.

.
.

quarta-feira, 30 de maio de 2018

Taça Cidade de Fafe em futsal veteranos decide-se hoje entre o Nun'Álvares/IESFafe e o Golães

Rui Rodrigues e Adelino Silva no Grande Prémio de Ciclismo Jornal de Notícias

Rui Rodrigues em prova 
Texto: Ismael Alves / Fotos: DR


Dois ciclistas jovens com ligação a Fafe  

A 28.ª edição do Grande Prémio de Ciclismo do Jornal de Notícias está a decorrer até dia 3 de junho. A competição, que se desenrola na região norte do país acolhe todas as formações nacionais profissionais e de sub-23, contando, ainda, com a presença de uma equipa do Kuwait. 

Como já vai sendo habitual nas provas de maior relevo nacional, temos o privilégio da participação do ciclista fafense Rui Rodrigues (Pica), da equipa Aviludo – Louletano. 

Adelino Silva
Também Adelino Silva está a participar nesta prova pela equipa ACD Trofa. O Adelino iniciou a época na equipa fafense ACD Pica\DCC e recentemente conseguiu o 3º lugar (Elite) no Granfondo Montemuro. A ida deste brilhante ciclista para a equipa ACD Trofa é um grande desafio, beneficiando de maior competitividade, visibilidade e oportunidades para a sua carreira de ciclista. 

Para estes dois magníficos ciclistas desejo que a corrida se desenrole sem percalços e superem os seus objetivos. 

Em relação à corrida, com partida em Viseu, o pelotão vai percorrer 823,6 quilómetros durante 7 dias, passando por Viana do Castelo, Moção, Barcelos, Santo Tirso, Valongo, Esposende, Ovar, Porto e Vila Nova de Gaia. No desenho da prova, destaque para dois contrarrelógios, um individual em Barcelos, e outro, por equipas, em Esposende, além de uma derradeira etapa mais dura, com uma contagem de montanha de primeira categoria, na passagem pelo Monte de Santo Adrião, 60 quilómetros antes da chegada a Vila Nova de Gaia. Carlos Pereira, diretor da prova, falou num "percurso equilibrado e com interessantes detalhes técnicos", confessando que, em comparação com outras edições, a distância das etapas foi encurtada de "forma a que haja mais competitividade e menos monotonia" 

Boas pedaladas!

João Leite esteve na final da Taça de Portugal de Cadetes

Texto: Ismael Alves / Foto: DR 

Quedas e furo não facilitaram a corrida 

A fase final da Taça de Portugal de Cadetes realizou-se no passado fim de semana (26 e 27 de maio), em Anadia e juntou cerca de 130 ciclistas num único pelotão, os melhores ciclistas da Zona A (Norte) e da Zona B (Sul).  O jovem ciclista fafense, João Leite foi um dos presentes em representação da equipa União de Ciclismo da Trofa.  

O troféu foi decidido numa final com duas provas. No sábado realizou-se o um contrarrelógio individual de 14 Km e no domingo a corrida em linha, com 68 km. 

O João iniciou a prova da melhor forma, no contrarrelógio individual fez o 17º melhor tempo da corrida em 126 corredores que terminaram. Este resultado deu motivação extra ao João, pois permitia sonhar com um resultado de excelência no final da prova.   

A corrida em linha não correu da melhor maneira ao João, não por falta de capacidades e ambição, mas devido a uma série de quedas. O João referiu que caiu logo na primeira volta e teve de realizar um esforço extra para poder colar novamente ao pelotão durante a segunda volta. No entanto, quando estava a colar, podendo assim descansar um pouco houve uma queda mesmo à sua frente o que o obrigou a parar e a descolar novamente do pelotão. Com a garra que já nos vai habituando, o João deu tudo e conseguiu na terceira volta juntar ao grupo principal e assim manter-se até 300 metro da linha de meta. Quando já ia a grande velocidade para abordar a chegada levou um encosto de outro ciclista o atirou para uma valeta de cimento. Para além das mazelas físicas e de um furo ainda arrancou para minimizar a perda de tempo, tendo chegado a 1min 34seg do vencedor. “Ficou a sensação que podia ter feito uma boa classificação, pois estava a sentir-me com força e confiança”, referiu o João Leite. 

Obviamente, que o João terá mais oportunidades para poder sorrir. Agora interessa recuperar das mazelas e reter esta experiência como aprendizagem para o futuro. Estou certo que juntamente com as pessoas que o estão a apoiar, o João ainda nos vai dar muitas alegrias. 

Boas pedaladas. 

Travassós Running levou mais de meia centena até à mais bela corrida do mundo


Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR

Uma família que não pára de crescer

A colectividade Travassós Running deslocou-se à "mais bela corrida do mundo" no Douro Vinhateiro, que decorreu no Peso da Régua com milhares de participantes e levou mais de meia centena de pessoas.   

Esta mítica prova serviu de baptismo a alguns dos atletas do Travassós Running na Meia Maratona, o que deixou os atletas visivelmente satisfeitos por terem concluído a distância de 21 km  uma corrida tão importante e mediática como esta. No total, entre estreantes e repetentes fora 12 os participantes na meia maratona, tendo a maioria dos restantes participado na caminhada. 

Foi um passeio motivado pela prática desportiva mas que teve outra componente mais importante, o convívio e a socialização de todos os intervenientes quer a nível interno quer externo porque esta família não pára de crescer.

Andebol - Taça Armando Campos: Académico de Viseu, 29 - AC Fafe B, 30

Texto: Diogo Gonçalves / Foto: DR

Equilíbrio pendeu para os fafenses


Na longa deslocação até Viseu a equipa “B” do Andebol Clube de Fafe teve grandes dificuldades perante a equipa do Académico.

A partida teve uma primeira parte de muito equilíbrio, o que mostrou o bom desempenho das duas equipas. Nenhuma das equipas conseguiu uma grande vantagem no jogo e por isso o jogo chegou ao intervalo empatado a 14 golos. 

Na segunda parte a história do jogo foi muito idêntica com o equilíbrio a ser a nota dominante nos últimos 30 minutos. Houve jogo até ao fim e a equipa fafenses conseguiu mesmos vencer já perto do final. Com esta vitória por 29-30 o AC Fafe ocupa a 5ª posição da Taça Armando Campos. 

Andebol 1: AC Fafe recebe o S. Bernardo em jogo de vida ou de morte e conta com o teu apoio


terça-feira, 29 de maio de 2018

Futsal - 2.ª Div. Nac.: Taipas renovou com a AD Fafe


REDAÇÃO

Fixo/Ala mantém-se com as cores da Desportiva  

Já é conhecido do público fafense pela garra que sempre demonstrou com o nosso emblema ao peito e é agora oficial: Taipas vai continuar com a AD Fafe na época 2018/19, para nos voltar a representar na 2.ª Divisão Nacional.

BTT - Fafenses “assaltam” pódio em Ribeira de Pena na Taça XCM da ARC Vila Real

Texto: Ismael Alves / Fotos: DR 

Tiago Ribeiro, Marco Correia, Carlos Fontes e Ismael Batista foram ao pódio 

No dia 27 de maio, Tiago Ribeiro (Elite), ao serviço da equipa Saertex Portugal-Edaetech, Carlos Fontes (Master 35), da equipa Rinus Fafe e da equipa SR Cepanense Marco Correia (Master 30), Tiago Novais (Master 35) e Ismael Teixeira (Promoção) deslocaram-se até Ribeira de Pena para participar na 3.ª prova da taça XCM da ARC Vila Real (II Maratona Ripenabike). 

Na maratona de 75 Km, o Tiago Ribeiro (Elites) arrecadou o 1º lugar da sua categoria e o 3º lugar da geral. “Um percurso pouco técnico, mas com boa distância o que proporcionou uma média final bem alta (25Km/h). Inicialmente, ainda tentei ir no grupo da frente, mas não foi possível. Decidi rodar no meu ritmo de conforto e fazer a corrida sempre a subir posições. Foram cerca de 60 Km a solo e no final consegui a vitória na categoria que era o mais importante”, referiu o Tiago. 

Os restantes atletas participaram na meia maratona, mas não foram “tirar selfies”. Todos eles com objetivos bem definidos, pois querem ser campeões regionais da taça XCM de Vila Real. Como tal, o foco estava no controlo dos adversários diretos, não estavam preocupados com a classificação geral, mas sim com a melhor posição possível na sua categoria. Logo à partida trataram de mostrar o que pretendiam, impondo ritmos fortes e constantes dificultaram a tarefa dos adversários e arrecadaram mais 3 medalhas: Marco Correia (Master 30), 1º lugar; Carlos Fontes (Master 35), 2º lugar e Ismael Teixeira (Promoção), 2º lugar. O Tiago Novais (Master 35), atleta que participa esporadicamente nas provas fez 6º lugar na sua categoria e referiu que ficou impressionado com o “andamento do pessoal”, chamando a atenção para as médias finais realizadas que demonstram o grau de exigência e dificuldade que estas provas apresentam, aumentando cada ano que passa. 

Parabéns para estes atletas, pela humildade e ambição que apresentam já são verdadeiros campeões. 

Boas pedaladas.

André Alves assinou pelos seniores AD Fafe e é para já o único júnior promovido

Texto: João Carlos Lopes / Redação

Clube anunciou mais quatro renovações 

O jovem André Alves é para já o único júnior a ser promovido por Ivo Castro para a equipa sénior da AD Fafe. Trata-se de um jogador que tanto pode jogar a central como a médio e que fez um percurso imaculado na formação do clube, sobressaindo sempre sempre pela sua qualidade e pelo profissionalismo com que sempre se empenhou quer nos treinos quer nos jogos. Um prémio merecido para um jovem que além da qualidade mostrou sempre muita humildade.  


RENOVAÇÕES 

➡ João Fernandes avança para o seu 8.º ano na AD Fafe depois de se ter estreado como sénior na Ledman LigaPro e ter feito 28 jogos e 3 golos na época passada;

➡ Korta, avançado que se estreou pelo escalão sénior em 2017/18, foi outra aposta na nossa formação que oficializa mais um ano de ligação ao nosso clube.

➡ Felipe Martins, avançado de 27 anos, continuará a jogar de justiça ao peito, depois de se estrear na equipa na última época com 24 jogos e 5 golos marcados.

➡ Chico voltou a casa na época passada e vai continuar rumo a mais um ano de trabalho.

segunda-feira, 28 de maio de 2018

Futsal Fem. - 1.ª Div. Nac./FC: Nun'Álvares/IESFafe, 6 - Santa Luzia FC, 3

Texto e foto (arquivo): João Carlos Lopes 

Confronto directo apimentou o jogo 

O Grupo Nun'Álvares/IESFafe, recebeu o Santa Luzia FC na penúltima jornada do campeonato tendo vencido por 6-3 e garantido o 7.º lugar da classificação, estando no entanto a um ponto do quinto lugar mas desloca-se na última jornada ao Pavilhão João Rocha para defrontar o Sporting que ainda sonha com o título.

Na recepção ao Santa Luzia a jovem Martinha abriu as hostilidades aos 5' e Verónica elevou para 2-o, aos 11'. No entanto a equipa do Alto Minho reduziu por Sofia Passos, aos 12' e empatou a dois por Leninha aos 14'.

O GNA/IESF jogava em casa perante o seu público entusiasta e voltou a passar para a frente no marcador com golo de Mafalda aos 17' e quatro minutos depois, a Leninha das Condestáveis colocou o marcador em 4-2, resultado com que foi atingido o intervalo. 

Na segunda parte Liana Alves elevou a contagem para 5-2, aos 34', a Leninha do Santa Luzia reduziu para 5-3, aos 37', para Mafalda fechar a contagem aos 38'. 

Este jogo tinha o particular interesse no confronto directo, tendo a equipa fafense entregue a lanterna deste grupo da fase de campeão definitivamente ao Santa Luzia.   

3.º lugar por equipas para ACD Pica\DCC no Granfondo Póvoa de Lanhoso

Texto: Ismael Alves/Foto: DR

Pódios individuais fugiram por 2 segundos. 

O Granfondo da Póvoa de Lanhoso, organizado pelo Boavista Ciclismo Clube, realizou-se no dia 27 de maio e reuniu alguns nomes sonantes do ciclismo nacional, com especial destaque para a região norte. Num percurso de 115 Km, com saída e chegada da Póvoa de Lanhoso e passagem nos concelhos de Vieira do Minho, Montalegre, Fafe e Cabeceiras de Basto apelidado pela organização como “um percurso de sonho, mítico, em pleno coração do Minho verdejante,… em que os participantes terão oportunidade de exprimir as suas capacidades: espaços para roladores, trepadores e até para quem gosta de descer.” 

A prova teve a participação de 140 ciclistas dos quais 10 fafenses em representação das equipas: ACD PICA\DCC, AD FAFE\CCJM, UDAR QUINCHÃES e FAFE A PEDALAR. 

Como já nos vem habituando, a valentia dos atletas fafenses foi notória ao longo da prova e consequentemente nas classificações.  O 3º lugar por equipas obtido pela equipa ACD PICA\DCC foi o ponto alto dos fafenses na cerimónia de entrega de prémios, sobre o qual Gabriel Castro, responsável pela equipa referiu que “este 3º lugar reforça a qualidade dos nossos ciclistas, do espírito e entreajuda de grupo e do trabalho que estamos a desenvolver”.  

Em relação à prestação individual é de realçar que a maioria dos ciclistas fafenses fizeram top 10 nas suas categorias. Renato Martins e Gabriel Castro disputaram os lugares do pódio na chegada ao sprint, não conseguindo o 3º lugar nas suas categorias por apenas 2 segundos de diferença. 

Classificações por categorias: 

Elite: 

Rafael Gonçalves (ACD PICA\DCC)  5.º lugar e 22.º na geral 

Master A 

Renato Martins (AD FAFE\CCJM)  4.º lugar e 6.º na geral 

Christian Lopes (ACD PICA\DCC)  10.º lugar e 24.º na geral 

Paulo Costa (AD FAFE\CCJM)       13.º lugar e 38.º na geral 

Master B 

Gabriel Castro  (ACD PICA\DCC)  4.º lugar e 9.º na geral 

Paulo  Almeida (ACD PICA\DCC)  6.º lugar e 13.º na geral 

Tierri Mendes  (ACD PICA\DCC)   7.º lugar e 16.º na geral 

Óscar Castro (UDAR Quinchães)  9.º lugar e 20.º na geral 

Heitor Leite (Fafe a Pedalar)         10.º lugar e 30.º na geral 

Mais uma prova, mais uma grande representação do ciclismo fafense. Tive a oportunidade de acompanhar a prova e ver a passagem dos ciclistas em alguns pontos mais complicados, sem dúvida é um orgulho constatar a seriedade e intensidade colocada na corrida. Apesar de suspeito pela minha função na corrida, é sempre um orgulho ver passar as camisolas das equipas fafenses.  

Boas pedaladas! 

Futebol Veteranos: UD Fafe A60, 7 - Veteranos da Câmara Municipal de Lisboa, 2 (Bis de Agostinho)

Texto e foto (arquivo): João Carlos Lopes 

Segunda parte demolidora 

Os veteranos da UD Fafe A60, receberam no Parque de Jogos de Antime, os Veteranos da Câmara Municipal de Lisboa, a quem venceram por expressivos 7-2. Foi um jogo equilibrado na primeira parte e começo da segunda, após o terceiro golo, a resistência da equipa lisboeta acabou, terminando com goleada face à superioridade da equipa da casa.

Ao intervalo a equipa fafense já vencia por 2-0 com Mourão a abrir o marcador e Luís Mário a ampliar.

Na segunda parte a equipa da capital reduziu para 2-1, porém Ramboia colou o resultado em 3-1. Depois vieram dois golos de Agostinho, a elevar a contagem para 5-1. A equipa alfacinha reduziu para 5-2, mas Braga, fez o 6-2 e Álvaro o 7-2 final. 


Canoagem: Marta Noval foi 2.ª na Taça de Portugal de Maratona

Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR

"Há pormenores a ajustar, pois cometi alguns erros"

A canoísta fafense Marta Noval, que se encontra ao serviço do Clube Náutico de Prado, competiu na Taça de Portugal de Maratona prova que decorreu em simultâneo com a Taça do Mundo de Maratona, numa prova realizada no último Domingo em Viana do Castelo, naquela que foi a primeira maratona "séria da época" para a atleta. 

Ainda a ganhar ritmo competitivo Marta Noval terminou em 2.º lugar a nível nacional e 16.º a nível internacional. A canoísta considerou a prova "muito dura, com condições adversas gigantes". Referiu ainda que "há pormenores a ajustar, pois cometi alguns erros, mas daqui a três semanas há mais e melhor",

Rui Nibra vai defender na II Liga pelo Leixões SC

Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR

Assinou por duas temporadas

Pouco tempo depois de anunciar que não continuaria a defender as cores da AD Fafe o guardião Rui Nibra anunciou a sua ida para o Leixões SC da II Liga, naquele que é o seu primeiro contrato com uma equipa de um campeonato profissional em Portugal e logo com um vínculo de dois anos. 

"Hoje anúncio a minha vinda para o Leixões assinando por 2 épocas desportivas, admiro muito este clube e a história que tem no futebol português. Agradeço a oportunidade que me deram para me estrear nos campeonatos profissionais, espero que seja um ano cheio de conquistas. Também tenho agradecer ao meu empresário Jorge Teixeira e ao Daniel Matos por tudo que tem feito por mim e claro sem esquecer todos meus familiares, amigos e os meus patrocinadores que sempre tiveram do meu lado nesta minha carreira".

domingo, 27 de maio de 2018

AD Fafe não conta com os serviços do avançado Nei para 2018/19

Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR

"Um clube que jamais irei esquecer"

Um dos jogadores que mais mexia na equipa quando entrava na época passada, Nei, anunciou que não continuará ao serviço da AD Fafe, porquanto foi dispensado pela equipa técnica. Desconhecendo-se a politica de contratações do Clube para 2018/19, esta já é a terceira saída anunciada e que temos conhecimento, depois de Rui Nibra e Ricardo Ferreira.


"É com o coração partido que venho comunicar a minha saída do AD Fafe, infelizmente fui comunicado que não estarei nos planos para a época 2018/2019 . Mais desde já agradeço a todos os sócios, adeptos, presidente e comissão técnica pelo carinho e a oportunidade. 

Foram 29 jogos vestindo essa camisola e 6 golos marcados, um clube que jamais irei esquecer, pelo fato de abrir as portas no futebol europeu e seus adeptos que são fora do normal, uma torcida que é fanática pelo seu clube da terra .

O clube fica os jogadores passam, mais desejo tudo de bom aos jogadores que ficam, a comissão técnica, roupeiro e o pessoal da secretaria . Boa sorte a todos “o futuro a Deus pertence”.

AC Fafe venceu Arsenal da Devesa 33-32 mas discute a manutenção no último jogo

Texto e foto: João Carlos Lopes 

Cidade tem que se unir no último e decisivo jogo

Apesar de ter vencido o Arsenal da Devesa por 33-32 no Pavilhão Flávio Sá Leite, na penúltima jornada da temporada, a equipa do Andebol Clube de Fafe tem tudo em aberto para o último jogo, no seu pavilhão, com o S. Bernardo, equipa que surpreendentemente, ou talvez não, venceu o líder Águas Santas, por 32-31. Entre AC Fafe e S. Bernardo um eles desce de escalão. 

Em Braga os fafenses abordaram bem o jogo e fruto disso chegaram a ter uma vantagem de três golos aos três minutos (1-4), aos 10', a vantagem era de cinco golos para a equipa de Ricardo Guimarães. Porém, entre os 15' e 20' deixou os arsenalistas aproximarem-se no marcador (10-12) e aos 21', deu-se mesmo o empate. Volvidos praticamente quatro minutos a equipa bracarense passou para a frente 14-13 e chegou ao intervalo com a vantagem de um golo 17-16, mas porque Nuno Silva, com uma defesa evitou que os estragos fossem maiores. 

Nos minutos iniciais da segunda parte os fafenses empataram o jogo e segui-se um período de intermitência até que aos 38:30 os fafenses voltaram a assumir o jogo (22-23) e embalaram para uma vantagem de três golos (22-25), aos 44'. No entanto, alguma falhas técnicas dos fafenses voltaram a colocar a equipa do Arsenal da Devesa em recuperação, passando novamente para a frente aos 39':30'' (28-27), tendo chegado aos 29-27. 

Ciente de que só a vitória lhe interessava a equipa fafense despertou de novo para o jogo e empatou aos 53':56'' (29-29). Aos 55', passou novamente para a frente e nunca mais desarmou. (29-30; 29-31; 30-31; 30-32 (aos 28':53''), 31-32; 31-33. A trinta segundos do final a diferença era de um (32-33), com Ricardo Guimarães a pedir um time out para reorganizar a equipa, mas esta viria a perder a bola a poucos segundos do final, tendo feito no entanto uma falta perto do meio campo sobre o apito final, a qual viria a ser o último lance do jogo, com os fafenses a apresentarem um bloco alto à frente do rematador e este a atirar por cima, também com Reyniel Nelsen a controlar a trajectória da bola. 

Vasco santos esteve em grande, com 15 golos
Resta o último jogo em que o AC Fafe conta com o apoio de todos os fafenses, os que gostam de andebol e os que gostam mais de outros desportos, porque esta é a única equipa fafense num campeonato principal e a cidade tem de se unir para este último e decisivo jogo.     

O grande destaque deste jogo vai para Vasco santos que apontou 15 golos em 17 remates, dez dos quais da marca dos sete metros, lances em que não falhou. Foi sem dúvida o homem do jogo, contribuindo quase com cinquenta por cento de golos para a vitória.

Jogo no Pavilhão Flávio Sá Leite, em Braga.

ARSENAL DA DEVESA: David Cunha, Manuel Sousa (3), João Santos, Vasco Areias (1), André Caldas(6), Miguel MarinhoLuís OliveiraRui Lourenço (10), João Saraiva (1) João Cunha (2), Gonçalo Areias (2), Carlos Osório (2), Sérgio Caniço (2), Bruno Silva  (2), Mário PeixotoIvo Silva (1)
e Rui Rolo. Treinador, Domingos Nunes.

AC FAFE: Tiago Gonçalves (3), Vasco Santos (15)Miguel Fernandes (3)Paulo Cândido (2), Reyniel Nelson, Ricardo Ávila, Nuno Pimenta(1), João Ferreira (2), Nuno Silva, Virgílio Pereira, Raul Roque (1), Mário Pereira (1), Virgílio Pereira (5), Carlos Madureira, Joshua Silva e Luís Pereira. Treinador, Ricardo Guimarães.

Onze titular da ADCR Santa Cristina no jogo da final da Taça dos Campeões FFPN contra o Montesinhos


Arões SC sagrou-se campeão da Liga Futsal Low Cost Seguros em seniores


O Arões S. C. sagrou-se campeão da Liga Futsal Low Cost Seguros Seniores Masculinos ao bater o Ardegão por 3 - 3 (6-4 após prolongamento) no 3° jogo das finais.

Ara Bugio sagrou-se campeão da 2.ª Divisão da Liga Futsal Low Cost Seguros em seniores



O Ara Bugio sagrou-se campeão da 2° divisão da Liga Futsal Low Cost Seguros Seniores Masculinos ao vencer o AFA Estorãos por 2 - 1 no 3.° jogo das finais.

Agrupamento de Stª Cristina deixou fugir a Taça dos campeões para o Montesinhos (2-1)

Texto e fotos: João Carlos Lopes 

Num jogo de erros o dos fafenses foi fatal

O Agrupamento de Santa Cristina deixou fugir a Taça dos Campeões da Associação de Futebol Popular do Norte, ao perder no Complexo Desportivo de Martim, em Barcelos com os vizelenses do Montesinhosque venceram a equipa fafense por 2-1, beneficiando, para tal, de um erro cometido pelo guardião fafense, quando aos 81', quis fintar o avançado contrário e acabou por lhe proporcionar, ingloriamente, o golo da vitória. 

O Montensinhos tentou surpreender o Agrupamento e logo aos 45 segundos podia ter chegado ao golo valendo na circunstância o arrojo de Cláudio a matar o mal pela raiz mas a ficar com sequelas do lance. 

Os fafenses reclamaram uma grande penalidade aos 4' de Serginho Sobre Fred que o árbitro não anuiu. Aos 6', Carlos recebeu uma bola nas costas da defesa mas deu de raspão na mesma perdendo uma oportunidade de marcar. 

Na resposta, aos 9', Sá rematou por coima da área. O mesmo Sá desperdiçou o golo aos 12' e a equipa Vizelense podia ainda ter marcado aos 24', com resposta dos fafenses aos 26', num cabeceamento de Carlos, ao lado, ao primeiro poste. 

O árbitro e o seu auxiliar equivocaram-se os 32' ao anularem um golo limpo a Pedro Rosinha que fintou um adversário na linha, chegou à área e rematou cruzado, numa jogada sem qualquer reparo, naquele que foi um erro do tamanho do campo para quem decidiu. Na sequência desse lance o adjunto Sérgio Costa foi expulso do banco fafense. 

Como um erro nunca vem só e para compensar, o árbitro assinalou uma grande penalidade do guardião Serginho sobre Fred inexistente, da qual veio a resultar o primeiro golo do jogo apontado por Pedro Rosita. o Avançado fafense já tinha cartão amarelo e era expulso por simulação.   

Na compensação da primeira parte, João Paulo com a baliza à mercê atirou ao lado. 

Na segunda parte, o Montesinhos teve a felicidade de empatar ainda no primeiro minuto, com João Paulo a concluir de cabeça um cruzamento oriundo da direita. 

Uma vezes por cansaço, outra porque o jogo era disputado com alguma virilidade, a partida esteve parada muito tempo e por largos minutos. 

O Agrupamento teve uma grande jogada aos 70',talvez a melhor de todo o desafio, com Carlos a meter a bola em Fred para este rematar cruzado com o esférico a não sair muito longe da trave. Aos 73', João Paulo, num golpe de cabeça, enviou a bola à barra da equipa fafense. 

Quando já se expectava a ida do jogo para prolongamento eis que surgiu o momento decisivo, com Zé Luís a querer fintar Sá na sua área e este a roubar-lhe a bola e a atirar para a baliza deserta, foi a alegria para os vizelenses e um balde de água fria para os fafenses. 
Não foi por falta de apoio

O Agrupamento ainda esboçou reacção e teve nos pés de Pedro Castro a possibilidade de levar o jogo para prolongamento, mas o remate deste acabou por sair ao lado, quando se encontrava em posição privilegiada para alvejar a baliza.   

Num jogo de erros quem mais errou foi o árbitro. Se Fred merecia ser expulso no penalti que deu o primeiro golo dos fafenses o médio Óscar, pelo seu excesso de virilidade, também tinha saído cedo do jogo mas manteve-se até ser substituído aos 67'. De resto o árbitro deixou passar impunes e sem falta muitas entradas cometidas por trás com intencionalidade.   

Jogo no Complexo Desportivo de Martim, em Barcelos. 

Árbitro, César Picas, auxiliado por Nuno Ferreira e Henrique Sousa, com Ricardo Gomes como 4.º árbitro.

ADCR SANTA CRISTINA: Zé Luís; Paulinho (Ricardo, 62'), Agostinho (Mira, 69'),Cavaco, Cláudio (Rui, 86'), Eurico, Rafa, Carlos, Pedro Rosita e Fred. Treinador, Aníbal Martins. 

ACR MONTESINHOS: Serginho; Sérgio, Palheira, João, Diogo (Filipe, 67'), Paulo, Óscar (Davide, 67'), Tiago, Adriano (Huguinho, 91'), João Paulo (Santos, 74') e  Sá (Cláudio, 81'). Treinador, Tozé. 

DISCIPLINA: Cartão amarelo a Óscar, 11'; Fred, 22'; João Paulo, 51'; Serginho, 89'; Santos, 90+1' e Rafa, 90+1'. 

GOLOS: Pedro Rosita, 37' (g.p.), João Paulo, 46' e Sá, 81'.   

Juniores do OFC Antime são campeões distritais da 1.ª Div. AF Braga


Texto: João Carlos Lopes / Fotos: Ricardo Silva 

Uma festa como nunca se viu em Antime

Os principais responsáveis pelo êxito destes jovens
Eram um jogo muito difícil para o Antime pois, apesar de ser o último decidia o título de campeão para a equipa orientada por Pedro Ismael Gonçalves, e noutro jogo o outro interessado, Santa Eulália defrontava o Brito, porém os operários encararam o desafio como de vida ou de morte e venceram em Santiago de Mascotelos por 3-1.  

Perante uma moldura humana nunca antes vista num jogo de formação do Clube e com o embalo desse 12.º jogados, os operários encararam a partida decididos em fazer história e subir ao mais alto patamar do escalão em futebol distrital, onde vão encontrar por exemplo, a despromovida AD Fafe.  

A equipa vimaranense, naturalmente, não queria colaborar na festa e logo no primeiro minuto um jogador do Santiago, em boa posição, atirou o lado da baliza operária. 

O Antime chegou primeiro ao o golo, aos 38'. após centro de Tomé para a área onde apareceu Gonçalo Lemos a provocar o primeiro delírio nos fafenses. 

Gonçalo Lemos voltaria a estar em evidência antes do intervalo ao voltar a marcar, agora assistido por Renato.

Na segunda parte, o Antime procurou o terceiro golo mas foi o Santiago de Mascotelos a reduzir para 2-1 e deixar os presentes na expectativa. 

Foi já aos 80' que os antimenses descansaram quando Rui Pedro fez o terceiro golo numa partida que teve muitas incidências, inclusive três expulsões para cada lado. 

A festa começou em Mascotelos mas espalhou-se por todo o lado, desde Guimarães até Fafe, onde percorreram todas as ruas da cidade, não esquecendo uma passagem pela Câmara Municipal de Fafe, continuando a festa em Antime, no campo onde os jovens tantas alegrias deram aos seus adeptos e familiares. Foi sem dúvida uma conquista para a história.   

OFC ANTIME: Cristiano; Vítor, (c), Duarte, Lousada, Marcelo, Zé Freitas, Gonçalo Lemos, Tomé, Steinmaier, Rui Pedro e Renato. Jogaram ainda, Silva, Carvalho e Paulo. Treinador, Pedro Ismael Gonçalves.

Defesa esquerdo Ricardo Ferreira anuncia a sua saída da AD Fafe


Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR

"Foi e será sempre a minha casa"

O jovem defesa esquerdo Ricardo Ferreira que fez a sua formação na AD Fafe e representou, por empréstimo o Mondinense FC antes de regressar aos seniores da AD Fafe, anunciou a sua saída do clube mas promete voltar um dia, sem esclarecer no entanto se tem em mãos alguma proposta doutro clube. 

"De forma oficial comunico a minha saída da Associação Desportiva de Fafe. Foram 6 anos de Justiça ao peito. 128 jogos oficiais, muitas vitórias e algumas derrotas pelo caminho. Foi e será sempre a minha casa, muitas felicidades e algumas desilusões,mas tudo isso me fez crescer e tornar melhor homem e jogador. O futuro a Deus pertence, portanto só me resta continuar o meu caminho e sei que no final serei recompensado. Voltarei, um dia".

sábado, 26 de maio de 2018

Cepanense vence Taça da Liga da AMAF

REDAÇÃO

Triunfo por 2-0 sobre o Sousa

O Cepanense conquistou, esta tarde, a Taça da Liga da Associação de Modalidades Amadoras de Fafe em futebol sénior masculino. Na final, a equipa de Miguel Vieira venceu por 2-0 ao Sousa.

Os fafenses adiantaram-se no marcador na primeira parte, por Stuca. 

No segundo tempo, um tento de Albano fixou o resultado final e o troféu vai para a equipa da tuna, que no último fim-de-semana tinha perdido para o campeonato ante o mesmo adversário, por 6-1, tendo ficado de fora da luta pelo campeonato.

Futsal: Bertinho é reforço da AD Fafe

REDAÇÃO

Volta a uma casa onde se formou

O ala Bertinho é o novo reforço para a equipa de futsal da AD Fafe. O jogador de 24 anos regressa a uma casa onde fez formação no futebol. O último clube que representou foi o Nun'Álvares. Prossegue assim o seu percurso no futsal.

"É um orgulho enorme voltar a representar a AD Fafe, clube onde fui muito feliz e acarinhado. Espero poder retribuir toda a confiança depositada e prometo muito trabalho e dedicação", disse, aos canais do clube.

Futsal AF Braga: Nun'Álvares/IESF, 3 - Contacto, 2

Texto: RJC 

Vitória insuficiente para a festa

O Nun'Álvares/IESF fechou o campeonato com uma vitória caseira ante a Contacto Futsal, por 3-2, no entanto insuficiente para festejar o título distrital e a subida de divisão aos campeonatos nacionais.

Os fafenses tinham de fazer um melhor resultado que o líder Lordelo, que acabou por ganhar na casa do Cabeçudense, por 4-1, fazendo a festa apenas por um golo de diferença.

Quanto ao jogo em Fafe, não houve golos na primeira parte e todos apareceram na segunda. A Contacto adiantou-se no marcador, mas Ribeiro e Tiago Nogueira deram a volta ao marcador. Bruno Maia, já após o 2-2, fez o golo da vitória condestável.

Atenções fafenses centradas agora na Taça AF Braga, cuja final se joga no próximo sábado, em Braga, ante o Lordelo.

sexta-feira, 25 de maio de 2018

Captações no GDCR Fareja para nascidos entre 2006 e 2008


Daniel Ferrinho e Richard Ofori renovam pela AD Fafe para 2018/19

REDAÇÃO 

Primeiras renovações da época

São as primeiras renovações da época, dois jogadores que já mostraram bem o valor que têm de justiça ao peito:

➡ Ferrinho, jogador que avança já para a 11.ª época na AD Fafe, confirma presença no nosso plantel em 2018/19;

➡ Richard Ofori, depois de um primeiro ano no nosso clube, onde fez 24 jogos e um golo, vai acompanhar-nos para a nova época.
Aos dois, desejos de uma época de muito sucesso.

Guardião Rui Nibra não fica na AD Fafe para 2018/19

REDAÇÃO


"Vou levar o carinho e o calor dessa massa associativa para o resto da minha vida"

O guarda-redes Rui Nibra, titular indiscutível da equipa da AD Fafe na temporada 2017/18, com exibições de grande nível, anunciou de forma indirecta que não vai continuar na AD Fafe na próxima temporada, sem revelar no entanto para onde vai.   

"Hoje começa uma nova etapa na minha vida mas não posso deixar de agradecer a um clube como o Associação Desportiva Fafe que me deu a oportunidade de jogar, para um grupo que não tenho palavras para dizer a união que se formou nas horas difíceis e de uma comissão técnica que acreditou no meu potencial e fez me jogar ao alto nível ..

Foi 1 ano de aprendizagem e de entrega, experiência igual a essa de vestir a camisa do FAFE com essa massa associativa apoiar não têm igual, vou levar o carinho e o calor dessa massa associativa para o resto da minha vida!!!

Estou de partida para uma nova etapa, mas saio de cabeça erguida e com a consciência tranquila do dever cumprido, a saudade vai bater mas estarei sempre com vocês junto aos imensos adeptos que associação Desportiva Fafe tem, que está época consigam os grandes objetivos do clube".

Técnico fafense Jorge Teixeira não continua ao comando do Mota FC

REDAÇÃO

Ainda não se comprometeu com nenhum emblema

O treinador fafense Jorge Teixeira e a sua equipa técnica não continuam ao serviço do Mota FC.

O clube de Basto anunciou isso durante o dia de ontem, agradecendo o bom trabalho e o bom desempenho do técnico fafense ao longo da temporada.

Após um bom trabalho realizado ao serviço do FC Felgueiras "B", Jorge Teixeira abraçou o projecto da equipa do concelho de Celorico de Basto, tendo levado a cabo uma excelente primeira volta.

Contudo, face a fantásticas exibições de dois ou três jogadores, o Mota FC ficou mais fragilizado para a segunda metade.

Ainda assim, a época acabou por ser bastante positiva.

Jorge Teixeira já foi contactado, mas até ao momento ainda não se comprometeu com nenhum emblema, pelo que é um treinador disponível para abraçar novo projecto.

Fafe – Uma terra com tradição e futuro no ciclismo: Conheça melhor a Rinus Fafe

Texto: Ismael Alves / Fotos: DR

“Somos Minhotos e a nossa casa é Fafe” 

Cónica dedicada a todos os grupos e associações de cicloturistas do nosso concelho. Estes são os verdadeiros “embaixadores” do ciclismo, a forma desinteressada e animada como motivam muitos jovens a experimentar o ciclismo, bem como promovem o regresso à atividade dos “mais velhos” é merecedora de reconhecimento.  

“Somos Minhotos e a nossa casa é Fafe” é a forma como se apresentam os RINUS FAFE que amavelmente enviaram o texto a relatar a sua história. Rapidamente apercebemo-nos que apesar da curta existência temporal, os RINUS FAFE são portadores de uma vasta e rica experiência enquanto atletas e promotores de eventos associados ao ciclismo.  

Muito me apraz partilhar a história destes amigos. Com eles fiz a minha primeira peregrinação a Santiago de Compostela e participei nas várias edições da saudosa Maratona BTT Rally Fafe.  

Uma palavra de apreço para o responsável dos RINUS FAFE, Gilberto Fernandes pelo entusiasmo em manter os RINUS sempre a pedalar e nos confidenciar que a data do próximo Ride BTT Montelongo será no dia 4 de novembro.  

“Inicialmente designados por BTT RINUS, a nossa formação teve início em novembro de 2005, simbolizada num passeio designado pela “Rota do Prego” em Cepães, um pequeno grupo de betetistas oriundos dos vários cantos do concelho, 4 de Silvares S. Martinho, 1 de Fornelos, 1 de Cepães, 2 de Felgueiras e 1 de Celorico de Bastos, que se uniram a Sociedade de Recreio Cepanense, numa sinergia que deu muitos e bons frutos.  

Normalmente ao fim-de-semana, juntávamo-nos para desfrutar desta nova modalidade nos virgens trilhos do nosso concelho e também das regiões circunvizinhas. No início de 2006 começam as participações em eventos organizados, o primeiro deles é em As Neves, na região de Pontevedra em Espanha, no XIII CAMIÑO REQUESON, num dia de imensa chuva e frio, a ser um batismo bem regado junto as margens do rio Minho.  

Seguiram-se a participação na meia-maratona da Mealhada, mais um dia invernal épico e inesquecível, foram as primeiras pedaladas, cheias de peripécias e tesourinhos. Em meados de 2006, com muita vontade de dois elementos do BTT RINUS e ajuda de dezenas de colegas e amigos, CM Fafe e patrocinadores, conseguimos organizar o primeiro passeio de BTT em Fafe, intitulado de "I Ride BTT Monte Longo - Fafe'06", um sucesso na região, no qual participaram cerca de 200 betetistas debaixo de uma arrasadora onda de calor e ao longo de 40km de trilhos durinhos, mas fantásticos para o BTT.  

É também em 2006 que fazemos a primeira de muitas incursões a Santiago de Compostela, uma travessia pelo Caminho Português, num total de 250 km, realizada em 2 dias, com partida na Igreja de Cepães e com a particularidade da bênção do Padre Marques à partida da nossa peregrinação.  

Em 2007 estreamos o equipamento BTT RINUS na maratona de Portalegre, Paulo Ferreira participa pela primeira vez numa prova de Cross-Country, XCO Penha – Guimarães, é também em 2007 que avançamos para um projeto mais ambicioso e confecionámos a primeira maratona de BTT em Fafe, realizada no mês de junho, a I Maratona BTT Rally Fafe – M07 foi mais um sucesso esperado, pois possuímos trilhos magníficos e com as paisagens de Fafe estimadas, são uma maravilha que os mais de 400 participantes poderão usufruir.  

Com a organização da Maratona de BTT a absorver grande parte do tempo e dos recursos humanos, passamos o Ride BTT para o mês Novembro, na comemoração do nosso aniversário, assim, todos os anos, no primeiro domingo de novembro, juntamos os amigos das rodas de taco no “Ride BTT Monte Longo”, um passeio guiado pelos elementos dos Rinus, que junta os amigos das rodas de taco num convívio lúdico, com bolo e champanhe no final.  

Em 2008, já com mais treino, 7 peregrinos fazem as malas e em autonomia total durantes 3 longos dias no mês de abril partem numa expedição pelo caminho de peregrinação mais duro de Santiago de Compostela, o Caminho Primitivo. Este caminho foi o primeiro itinerário Jacobeu, daí o seu nome, tem início em Oviedo e atravessa as Astúrias até Santiago de Compostela. Nesse ano realizamos a 2ª Maratona BTT de Fafe com cerca de 500 participantes, o terceiro ride BTT e pois claro, mais um punhado de participação em passeios de maratonas.  

No início de 2009 dá-se uma pequena revolução no seio do grupo e começa uma nova era no seio do grupo, novo equipamento BTT Rinus para a renovada estrutura, com novas aventuras e sem descurar a organização da 3ª Maratona BTT Rally em Fafe, que contou com mais de 500 participantes a percorrerem os trilhos da cidade até ao norte e nascente do concelho, com passagem no maior aglomerado de carvalhos da Europa. Nesse ano fazemos a travessia em BTT de Fafe até Fátima por trilhos durante 2 dias e mais de 330km, vamos também a Santiago pelo Caminho Português e organizamos o 4º Ride BTT em Cepães.  

2010 é o ano para desfrutar dos trilho e paisagens, participamos em diversas maratonas e em alguns passeios de BTT, no mês de maio fazemos a peregrinação da Via da Prata, com início em Chaves até Santiago de Compostela e em agosto vamos novamente a Espanha realizar um passeio de sonho, que permanecerá nas nossas memorias bem guardado pela beleza natura da região tutelada e protegida de Leon e Astúrias “Picos da Europa”. É também em 2010 que juntamos num passeio guiado e animado por mais de 120 amigos BTTistas, no nosso 5º aniversário (5º Ride BTT).  

O ciclismo dá as primeiras pedaladas no ceio dos Rinus em 2011, prosseguindo a metamorfose deste grupo. Participamos em vários provas e provas de BTT e Ciclismo, realiza uma nova travessia de Valencia até Santiago Compostela e finalizado em Finisterra. Em setembro organizamos a primeira prova de ciclismo na freguesia milenar de Cepães, o 1º Grande Circuito de Cepães, uma prova englobada numa das etapas do Troféu UDARQ, que contou com dezenas de ciclistas, e claro, o Ride BTT em novembro, nesse mês em Medelo, o primeiro troféu para os Rinus numa prova de ciclismo com o 3º lugar em Master 30 de Gilberto Fernandes, na última prova do Troféu UDARQ.  

Com a reentrada de novos elementos no seio do grupo em 2012, não ficamos só pelo lazer e foi criada uma equipa de competição de 4 atletas com o propósito de realizar todas as provas de maratonas da Taça de Portugal XCM e também as do Regional do Minho XCM, um ano pioneiro para uma equipa fafense nestas andanças e uma experiência excecional no seio da alta competição nacional de maratonas de bikes de monte. No ciclismo as participações eram mais escassas, destaque para participação no Open Ibérico em Vigo e para o 2º lugar geral e 1º Master 30 de Gilberto Fernandes na 4ª etapa UDARQ em Medelo.  

No ano seguinte aumentamos a cadência na competição, com três novos atletas, a prioridade era a Taça de Portugal XCM e o regional do Minho XCM, juntando-se outras maratonas de BTT e mais provas de ciclismo. É também em 2013 que nos aventuramos no XCO de Mesão Frio e é também a estreia do cadete Luís Silva na competição, meses depois também se iria estrear em provas de ciclismo. De destacar para dois lugares honrosos, 2º lugar Master 30 de Gilberto Fernandes no Circuito de Fafe UDARQ e para 2º lugar Geral de Carlos Fontes no médio do Douro GranFondo.  

Em 2014 começamos o ano numa nova vertente, o Duatlo de Famalicão, em março voltamos só as pedaladas, no Fafe Show Bike, José Pereira vence a maratona BTT na categoria de promoção e Gilberto Fernandes vence em Master 30 a prova de ciclismo. Em maio, José Oliveira faz 3º lugar na meia Maratona de Amarante e vence a meia Maratona de Mondim de Basto, enquanto Nuno Oliveira faz 2º lugar, José Pereira na mesma prova vence a distância longa. Em julho, no circuito de Fafe UDARQ, Gilberto Fernandes faz 2º lugar em Master 30 e em setembro José Oliveira faz 3º lugar na meia maratona BTT de Chaves e no mês de novembro, Marco Moniz vence a última Etapa do Troféu Ciclismo UDARQ no Circuito de Medelo. Em agosto fazemos mais uma longa travessia até Compostela, desta vez pela estrada, cerca de 255 km de pura montanha partilhada com dois colegas da UDARQ, o itinerário teve início em Fafe, com passagem na Lagoa, Portela do Homem no Gerês, Lobios e almoço em Ourense com perto de 40 graus, na segunda parte passamos em Lalim, Silleda até Santiago de Compostela.  

2015 comemoramos a primeira década dos Rinus, é um ano com mudança de paradigma e da revitalização de um grupo de desportistas, com o término da ligação à S.R. Cepanense, o nome muda para Rinus Fafe, deixamos o amarelo do equipamento e passamos a usar o vermelho e o branco, as cores do concelho de Fafe, juntamos o Trail e o Atletismo ao Ciclismo e BTT, e sempre que podemos, realizamos ou colaboramos em inventos onde dá-mos a conhecer a nossa terra, os usos e costumes do nosso povo e se possível também ajudamos instituições de caris humanitário. De destacar em 2015 o passeio de BTT do 10º aniversário que juntamos em Cepães os amigos das bikes de pneu de taco, o 3º lugar na meia maratona BTT de Chaves de Carlos Fontes, a vitória no Trail Serra da Cabreira de Cidália Novais e o 2º lugar da Sandrina Carneiro e para finalizar o ano com o 3º lugar de Cidália Novais no trail curto do IV Amarante Christmas Trail.  

O nosso primeiro evento solidário foi em fevereiro de 2016, no X Ride BTT Montelongo participaram 300 betetistas e o valor da inscrição reverteu na totalidade para os atletas da Cercifaf, pessoas espetaculares e com grandes aptidões que por variadíssimas vezes têm representado da melhor maneira a região de Fafe além fronteiras. Na vertente competitiva, em março no Fafe Trail Run, Cidália Novais corta a meta em 3º lugar no trail longo, em junho na meia Maratona BTT Boticas, Carlos Fontes faz 2º lugar, no mês de julho na meia Maratona BTT Montalegre, Carlos Fontes fica em 1º lugar e Gilberto Fernandes em 2º lugar, ambos na categoria de promoção, ainda em julho no BTT Doudo Pombalino – Peso da Régua, 2º lugar para Carlos Fontes em promoção e para terminar o mês mais um 2º lugar para Carlos Fontes na 8ª Maratona BTT Lagares - Penafiel. Foi também em julho que organizamos e apadrinhamos com mais de uma centena de praticantes de btt e ciclismo a passagem do pelotão nacional nos estradões do WRC em terra batida, com o evento Maior Pelotão da Terra Batida. Em setembro na meia Maratona BTT Rota do Presunto – Chaves, Gilberto Fernandes e Carlos Fontes sobem ao pódio no 2º e 3º lugar na categoria de Master 30, terceiro e quarto na geral. Ainda em setembro, mas em ciclismo, Carlos Fontes corta a meta em 1º lugar em Master 30 no 3º Circuito São Mateus / Era Imobiliária / Cleimag em Medelo. Em outubro Carlos Fontes em promoção na VII Maratona BTT Sra. da Graça - Mondim de Basto faz 1º lugar e para finalizar o ano, já em novembro mais um 1º lugar na promoção para Carlos Fontes no 6º BTT Vale Maravilhoso, Campeã - Taça Inter Associações Vila Real. Também em novembro realizamos o passeio de BTT do 11º aniversário, com cerca de 100 betetistas a invadirem os montes de Fafe.  

O ano de 2017 trás muito Trail, BTT, Ciclismo e claro o Ride do aniversário dos Rinus, é também a asseveração da equipa de trail e atletismo e um grande ano para o BTT com o Carlos Fontes a subir ao pódio final da Taça de meias maratonas da ARCVR - Associação Ciclismo Vila Real. Começamos por Março com o 1º lugar F40 de Cidália Novais no trail curto do Fafe Trail Run, no BTT, Carlos Fontes vence em promoção o 3º BTT Vila Pouca de Aguiar e também conquista a geral no percurso curto da 5ª Maratona BTT Capital do Móvel. Em maio e no ciclismo, Gilberto Fernandes faz 2º lugar no 17º Convívio de Cicloturismo de Felgueiras e 1º lugar no 8º Passeio de Ciclismo de Calvos, no BTT, Carlos Fontes fica em 2º lugar Master 35 na meia Maratona BilaBiker's/Cidade de Vila Real. Em junho, Marisa Novais fica em 2º lugar na cat. Fsenior e Cidália Novais vence na cat. F40 no trail curto da Cabreira Challenge, na 10º Maratona BTT Boticas, Carlos Fontes vence o seu escalão M35 da meia maratona. No mês de julho mais duas conquistas para Carlos Fontes, no VI Troféu Btt Montalegre “Acácio da Silva” faz 3º lugar na cat. M35 e fica também em 3º lugar em Master 30 no Prémio de Ciclismo Festas do Concelho de Fafe – UDARQ. Em outubro, Carlos Fontes volta a carga no 7º BTT Vale Maravilhoso – Campeã ao vencer a Geral e a cat. M35, no Penha Music Trail é a vez de Cidália Novais subir ao pódio do trail curto, ficando na 3º posição da geral e 2º na cat F40. Para terminar o ano, a prova de atletismo mais dura de Portugal, o Gerês Extreme Marathon, com Cidália Novais a ganhar a meia maratona na cat. F40.  

Em 2018 o propósito é o mesmo, por carolice e com total liberdade, vamos fazer aquilo que gostamos e divertirmo-nos ao máximo nas corridas e em especial nos treinos, sempre num ambiente saudável, quer seja de bicicleta ou a correr. Atualmente somos 8 atletas, dois a pedalar e seis a correr, certamente que vamos participar em muitos eventos e em todos eles vamos dignificar a nossa camisola e a nossa terra, possivelmente vamos conseguir fazer boas classificações e até ganhar alguns troféus, mas claramente que esse não é o foco que nos alumia, gostamos de desafios e de nos superar, dentro das limitações que a vida nos proporciona.” 

Brevemente nesta crónica: Road to Nowhere, desfrutar da amizade e da essência da cultura cicloturista de estrada é o propósito deste novo projeto em Fafe.  

Boas Pedaladas! 

PS.: Agradeço que enviem informações através do seguinte email: ciclismofafe@gmail.com