.

.
.

terça-feira, 31 de dezembro de 2019

Equipas de Fafe em análise | Futsal - 1.ª Div. Nac. Fem. | Nun'Álvares sem margem de erro

TEXTO E FOTO: JOÃO CARLOS LOPES 

Tudo em aberto mas vai ser preciso dar o máximo 

As seniores do Grupo Nun'Álvares mantém-se na luta por um dos quatro lugares que dão acesso à luta pelo título nacional e consequente manutenção automática na 1.ª divisão. 

Fruto de alguns desaires, a equipa orientada por Rui Pedro Cunha, encontra-se na 5.ª posição, com os mesmos pontos do Vermoim que leva vantagem no confronto directo mas, face à conjugação de jogos entre todos há muitas possibilidade de terminar a Zona Norte num desses quatro lugares. 

Para já, em 11 jogos, a equipa soma 15 pontos, fruto de quatro vitórias, três empates e quatro derrotas, marcou 30 golos e sofreu 22. 

Para já tem que ganhar ao Chaves na próxima jornada em casa e depois ir ao recinto do Águias de Santa Marta, em Penafiel, recuperar os três pontos que deixou fugir em casa com esta mesma equipa. As outras derrotas foram com o Novasemente, Vermoim e Santa Luzia, todos fora.

Nos últimos jogos a equipa tem dado uma boa resposta e vamos ver se a paragem de Natal não vai afectar esse rendimento. 

Jogador do GDCR Fareja | Fabinho Nobre é o craque do momento

TEXTO E FOTO: JOÃO CARLOS LOPES 

Talento de sobra com golos aos pares 

O jovem jogador do GDCR Fareja, Fábio Nobre (Fabinho), tem estado em particular destaque esta temporada, não só pelos golos que tem marcado, nove ao todo, mas pela qualidade de execução dos mesmos, alguns de bola parada e outros de fora da área que são autênticas obras de arte. 

Naturalmente, que o jogador, de apenas 22 anos, anda satisfeito pela forma como lhe está a correr a época mas pensa sempre em prol da equipa e os seus golos só o deixam satisfeito quando valem pontos, porque está ciente que não joga sozinho. 

Formado no Desportivo Ases de S. Jorge e ACD Pica onde juntamente com mais dois irmãos gémeos os seus golos já faziam furor, ascendeu depois a sénior na equipa B da Pica pela mão de Rafa Leite, num ano em que foi dada a oportunidade de jogar a muitos jovens, tendo apontado quatro golos. Na época passada não jogou com regularidade no Silvares e acabou por ficar em branco quanto a golos. 

Chegado esta temporada ao GDCR Fareja, o técnico Tony Machado viu potencial no jogador e deu-lhe um lugar no onze onde tem evoluído de forma muito positiva e acima de tudo ganho a confiança necessária para fazer grandes golos e colocar em prática toda a magia que sobressai do seu pé esquerdo. 

Sendo jovem, é natural que tenha ambição e sem pensar em grande, quer apenas dar um passo de cada vez e o próximo será jogar numa equipa da Divisão de Honra da AF Braga. Sendo certo que os objectivos desta temporada do Fareja não passam pela subida o jogador quer mostrar todo o seu talento para que na próxima época as portas se possam abrir. 

Mais que as palavras, os números falam por Fabinho, com quatro bis em 11 jogos e nove golos apontados, ao serviço de uma equipa que está apenas na 10.ª posição da tabela classificativa.

Equipas de Fafe em análise | Futsal - 2.ª Div. Nac.| Nada ganho nada perdido para GNA e Fafe

TEXTO E FOTO: JOÃO CARLOS LOPES 

Duas equipas fortes e de futsal atractivo

As duas equipas de Fafe a militar no campeonato Nacional da 2.ª Divisão Nacional Série A, estão a ter um comportamento de elevado mérito honrando os pergaminhos do futsal fafense sendo duas das equipas mais temidas da sua série.

O Grupo Nun'Álvares segue no 2.º lugar com 21 pontos, os mesmos pontos do 1.º, Macedense, mas com menos uma partida realizada. Em 10 jogos soma 6 vitórias, três empates e uma derrota. Marcou 35 golos e sofreu 21, o que equivale a ter a melhor defesa da série. Vai lançado mas a concorrência é feroz e o próximo adversário é um desses concorrentes, em partida a disputar em Vila da Aves. Por isso com um equilíbrio tão grande entre as cinco primeiras equipas nada está ganho para a equipa de Hugo Oliveira, contudo é sempre bom seguir na frente. O GNA continua ainda na Taça de Portugal, onde garantiu presenta nos 1/8 de final. 

A AD Fafe, em ano de grandes mudanças, inclusive de treinador, agora com Alex Pinto ao leme tem mostrado vitalidade e disputado cada jogo em que participa. Os dois últimos jogos são praticamente excepção à regra com derrotas seguidas no Nun'Álvares e casa contra o Macedense, este em partida antecipada da 11.ª jornada. O Fafe ganhou 5 jogos, tem 2 empates e 4 derrotas. Marcou 39 golos e sofreu 37. Ainda está na luta e por isso nada está perdido para os fafenses que se reforçaram recentemente com um pivot e ainda vão baralhar e muito as contas na luta pelos dois lugares da frente. Vai descansar porque o jogo foi antecipado contra o Macedense.

Uma coisa é certa tanto uma como outra equipa são muito competitivas e mostram um futsal que empolga as massas. Vamos ver o que ainda fazem nos restantes 8 jogos para GNA e 7 para a AD Fafe.   

segunda-feira, 30 de dezembro de 2019

AMAF | Agrupamento junta-se a Arões 'B' na final da Taça Cidade de Fafe

TEXTO: JOÃO CARLOS LOPES | FOTO: DR

Um jogo melhor que muitos da regional 

Depois de vencer o GD Pardelhas por 4-3 na noite desta segunda feira, o Agrupamento de Santa Cristina vai juntar-se ao Arões SC 'B' na final da Taça Cidade de Fafe, num dérbi entre equipas aronenses.

O jogo da meia final disputado no 'Planalto' de Santa Cristina, em noite fria, acabou por ser uma boa partida de futebol com muita entrega e vontade das duas formações, melhor até que muitos jogos dos campeonatos distritais. 

Entrou bem o Santa Cristina mas foi a equipa de Pardelhas a inaugurar o marcador através de Zenga aos 5'. Depois de muito porfiar a equipa da casa obteve o empate aos 21', por Pedro Rosita e ainda enviou uma bola ao poste. 

Na segunda parte com apenas 18 segundos decorridos, Pedro Castro colocou o Santa Cristina em vantagem por 2-1. Aos 55' minutos Pincha, que tinha o irmão a jogar pelo Pardelhas, ampliou para 3-1 na conversão de uma grande penalidade. 

O Pardelhas nunca deu o jogo por perdido e viria a reduzir para 3-2 através de Costa aos 57', relançando a discussão do acesso à final. Contudo, o golo de Fred, aos 80', complicou as contas dos visitantes que ainda assim ainda reduziram para 4-3, com Costa a bisar no terceiro minuto de compensação. 

Equipas de Fafe em análise | Campeonato de Portugal | AD Fafe em crescendo

TEXTO: JOÃO CAROS LOPES | FOTO: DR

Com um matador nato Fafe era líder isolado 

Quando a equipa da AD Fafe se apresentou para a época 2019/20, quem verdadeiramente conhece o futebol por dentro, não esperava grande coisa da equipa, até porque tinha mudado de treinador e praticamente de plantel. Os primeiros jogos não foram muito animadores nesse sentido mas, com o passar do tempo e com o entrosamento da equipa e alguns acertos no plantel, a verdade seja dita, o jovem treinador Ricardo Silva, de 37 anos, começou a mostrar trabalho e o resultado está à vista com meia prova da fase regular concluída e o Fafe no 3.º lugar com os mesmo pontos do 2.º, SC Braga 'B' e entre forte concorrência. 

Pela análise estatística é fácil concluir que a este Fafe apenas falta um avançado que traduza em golos todo o trabalho, empenho e qualidade demonstrado pela equipa jogo a jogo, sendo esse matador um complemento a Malik que pela idade e pelo que tem feito no ataque do Fafe merece todo o respeito e aplauso. Basta ver que apesar da posição que ocupa na tabela o Fafe tem apenas e somente o 9.º melhor ataque da série, com 23 golos marcados atrás de equipas como o Maria da Fonte (27), Merelinense (26), Berço (26), Chaves Satélite (26) e Montalegre (26), para além do líder Vizela (35), Braga 'B' (31) e Vitória de Guimarães 'B' (27). Não fosse esta pecha no ataque e o Fafe estaria, quiçá, na liderança isolada do campeonato da qual está a apenas cinco pontos, facilmente diluíveis em 15 jornadas.

Já no que diz respeito a defesas o Fafe revela que tem estado sólido, ocupando a 2.ª posição, com apenas 11 golos sofridos, mais três que o Vizela. 

Além disso, será justo reconhecer que a equipa de Ricardo Silva está a praticar um futebol bonito e atrativo, de ataque continuado e sem jogar em contenção, mostrando que o Fafe é, sem dúvida, uma das equipas mais respeitadas deste escalão, principalmente desta série A.

Restam 15 jogos e saber qual a resposta que a equipa vai dar, uma vez que o plantel é curto em termos de opções e de qualidade e se as lesões ou castigos não vão afectar a equipa, porque, a manter-se assim fará sem dúvida um grande campeonato e vai dar luta, não por um mas pelos dois lugares de subida até final. Para já fica o registo de 10 vitórias, 3 empates e 2 derrotas em 15 jogos. Na sua fortaleza, em casa, apenas registou uma derrota, contra o FC Vizela, tendo somado por vitórias todos os restantes sete jogos caseiros. 

Futsal | João Lemos e Jorge "Cavalo" venceram todos os jogos pela Selecção AF Braga

REDAÇAO

"Cavalinho" contribuiu com quatro golos" 

A Seleção Distrital de Futsal Sub17 da AF Braga disputou, entre os dias 27 e 30 de dezembro, o Torneio Interassociações. Durante 4 dias, o futsal assumiu o protagonismo maior nas Caldas da Rainha e Óbidos.

A primeira partida do Torneio Interassociações frente à congénere da AF Coimbra augurava uma participação de excelência da nossa Seleção. Um jogo bem disputado, com muitas oportunidades e grandes jogadas coletivas terminou com a vitória da AF Braga por 5x4.

O segundo jogo frente à congénere da AF Aveiro confirmava a qualidade dos nossos atletas que, uma vez mais, sairam vitoriosos com um expressivo resultado 2x5, com golos apontados por Rodrigo (2), Cavalo (2) e Hugo (1). 

O terceiro, e muito aguardado, jogo frente à AF Porto trouxe mais uma vitória expressiva 1x3 para a AF Braga com golos de de Rodrigo, Bruno e Cavalo.

Para o quarto e último jogo, frente à AF Viseu, os nossos atletas iam com máxima confiança e motivação e o resultado confirmou a saída invicta da AF Braga deste Torneio. Um hat-trick de Nuno e um golo de Rodrigo fecharam as contas para uma expressiva vitória por 4x1. 

Jantar de Natal | Amigos de Quinchães juntaram o presente a pensar no futuro

TEXTO E FOTOS: JOÃO CARLOS LOPES 

"A amizade tem que prevalecer aos resultados desportivos"

O GD Os Amigos de Quinchães juntaram mais de uma centena de pessoas no seu habitual jantar de Natal que ocorreu no último Sábado na Quinta da Ponte, em ambiente descontraído e de boa disposição, marcando presença todas as equipas que representam a colectividade nas suas várias modalidades, Futebol, Futsal masculino e feminino e atletismo. 

A mesa de honra teve vários convidados, entre os quais patrocinadores, destacando-se dos demais a presença do presidente da Junta e Freguesia de Quinchães, Pedro Mota e a representante na Câmara Municipal de Fafe Márcia Barros. Aliás foram estes dois autarcas e o presidente da Colectividade, Jorge Sousa, os únicos a usar da palavra neste evento. 

Os palestrantes tiveram um discurso convergente assentes em palavras chave como a família, amizade, valores, humildade, compromisso, honra e voluntariado, em prol do Clube e consequentemente da freguesia porque um está de mão dadas com o outro.  

Uma preocupação comum a todos é o legado que deve ser deixado para os mais novos, assente nos bons exemplos, na disciplina, na união de todos e foi até frisado que mais que os resultados tem que prevalecer, acima de tudo a amizade.

Os autarcas reconheceram o mérito ao grande trabalho efectuado pela Colectividade e prometeram continuar a apoiar dentro dos possíveis pois, sendo ambos filhos da terra, são testemunhas inequívocas dos benefícios sociais e desportivos que os actos e actividades Os Amigos de Quinchães têm vindo a desenvolver. 

Refira-se que esta Colectividade é, daquelas que não tendo actividades federadas, a mais dinâmica em termos de formação do Concelho de Fafe, pela quantidade de miúdos que movimenta e pela forma como se estrutura a todos os níveis. Fruto disso e como consequência do bom trabalho desenvolvido tem alcançado alguns troféus importantes nas modalidade que dispõe, o que vem por acréscimo e como consequência do grande fortalecimento da amizade entre todos os elementos que fazem parte dos Amigos de Quinchães. 

Este convívio teve ainda animação musical e troca de prendas entre os presentes e a que mais deu nas vistas foi que alguém se deu ao trabalho de embrulhar uma televisão das antigas numa caixa e levá-la a sorteio sendo o avançado Bento o "feliz" contemplado, quiçá para rever os golos que marca ao serviço do Clube. Houve outras surpresas pelo meio entre sorrisos matreiros e brincadeiras de miúdos até entre os próprios graúdos, não fosse a época propícia ao regresso à meninice.  

No final, o presidente Jorge Sousa deixou uma mensagem de ano novo a todos os sócios, atletas e colaboradores do Clube: "Desejo a todos os sócios, atletas, treinadores, dirigentes e colaboradores para 2020 um ano repleto de amor, amizade e muitos sucessos a nível desportivo, mas, principalmente, a nível pessoal. Refugiai-vos junto daqueles que vos amam, pois assim sereis felizes".

domingo, 29 de dezembro de 2019

Andebol | Águas Santas bateu Seleção Nacional Sub 16 e venceu Torneio Cidade de Fafe

TEXTO: JOÃO CARLOS LOPES | FOTO: DR

Maiatos continuam a ser muito fortes na formação 

A equipa do Águas Santas venceu a 13.ª Edição do Torneio de Andebol no escalão de Juvenis Cidade de Fafe, ao bater na final a Seleção Nacional Sub 16, por 26-21.

O terceiro lugar do pódio foi para o Xico Andebol que no jogo que deixava uma equipa de fora, bateu o Colégio dos Carvalhos por 30-29. 

A equipa anfitrião do AC Fafe quedou-se pela última posição ao perder com o Beca por 32-25, o jogo de atribuição do 5.º e 6.º lugar. 

A competição decorreu entre sexta feira e este domingo e voltou a trazer a festa do andebol a Fafe na vertente da formação. Ao tudo foram nove os jogos efectuados e muito o convívio entre todos os participantes. A formação do Águas Santas mostrou que continua a ser muito forte na formação de atletas a nível nacional, fruto do bom trabalho desenvolvido no Clube que também é forte na 1.º Divisão Nacional de Seniores. 

TODOS OS RESULTADOS   

Sexta-feira – Dia 27.12.19
AC Fafe, 27 - Seleção Nacional Sub16, 32
CD Xico Andebol, 28 - Beca, 20

Sábado – Dia 28.12.19
Águas Santas, 35 - CD Xico Andebol, 27
Colégio Carvalhos, 27 - Fafe, 27
Beca, 24 - Águas Santas, 34
Seleção Nacional Sub-16, 27 - Colégio Carvalhos, 23

Domingo – Dia 29.12.19
5.º e 6.º lugar | AC Fafe, 25 - BECA, 32
3.º e 4.º lugar | Colégios Carvalhos, 29 - CD Xico Andebol, 30
1.º e 2.º lugar | Seleção Nac. Sub-16, 21 - Águas Santas, 26

Jorge Vale (El Comandante) foi 2.º em M50 na S. Silvestre de Vila Real

TEXTO: JOÃO CARLOS LOPES | FOTO: DR

O primeiro pódio pela equipa El Comandante 

O atleta fafense Jorge Vale, que agora representa as cores da equipa vimaranense El Comandante, obteve o 2.º lugar do pódio na categoria M50, na XIV S. Silvestre Cidade de Vila Real, que se realizou no Sábado (28 de Dezembro de 2019), com partida no Regimento de Infantaria 13 e chegada na Praça do Município (Avª. Carvalho Araújo).

Este foi o primeiro pódio de Jorge pela nova equipa, na qual ingressou recentemente e além da segunda posição no escalão ainda conseguiu um honroso 20.º lugar na geral absoluta, tendo gasto 36 minutos para cumprir os 10 km da prova. 

A prova teve uma organização conjunta da Câmara Municipal de Vila Real, do Regimento de Infantaria 13, da Associação de Atletismo de Vila Real, Fundação Inatel, Polícia Segurança Pública e Junta de Freguesia de Vila Real.

AMAF | Agrupamento venceu o Sousa no Sábado para a Taça Federação e joga amanhã com o Pardelhas para a Taça Cidade de Fafe

TEXTO: JOÃO CARLOS LOPES | FOTO: DR

Até parecem equipas profissionais ao jogar dois dias depois 

O Agrupamento de Santa Cristina recebeu a equipa felgueirense do Sousa por 4-3 para a Taça Federação da FFP Norte e volta a jogar amanhã à noite (2.ª feira), pelas 20:30 horas, para a Taça Cidade de Fafe, assim como Sousa se desloca a Sendim, que também jogou no sábado, no mesmo dia e hora para a Taça Cidade de Felgueiras. 

O jogo começou com uma grande oportunidade para o agrupamento, mas no minuto seguinte o Sousa num contra ataque faz o golo apenas com dois minutos decorridos (0-1). O Agrupamento  chegaria ao empate aos 18’ por Carlos (1-1) e aos 27’ deu a volta no marcador por Pedro Rosita ao fazer o 2-1. O Sousa ainda teve um grande oportunidade na primeira parte aos 41', através de uma grande penalidade que Ricardo “Flecha “ defendeu. 

Na segunda parte, o Agrupamento  entrou melhor e Fred fez o 3-1 aos 67'. O Sousa reduziu para 3-2 aos 83' através de um autogolo do agrupamento. O árbitro deu sete compensação e aos 90+2' o Sousa fez o golo da igualdade (3-3). 

O Agrupamento depois do golo sofrido não baixou os braços e acreditou até ao fim que podia vencer, e ao minuto 90+6' teve a recompensa, Fred bisou na partida ao fazer o golo que deu a vitória ao Agrupamento (4-3)

Bom jogo, com bastantes adeptos de ambas as partes e duas boas equipas. Contudo, face ao que se passou durante os 90+7', o Agrupamento acabou por ser um justo vencedor.

AMAF | Sendim recebe o Sousa na meia final da da Taça Cidade de Felgueiras


1.ª Div. AF Braga | SC Fermilense, 2 - GDCR Fareja, 2 ( Fabinho é o maquinista)

REDAÇÃO

Ferroviários deixaram escapar vantagem de duas carruagens 

O GDCR Fareja foi a Fermil de Basto terminar o ano com um empate a duas bolas no embate com o Fermilense SC. Um grande jogo, de garra e entrega de os todos jogadores. Os ferroviários estreram mais um jogador neste encontro, Francisco e o pequeno e grande génio Fabinho voltou a brilhar com um bis feito de dois grandes golos. Este foi o quarto bis do maquinista da equipa. 

Fareja personalizado num jogo bastante difícil e chegou ao golo aos 15' pelo inevitável Fabinho, na conversão de um livre directo na zona central. O Fermilense pegou no jogo e foi atrás do golo mas o maior perigo vinha das bolas paradas, com a defesa do Fareja a dar boa resposta. 

Os ferroviários procuravam jogar em largura e profundidade e fruto de estar estável no jogo conseguiu o segundo golo novamente por Fabinho à passagem da meia hora num golo de levantar o maior estádio do mundo, um golaço de fora da área após encher o pé esquerdo e meter a bola na gaveta.

A equipa de Fermil ainda reduziu até ate ao final da primeira parte, através de André, em cima do minuto 45, ao aproveitar uma desatenção defensiva do Fareja. 

Na segunda parte o Fareja mudou o sistema de jogo e passou a a jogar em 4X3X3 para tentar fechar os corredores laterais onde a equipa da casa criava mais perigo o que estava a resultar até que numa má reposição de bola dos ferroviários o Fermil chegou ao golo do empate através de Diogo Marinho.

O Fareja sentiu o seu orgulho ferido e respondeu com duas ou três situações que poderiam dar golo, mas esse não apareceu. 

GDCR FAREJA: Bruno, Armando, Miranda, Fi, Zé Pinto(Pirolas, 65'), Joel, Pizzi, Aimar David (Tiago, 80'), Fabinho e Francisco (Maia, 60'). Suplentes não utilizados: João Teixeira, Ricardo Pereira e Ricardo Teixeira. Treinador, Tony Machado.

sábado, 28 de dezembro de 2019

AMAF | Penacova bateu Maçorra e está na final da Taça Cidade de Felgueiras

TEXTO: JCL


Aguarda o desfecho entre Sendim e Sousa

O GD Penacova foi ao terreno da AD Maçorra ganhar por 2-1 na meia final da Taça Cidade de Felgueiras e garantir presença na final desta competição, após jogo realizado na tarde deste sábado.

O outro finalista vai sair do jogo entre a ACR Sendim e a UFC Sousa, em partida a disputar no terreno do primeiro, em Felgueiras.


AMAF | Após derrotar Cepanense, Arões SC 'B' está na final da Taça Cidade de Fafe

TEXTO: JOÃO CARLOS LOPES | FOTO: DR

À espera de Agrupamento ou Pardelhas 

O Arões SC 'B' conquistou o direito a estar na final da Taça Cidade de Fafe ao bater no Campo Tiago Silva Oliveira, em Cepães, a Sociedade Recreio Cepanense por uma bola a zero, num jogo que teve uma grande afluência de público. 

O único golo da partida foi apontado de grande penalidade, convertida por Moisés, ainda na primeira parte, período em que a equipa do Arões foi mais assertiva que a do Cepanense. 

Na segunda metade a equipa de Cepães tentou chegar à igualdade e enviou inclusive duas bolas aos ferro da baliza aronense, tendo tido mais situações em que podia ter marcado. Também o Arões em lances rápidos de transição podia ter sentenciado a partida. 

Falta agora apurar o outro finalista que sairá do jogo entre o Agrupamento de Santa Cristina e do GD Pardelhas a realizar na próxima segunda feira pelas 20:30 horas no "Planalto" de Santa Cristina.

Carlos Salgado não sabe o que é perder no comando dos juniores da AD Fafe

TEXTO: JOÃO CARLOS LOPES / FOTO: DR

Não perdeu nenhum dos 15 jogos oficiais disputados 

O técnico fafense Carlos Salgado que iniciou a presente temporada à frente dos juniores da AD Fafe ainda não sabe o que é perder com as cores da AD Fafe como treinador, uma vez que ele próprio foi campeão distrital de juniores como jogador pela mesma colectividade. 

Para o campeonato a AD Fafe venceu sete jogos e empatou seis, o que permite estar na terceira posição, a um ponto do 2.º, Esposende, e a 8 do líder, Merelinense mas ainda com 17 jogos pela frente. O Fafe é a segunda melhor defesa do campeonato com 13 golos sofridos e o segundo melhor ataque com 28 golos marcados. A melhor defesa e o melhor ataque dão do Merelinense com 10 golos sofridos e 44 marcados. 

A última vitória da AD Fafe foi este sábado, na recepção aos Amigos de  Urgeses no qual venceu por 4-0, em jogo de acerto de calendário relativo à 12.ª jornada. Na próxima jornada, em 4 de Janeiro, o Fafe recebe o GD Porto D'Ave que luta para não descer de escalão.

Também já foram efectuados dois jogos para a Taça AF Braga, que a equipa fafense venceu, elevando para 15 os jogos sem perder e com presença garantida nos 1/8 de final da competição. 

Ao tudo são nove vitórias e seis empates que a equipa de Carlos Salgado soma esta temporada. 

Recorde-se que o técnico de 42 anos tem no seu currículo subidas pelo GD Silvares, ACD Pica, OFC Antime e Mondinense FC, este último ao campeonato de Portugal. Além destas equipas treinou o CD Celoricense, todas elas em séniores, sendo a AD Fafe a primeira experiência a nível de formação no escalão de juniores.  

1.ª Div. AF Braga | GCD Regadas, 2 - GD S. Tiago de Pinheiro, 0 (Continuar a cumprir)


TEXTO: JOÃO CARLOS LOPES 

Vitória foi prenda para o treinador 

O GCD Regadas recebeu o GD S,. Tiago de Pinheiro em jogo da 11.ª jornada do Campeonato Distrital da 1.ª Divisão, Série D e não facilitou, terminando o ano em alta, ao vencer por 2-0. 

O resultado ficou feito ao intervalo com golos de Bruno Teixeira que marcou pela quinta partida consecutiva e de Jorginho. 

Esta vitória foi uma boa prenda para o técnico Marcelo Fernandes que faz anos neste dia e está a fazer um grande campeonato no comando técnico da equipa que joga no sintético das Novas Cerdeirinhas, em Regadas.  

Com esta vitória o Regadas mantém a primeira posição na tabela e inicia o ano de 2020 a jogar no recinto do Santiago de Mascotelos.

sexta-feira, 27 de dezembro de 2019

Trabalhador incansável | Mike Moura está no onze da década da 2.ª Liga Portuguesa

TEXTO: JOÃO CARLOS LOPES / FOTOS: DR

Jogador formado na AD Fafe foi sempre um atleta muito dedicado 

O lateral direito fafense, Mike Moura, que representa  a Académica de Coimbra desde 2017/18 começou a jogar na II Liga pelo Santa Clara Santa Clara (2 épocas), passou ainda pelo Desportivo de Chaves e Sporting da Covilhã, fez 195 jogos nos últimos dez anos na II Liga Portuguesa, o que o fez entrar para o onze da década. Os números e a escolha são mesmo da Liga de Portugal.  

O luso/francês, de 30 anos tem tido uma carreira sustentada na humildade e no trabalho constante o que o fez ser o lateral direito mais utilizado na II Liga na última década, fruto da sua entrega abnegada nos treinos e em competição. 

O jogador destacou-se na formação da AD Fafe onde ascendeu aos seniores, passando depois pelo Santa Clara (II Liga) e pelo Desportivo de Chaves, neste com subida à I Liga, transferindo-se em 2016/17 o Sporting da Covilhã antes de chegar à turma dos estudantes. 

AMAF - Taça Cidade de Fafe | SR Cepanense recebe o Arões SC 'B'na meia final


5.º Encontro de Pais Natal de Fafe é já este Sábado | Não faltes!

1.ª Div. AF Braga: GCD Regadas recebe o S. Tiago de Pinheiro


quinta-feira, 26 de dezembro de 2019

Futsal - Sub 17 | João Lemos (ADF) e Jorge Oliveira (GNA) representam a Seleção AF Braga

João é o antepenúltimo e Jorge o penúltimo
da fila de cima a contar da esq. para a dir.
TEXTO: JCL

Dois juvenis que representam o futsal do concelho

Os jovens João Lemos e Jorge Oliveira, da AD Fafe e Grupo Nun'Álvares, respectivamente representam a partir de hoje até 30 de Dezembro a Seleção Distrital da AF Braga num torneio Interassociações, a decorrer em Leiria, organizado pela AF Porto. 

No caso de João Lemos tornou-se mesmo no primeiro jogador da história do Futsal AD Fafe a participar num torneio em representação da Seleção AF Braga.

São dois juvenis influentes nas respectivas equipas dos clubes que representam.

Juniores - 1.ª Div. AF Braga | AD Fafe recebe os Amigos de Urgeses este Sábado


Equipas de Fafe em análise | 1.ª Divisão AF Braga - Série D | GCD Regadas joga bem e lidera



TEXTO E FOTOS: JOÃO CARLOS LOPES 

Fareja e Silvares com tendência para melhorar 

1.ª DIVISÃO - SÉRIE D

GCD REGADAS

O GCD Regadas está apostado em regressar à Divisão de Honra da AF de Braga e foi buscar um treinador fafense, Marcelo Fernandes, para dá asas a esse sonho. A verdade é que com 10 jornadas cumpridas do campeonato o Regadas perdeu apenas um jogo, registou um empate e somou oito vitórias. A única derrota derrota foi apenas na primeira jornada e daí para cá tem sido sempre a somar pontos o que leva os regadenses a estar na liderança, com os mesmos pontos do 2.º AC Gonça, onde jogam os fafense Carlitos e Rui Pedro com mais dois que o 3.º, Guilhofrei. Ainda é muito cedo para deitar foguetes porque faltam ainda 20 jornadas mas se mantiver esta atitude certamente que o Regadas vai sorrir no final da temporada. Continua ainda, também, na Taça AF Braga, sendo, a par do Arões, os únicos representantes das equipas de Fafe. 


GDCR FAREJA 

O GDCR Fareja é uma equipa que também mudou o paradigma e este ano apostou num filho da terra para seu técnico, Tony Machado, o até agora o eterno adjunto de Rafa Leite, está a fazer um bom trabalho numa equipa com muitos jovens e onde se destaca um veterano, Maia que com 40 anos ainda é um exemplo de entrega e dedicação. O Fareja segue na 8.ª posição entre 16 equipas fruto de 4, vitórias, um empate e cinco derrotas. Já está fora da taça mais ainda pode sonhar com lugares mais acima na tabela. A equipa já está fora da Taça AF Braga e vai concentrar todas as suas energias no campeonato onde algumas das derrotas foram pela margem mínima o que evidência que os ferroviários lutam pelas vitórias em todos os jogos, querendo devolver aos seus adeptos as alegrias das vitórias que todos tanto anseiam.

GD SILVARES

Depois de na época passada ter estado com um pé na Divisão de Honra, após excelente trabalho de Ismael Sousa no comando técnico o GD Silvares voltou a viver uma pré-época de indefinição o que levou muitos jogadores a optarem por outros clubes. Foi já numa adiantada da pré-época que o plantel se começou a constituir, com um treinador novo, Sérgio Costa e uma equipa praticamente nova e sem entrosamento. Tudo isto tem o seu custo e apesar da competência do treinador este foi substituído pelo seu antecessor, Ismael Sousa, que regressou para voltar a motiva a equipa e dotá-la da mística que a levou a grandes jogos, sendo ele reconhecido pela motivação que transmite aos jogadores. O Silvares soma 3 vitórias e 8 derrotas em onze jogos efectuados (a 11.ª jornada foi antecipada), mas o plantel está a sofrer ajustes e no ano novo a tendência só pode ser para melhorar. Também já está fora da Taça AF Braga. 

Equipas de Fafe em análise | Divisão de Honra AF Braga | Pica e Antime na luta

TEXTO E FOTO: JOÃO CARLOS LOPES 

DIVISÃO DE HONRA 

Ainda vamos ter muitas "picadelas" e "arranhões"

ACD PICA 

A ACD PICA ocupa a 4.ª posição com 24 pontos, os mesmos do terceiro e menos sete que o líder CD Ponte, fruto de 7, vitórias, 3 empates e 4 derrotas em 14 jogos disputados, a um de terminar a primeira volta do campeonato. A equipa já teve mudança no comando técnico, com a saída de Rafa Leite após um bonito ciclo de grande tributo ao clube e a entrada de Vítor Pacheco que já tinha passado por Silvares, Antime e Regadas e nos últimos anos ganhou ainda mais experiência no escalão mais alto do distrital na AF Braga. 

Duas das equipas que estão acima da Pica, Ninense e Os Sandinenses são fortes candidatos, juntamente com o líder, Ponte, à subida mas a Pica vai continuar a intrometer-se entre eles, pois tem jogadores com qualidade para isso. 

A equipa está fora da Taça AF Braga e concentra-se agora no campeonato, tendo como próximo adversário, a 4 de Janeiro a AD Ninense, em jogo a realizar no terreno dos famalicenses. 

OFC ANTIME

O OFC Antime ocupa a 5.ª posição com 22 pontos, menos dois que a Pica, sendo os dois únicos clube dos Concelho neste escalão. 

O Antime registou nos mesmos 14 jogos 6 vitórias, 4 empates e 4 derrotas e como ainda faltam disputar 16 jornadas para o terminus do campeonato é legítimo dizer-se que ainda pode chegar ao primeiro lugar. Aliás, matematicamente as probabilidades são mais que muitas. Paulo Soares tem feito um trabalho sustentado e quando esteve ausente, por alguns jogos, viu no seu adjunto Ismael Sousa (agora técnico do GD Silvares), a continuidade da competência.

A equipa dos Leões de Antime também está fora da Taça depois de ter sido eliminada da competição em casa com o Serzedelo da Pró-Nacional mas continua em busca de um campeonato que seja no mínimo o mais dignificante em termos classificativos dos últimos anos. Vai receber o Desportivo de Ronfe no dia 4 de Janeiro. 

Equipas de Fafe em análise | Pró-Nacional AF Braga | Arões SC dentro do expectável

TEXTO E FOTO: JOÃO CARLOS LOPES 

PRÓ-NACIONAL AF BRAGA

Boa resposta após novo ciclo no Clube 


O Arões SC, ocupa a 8.ª posição ao cabo de 18 jogos na divisão Pró-Nacional, em ano de mudança profunda e de muita coragem de uma Comissão Administrativa em assumir um clube após a melhor fase da história do mesmo, com duas subidas aos nacionais, mas agora em desaceleração de investimento, mas com capacidade para se manter neste escalão que equivale à 4.ª divisão nacional. 

7 vitórias, 5 empates  e 6 derrotas em 18 é, tendo em conta as circunstâncias, um bom pecúlio para esta equipa que tem como único objectivo no campeonato a manutenção, entre equipas muito competitivas e com muita tradição. 

O professor Rui Novais tem feito um trabalho muito aceitável e mediante o plantel que se lhe ofereceu no início da época foi conseguindo amealhar pontos importantes. Passou depois, entre a 6.ª e a 15.ª jornada por um período complicado mas, alguns ajustes no plantel e a equipa voltou a mostrar que está na luta pela permanência, terminando o ano com três vitórias consecutivas e 26 pontos.

Ainda está na luta pela Taça AF Braga onde eliminou recentemente a ACD Pica, pelo que o balanço da época até ao momento é francamente positivo. 

Vai começar o ano com a recepção ao S. Paio D'Arcos, a quatro de Janeiro.

segunda-feira, 23 de dezembro de 2019

Vários pódios para a MTTR no Amarante Christmas Trail


TEXTO: JCL | FOTO: DR

Até colectivamente houve pódio 

O atleta João Ribeiro, da Manu's Therapy Trail Running (MTTR), classificou-se em 3.º lugar da geral e em 1.º lugar na categoria M40 no mini Trail de 12kms da VIII edição do Amarante Christmas Trail.

Também Manu Pinto, da mesma equipa, arrecadou um fantástico 3.º lugar da geral feminina e um 2.º lugar no escalão sénior feminino.

Dois atletas fafenses que fazem mais uma prova de grande nível elevando maisuma o nome da equipa e de Fafe pelos melhores motivos.

A Manu's Therapy Trail Running (MTTR) ainda fez mais um brilharete ao conseguir um excelente 3.º lugar colectivo. 

Taça AF Braga | OFC Antime, 1 - GD Serzedelo, 2 (Deslizes fatais)

REDAÇÃO

Serzedelo apostou no erro e ganhou 

Ao perder em casa por 2-1 contra o GD Serzedelo, o Operário de Antime foi eliminado da Taça A. F. de Braga de uma forma muito injusta, pois nunca foi inferior ao seu adversário que só se limitou durante os noventa minutos a jogar no erro do seu opositor, apesar de este militar num escalão superior, Pró-Nacional.

O Antime teve sempre o domínio do jogo, criou o maior números de oportunidades para golo, mas cometeu dois deslizes defensivos que lhes foram fatais. Por tal, números são números e o que conta é sempre quem marca mais golos.

Relativamente às incidências do jogo, o Antime dispôs logo aos 2', da primeira oportunidade de golo. Jogada de ataque pela direita, cruzamento para Matheus que de cabeça isolou Sousa mas este rematou por cima da trave.

Aos 19', o Serzedelo inaugurou o marcador. O Antime perdeu a bola numa zona proibida ao querer sair a jogar da sua área defensiva. A bola é metida na direita e cruzada para o interior da área, onde apareceu o avançado do Serzedelo a cabecear sem qualquer hipótese de defesa para Nuno.

Até final dos primeiros quarenta e cinco minutos viu-se o Antime a remeter o seu adversário para a sua zona defensiva mas o acerto da sua defesa impediu que as sua redes fossem violadas.

Na segunda metade do encontro foi mais do mesmo. O Antime dominador e a jogar sempre no meio campo defensivo do Serzedelo.

Aos 54', veio a alcançar o empate. Sousa ganhou o duelo com um defesa vimaranense já dentro da grande área, endossou a bola a Pedro Mendes que com um pontapé em "banana" marcou um golo de belo efeito.

O Antime sobre a "batuta" de Pedro Mendes criou vários lances de perigo para a baliza do Serzedelo, com vários cruzamentos a atravessar toda a zona de baliza, mas Sousa, por duas ocasiões e Castanha, nunca deram o melhor seguimento as essa jogadas.

Aos 80', o Serzedelo adiantou-se novamente no marcador. Após a marcação de um livre a favor do Antime, a bola foi aliviada para fora da área do Serzedelo o seu avançado não foi travado pelo defesa do Antime ainda dentro do seu meio campo, isolou-se descaído pela esquerda e perante a saída de Nuno encostou com mestria para o poste mais distante.

O Antime balanceou-se todo ao ataque na procura do golo do empate, sem o conseguir, pois a defesa do Serzedelo esteve com muito acerto.

Excelente arbitragem.

OFC ANTIME: Nuno; Rafa, Rui Abreu, Malhado, Luizinho, Carioca, Abílio, Pedro Mendes, Morais (Zé Freitas, 62'), Sousa (Castanha, 75') e Matheus (Rui Ossos, 45'). Treinador, Paulo Soares. 

Comunicado | AC Gonça sente-se desrespeitada e humilhada pela AF Braga

REDAÇÃO

"Quase todos os lugares foram colocados à “disposição” no Clube"

"Assunto: Cancelamento / adiamento, do jogo Vieira S. C. / A. C. de Gonça, do dia 22/12/2019.

A Direção do A. C. de Gonça, relativamente ao cancelamento / adiamento deste jogo, vem informar:

1.    A Direção do A. C. Gonça informou a AFB no dia 17/12 pelas 8.30h, por email, que não estava disponível para alterar a data do jogo.

2.    No mesmo dia 17/12 pelas 17.42h, o Presidente da AFB, Sr. Manuel Machado, foi informado via sms, dessa mesma indisponibilidade.

3.    Esta indisponibilidade do A. C. de Gonça está relacionada com o facto do solicitado, ser de uma forma tardia (16/12), por toda a logística, encargos financeiros que um jogo destes exige e outros…

4.    O jogo foi cancelado / adiado pelo AFB no dia 19/12 pelas 11.48h. O que diz o cap. IV, art. 4º, alínea 10 do regulamento da AFB é que, e passo a citar, “Poderá ainda por decisão da A.F. Braga, sempre que se justifique o motivo, haver alteração de dia, hora e / ou local ou adiamento de um jogo oficial”. O que não foi o caso. Não houve qualquer justificação ou motivo, para o cancelamento / adiamento deste jogo…

5.    Não pode, em situação alguma, os interesses particulares de um clube filiado, se sobrepor aos interesses de outro, pois todos temos os mesmos direitos e deveres…

6.    Não pode, em situação alguma, a AFB tomar partido dos interesses particulares de um Clube em detrimento de outro, sem que para isso haja cabimento regulamentar…  

Com toda esta situação criada pela AFB, a Direção do A. C. de Gonça e todo o Clube sente-se desrespeitada, desconsiderada e mesmo humilhada perante os nossos Atletas e Sócios. Definitivamente não sabemos o que vai acontecer com esta Direção, Equipe Técnica e até mesmo jogadores, pois quase todos os lugares foram colocados à “disposição”. Uma grande instituição como AFB, tem de se impor não pela força, mas pela forma justa, correta e honesta, sempre na tentativa de chegar a acordos entre as partes. Se isso não for possível, terá sempre e quando dizemos sempre, é mesmo sempre, de cumprir os regulamentos e o bom senso, coisa que definitivamente não aconteceu neste caso.

 Vamos todos aprender com os nossos erros, assumir os mesmos e pagar por eles, assim como acontece com todos os Clubes, Dirigentes e Atletas.

A Direção do A. C. de Gonça aproveita para informar a todos os órgãos da Comunicação Social, da sua disponibilidade para o esclarecimento de qualquer duvida, no contacto 967 076 027.

Melhores Cumprimentos.

O presidente.

Hélder Freitas"

Nota: Neste clube vimaranense jogamos fafenses Carlitos e Rui Pedro.