.

.
.

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

SR Cepanense conquistou 4 pódios e um presunto em Rio Tinto

Texto: João carlos Lopes / Foto: DR 

SRC não passa despercebida 

A Sociedade de Recreio Cepanense apresentou-se na Corrida de Carnaval de Rio Tinto, Gondomar, com um contingente de 30 atletas, espalhando boa disposição, antes, durante e depois da prova onde conquistou quatro pódios e um prémio especial.  

A corrida, na distância de 10 km, decorreu na sua maioria, paralela à linha do metro que tem um terminal naquela localidade, e tinha um traçado suave com subidas pouco acentuadas. 

Na contagem final a equipa da SRC conseguiu dois pódios no escalão de M40, com Victor Martins em 2.º lugar e Sérgio Fernandes em 3.º. Já no escalão de M35, Ricardo Castro obteve o 2.º lugar. Finalmente, em femininos, Manuela Bento conseguiu o 2.º lugar no escalão F50.

A organização do evento decidiu atribuir um prémio especial à SR Cepanense por ser a equipa mais numerosa e a que mais alegria e boa disposição espalhou nesta corrida, muito bem organizada, com gente simpática que soube bem receber todos os atletas. Além do troféu que foi entregue ao presidente da secção António Mendes, os cepanenses ganharam um presunto que será entregue brevemente numa corrida em Vila do Conde.

Jogo ADCR Santa Cristina - SRC Cepanense tem cariz solidário para com a jovem Catarina



    A direção e os jogadores da ADCR Santa Cristina e direção e jogadores da SR Cepanense, em conjunto, no jogo de sábado, a contar para o Campeonato de Futebol Popular de Fafe, vão juntar-se na causa da Catarina. 
    Vão fazer um pequeno peditório para ajudar esta jovem que padece de um tumor e agradecem desde já a colaboração de todos os intervenientes.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Futebol veteranos: Palmeiras, 1 - UD Fafe A60, 2 (Sofrido)

Texto e foto: João Carlos Lopes 

Golo de antologia de "Rogério"

Os veteranos da UD Fafe A60 deslocaram-se a Braga para mais uma partida da Liga Interplanetária da Amizade, tendo levantado voo em Palmeiras, onde venceram por 1-2. 

Ao intervalo, a equipa orientada por Gentil Antunes, Armando Mota e Agostinho Silva já vencia por 0-2, com Braga a marcar o primeiro golo e "Rogério" o segundo. A equipa da casa marcou no último minuto de jogo. 

Uma vitória sofrida da equipa fafense com um golo de antologia de "Rogério" que mostrou toda a sua categoria nesta partida. 

Na próxima jornada a UD Fafe A60 desloca-se à Vila das Taipas para jogar com a formação do LEONI.  


Confira os resultados da formação de futebol da AD Fafe

Futsal feminino AF Braga: Nun'Álvares/IESFafe, 10 - ACDR Cambeses, 0 (Sentido único)

Texto e foto (arquivo): João Carlos Lopes 

À espera da fase seguinte 

Já com o título de campeão distrital assegurado, as seniores do Grupo Nun'Álvares receberam as barcelenses da ACDR Cambeses e devolveram-nas à procedência com dez golos na bagagem, numa partida de sentido único onde foi notória a diferença de qualidade entre os dois conjuntos. 

A jogar completamente descontraída e sem pressão, a equipa fafense, orientada por Rui Cunha chegou ao intervalo a vencer por 4-0, com golos de Liana, Bibi, Mafalda e Cátia Coelho. 

Na segunda parte acentuou-se ainda mais a supremacia fafense que praticamente não deixava passar as adversárias do meio campo e os seis golos que foram marcados surgiram com toda a naturalidade. Mafalda bisou, o mesmo sucedendo a Loira, Liana e Pisco.

Agora falta apenas um jogo do Campeonato Distrital para cumprir calendário, na deslocação a Braga para jogar com o GD Pedralva. 

Segue-se depois a competição a  nível nacional cujo sorteio da primeira fase deverá surgir em meados de Março. Já se sabe que o objectivo do GNA/IESF é regressar ao campeonato nacional, onde esteve na época 2015/16. 

Juniores - 1.ª Div. AF Braga: OFC Antime, 2 - CD Ponte, 0 (Grande atitude dos Operários)

Texto: DC/JCL | Foto: DR 

Diogo Santos bisou na partida

Os Juniores do OFC Antime receberam o colectivo do Ponte, vencendo-os por duas bolas a zero, num jogo muito físico e desgastante para ambas as equipas.

O Antime entrou melhor, controlando a posse de bola e criando dificuldades ao Ponte. O primeiro golo surgiu através da marcação de um canto, com Santos a finalizar de cabeça de forma exemplar.

Após o golo, o Antime recuou e começou a sentir algumas dificuldades. Já no final da primeira parte, o Ponte beneficiou de um livre perigoso mas Nuno salvou o Antime com grande defesa. 

Na segunda parte, os operários apostaram no contra-ataque, tentando sempre provocar o erro dos defensores do Ponte. 

Zé do Salto fez entrar Coutinho e Carvalho para equilibrar o jogo e dar mais conforto ao meio-campo. O segundo golo apareceu, novamente, após um canto em que a bola acaba por sobrar para Pedro Cunha que dribla sobre o guarda-redes e entrega a Santos para este bisar.

Depois do golo, o Ponte tentou reduzir, colocando vários homens no ataque, mas sem sucesso. 

O treinador do Antime ainda fez mais uma substituição, tirando Vasco Fernandes e metendo Ferreira, mas o resultado não se alteraria até ao final da partida.

OFC ANTIME: Nuno Freitas; André Suíço, Diogo Santos, Pedro Cunha, Ruizinho, Vítor Hugo (C), José Cigas, Miguel Pereira, Pica, Zé Pedro e Vasco Fernandes. Ainda jogaram: Coutinho, Carvalho e Ferreira: Treinadores, Zé do Salto e Albano Costa.

Motociclismo: 1.º Raid Montes de Fafe

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Clube Golfe Rilhadas sagrou bi-campeão Norte em Pitch&Put

Redacção/JCL

Começar a época a ganhar

O CG Rilhadas sagrou-se este Domingo bi-campeão do Norte de Clubes Pitc&Put, tendo a equipa fafense sido constituída por Hugo Espírito Santo, Manuel Ramos, José António Pereira e Gonçalo Costa Rodrigues, no City Golf, emMatosinhos, numa prova que contou com um leque muito forte na lista de clubes presente. 

Na segunda posição, a duas pancadas, ficou o Clube de Golfe de Paredes e foi uma luta muito acesa do início até final. 

Na parte da manhã jogou-se a nível individual aproveitando-se três de quatro resultados e de tarde, na modalidade de Greensomes, aproveitava-se o melhor resultado dos dois pares. 

O CG Rilhadas começa assim o ano de 2017 com uma vitória com vista já em outras importantes competições que se avizinham.

Juniores - 1.ª Div. AF Braga: Santiago de Moscotelos, 1 - ACD Pica, 5 (Bem picada)



Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR

Coelho já leva vinte golos esta época 

A Pica foi jogar a Santiago de Mascotelos vencer os vimaranenses por 1-5, em jogo do Campeonato Distrital da 1.ª Divisão, Série D. Uma vitória justa da melhor equipa em campo que vencendo na casa do quarto classificado que na primeira volta tinha ganho no Pica por 4 -1.

O Pica entrou praticamente a vencer com o golo de Carlitos no primeiro minuto, assistido por Coelho. A equipa da casa respondeu e aos 12' chegou ao empate.

Coelho rematou de fora da área aos 15', para grande defesa do guarda redes do Santiago e aos 23' Carlitos de livre enviou a bola à barra.

A Pica rematava mais e Tinoco e Coelho estiveram perto de marcar. Aos 42', novo livre de Carlitos para grande defesa do guarda redes. 

A pica chegou ao 1-2 aos 56', após livre de Rúben, Bareira apareceu a rematar com êxito. Quatro minutos depois chegou o 1-3, bola metida na área para Coelho marcar o vigésimo golo na época. 

O quarto golo chegou aos 70', numa grande jogada de Zé depois de ter fintado dois jogadores dentro da área meteu a bola na zona de penalti para a finalização de Fabinho.

Carlitos fez o 1-5 aos 80' assistido por Fabinho, bisando na partida 

ACD PICA: Cristiano; Rúben, Tinoco , Carlitos (C), Coelho, Zé Freitas, Rocha (Vasco, 46'), Duarte (Raul, 80'), Fabinho (João Miguel, 75'), Leiras e Bareira. Treinador, Nelson Alves.

Samu perdeu os sentidos no jogo do Antime contra o Forjães


Texto e fotos: João Carlos Lopes 


Central dos Operários está livre de perigo 

A sorte não tem bafejado os operários esta época que além de estarem a fazer uma época aquém do estipulado tem tido vários azares. Ainda não decorreu muito tempo da lesão grave de Nuno Gonça, que partiu o braço e no jogo da Taça que o Antime venceu o Forjães, o jovem Central Samu assustou toda a gente quando perdeu os sentidos. 

Decorria o minuto 36 de jogo quando uma entrada mais impetuosa de um jogador do Forjães deixou o jovem jogador fafense caído no relvado sem sentidos, o que desde logo deixou toda a gente atrapalhada. 

O jogador foi assistido, reentrou na partida mas apenas alguns minutos depois voltou a cair. Na verdade quando aconteceu o choque o atleta continuou o jogo mas não me lembrava se nada do que tinha acontecido e só depois é que soube de tudo quando o presidente Jorge Marinheiro estava a contar à médica no Hosspital. Samu só ficou em si quando chegou ao balneário e se deitou num banco, antes disso não se lembrava de nada. Acabou transportado ao Hospital pela ambulância dos Bombeiros Voluntários de Fafe depois de estar cerca de três horas no Hospital regressou a sua casa onde ficou em repouso mas volta em breve à competição.   

Futsal AF Braga: Nun'Álvares/IESFafe, 3 - CR Candoso, 4 (Dramático)

Texto e fotos: João Carlos Lopes 

Nervos à flor da pele 

O Nun'Álvares/IESFafe recebeu o CD Candoso num jogo emocionante dentro e fora da quadra de jogo que terminou com a vitória dos vimaranenses por 3-4 e escaramuças nas bancadas.

Com Hugo Oliveira Castigado, foi José Magalhães a orientar a equipa, tal como tinha feito no jogo com o Fafe. Os Condestásveis até começaram melhor a partida como golo de Jota obtido aos 4', depois o jogo entrou na regra básica do futsal, "ataque e contra-ataque" beneficiando o espectáculo. 

Os fafenses chegaram ao 2-0 numa boa transição que envolveu Tiago Nogueira e Luís Paulo com este a finalizar para o 2-0 aos 11'. 

Fabrizio, treinador do Candoso pediu um minuto de pausa aos 13' e no regresso ao jogo, no minuto seguinte, o Candoso reduziu para 2-1.

A primeira parte terminou com Rui Pedro a falhar uma recarga após remate de Bertinho. 

No reatamento o GNA/IESF desperdiçou duas grandes oportunidades nos primeiros quatro minutos. Primeiro foi Tiago Nogueira a assistir Diogo Rafael e depois inverteram-se os papéis, 

A dupla de arbitragem foi condicionando os fafenses que nos minutos iniciais da segunda parte já tinham quatro faltas. 


O Candoso estava mais rematador nesta fase e Magalhães fez o empate a dois numa jogada de insistência, em que rematou a primeira vez, a bola sobrou-lhe e na segunda não desperdiçou.

Faltavam dez minutos para o final, os ânimos já estavam um pouco exaltados e a equipa do Candoso aproveitou para, numa transição chegar ao 2-3, por Fábio. O mesmo jogador já antes tinha tinha ameaçado mas Rafa defendeu-lhe o remate. 

O GNA/IESF atingiu a quinta falta a 6,20 minutos do final e Rui Pedro foi expulso, ficando os fafenses a jogar com menos um. 

Vinte e um segundos depois chegou a sexta falta, com Abreu a converter o livre de dez metros em golo. 

Seguiu-se uma falta de André sobre Tiago Nogueira que os árbitros deixaram passar mas logo a seguir marcaram nova falta do jogador fafense sobre Julinho. Desta vez Rafa defendeu o livre de 10 metros a Abreu. 

Com pouco mais de quatro minutos para jogar o GNA/IESF utilizou o 5x4, com Laureta a fazer de guarda-redes avançado tendo o mesmo jogador reduzido para 3-4, a 2,43m do final. 

Os Condestáveis podiam ter empatado mas Ribeiro falhou o golo a passe de Tiago Nogueira. Os últimos momentos do jogo foram dramáticos com as duas equipas a poderem marcar por mais que uma vez mas o resultado não se alterou. 

No final os festejos exagerados de um jogador do Candoso, apesar de os colegas lhe terem pedido para não o fazer, exaltaram as bancadas e o pior acabou por acontecer, com os adeptos das duas equipas a envolverem-se.    


Jogo no Pavilhão do Grupo Nun’Álvares.

Árbitro, Dani Garcez e Manuel Moragado. Cronometrista, Crispim Gonçalves.

NUN’ÁLVARES/IESFAFE: Rafa; Ribeiro, Laureta (1), Bruno Maia e Jota (1). | Rui Pedro, Luís Paulo (1), Diogo Rafael, Bertinho, André Ribeiro Tiago Nogueira e Portas. Treinador, José Magalhães.

CR CANDOSO: Luciano; André (1), Abreu (1), Oitenta e Julinho. | Vitinha, Fábio (1), Magalhães (1), João Costa, Gruta, Frechaut e Pirica. Treinador, Fabrizio.
    

Ledman Liga Pro: Portimonense, 1 - AD Fafe, 0

Texto: João Carlos Lopes 

Líder não teve vida fácil 

A AD Fafe foi ao terreno do primeiro classificado, Portimonense SC perder por uma bola a zero com o golo dos algarvios a ser apontado por Paulinho, na recarga de uma grande penalidade cometida e defendida por Ricardo Fernandes, que ainda travou o remate de Ricardo Pessoa mas depois foi impotente para evitar o golo. 

Até ao golo o Fafe apostou no erro do adversário mas depois tentou reagir ainda que no que restou da primeira parte não tenha feito grande mossa. 

No segundo tempo os algarvios relaxaram e os fafenses podiam ter chegado à igualdade mas faltou mais acerto no último passe ou no remate, com alguns deles a assustarem os adeptos de Portimão. 

É certo que não é vergonha nenhuma perder contra o primeiro em casa dele mas a sequência de maus resultados nas últimas quatro partidas atiraram a equipa fafense para a 18.ª posição, estando em lugar de paly off. 

Os resultados das outras equipas acabaram por ser favoráveis ao Fafe e agora segue-se o União da Madeira em casa, uma deslocação difícil ao terreno da Académica e novo jogo complicado com o Vitória B em casa.    

Futsal iniciados - AF Braga: Nun'Álvares, 4 - Nogueiró, 1

Texto: BML / Foto: JCL

Acreditar até ao fim 

A equipa de iniciados do Grupo Nun'Álvares recebeu e venceu a formação do Nogueiró, por 4-1.

Os Condestáveis entraram muito bem na partida, com movimentações constantes que criaram imensas dificuldades ao adversário. O primeiro golo surgiu aos 5 minutos por Gonçalo e Pedro Gonçalves fez o segundo aos 9 minutos. 

Até ao intervalo o resultado manteve-se inalterado, com os pupilos de Luís Barros a falharem bastantes oportunidades de golo.

A segunda parte iniciou com o golo de Serginho, logo ao primeiro minuto. A
partir deste momento a partida arrefeceu bastante e começou a ser mais repartida, até que ao minuto 36 a equipa do Nogueiró reduziu a desvantagem. 

No minuto 42 apareceu o quarto golo dos fafenses, numa excelente jogada entre entre Júnior e Rúben, com este a finalizar. O marcador não mais mexeu até ao apito final da dupla de arbitragem.

NUN'ÁLVARES: Ceiras, Gonçalo, Tiago Lopes, Sérgio e Júnior (C). Jogaram ainda: Rúben, Pedro Gonçalves, Hélder, Rui Cunha, Afonso, Guilherme e Fábio. TREINADORES: Luís Barros, Ricardo Alves e João Castro.

Futsal - AF Braga: Cabeçudense, 2 - AD Fafe/ACRF, 3

Redação

Reviravolta e nona vitória consecutiva

A AD Fafe/ACR Fornelos disputou ontem mais uma jornada, desta vez jogando fora frente ao SC Cabeçudense, um adversário que se mostrou complicado mas que os fafenses conseguiram superar com um renhido resultado final de 2-3.

A entrada no jogo foi feita de forma equilibrada por ambas as equipas, contando com algumas falhas por parte da AD Fafe/ACR Fornelos no que toca à concretização de passes decisivos para a criação de perigo.

Essas falhas começaram a mostrar consequências quando o Cabeçudense marca o seu primeiro golo, surgindo de um ataque rápido da equipa onde Gijo ainda tentou cortar mas sem sucesso.

A faltar 8 minutos para o intervalo, as oportunidades de golo para a AD Fafe/ACR Fornelos iam aparecendo, com insistência de João Miguel e Fabiano, mas o marcador continuava inalterado. Uma boa chance de mudar isso ocorreu quando o Cabeçudense chegou à 6.ª falta. Num livre de 10 metros a favorecer os fafenses, David não conseguiu aproveitar para chegar ao empate. E, como quem não marca sofre, a equipa da casa realmente chegou ao 2-0.

Com esta desvantagem mais alargada, a pressão estava do lado dos visitantes, que ainda antes do intervalo conseguiram responder à altura. Resposta essa que começou com um golo de Taipas, que rematou de primeira após um passe de Shake, e que continuou a 20 segundos do apito do final do primeiro tempo com o golo do empate, convertido por Gijo, que encostou a bola após uma reposição lateral rápida em que o esférico sobrou ao 2.º poste.

Iniciando-se a segunda parte com um empate que parecia improvável, a pressão estava agora mais repartida. A AD Fafe/ACR Fornelos entrou a criar perigo, com Gijo a falhar a emenda ao 2.º poste sem ninguém baliza, após passe de João Miguel na ala. Fabiano também esteve perto de desfazer o empate mas a valeu ao Cabeçudense a atenção do seu guarda-redes. Os anfitriões também souberam criar as suas oportunidades.

Embora o cenário nem parecesse muito positivo para a AD Fafe, que atingiu a 5.ª falta a 5 minutos do fim da partida, o derradeiro momento do jogo surgiu com a autoria de Bruno Sousa. Ao finalizar dentro da área a um remate cruzado de Gijo, o jogador fez o 2-3 e, embora o Cabeçudense ainda ameaçasse voltar a estabelecer um empate, já não houve mais mudanças no marcador.

Nona vitória consecutiva da AD Fafe/ACR Fornelos. No próximo fim de semana a AD Fafe/ACR Fornelos, com 14 jogos disputados, terá um encontro difícil com o Lordelo que se encontra na 4.ª posição com 13 jogos e a seis pontos dos fafenses.

sábado, 25 de fevereiro de 2017

Taça AF Braga: S . Paio D'Arcos, 1 - Arões SC, 2

Texto e foto: Ricardo Jorge Castro

Herói Fausto no meio do rebuliço 

Jogo épico, cheio de peripécia, bravura e alguma polémica aquele que garantiu o apuramento do Arões para os quartos-de-final da Taça AF Braga, onde os fafenses vão encontrar o vizinho Antime. 

A equipa de Eduardo Pereira venceu o São Paio d'Arcos por duas bolas a uma, num jogo resolvido no prolongamento e em que os aronenses estiveram pé e meio fora da prova. Fausto, no último lance do tempo regulamentar, cobrou um castigo máximo ganho pelo próprio e repetiu a dose na meia hora extra, dando o triunfo ao conjunto fafense.

O duelo entre o guarda-redes Ruben e o extremo aronense Hugo Dias, nas bolas paradas, foi do que mais se viu durante o jogo. O guardião do São Paio d'Arcos, um dos melhores em campo, evitou várias vezes o golo ao jogador do Arões com defesas difíceis e vistosas. Do outro lado, o possante Balela deixou de aviso o adversário, que viu a tarefa mais complicada após a expulsão direta de Pato, aos 14 minutos, por uma falta a meio campo.

Reduzido a dez, por expulsão do médio uruguaio, o Arões precisou de um maior poder de choque a meio campo, com Barbosa e Lapinha em esforço redobrado e mais apoiados pelos extremos Miguel e Hugo Dias. No primeiro tempo, Balela atirou a rasar o ferro da baliza de Zé Fernandes.

No segundo tempo, Marco Lima, após incursão de Carlos Rocha pela esquerda, fez o primeiro golo da partida, desviando sem oposição na área. Duarte e Laranja tiveram ocasião de aumentar a vantagem, enquanto o Arões fazia das bolas paradas a maior arma. Sem efeitos práticos até ao quinto e último minuto do tempo de compensação. Fausto tentou o remate à meia volta e a bola encontrou o braço do jogador contrário. Da marca dos 11 metros, o mesmo Fausto fez o 1-1 e o jogo foi de imediato para prolongamento.

Aí, aos 96 minutos, Fausto foi travado por Laranja na área, jogador que protestou com o árbitro e viu o cartão vermelho. Um minuto que colocou as equipas em igualdade numérica e o Arões em vantagem.

Na segunda metade do prolongamento, sem o ritmo intenso de jogo dos 90 minutos, o São Paio d'Arcos viu uma grande penalidade não ser assinalada por mão na bola na área do Arões. Quinteiro, no último minuto, ainda colocou a bola na baliza de Zé Fernandes, mas o lance já estava anulado por fora-de-jogo. O Arões susteve e conservou a vantagem e encontra o Antime, no dérbi fafense dos 'quartos' da Taça.


Andebol - 1.ª Div. Nac.: AC Fafe, 23 - AA Avanca, 29

Texto e foto: Ricardo Jorge Castro

Sem seguimento à primeira parte

O Andebol Clube de Fafe esteve em vantagem ao intervalo, com uma exibição superior (15-13) mas deixou escapar o que de bom tinha feito na primeira meia hora, perdendo com o Avanca por 23-29, na antepenúltima jornada da fase regular do campeonato.

O Avanca até marcou primeiro, mas o ACF entrou mais forte e chegou à vantagem de 6-3 e após se ter deixado empatar a seis bolas, voltou a alargar vantagem até aos 11-7, mantendo-se no comando até ao intervalo, ainda que por números equilibrados.

No segundo tempo, um parcial inicial de 3-0 deu o comando da partida aos visitantes, que não mais o perderam apesar das sucessivas tentativas do ACF, que foi perdendo fulgor atacante à medida que o tempo de jogo se aproximava do fim.

Belmiro Alves, com sete golos, foi o melhor marcador do ACF, que se desloca ao reduto do Águas Santas no próximo sábado, 4 de março (18h00).

Taça AF Braga: OFC Antime, 4 - Forjães SC, 1 (Operários souberam aproveitar)

Texto e fotos: João Carlos Lopes 

Nos quartos com parceiro da terra

O OFC Antime marcou lugar nos quatros de final da Taça AF de Braga, nos quais irá defrontar o Arões SC, em sua casa, depois de derrotar, num jogo muito atípico, o Forjães SC por 4-1. Um jogo fraco em termos de qualidade, com uma equipa de Forjães demasiado nervosa a acabar com oito jogadores. Alguns dos golos, pelas suas execuções, acabaram por salvar o espectáculo.  

No primeiro quarto de hora dominou o Forjães mas sem criar perigo para a baliza de Nuno Preto. Contudo, quando ainda decorria o minuto 15, Laureano fez um cruzamento, a bola ganhou efeito, enganou o guarda-redes visitante, bateu na barra e entrou. Praticamente do nada o Antime passou para a frente no marcador.  


Apesar do futebol praticado não ser de grande qualidade, o nervosismo dos jogadores, principalmente do Forjães que se mostravam viris era evidente. Isso acabou por custar a primeira expulsão à equipa de Esposende aos 29', com Palheiras a ver dois cartões no curto espaço de dois minutos. 

O jogo prosseguia com muitas paragens e aos 36', Samu teve de ser assistido, tendo causado grande apreensão nos companheiros, ainda reentrou mas aos 42', teve de sair, mais tarde foi transportado ao Hospital. 

Aos 43', o árbitro deu ordem de expulsão ao treinador adjunto do Forjães e no terceiro minuto de compensação da primeira parte, Postiga viu Nuno Preto adiantado e de fora da área fez-lhe um grande chapéu e empatou o jogo. 

No início da segunda Parte a primeira ocasião foi para o Forjães, aos 48' mas Ricardo Martins, na área, deu mal na bola. Aos 50, Leo tentou o pontapé de bicicleta na área mas saiu por cima e aos 56', Laureano dominou a bola na área mas atirou ao lado. 

O jogo ficou mais complicado para o Forjães aos 61' quando Jaka viu o segundo cartão amarelo, deixando a sua equipa a jogar com nove. Três minutos depois, Miguel Magalhães fez duas substituições mas o Antime ainda que não marcasse também não dava muitas hipóteses junto da sua área. 

O segundo golo chegou aos 80', numa jogada em que Nuno Almeida cruzou na esquerda, a bola ressaltou e chegou a Leo que perto da baliza rematou para o 2-1. Novos protestos do lado do Forjães e mais um jogador expulso, Freita que também viu dois cartões amarelos em seis minutos, aos 76 e 81'. 

A jogar com mais três unidades o Antime acabou por chegar ao 3-1 através de Di Maria, com este a aparecer isolado na cara de Salgueiro, a contorná-lo e a rematar para a baliza. 

O Antime jogava próximo da área do Forjães e no primeiro de três minutos de compensação chegou ao 4-1 com, o golo da tarde, por sinal um grande golo de Ruben que fez um chapéu perfeito, num remate na diagonal.

Jogo no Campo de jogos de Antime, Fafe


OFC ANTIME: Nuno Preto; Ricardo Morais, Tiago, Samu, (Castanha, 46'), Laureano, Nuno Almeida, Carioca, Malhado, Di Maria (Gil, 86'), Leo e Ismael (Ruben, 71'). Treinador, Luís Miguel Barros. 

FORJÃES SC: Salgueiro; Postiga, Carlos Gonzalez, Jaka, Ricardo Martins, Palheiras, Tiago Lopes (Ruizinho, 64'), João Vítor (Freita, 64'), Tiago Fernandes, Reko,  e Reguila (João André, 60'). Treinador, Miguel Magalhães. 

DISCPLINA - Cartão amarelo a: Palheiras, 26' e 29'; Jaka, 33' e 61'; Freita, 76' e 81'; Simão, 86 e Ruben, 90+2'. Cartão vermelho a: Palheiras, 29'; Jaka, 61'; e Freita, 81'.

GOLOS: Laureano, 15'; Postiga, 45+3'; Leo, 80'; Di Maria, 84' e Ruben, 90+2'. 

Foto do Forjães SC contra o OFC Antime (Taça AF Braga)


Foto do OFC Antime contra o Forjães SC (Taça AF Braga)


Juniores - 2.ª Div. Nac.: AD Fafe, 1 - CD Aves, 4 (Arbitragem vergonhosa)

Texto: João Carlos Lopes  

Fafenses foram manietados  

Os juniores da AD Fafe receberam o CD Fafe no segundo jogo da fase de subida da 2.ª Divisão Nacional mas na prática foram derrotados pela equipa de arbitragem que usou critérios vergonhosos para este nível de competição que em nada abonam em favor da verdade desportiva nem da boa imagem que os árbitros em geral querem deixar.

O Fafe entrou mal no jogo, nos primeiros dois remates do meio da rua do Aves, os forasteiros conseguiram fazer dois golos. Mérito do adversário e apatia da equipa fafense. Mas a formação orientada pelo professor Ivo Castro soube crescer e tentou reparar os erros,tendo dado a melhor resposta. 

Após substituição, aos 25', com a saída de Henrique e entrada de Rafa a equipa foi um rolo compressor e criou oportunidades de golo. A equipa do Aves não conseguia sair da sua área e Sousa, em jogada de insistência, conseguiu reduzir para 2-1, num golo em a equipa precisou de fazer 3 remates dentro da área para conseguir marcar, porque senão era o guarda-redes do Aves ou os defesas a cortar em cima da linha de golo. 

No meio deste período, o Aves ia tentando defender como podia e recorria constantemente às faltas, quase sempre cometidas por Sorin, médio impetuoso que por vontade da equipa de arbitragem não viu qualquer cartão durante a partida. 

Após o golo, a equipa fafense criou mais oportunidades. Korta enviou a bola à trave. A seguir, foi Sousa a não dar o melhor seguimento a um cruzamento de Micoli. Tal como anteriormente o Aves ia parando muitos dos lances ofensivos da equipa fafense em falta e sempre através do mesmo jogador. Isto perante uma equipa de arbitragem que ria a cada falta que este jogador fazia. 

Ao intervalo 2-1 para o Aves e a revolta instalada na equipa da AD Fafe, que procurava jogar mas o árbitro a deixar a equipa avense usar e abusar das faltas, sem mostrar o respectivo cartão. 

A segunda parte iniciou como a primeira, com o Fafe por cima, a pecar no último terço. Com as dificuldades que o Aves sentia, o árbitro auxiliar acompanhava o ataque avense desapareceu do jogo, isto é, esqueceu-se das regras e deixou o jogador do Aves usufruir de uma vantagem no terreno para se isolar perante Joel e fazer o 3-1. 

Ninguém conseguia acreditar, mas o Fafe tentou remar contra a maré, trabalhou, criou oportunidades, mas sentiu-se muito pobre perante tantas evidências. Novo ataque do Aves e foi incrível como o mesmo auxiliar não conseguiu acompanhar o avançado do Aves e deixou-o mais uma vez isolar-se perante Joel e aumentar a vantagem. 

A bancada afecta ao Fafe não acreditava e perdeu a cabeça, até porque foram provocados pelos jogadores do Aves, a cada lance que disputavam perto da mesma. 

A equipa bateu-se até ao fim e tentou mostrar dignidade que faltou a uma das equipas que estiveram em campo neste jogo, curiosamente uma equipa de arbitragem que se diz de Vila Real mas são vizinhos da equipa avense.
O Fafe tentou, lutou, foi melhor, superior mas não o deixaram ganhar. É bom que vejam o que se passou em neste jogo, com uma equipa de arbitragem que ainda ameaçou que iria escrever pelo comportamento da bancada, após toda a gente ter batido palmas ao único fora de jogo assinalado à equipa do Aves, após o quarto golo.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

ACD Pica comemora hoje o 35.º aniversário


Redacção

35 anos de muitas histórias

O nosso clube está de Parabéns pelo seu 35º Aniversário!

São 35 anos de muitas histórias, memórias, conquistas e sobretudo de uma missão cultural, desportiva e social que está à vista de todos!

Parabéns ACD PICA!!!

Restauradores da Granja comemoram 40 anos de existência


Redação

Com actividades culturais e desportivas 

O GCD Restauradores da Granja comemora os seus 40 anos nos dias 24 e 25 de Fevereiro 2017.

Neste sentido, vimos convidá-lo(a), a participar no programa que preparámos para celebrar esta efeméride, a saber:

Programa:

24/02/2017 - sexta-feira

22:00 h – Concerto: JIG's BIG BAND

Academia de Música José Atalaya

23:00 h – Parabéns (bolo de aniversário)

25/02/2017 - sábado

16:30 h - Jogo de futsal: Solteiros x Casados

21:30 h - Carnaval - Animação + Concurso de Fantasias

Agarra a tua oportunidade de treinar uma das equipas da formação da AD Fafe

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

AGENDA DESPORTIVA DE FIM DE SEMANA

ANDEBOL NACIONAL 

Andebol 1

AC FAFE - AA AVANCA  
Dia/Hora: Sábado, 25 Fevereiro – 18H00
Local: Pavilhão Municipal de Fafe 

FUTEBOL NACIONAL 


Ledman LigaPro

PORTIMONENSE SC - AD FAFE
Dia/Hora: Domingo, 26 Fevereiro – 15H00
Local: Estádio Municipal de Portimão

FUTEBOL DISTRITAL 

Taça  AF Braga

S. PAIO D'ARCOS - ARÕES SC 
Dia/Hora: Sábado, 25 Fevereiro – 15H00
Local: Parque de Jogos do S. Paio D'Arcos, Braga

OFC ANTIME - FORJÃES SC
Dia/Hora: Sábado, 25 Fevereiro – 15H00
Local: Campo de Jogos de Antime, Fafe

FUTEBOL VETERANOS

Liga Interplanetária da Amizade 

PALMEIRAS - UD FAFE A60
Dia/Hora: Sábado, 25 Fevereiro – 18H00
Local: Campo de Jogos de Palmeiras, Braga

FUTSAL DISTRITAL MASCULINO

Campeonato Distrital da 1.ª Divisão

NUN'ÁLVARES/IESFAFE - CR CANDOSO 
Dia/Hora: Sábado, 25 Fevereiro – 18H00
Local: Pavilhão do Grupo Nun'Álvares, Fafe

CABEÇUDENSE - AD FAFE/ACR FORNELOS
Dia/Hora: Sábado, 25 Fevereiro – 21H30
Local: Pavilhão Municipal das Lameiras, Braga 

FUTSAL DISTRITAL FEMININO

Campeonato Distrital da 1.ª Divisão

NUN'ÁLVARES/IESFAFE - CAMEBSES
Dia/Hora: Sábado, 25 Fevereiro – 20H00
Local: Pavilhão do Grupo Nun'Álvares, Fafe 

FUTEBOL POPULAR / FUTSAL CONCELHIO / LIGA DE FUTSAL JUVENIL 

INFORME-SE AQUI

Futsal Feminino: Cinco atletas fafenses convocadas para a selecção Distrital Sub 17

Texto: João Carlos Lopes 

Futsal fafense muito bem representado 

As atletas do Grupo Nun'Álvares Helena Nunes, que já representou a selecção nacional sub 17, Marta Teixeira, Catarina Antunes e Ana Ramos estão convocadas para representar a Associação de Futebol de Braga, no torneio Inter-Associações de futsal feminino sub-17, que se realiza no Porto entre os dias 24 e 28 de Fevereiro.

Também a atleta fafense que defende as cores do FC Vermoim para onde se transferiu do Grupo Nun'Álvares, Telma Pereira, que já vestiu as cores da selecção nacional sub 17, foi convocada para esta mesma selecção. 

Em conjunto são cinco atletas de Fafe ou ligadas a clubes de Fafe que vão estar presentes nesta selecção o que evidencia o bom trabalho que tem sido feito na modalidade a nível concelhio.   

Futsal AF Braga: SC Cabeçudense - AD Fafe/ACR Fornelos

Pool: Café Sueco está imparável e espreita 1.º lugar

Texto: João Carlos Lopes 

Máximo rigor e concentração 

A equipa de bilhar do Café Sueco deslocou-se na última quarta feira a Nespereira, Guimarães para jogar com a equipa do Chez Tony Bar , o jogo relativo à  6.ª jornada da Liga dos Campeões de Pool e terminaram a vencer por 9-1

Esta vitória e que vem na sequência de outras, comprova o grande momento de forma que os fafenses estão a atravessar. Aguardam agora o resultado do Café Star para pode ascender ao primeiro lugar. 

Os "suecos" estão de pontaria afinada e com o máximo de concentração e rigor nos jogos e a prova disso são os resultados da três séries desta partida, 3-0, 3-0 e 3-1.

Todos os jogos de futebol do Arões SC

Todos os Jogos de Futebol do OFC Antime

AMAF - Liga de Futsal Juvenil de Fafe: Jogos

Todos os jogos de Futsal do Grupo Nun'Álvares/IESFafe

Futsal - Seniores AF Braga: Nun'Álvares/IESFafe - CD Candoso

Todos os jogos de futebol da Formação da AD Fafe

Futsal Feminino AF Braga: Nun'Álvares/IESFafe - Cambeses

Liga LedmanPro: AD Fafe vai a Portimão à procura de pontos

António Pereira assume o comando do GCD Regadas até ao final da próxima época

Texto: SML

É o terceiro clube que treina em Fafe 

O vimaranense António Pereira está de regresso aos palcos de futebol e a mais uma equipa de Fafe pois foi anunciado como treinador do GCD Regadas para o que resta desta temporada e também para a próxima. 

"É com orgulho que assumo o comando técnico do GCD Regadas e com uma certeza de tudo fazer para dignificar esta grande instituição. Da minha equipa técnica fazem parte um amigo e homem da casa Marcelo Teixeira e o meu amigo de longas lutas Armando Costa. Sabemos que não será fácil a nossa tarefa mas também sabemos que sem sacrifício, sem luta, sem honestidade, sem garra e união, nada conseguimos. Um projecto diferente a médio/longo prazo que me foi apresentado, de gente humilde, sincera e com ambição. Agradeço à direcção o convite e a confiança. O vencedor não é aquele que sempre vence, mas aquele que nunca pára de lutar", referiu.

De referir que António Pereira já tinha passado em Fafe pelas equipas do GD Travassós e pelo OFC Antime. Assume funções já hoje no Campo das Cerdeirinhas, em Regadas e para amanhã já está agendado um jogo treino contra o GD Silvares, pois esta semana só há jogos para a Taça AF Braga, competição em que as duas equipas já não estão presentes. 

O primeiro jogo oficial será em casa com o Bairro, seguindo-se uma deslocação à Pica para mais um dérbi fafense.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Andebol 1.ª Div. Nac.: SL Benfica, 26 - AC Fafe, 24 (ACF deu muita luta)

Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR

Reacção na 2.ª parte colocou Benfica em alerta

O AC Fafe foi ao Pavilhão n.º 2 da Luz dar muita luta e impor um jogo equilibrado frente ao S L Benfica que venceu os fafenses apenas por 26-24, em jogo da 23.ª jornada do Campeonato Nacional. Tendo em conta o desnível orçamental das duas equipas,o ACF vendeu muito cara a derrota. 

Os encarnados aproveitaram o factor casa para entrar bem no jogo mostrando eficácia nas transições defesa-ataque ou mesmo em ataque organizado. Ao mesmo tempo mostraram agressividade a defender, tendo chegado ao intervalo com vantagem de cinco golos, 17-12. 

Na segunda parte o treinador do Benfica, Mariano Ortega, fez algumas alterações na equipa e a equipa fafense, treinada por Luís Silva, começou a jogara mais solta e a recuperar gradualmente no marcador, ainda que não tenha chegado para inverter o resultado deu para colocar os encarnados em alerta.

Futsal feminino : Nun'Álvares, 9 - GTeam, 0 (Líderes isoladas)

Texto: João Carlos Lopes

Oito pontos de avanço a meio da prova

As Juvenis do Grupo Nun'Álvares recxeberam e venceram as vimaranenses do GTeam por 9-0, em jogo da sexta jornada do Campeonato Distrital que agora chegou a meio, tendo em conta que devido a apenas existirem quatro equipas neste escalão o campeonato de desenrola a quatro voltas com dois jogos em casa e dois fora. 

Para já e a meio da prova as juvenis do GNA venceram todas as partidas e levam mais oito pontos que o 2.º classificado, o FC Os Académicos. As fafenses têm também o melhor ataque e a melhor defesa com 34 golos marcados e sete sofridos.  

Na recepção ao GTeam, venciam por 3-0 ao intervalo e acentuaram a supremacia na segunda parte com ais seis golos. Na primeira parte marcaram Catarina, Bruna Salgado e Leninha e na segunda, Joana, Leninha, Marta, Rafaela (2), e Beatriz. 

NUN'ÁLVARES: Mariana, Andreia, Joana, Leninha, Beatriz, Rafaela, Bruna, Bruna Salgado, Catarina, Bárbara, Catarina e Marta. Treinadora, Manuela Trigo.

Marco Correia “Motodreams/R. Granja” foi 7.º em Valpaços

REDAÇÃO

No 4.º Enduro Rota do Folar


Decorreu no passado fim-de-semana (18 e 19/02/2017) em Valpaços, o “4º Enduro Rota do Folar”, com cerca de centena e meia de pilotos presentes para disputar a segunda jornada pontuável para o Campeonato Nacional de Enduro 2017, numa organização a cargo dos Usprigozus de Vilarandelo, que se destacou por ser a primeira, das duas provas de dois dias, que compõem o calendário desta temporada.

No sábado, 1º dia de competição, o piloto fafense Marco Correia da equipa “Motodreams/Restauradores da Granja”, aos comandos da sua nova Sherco SEF R 300, enfrentou 3 voltas a um traçado com aproximadamente 45 km e nove especiais cronometradas. No final, garantiu a 8ª posição na classe Open.

Já no domingo, 2º dia de competição, o número de voltas aumentou para quatro e as especiais para doze, no entanto e apesar do cansaço acumulado, o piloto “Motodreams/Restauradores da Granja” conseguiu a 9ª posição.

No cômputo geral Marco Correia alcançou a 7.ª posição.

“Foi uma prova muito exigente, não só pela dificuldade do percurso mas também pelos tempos bastante apertados. Foram 320 Km e mais de 12 horas a andar no limite para não penalizar no percurso. No primeiro dia de prova enganei-me no percurso e penalizei no primeiro controlo horário, 1 minuto, seguidamente um erro por parte da organização fez-me penalizar mais dois minutos. Com estas penalizações logo na 1ª volta, o ânimo para continuar já não era muito, mas com o apoio de toda a equipa continuei e acabei por fazer uma boa classificação, visto que, após ter efetuado uma exposição ao júri da prova foram retirados os 2 minutos de penalização, que foram um erro da organização. No segundo dia as coisas melhoraram mas o cansaço aumentou o que me levou a cair uma posição, mesmo assim alcancei a 7ª posição no conjunto dos dois dias. Foi sem dúvida uma prova muito exigente e desgastante, mas contribuiu muito para a minha evolução como piloto” declarou o piloto fafense Marco Correia.

A terceira ronda do Campeonato Nacional de Enduro, decorrerá a 2 de Abril de 2017 em Vila de Rei.