo de Ismael tombou mais um gigante 

Depois de ter eliminado o Águias da Graça o OFC Antime voltou a ser tomba gigantes ao eliminar o Maria da Fonte também da Divisão Pró-Nacional, por uma bola a zero com um golo de Ismael apontado aos 21’, num partida muito bem traçada pelos fafenses, que com as armas que tinham anularam o favoritismo inicial do visitante. É verdade que o marifontistas enviaram duas bolas aos ferros mas também não o deixa de ser que os Operários tiveram oportunidade de matar o jogo e não o fizeram. Dos quatro fafenses do Maria da Fonte Pedro Castro foi titular, Gil e João Miguel entraram no decorrer da segunda parte enquanto Ruben ficou no banco. 

O Maria da Fonte começou a ganhar um canto aos 3’ após cruzamento de Pedro Castro e no minuto seguinte o guarda-redes Rui teve a ousadia de fintar o avançado dos visitantes na sua área, tendo-se saído muito bem. 

Ismael teve uma excelente iniciativa aos 8’ quando quase desde a zona do pontapé de canto fez um raide em que ultrapassou três adversários e acabou a rematar para grande defesa de Micael. 

Aos 17’, Ismael marcou um canto na direita em que Gustavo, na área atirou de cabeça, por cima. 

O Maria da Fonte não estava a mostrar argumentos de acordo com o escalão que milita e só aos 18 Abreu rematou mas ao lado mas aos 19’ esteve perto de marcar depois de canto de Pedro Castro e de Abreu ter rematado de primeira ao poste da baliza de Rui. 

O golo acabou por surgir para o lado do Antime dois minutos depois com um passe longo na diagonal e rasteiro de Raul a chegar ao destinatário Ismael que, na área, surpreendeu Micael ao rematar cruzado de pé esquerdo. 

O Antime podia ter marcado novamente aos 23’. Contra-ataque com Ismael a sair do seu meio campo a tabelar com os companheiros, a entregar depois a Miguel que tentou o cruzamento mas o lance perdeu-se. 

O Maria da Fonte pode-se queixar da sorte quando aos 26’ Pedro Castro mandou uma bomba de pé esquerdo e a bola voltou a bater no poste direito da baliza de Rui. 

O Antime teve uma ocasião soberana aos 27’ quando Miguel, de cabeça, isolou Gustavo e esteve tentou contornar Micael, perdendo ângulo de remate. 

Até ao intervalo o jogo esteve entretido e só aos 43’ se voltou a ver acção junto da baliza com Pedro Castro a tirar um cruzamento tenso que Rui interceptou para evitar a emenda. 

Na segunda parte o Antime apareceu mais recuado, dando a iniciativa do jogo ao Maria da Fonte que se instalou no meio campo dos operários. 

Com algum sofrimento os antimenses conseguiram aguentar bem o primeiro quarto de hora impedindo o Maria da Fonte de rematar com espaço, cedendo alguns pontapés de canto. 

O Antime só conseguiu sacudir a pressão aos 67’, numa boa jogada individual de Ismael que depois de partir os rins a um adversário acabou a rematar ao lado do segundo poste. 

Aos 68’, já com Gil em campo, Castro cobrou um livre de forma estudada e o colega falhou o remate à entrada da área. Aos 70’, novo livre, os mesmos protagonistas e remate de Gil ao lado. 

Aos 71’ o Antime começou a espevitar e a aparecer mais no meio campo do Maria da Fonte. Miguel acreditou no erro de Micael e quando rematou viu um defesa a ceder canto. 

O Maria da Fonte voltou a apertar um pouco com a entrada de João Miguel e aos 78 este conseguiu um canto, do qual saiu um remate de Rui ao lado. Aos 80’, foi o guardião Rui a tirar o golo do pé de João Miguel. Aos 82’, canto cobrado por Pedro Castro, a bola sobrou para Gil que rematou em arco ao segundo poste mas Rui com uma palmada sacudiu-a para canto. 

Respondeu o Antime aos 86’ com uma boa combinação entre Ismael e Miguel que culminou com grande defesa de Micael. Logo de seguida Ismael rematou novamente para nova grande defesa do guardião marifontista. 

O Maria da Fonte tentou novamente numa bola em profundidade mas a experiência valeu-lhe o desvio de cabeça quando tinha João Miguel nas costas. 

No lance seguinte Ismael ultrapassou com mestria o adversário e depois tentou a entrega a Vasco mas o lance foi interceptado. 

O árbitro deu seis minutos de compensação, no segundo dos quais Ismael em contra-ataque entregou a bola a Brasil mas este demorou na recepção e acabou por rematar ao lado. 

O Antime terminou a vencer e agora vai ter de se deslocar ao terreno do GD Serzedelo na próxima eliminatória. 


Jogo realizado no Campo de Jogos de Antime.

Árbitro, Renato Freitas, auxiliado por Tiago Machado e Domingos Faria.

OFC ANTIME: Rui; Vitinha, Oliveira, Neves, Raul, Lobo, Patocas, Gustavo (Samu, 70’), Ismael, Leo (Vasco, 76’) e Miguel (Brasil, 89’). Treinador, Carlos Salgado.

SC MARIA DA FONTE: Micael, Nuno Mendes, Rui, Abreu, Marco, Costinha (Gil, 63’), Pedro Castro, Paulinho, Ricardo, Henrique (Simão, 46’) e Pesca (João Miguel, 74’). Treinador, José Barroso. 

DISCIPLINA – Amarelos: Gustavo, 48’, Costinha, 56’; Patocas, 57’; Ismael, 64’; Ricardo, 67’; Lobo, 81’; Rui, 83’ e Brasil, 90’+3’. 

GOLOS: Ismael, 21’. 

Futsal – AF Braga: Nun’Álvares, 3 – Vieira Futsal, 2

Texto e fotos: Ricardo Castro 

Regresso sofrido às vitórias

- Golos de Mateus, Diogo Rafael e Tiago Nogueira

O Nun’Álvares alcançou, este sábado, uma vitória sofrida diante do Vieira Futsal. A equipa fafense venceu o penúltimo classificado por 3-2, num jogo que só teve golos na segunda parte.

Depois da derrota em Lordelo, só os três pontos interessavam. Nelo Barros ocupou o lugar principal no banco de suplentes, por castigo de Hugo Oliveira. 

O nulo no final da primeira parte espelhou um Nun’Álvares superior, a esbarrar numa defensiva visitante eficaz. Mateus e Tiago Nogueira tiveram nos pés as melhores oportunidades dos 20 minutos iniciais. Zé Fernando também esteve perto do golo, atirando pouco ao lado após jogada de Shake e Tiago.

Do outro lado, Paulo Gomes teve nos pés o golo do Vieira, mas falhou o remate na cara de Luís. Com cinco faltas para cada lado, o último minuto e meio foi de maior contenção. Nesse período, João Nuno ainda ganhou a sexta falta, mas na marcação de um livre direto, Shake permitiu a defesa de Beto.

O Nun’Álvares inaugurou o marcador aos 22 minutos. Assistência de Tiago Nogueira e Mateus a rematar de pé esquerdo para o 1-0. Na baliza, Beto podia ter feito mais. 

Vitinha entrou para o lugar de Luís e sofreu o empate aos 25 minutos. André colocou a bola rasteira e fora do alcance do guardião fafense, igualando a partida a uma bola. Na resposta, o Nun’Álvares recolocou-se na frente. De costas para a baliza, Tiago driblou dois adversários e picou a bola por cima de Beto. A jogada individual merecia golo, mas a bola foi à trave e bateu no solo. Sem oposição, foi Diogo Rafael a fuzilar as redes, confirmando nova vantagem.

Pouco depois, Paulinho viu o segundo amarelo e foi expulso. O Nun’Álvares não aproveitou a superioridade numérica nos seguintes e foi muito perdulário na última dezena de minutos, com Mateus e Tiago Nogueira a disporem do maior número de ocasiões. 

Com dois minutos para o fim, Filipe Rodrigues colocou guarda-redes avançado e a alteração tática quase dava o empate logo a seguir, não fosse Vitinha fazer uma grande defesa com o pé, a remate de Paulo Gomes. Na resposta, a dupla de arbitragem entendeu que Zé Pedro travou o contra-ataque adversário no meio campo e mostrou-lhe o segundo amarelo e consequente vermelho. 

O Nun’Álvares soube aproveitar a nova superioridade em campo e chegou ao 3-1 a 54 segundos do fim. Mateus assistiu Tiago Nogueira, que com um toque de classe picou a bola pelo lado esquerdo de Beto. Já depois de participar nos dois golos anteriores, Tiago festejou de forma emocionada o golo que carimbou a 11.ª vitória condestável no campeonato.

A 27 segundos do fim, Beto reduziu para 3-2. Contudo, o golo do guardião vieirense não serviu para levar pontos na visita ao Pavilhão do atual quarto classificado.

O Nun’Álvares soma agora 32 pontos e tem dois jogos exigentes para assegurar o último lugar de acesso à fase de subida. O primeiro é já no próximo fim-de-semana, no dérbi fafense diante da Associação de Futsal de Fafe/Sol Poente.

Jogo realizado no Pavilhão do Grupo Nun’Álvares, em Fafe.

Árbitros: Hélder Carvalho e Hélio Pereira. Cronometrista: Vítor Ferreira.

Nun’Álvares: Luís, Ribeiro, Mateus, Diogo Rafael, João Nuno. Suplentes: Vitinha, Tiago Nogueira (cap.), Zé Fernando, Pega, Simões, Hugo Lemos, Shake. Treinador: Nelo Barros.

Vieira Futsal: Beto, Paulinho, André, Spok (cap.), Bóia. Suplentes: Zé Pedro, Neko, Espanhol, Pepe e Paulo Gomes. Treinador: Filipe Rodrigues.

Golos: Mateus, 22’, André, 25’, Diogo Rafael, 27’, Tiago Nogueira, 40’, Beto, 40’.

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

AF Braga - Disciplina: Apenas um fafense foi multado

Texto: JCL/Fonte: CM

Apenas Joaquim Freitas do OFC Antime foi multado

Na reunião do Conselho de Disciplina da Associação de Futebol de Braga não resultou qualquer castigo para jogadores das equipas de Fafe e apenas o massagista, Joaquim Fernandes do OFC Antime, foi multado.

O mapa de castigos contém as seguintes sanções:

PRÓ-NACIONAL

2 jogos: Armando Machado (Taipas) e Abílio Ferreira (Terras de Bouro);

1 jogo: João Paulo Silva (Taipas), Pedro Reis (Celeirós), Júlio Dias (Celeirós) e Rui Fernandes (Terras de Bouro);

DIVISÃO DE HONRA

3 jogos: Delfim Ribeiro (Caldelas) e Tiago Rodrigues (Amigos de Urgeses);

2 jogos: Tiago Gomes (Viatodos), Fernando Sampaio (S. Cosme) e Bruno Abreu (Amigos de Urgeses);

1 jogo: Eduardo Moreira (Tadim), João Veiga (São Veríssimo), João Costa (Carreira) e Bruno Ferreira (Pevidém);

20 dias de suspensão e 100 euros de multa: Francisco Dias (dirigente Caldelas); 15 dias de suspensão e 15 euros de multa: Abel Braga (dirigente Dumiense); 10 dias de suspensão e 50 euros de multa: Joaquim Freitas (Antime); 25 euros de multa: Forjães, Pousa e Soarense.

I DIVISÃO

3 jogos: André Fernandes (Lanhas);

2 jogos: Carlos Machado (Panoiense), Adriano Fortes (Ucha), Ricardo Marques (Guisande), Francisco Fernandes (Este), Sérgio Fernandes (Airão);

1 jogo: Ivo Pinto (Sequeirense), Fábio Mendes (Mouquim), André Pereira (Mosteiro), Rui Pereira (Cavez);

Derrota e multa de 150 e 75 euros: Palmeiras; 30 dias de suspensão e 150 euros de multa: Sequeirense; 20 dias de suspensão e 100 euros de multa: Hugo Ramos (dirigente Guisande); 15 dias de suspensão e 75 euros de multa: Joaquim Simões (dirigente Guisande); 15 dias de suspensão e 15 euros de multa: Vasco Silva (B. Misericórdia), Feliciano Gama (Lanhas), Domingos Fernandes (Arsenal) e Franklim Moura
(Fermilense).

AD Fafe - Juniores Zé Pedro e Lousada pedem o apoio do público

Texto e foto: João Carlos Lopes 


“Prometemos dar tudo em campo e contamos com o vosso apoio”


Os juniores Zé Pedro e Lousada fazem um apelo ao público para que apoiem a equipa de Juniores da AD Fafe na fase de manutenção do Nacional da 2.ª Divisão, em que cada jogo é como se fosse uma final e com o apoio do público fafense as dificuldades podem ser menores. 

Os jogadores relembram que “somos a única equipa da formação a jogar em campeonatos nacionais e considero que todos os pais e todas as pessoas conhecidas quer estejam ligadas ou não à AD Fafe devem apoiar a nossa equipa que é aquela que faz a transição para os seniores”.

Justificam o seu pedido de apoio ao lembrar que “há uma enorme diferença de competitividade entre um campeonato nacional e um distrital e é imperioso manter os juniores neste escalão. Sabemos da importância dos jogos em casa que podem fazer toda a diferença, especialmente na fase de manutenção em que há muita pressão a todos os níveis pelo que o apoio do nosso público é fundamental para que possamos atingir os objectivos da manutenção.” 

Afirmam também que “a equipa está mais unida que nunca, com uma enorme vontade de dignificar o clube que representam e pedimos o apoio de todos pois prometemos dar o nosso melhor. Trabalhamos muito nesse sentido e vamos continuar a fazê-lo para mantermos os níveis de confiança elevados.” 

O seu pedido de apoio é dirigido “a todos os fafenses de todas as idades, homens e mulheres que nos venham apoiar porque nós podemos ser o futuro da equipa sénior e funcionamos como uma referência na formação por sermos o escalão terminal e aquele que está num campeonato nacional.” 

Os dois jogadores recordam, “temos muitos jogadores de primeiro ano que se estão a adaptar porque a diferença entre este nível e os distritais é enorme, desde a intensidade, a pressão dos jogos e a qualidade dos adversários. Por isso é que gostamos de sentir o público do nosso lado porque emocionalmente nos dá mais energia, confiança e vontade de lutar. Há muitos anos que os juniores não jogam nos distritais e é muito importante manter esta equipa nos nacionais”, referem. 

Zé Pedro e Lousada estão convictos do valor do plantel quando dizem “temos muita qualidade e uma excelente equipa para nos podermos manter neste nível. Apesar de termos sido afectados por muitas lesões nunca viramos a cara à luta pois temos um grupo muito forte que promete dar tudo dentro de campo para manter a AD Fafe neste escalão em que tudo o que fazemos torna qualquer jogador melhor porque todos os níveis de exigência, incluindo os físicos e psicológicos, são muito mais elevados”, afirmam. 

“Venham apoiar-nos porque nesta fase cada jogo conta e é como se fosse uma final para nós que prometemos dar o máximo dentro de campo. Sentimo-nos cada vez mais fortes e unidos e estamos prontos para todas as batalhas mas contamos com o apoio do nosso público para vencer esta guerra que é a manutenção. O apoio do 12.º jogar é muito importante", remataram.

Futsal Veteranos - Liga Los+Fashion: Resultados



FASE FINAL - 2.ª JORNADA


I DIVISÃO


Travassós Futsal, 3 AD Fafe, 3


GD Golães, 5 - AD Revelhe, 2 


Amigos Quinchães, 4 - GD Silvares, 4



II DIVISÃO


FC Marinhão, 2 - CD Vinhós, 4 

Rumo ao Futuro, 4 - OFC Antime, 0

Agenda Desportiva de fim-de-semana

FUTEBOL NACIONAL 
Campeonato Nacional de Seniores- Fase Subida - Zona Norte
SALGUEIROS 08 - AD FAFE
Dia/Hora: Domingo, 01 Março – 15H00
Local: Campo de Jogos do Padroense, Padrão da Légua, Matosinhos. 

Campeonato Nacional 2.ª Div. de Juniores - Fase Manutenção
AD FAFE - CD TROFENSE
Dia/Hora: Sábado, 28 Fevereiro – 15H00
Local: Campo n.º 2 do Parque Municipal de Desportos, Fafe

FUTSAL DISTRITAL
Campeonato Distrital AF Braga - Seniores Masculinos - Série B
GCR NUN'ÁLVARES - VIEIRA FUTSAL 
Dia/Hora: Sábado, 28 Fevereiro – 14H30

Local: Pavilhão do Grupo Nun'Álvares, Fafe.

FC AMARES - ASS. FUTSAL FAFE/SOL POENTE
Dia/Hora: Sábado, 28 Fevereiro – 17H30
Local: Pavilhão DA Escola EB 2,3 de Amares. 

FUTSAL DISTRITAL
TAÇA AF Braga - Seniores Femininos
M.A.R.C.A. - GCR NUN'ÁLVARES
Dia/Hora: Sábado, 28 Fevereiro – 17H00
Local: Pavilhão EB 1, Vila Cova, Barcelos. 

FUTEBOL DISTRITAL
Taça AF Braga

OFC ANTIME - SC MARIA DA FONTE 
Dia/Hora: Sábado, 28 Fevereiro – 15H00
Local: Campo de Jogos de Antime, Fafe  

FC AMARES - ARÕES SC
Dia/Hora: Domingo, 1 Março – 15H00
Local: Campo de Jogos de Amares   


GD SILVARES - GFC DA POUSA
Dia/Hora: Sábado, 28 Fevereiro – 15H00
Local: Campo Professor Manuel José Dias, Silvares, Fafe

JUNIORES - AF BRAGA
1.ª Divisão AF Braga - Série D 
UD AIRÃO - GDCR FAREJA
Dia/Hora: Sábado, 28 Fevereiro, 15 horas
Local: Campo Paroquial de Airãos Stª Maria, Guimarães


OS SANDINENSES - ARÕES SC
Dia/Hora: Sábado, 28 Fevereiro, 15 horas
Local: Campo n.º 2 D. Maria Teresa S. Martinho Sande, Guimarães.

ACD PICA - FC PRAZIMS E CORVITE
Dia/Hora: Domingo, 01 Março, 10 horas
Local: Campo de Jogos da Pica, Fafe

JUVENIS AF BRAGA 
Divisão Honra
AD FAFE - FC MARINHAS
Dia/Hora: Quarta-feira, 4 Março – 20H15
Local: Campo n.º 2 do PMD Fafe 

1.ª Divisão - Série B
AD FAFE - FC FAMALICÃO
Dia/Hora: Sábado, 28 Fevereiro – 17H30
Local: Campo n.º 2 do PMD, Fafe 

2.ª Divisão - Série C
UD CALENDÁRIO - GD GOLÃES
Dia/Hora: Sábado, 28 Fevereiro  – 17H30
Local: Campo n.º 2 do Complexo Desportivo FC Famalicão 

2.ª Divisão - Série D
ARÕES SC - ASES S. JORGE
Dia/Hora: Sábado, 1 Março  – 10H00
Local: Campo do CFJ Arões, Fafe

GD VASCO DA GAMA - UD AIRÃO
Dia/Hora: Domingo, 28 Fevereiro – 15H00
Local: Campo José Manuel Oliveira Rodrigues, Medelo, Fafe. 

INICIADOS - AF BRAGA
Divisão de Honra AF Braga
AD FAFE - MOREIRENSE FC
Dia/Hora: Sábado, 28 Fevereiro – 10H00
Local: Campo n.º 2 do PMD, Fafe.

1.ª Divisão AF Braga - Série B
ASES S. JORGE - RUIVANENSE AC
Dia/Hora: Sábado, 28 Fevereiro  – 15H00
Local: Campo de Jogos de S. Jorge, Fafe

2.ª Divisão AF Braga - Série D
GRC ALDÃO - GDCR GOLÃES
Dia/Hora: Domingo, 1 Março – 10H00
Local: Campo de jogos de Atães, Guimarães

CASA BENFICA VNF - OFC ANTIME
Dia/Hora: Sábado, 28 Fevereiro – 15H00
Local: Campo Coronel Cunha Reis, Alvite, Cabeceira Basto

PEVIDÉM SC - AD FAFE
Dia/Hora: Domingo, 01 Março – 15H00
Local: Campo de jogos da Coelima, Pevidém, Guimarães.




FUTEBOL VETERANOS
Taça Liga interplanetária da Amizade
RESENDE - UD FAFE A60
Dia/Hora: Sábado, 28 Fevereiro – 17H30
Local: Campo de jogos de Resende

LIGA DE FUTSAL JUVENIL - SOG
Jogos de vários escalões 

Confira todos os jogos AQUI

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL POPULAR DE FAFE 
Futebol Sénior e Juvenil - Futsal Masculino e Futsal Feminino
Confira todos os jogos AQUI

Consulte os cartazes destes e doutros jogos AQUI
.

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Futsal Veteranos: Liga Los+Fashion regressa hoje (5.ª feira)


Cicloturismo: Ases de S. Jorge organiza o Passeio da Liberadade

PASSEIO DA LIBERDADE 

Regulamento do Passeio Bicicleta

1 – Organização
O 1 Passeio de Bicicleta organização do Desportivo Ases S. Jorge

2 – Data, hora e local da realização
Realiza-se no concelho de Fafe – 25/04/2014 - com início às 9H30

3 – Percurso
Percurso curto 7 Km
Percurso longo 20 Km

4 - Inscrições e informações
As inscrições devem ser enviadas para:
Salão Luís – Devesinha - Em frente ao Centro de Saúde de Fafe
Café Merinda – Rua dos Aliados - Em frente a Galp
E-mail – asesjorge@gmail.com

As inscrições só serão consideradas válidas mediante o respetivo pagamento 2.50 euros
Inscrições até ao dia da prova

5- Participação
O passeio é destinada a todos aqueles que queiram participar numa manha diferente.
A Caminhada é aberta a ambos os sexos.

6 – Prémios
Sorteio de vários prémios
A cada participante será entregue o respetivo talão que lhe possibilitara da participação nos sorteios a realizar no fim do respetivo passeio

7 - Acompanhamento
Não será possível a participação de nenhuma viatura a não ser as da organização.

8 – Casos omissos
Os casos omissos no presente regulamento, serão resolvidos pela organização

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Juniores – 1.ª Div. AF Braga: Arões SC, 2 – ACD Pica, 1

Texto e foto (arquivo): Ricardo Castro

Pedro Morais garantiu vitória de penalti

O Arões venceu o dérbi fafense em juniores diante do Pica, por duas bolas a uma, repetindo o resultado da primeira volta diante do conjunto de Pedro Freitas. Uma grande penalidade de Pedro Morais deu a vitória à equipa de Miguel Castro, já depois de Rui Marinho ter adiantado os aronenses no marcador e do Pica ter empatado o jogo, com um golão de Duarte.

Na primeira parte, os lances de bola parada foram uma constante no ataque à baliza adversária. Mineu e Rui Pedro tiveram algum trabalho e conseguiram manter intactas as redes nos primeiros 45 minutos. 

A melhor oportunidade do Pica surgiu aos 32 minutos, quando Gabi surgiu na área aronense após livre de Teixeira, cabeceando ao lado. Na resposta, o Arões esteve perto do empate antes do intervalo, um remate de Morais ao poste.

Logo a abrir a segunda parte, o Arões teve uma boa oportunidade de golo, num livre bem defendido por Mineu. Aos 55 minutos, o Pica voltou a aparecer na área contrária, com Chico a colocar na área e Xavi a desviar para defesa fácil de Rui Pedro.

À hora de jogo, Rui Marinho apanhou Mineu adiantado e rematou de fora da área, fazendo a bola passar por cima do guarda-redes, para o primeiro golo do jogo. Pouco depois, aos 64 minutos, o Pica deu a melhor resposta ao golo sofrido. Duarte apareceu pelo lado direito e colocou a bola no ângulo superior esquerdo da baliza, restabelecendo a igualdade.

O golo da vitória aronense surgiu aos 81 minutos. O árbitro entendeu que houve falta dentro da área do Pica e apontou para a marca de grande penalidade. Na marcação do castigo máximo, Pedro Morais fez o 2-1 e garantiu mais três pontos ao Arões.

O Arões continua na liderança, com 48 pontos. Na próxima jornada, os aronenses têm uma difícil deslocação ao 3.º classificado, o Sandinenses. Já o Pica segue no 4.º posto com 30 pontos e recebe o Prazins e Corvite no próximo fim-de-semana.

Natação – Seleção do Norte contou com três nadadores da AD Fafe

Redacção/AD Fafe 

Fafenses competiram entre os melhores do país

- Treinador Rui Ribeiro também foi "convocado"

No dia 21 de Fevereiro a Associação Desportiva de Fafe (ADF) esteve representada mais uma vez entre os melhores do país. Depois da convocatória, anunciada em Janeiro, quatro elementos da equipa Infantil da ADF integraram a comitiva da Associação de Natação do Norte de Portugal (ANNP) para competir na XXIII Taça Vale do Tejo, em Abrantes. 

Os três campeões fafenses João Freitas, Mariana Sampaio e Romeu Fernandes foram acompanhados pelo treinador Rui Ribeiro, que foi agora convocado como técnico, depois de já ter representado a ANNP nesta mesma competição como nadador, em 1995. Numa competição entre 11 seleções regionais, a ANNP conseguiu atingir o 2.º lugar, depois de uma interessante disputa pela primeira posição com a Associação de Natação de Lisboa.

Os nadadores fafenses fizeram questão de mostrar porque merecem estar entre os melhores nadadores do país. Romeu Fernandes venceu os 100m Livres e a estafeta de 4x100m Livres e ficou em 4.º lugar nos 50m Livres. João Freitas conquistou o 4.º lugar nos 100m Costas, venceu os 4x100m Livres e ficou em segundo nos 4x100m Estilos. Mariana Sampaio, a única Infantil B convocada pela ANNP e uma das nadadoras mais novas presentes na competição, atingiu o 6.º lugar nos 100m Livres e conseguiu dois segundos lugares nas estafetas de 4x100m Livres e 4x100m Estilos.

As próximas participações dos “tubarões” fafenses em competições serão nos dias 7 e 8 de Março (Regionais de Infantis) em Felgueiras e 14 e 15 de Março (Regionais de Juvenis, Juniores e Seniores) na Póvoa de Varzim.
.

BTT: Armil (Fafe) no arranque do Campeonato do Minho de BTT DHI - CISION

Texto: ACM 

Um regresso aplaudido à pista de Armil 

Armil regressa às competições de Down Hill no próximo dia 8 de março com a realização do 14.º BTT DHI Freguesia de Armil / Fafe / Bike Smile promovido em conjunto pela Associação de Ciclismo do Minho e Grupo Cultural e Desportivo Restauradores da Granja.

A primeira prova do Campeonato do Minho de BTT DHI - CISION, além das categorias de competição, será aberta à participação de todos os interessados que poderão participar integrados na categoria de promoção.

Promovido com os apoios da Câmara Municipal de Fafe e da Freguesia de Armil, entre outros, o 14.º BTT DHI Freguesia de Armil / Fafe / Bike Smile será disputado no Monte de São Salvador na mítica pista de Down Hill que já acolheu diversas competições do Minho, nacionais e internacionais.

A prova incluirá um período para treinos entre as 10h00 e as 12h00, realizando-se uma manga de qualificação às 13h00 e a manga final (sistema de manga única) às 15h00. A cerimónia de entrega de prémios está marcada para as 17h30.

A participação no 14º BTT DHI Freguesia de Armil / Fafe / Bike Smile é gratuita para atletas federados sendo também aberta à participação na vertente de promoção. O secretariado para confirmação de inscrições abrirá às 10 horas e as pré-inscrições devem ser efetuadas através do email geral@acm.pt.

O 14º BTT DHI Freguesia de Armil / Fafe / Bike Smile tem o apoio da Câmara Municipal de Fafe, Freguesia de Armil, Federação Portuguesa de Ciclismo, Cision, Bike Smile, Centro Óptico de Fafe, Fafefuel, Arrecadações da Quintã, Herdmar, Raiz Carisma, POPP Design, Bike Magazine (revista oficial), acmTV (www.acmtv.pt), Polícia Municipal de Fafe e Bombeiros Voluntários de Fafe.

A última vez que Armil acolheu uma competição oficial de Down Hill foi em 2012 altura em que o espanhol António Ferreiro (Lanzala Bike C.) venceu de forma incontestável o 13º BTT DHI Cidade de Fafe, segunda prova do Campeonato do Minho de BTT Down Hill - Cision.

Com bastante público a assistir, a emoção e o espetáculo foram tónicas dominantes da prova disputada por 158 atletas na renovada e muito elogiada pista de Armil. António Ferreiro (Lanzala Bike) dominou em absoluto, superiorizando-se ao vencedor da Taça de Portugal de 2011, Cláudio Loureiro, e ao Campeão do Minho, Joel Ferreira. Ferreiro registou o melhor tempo na descida de qualificação (02:23.322) e não deixou margens para dúvidas na manga decisiva, terminando a prova com o tempo de 02:15.607. Numa tarde com o tempo ameaçador, em que acabou por não chover, Cláudio Loureiro (Team Transition / SRAM) foi segundo na categoria de elites com o tempo de 02:27.519, enquanto Joel Ferreira (Restauradores da Granja - Centro Óptico de Fafe) ficou na terceira posição com um registo próximo de Loureiro (02:28.324).

Os restantes vencedores foram Rafael Sousa (BTT Alfenense / LongusBike) em cadetes, José Vasconcelos (AD Jorge Antunes) em juniores, Filipa Peres (BTT Alfenense / LongusBike) em femininos, Ricardo Soares (AD Jorge Antunes) em veteranos A, Joaquim Dias (MC Felgueiras/ Lusquinhos Team) em veteranos B+C e José M. Machado na vertente de promoção.

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Futebol Popular - Sub 17: GD Paços, 2 - Amigos de Quinchães, 1

Texto: João Carlos Lopes /Foto: /Arquivo) DR 

Intenso em todos os aspectos

No último Domingo defrontaram-se as duas melhores equipas do campeonato Paços e Quinchães, 1.º e 2.º classificados, respectivamente, em SUB 17. Foi um jogo vivido com as emoções à flor da pele.

A primeira parte foi muita táctica com as duas equipas a respeitaram-se e sem darem grandes espaços, para que os jogadores mais influentes de cada equipa não tivessem bola.

Um jogo “durinho” de parte a parte e onde nem sempre as decisões da equipa de arbitragem foram consensuais.

Na segunda parte vieram os golos. O Quinchães surgiu mais pressionante e logo aos 8 minutos Diogo fez o um a zero para os visitantes. Golo que foi bastante festejado por toda a equipa e sua claque que não deixou de aparecer para mais um jogo e ajudar os seus jogadores a tentar levar de vencida a equipa do Paços que até aí não tinha qualquer derrota.

A força e o espírito de união da equipa do Paços, ainda não tinha acabado porque aos 10 minutos o regressado Hugo (capitão) depois de uma prolongada ausência devido a lesão, fez um golo digno de ponta de lança (sendo ele central) ao passar por três jogadores e batendo o guarda-redes do Quinchães que fez uma grande partida,  restabelecendo a igualdade a um golo.

O resultado servia mais ao Paços que ao Quinchães mas mesmo assim o Paços foi à procura da vitória que chegou a cinco minutos do fim por Rui Oliveira num contra-ataque bem finalizado e a bola a acabar no fundo da baliza.

De destacar a atitude das duas equipas que nunca se deram por vencidas.

Foi um passo muito importante por parte da equipa do Paços para conseguir um dos seus grandes objetivos que é ser campeão esta época mas nada está ganho ainda.

Arões SC: Resultados e marcadores de todos os escalões


Andebol Clube de Fafe: Resultados de todos os escalões


OFC Antime: Resultados de todos os escalões


segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Andebol – 2.ª Div. Nac.: FC Gaia, 24 – AC Fafe, 26

Texto: Ricardo Castro / Foto: JCL 

Vitória crucial em pavilhão difícil

O Andebol Clube de Fafe conquistou uma importante vitória no Pavilhão do FC Gaia, onde venceu a equipa local, por 24-26. Uma vitória muito importante para a formação fafense, perante um adversário do meio da tabela, mas que em oito jogos caseiros apenas tinha cedido duas derrotas. 

Depois do triunfo da primeira volta em Fafe (37-34), a equipa minhota sabia das dificuldades da deslocação ao reduto gaiense. José António Silva preparou bem os seus jogadores, que desde cedo ganharam vantagem no marcador.

Com alguns períodos menos bons dos visitantes, o Gaia aproveitou várias vezes para diminuir a diferença, mas nunca conseguiu anular a vantagem adversária. O Fafe dominou a primeira meia hora, mas só chegou ao intervalo com um golo à maior (12-13), depois de ter estado a vencer com os parciais de 6-8, 7-10 e 8-12.

Na segunda parte, houve grande equilíbrio nos primeiros dez minutos. O Fafe chegou aos 16-17 e, pouco depois, conseguiu alargar a vantagem para a mão cheia, com um parcial de quatro tentos sem resposta (16-21).

No entanto, e à semelhança dos instantes finais da primeira parte, o FC Gaia recuperou e chegou aos 21-23, relançando a discussão do resultado para os minutos finais. Aí, o Fafe soube gerir a diferença de dois golos e arrecadou a 16.ª vitória em 20 jogos no campeonato.

Tiago Silva foi o mais concretizador do Fafe com seis golos. O jovem gaiense de 18 anos, Luís Carvalho, foi o melhor marcador do jogo, com 11 remates certeiros.
.

Infantis Fut. 11 AF Braga: Os Sandinenses, 1 - AD Fafe, 3

Texto e foto (arquivo): João Carlos Lopes 

Nuno foi guarda-redes improvisado 


Os infantis A da AD Fafe deslocaram-se ao terreno da equipa os Sandinenses para disputar a 14.ª jornada do campeonato, que terminou com o resultado de 1-3 a favor dos fafenses. 

O jogo iniciou-se praticamente com o golo da equipa da casa, ainda não estava decorrido o primeiro minuto. Um jogador fafense efectuou mal um passe, o meio campo fafense acabou por ser lento a reagir e o atleta da equipa da casa a desferiu um potente remate que não deu hipótese de defesa a Nuno guarda-redes improvisado da AD Fafe, devido a ausência inesperada do guarda-redes titular. Esta foi no entanto a primeira e única vez que a equipa adversária conseguiu chegar com perigo a baliza fafense, pois a partir daí o Fafe dominou o jogo e foi criando varias oportunidades para fazer golos. 

A primeira oportunidade surgiu depois de um cruzamento de Bruno, em que Jota rematou ao lado. Pouco depois nova jogada de perigo, desta vez Zé Carlos colocou a bola nas costas da defensiva adversaria, Jota ganha em velocidade ao central mas no frente a frente com o guarda-redes atirou ao lado. Esta foi uma fase onde o Fafe criou muitas oportunidades. Pouco depois C. Daniel rompeu no meio campo ofensivo e isolou-se, rematando mas o guarda-redes levou a melhor e consegui defender.

Até que aos 20 minutos de jogo Alex variou o centro de jogo da direita para a esquerda, apanhou a equipa adversaria descompensada, e Pedro desviou a bola do guarda-redes fazendo assim o golo do empate. 

Volvidos alguns minutos, o Fafe iria dar a cambalhota no marcador quando Diogo colocou a bola em profundidade em Bruno que, na cara do guarda-redes, a colocou no fundo das redes. 

O jogo chegou ao intervalo com o resulto escasso de 2-1 para a equipa fafense.

A segunda parte começou como tinha acabado a primeira, com o Fafe a dominar e logo nos minutos iniciais Zé Dani depois de uma jogada individual tentou o chapéu sobre o guarda-redes adversário, tendo este conseguido evitar que a bola entrasse mas, na recarga, Manu fez o 3-1. 

Depois do golo da tranquilidade o Fafe jogou quase sempre no meio campo adversário com uma jogada de destaque em que Manu, num lance individual, deixou um adversário para trás fintou o guarda-redes mas já sem ângulo tentou assistir Zé Dani, porém sem sucesso. 

Grande domínio da equipa fafense que jogou pela primeira vez num campo de terra esta época. 

AD FAFE: Nuno; Rafa, Mota, Alex, Ze Carlos, Carlos Daniel(Moutinho), Antero (Chico), Bruno (Zé Dani), Pedro (Dantas), Jota (Manu). Treinadores, Nuno Guimaraes e Filipe Freitas.

Futsal - AF Braga: Associação Futsal Fafe/Sol Poente, 8 - Rio Caldo, 1

Texto: Pedro Veloso / Foto: João Carlos Lopes 

AFFSP já mora no play-off de subida


A Ass. Futsal Fafe/ Sol Poente, garantiu na jornada 19, frente à formação do Rio Caldo, o apuramento para a fase final da competição onde se disputará a subida para o campeonato nacional da 2º divisão. Apesar do resultado expressivo, a verdade é que os da casa ainda estiveram a perder ao intervalo e apenas embalaram para a vitória no segundo tempo apontando no mesmo período todos os 8 golos a seu favor.

Num jogo de grande importância e que podia garantir desde logo o apuramento para a fase seguinte da prova, os fafenses apresentaram-se bastante desfalcados. Victor Pereira, treinador da AFFSP tinha à sua disposição apenas 8 jogadores de campo. Um leque que apesar de evidenciar as qualidades conhecidas se torna curto quando a intensidade competitiva dos jogos na reta final é de maior intensidade.

Contudo, os disponíveis deram logo provas do seu real valor e entraram bem na partida. A habitual circulação e posse de bola iam baralhando as contas dos adversários mas apesar das boas oportunidades criadas os golos não acabariam por surgir como se esperaria. O esférico teimava em não entrar na baliza do Rio Caldo, com o seu guardião a ter um papel preponderante. Rio Caldo que ia tentando a espaços algumas ações de contra-ataque, tentando apanhar a turma fafense desequilibrada. Mas como quem não marca sofre, seriam os forasteiros a inaugurar o marcador, aos 13 minutos, na sequência de uma falta cobrada perto da baliza à guarda de Rafa. Apesar da insistência e da boa resposta ao golo sofrido o resultado manteve-se até ao intervalo, pairando uma sensação de alguma injustiça no pavilhão municipal.

A reação após o período de descanso não poderia ser melhor. Sabendo da importância da partida, a AFFSP entrou com tudo e logo nos 15 segundos fez o golo do empate. Carneiro arrancou a toda a velocidade com a bola no seu meio campo e só parou com um remate à entrada da área adversária. Estava feito o empate. Mas não ficaria por aí e aos 5 minutos dava-se a cambalhota no marcador por intermédio de David, após recuperação de Mica no meio. A partir daqui o Rio Caldo tentou pressionar mais alto, numa tentativa de impedir a AFFSP de construir jogo. A atitude cirou algumas oportunidades para os visitantes mas Rafa mostrou-se à altura e segurou a vantagem mínima numa altura importante do encontro. Aos 11 seria a vez de David trocar de papéis e recuperar o esférico para entregar a Nuno Sousa “Dust” e este fazer o 3-1. Aproveitando uma equipa adversária muito subida no terreno, em busca da redução no marcador, o mesmo Dust, conseguiu recuperar a bola e conduzindo-a de forma isolada em direção à baliza contrária, apenas foi interceptado em falta pelo camisola 15 dos visitantes. A ação valeu a expulsão do jogador do Rio Caldo e, numa altura em que já tinham atingido as 5 faltas acumuladas, originou um livre da marca dos 10m. Na conversão, Mica atirou a contar.

Aos 14 e 16 minutos, e numa altura em que os forasteiros apostavam no guarda-redes avançado, Miguel viria a bisar na partida. Primeiro através de um bom trabalho individual de Carneiro, com o número 4 a entregar para o camisa 21 encostar. O segundo a surgir depois de uma recuperação de bola e perante a baliza deserta, Miguel bisou.

A desorientação da equipa adversária ainda proporcionou um livre indireto em cima da linha de área, após atraso de bola para o guardião do Rio Caldo. Na sequência, jogada estudada por parte dos da casa, com Carneiro a chutar forte e a contar com a ajuda de um adversário para enganar o guarda-redes visitante. As contas do marcador viriam a ser fechadas por Diogo Meireles. O capitão da AFFSP, que esta época tem sido afetado por uma grave lesão, demonstrou nos minutos a que teve direito a sua qualidade e presença dentro da quadra e fez o oitavo dos fafenses. Num lance onde até poderia ter finalizado de primeira, o 3 preferiu primeiro sentar dois jogadores e somente depois colocar o esférico na baliza. Um golo muito festejado por todos os elementos da equipa e também nas bancadas, com o capitão a emocionar-se em pleno campo.


Resumindo, um jogo bem conseguido e que garante o grande objetivo da época de estreia desta equipa.

Na próxima jornada, a AFFSP defronta o FC Amares.
.

Futebol Popular: Resultados Seniores e Sub-17


domingo, 22 de fevereiro de 2015

Juniores 2.ª Div. Nac.: Neves FC, 0 - AD Fafe, 2


Texto e foto: João Carlos Lopes


Gonçalo defendeu um penalti que deu mais força 

- Apelo ao público para o Próximo jogo em casa com o Trofense 

Os juniores da AD Fafe iniciaram da melhor maneira a fase de manutenção do Nacional da 2.ª Divisão, ao vencerem por 2-0 no campo da equipa sensação da primeira fase, Neves FC. Um jogo disputado num campo de relva natural, que foi o único em que os fafenses jogaram esta época, que se tornou mais complicado devido ao tempo muito ventoso. Foi uma vitória importante num campo difícil onde apenas duas equipas tinham conseguido ganhar. Este foi o primeiro passo de um caminho penoso em que os jogadores fafenses vão dar o seu melhor para garantir a manutenção. Com esta vitória mostraram que merecem todo o apoio já no próximo jogo em casa com o Trofense. 

O Fafe entrou bem no jogo e aos 6', Chico num passe longo virou o jogo para Ricardo que tabelou com Lousada que por sua vez passou a João e este cruzou com a bola a desviar no central do Neves e a parar nas mãos do guarda-redes. Tentou responder o Neves aos 9', num livre colocado ao segundo poste que resultou em cabeceamento por cima da trave. Na jogada seguinte Gonçalo lançou rápido o ataque fafense mas Lousada foi derrubado. Da falta cobrada por Chico nada resultou. 

O Fafe chegou ao golo aos 14'. Lançamento por parte de Norberto que colocou a bola em Carvalho, este atrasou para Chico que num excelente cruzamento encontrou a cabeça de Zé Pedro para este inaugurar o marcador. 

Volvidos dois minutos num livre a favor do Fafe, descaído para a direita, João bateu tenso tendo-se gerado confusão na área com o defensor do Neves a acabar por tocar a bola com a mão para grande penalidade que Lousada transformou no 2-0 para os fafenses. 

Neves parece ter ficado sem ideias e passou a optar pelo jogo mais direto para a área fafense. Aos 27' a equipa do Alto Minho podia ter reduzido. Num livre marcado a bola bateu com estrondo na trave da baliza de Gonçalo e depois no chão tendo saltado para a mão do defensor fafense, resultando em penalti. O guarda-redes fafense Gonçalo voou para fazer uma enorme intervenção e defende o penalti para canto. Uma defesa importante que manteve a margem de dois golos, num grande momento de futebol. 

O Fafe prosseguiu a sua marcha e criou mais duas situações aos 33', com Rapha a finta dois adversários e a tentar o passe de rotura para Zé Pedro mas o guardião do Neves antecipou-se. Aos 37', Ricardo jogou longo para Lousada que tocou para João e este cruzou e ao segundo poste onde Rapha dominou mas permitiu a defesa do guarda-redes. Aos 44', Chico jogou longo para Rapha que atrasou para Carvalho e este cruzou para Zé Pedro cabecear ao lado.

Na segunda parte o Fafe voltou a rematar ais 52' na sequência de cantocom Zé Pedro a cabecear ao lado. Na jogada seguinte, o Neves tentou jogar pelo meio, Lousada interceptou a bola tocou para João que assistiu Carvalho com este a rematar e a bola a passar perto da barra. 

Aos 59’ livre frontal a favor do Neves, com Gonçalo a defender. Aos 67', canto para o Neves, o Fafe sai a jogar com Norberto a lançar João que virou de primeira para Lousada, este remata para defesa do guarda-redes. Na jogada seguinte João interceptou a bola no meio passou a Rapha que fintou um adversário e depois permitiu a defesa do guarda-redes. 

Aos 69', Ivo Castro tirou Rapha e fez entrar Zé Miguel, num altura em que o Fafe controlava o jogo, com o Neves a tentar ataques rápidos e bolas longas na área fafense.

Aos 83’, o Neves tentou o remate de meia distância com o médio a assumir o remate mas a bola a passou longe da baliza de Gonçalo.

Este foi apenas o primeiro jogo mas todos os jogos serão difíceis e decisivos, como autênticas finais. A equipa fafense começou bem mas apenas isso, pois o mais importante será dar continuidade a este excelente trabalho e manter os níveis exibicionais e de confiança nos próximos jogos.

No próximo jogo a AD Fafe recebe em sua casa o CD Trofense em mais um jogo difícil em que o apoio dos adeptos fafenses é muito importante e poderá fazer toda a diferença. Uma equipa que sente o apoio do seu público rende sempre mais porque se sente mais motivada e ao mesmo tempo com mais responsabilidade pois não quer ficar mal perante os seus adeptos mas sim dar-lhe alegrias e sentir o seu carinho.