quinta-feira, 24 de Julho de 2014

Torneio de Futsal dos Rest. da Granja: Todos os resultados dos 1/4 Final

.

RESULTADOS - 1/4 DE FINAL 

22/07/2014

SOL E SOMBRA, 8 - 0S VERGUINHAS,1

SEM NOME, 2 - SANTO OVÍDIO, 4




23/07/2014

CD VINHÓS, 7 - “7-0 É MINI”, 2

CAFÉ CHINA, 4 - FAFE UNITED, 4



PRÓXIMOS JOGOS  

MEIAS FINAIS 


25/07/2014

21 H | CD VINHÓS - SOL E SOMBRA

22 H | SANTO OVÍDIO - FAFE UNITED
.

quarta-feira, 23 de Julho de 2014

Sábado há aula de Zumba gratuita na Praça 25 de Abril pelas 10h30

Redacção 

Fafe harmoniza Saúde e Lazer com Aula de Zumba

No próximo sábado, dia 26 de julho, a praça 25 de abril, das 10H30 às 11H30, vai transformar-se num grande espaço de dança. 

Numa organização da Câmara Municipal de Fafe e Naturfafe, a saúde e o lazer estão na rua.

Com a colaboração da Central Gym, o instrutor Rui Mendes vai dar uma aula gratuita, para quem quiser experimentar o Zumba

Apareça e divirta-se.
.

O que disse Filipe (ex-AD Fafe) e agora referência do Arões SC?

Texto e foto: João Carlos Lopes 

Ganhar jogo a jogo para o Arões andar na luta

A poucos meses de fazer 40 anos, o avançado Filipe ainda se sente com todas as capacidades para jogar tendo optado pelo Arões pois já tinha anunciado que não voltava a jogar futebol profissional. 

“Espero ser mais um para ajudar o Clube, apesar da minha idade sinto-me bem, caso contrário não estaria aqui. Sou um jogador tão normal como todos os meus novos companheiros e vamos juntos tentar fazer o melhor para o clube pois o Arões tem que tentar vencer sempre cada jogo que dispute. O meu objectivo agora é outro e como tinha dito que o futebol profissional tinha acabado, com a minha idade e porque quero continuar a jogar, decidi fazê-lo num clube amador mas honesto e honrado e é por isso mesmo que aqui estou. Ainda não pensei no final da minha carreira porque, agora, tenho que avaliar em cada ano que passa mas para já estou-me a sentir bem. Vou lutar pela titularidade como os outros jogadores tendo que trabalhar para ganhar um lugar na equipa e o objectivo é ganhar jogo a jogo para o Arões Andar sempre lá em cima na luta” referiu o atleta já com as cores do Arões SC.

Arões SC 2014/15 apresentou-se com plantel de grande qualidade



Texto e fotos: João Carlos Lopes

Ambição controlada para uma boa temporada

- Mais três reforços revelados na apresentação


Depois de ter feito uma grande temporada na época passada, no chamado ano zero do Pró-Nacional, o Arões SC apresentou-se na última quarta-feira, no seu parque de jogos, para a época 2014/2015, com praticamente toda a equipa da época anterior e com alguns reforços de grande peso e com muita experiência para todos os sectores, ficando com um plantel muito equilibrado e mais comprido que o da época passada que se revelou curto com castigos e lesões o que obstou a que os aronenses pudessem estar agora a disputar o Campeonato Nacional de Seniores, tendo ficado a apenas a dois pontos desse desiderato. As últimas novidades, reveladas na apresentação, foram as do defesa Marcos (ex-GDTravassós), do médio Agostinho (ex-Lixa) e do Avançado Hélder Oliveira, que estava sem clube.  


Com o técnico Miguel Paredes algo cauteloso em relação a esta temporada, o presidente Ricardo Martins mostra alguma ambição face ao que foi feito na temporada passada e chama a atenção para o estatuto do Clube que pesou na decisão dos jogadores que reforçam o plantel.

Reforços do Arões SC 
Nesta equipa do Arões 2014/2015, o nome mais sonante acaba por ser o do veterano Filipe, que vai fazer 40 anos no dia 15 de Agosto e que trocou a AD Fafe pelos aronenses e no qual é depositada muita confiança.

O primeiro treino de pré-temporada foi feito no mesmo dia da apresentação, estando agendada a primeira partida de preparação para o dia 2 de Agosto, às 10:30 horas no terreno do Ninense. O Campeonato vai iniciar-se nos dias 23 e 24 de Agosto. 

Perguntamos ao técnico Miguel paredes como está a encarar a nova temporada, tendo o mesmo respondido. “Estamos bastante optimistas para está época, sabendo que será uma época ainda mais difícil que a anterior. O ano passado pode ser considerado o ano zero da pro-nacional e algumas equipas que vinham dos nacionais terão facilitado na abordagem da época, o que me parece não estar a acontecer, com muitas equipas com pergaminhos a apostar forte neste campeonato que é bastante forte e equilibrado. Temos os pés bem assentes no chão e temos tentado ter um crescimento sustentado ao longo dos anos e é nessa base que continuamos a apostar”, referiu

Equipa Técnica do Arões SC
Já sobre qual era a ambição do Arões para a época 2014/2015 foi pragmático. “Antes de mais acho importante dizer que no ano passado tivemos uma época excepcional, ficando a dois pontos da subida de divisão que seria um facto inédito. E não esquecer que estamos a falar do campeonato que substitui a antiga 3.ª Divisão, o que torna o nosso campeonato ainda mais brilhante. Para esta época não será fácil repetir a prestação do ano transacto, mas é com a ambição de andarmos no primeiro terço da classificação que partimos para esta guerra, tentando ganhar todas as batalhas.”

Instado a comentar o que muda de uma época passa para a outra, referiu, “não serão grandes as mudanças entre uma época e outra, tentaremos melhorar em todos os aspectos, quer de qualidade de jogo, quer a nível organizativo e de logística, de forma a crescermos como equipa e Clube”. 

Já sobre a forma como procurou reforçar a equipa referiu, “em primeiro lugar procuramos manter grande parte dos atletas do ano passado o que foi conseguido com a manutenção de praticamente todo o plantel, de onde apenas saíram três atletas, o Miguel, Jorge Miguel e Ismael, atletas de qualidade e que por uma razão ou outra acabaram por não ficar. Depois, como tínhamos um plantel muito curto, procuramos atletas de qualidade, para lugares específicos e de acordo com as necessidades e critérios previamente estabelecidos e fiquei bastante satisfeito com o trabalho da direcção que conseguiu contratar jogadores de qualidade e que nos permitem encarar a época com optimismo. Na "procura" de reforços, muitas vezes fecha-se uma porta que pensávamos ser importante, mas por outro lado, abre-se uma ainda mais importante e que até pensávamos não ser possível abrir. Agora é hora de trabalho e colocar o nome do Clube à frente do nome de cada um.”
Ricardo Martins - Presidente
do Arões SC

O presidente Ricardo Martins é um pouco mais ambicioso que o treinador mas afirma que o orçamento tem exactamente o mesmo rigor da época passada, porque “o Arões é um Clube com estabilidade e que paga certinho”. 

Segundo o presidente “houve jogadores que aceitaram ganhar menos do que estavam a ganhar noutros clubes porque o nome do Arões conta muito no peso da decisão porque é um Clube organizado e honesto e que não vai entrar em loucuras”. 


Relativamente ao campeonato o jovem presidente afirma: “queremos andar sempre lá em cima. Vamos ver como corre a primeira parte da temporada para na segunda vermos o que podemos fazer. A temporada que passou ficamos a apenas dois pontos da subida e quem ficou em terceiro não vai querer ficar abaixo disso no ano a seguir. Temos uma equipa jovem e contratamos um jogador veterano que na época passada foi o melhor jogador da AD Fafe”. Já sobre uma eventual subida de escalão afirmou que “subir depende muito do apoio que nos possam dar, incluindo a Câmara Municipal”.



Ricardo Martins anunciou também que na presente temporada os seniores vão possuir uns balneários novos só para eles, ficando os outros dois para a formação. O clube vai ter ainda um bar novo e casas e banho de apoio à bancada, assim como uma cabine de imprensa, tudo já funcional no início da nova temporada, como nos referiu. 

GUARDA-REDES: Páulo Jorge, Fábio e João Sampaio (ex-GD Serzedelo)

DEFESAS: Sérgio, Fernando Beijinhos, Kéke, Óscar, Zézinho, Rui Rampa (ex-ACD Pica), Nandinho (ex-Maria da Fonte) Marcos (ex-GD Travassós) e Rafael (ex-Júnior Arões SC).

MÉDIOS: Néné, Barbosa, Pablo, Bruno Cunha, Agostinho, André Sampaio, Pedro Rosita, Antunes (ex-Júnior Arões SC), Zé Paulo (ex-Júnior Arões SC) e Agostinho (ex-FC Lixa). 

AVANÇADOS: Garcia, Raimundo, Alírio, Filipe (ex-AD Fafe), Zezé (CCD Santa Eulália), Hélder Oliveira (sem Clube) e Zé Dias (ex-Júnior Arões SC).

EQUIPA TÉCNICA: Miguel Paredes (treinador), Ricardo Cunha (Treinador Adjunto e Preparador físico e Fernando Ferreira, (Treinado de Guarda-redes)

DEPARTAMENTO CLÍNICO: Luís Mário

DEPARTAMENTO FUTEBOL SÉNIOR: Vítor Castro e Paulo Martins


JOGOS DE PRÉ-ÉPOCA


AD Ninense – Arões SC 02/08, 10h30

19.º Torneio de S. Torcato

Arões SC – GD Serzedelo 09/08, 15h00

Jogo 3.º e 4.º, 10/08, 15h30 e final às 17:30

7.º Torneio Domingos Castro – Arões SC 16 e 17/08

Participação de Brito, Torcatense, AD Fafe Juniores e Arões SC

Brito SC – UD Torcatense, 16/08, 15h30

AD Fafe Juniores - Arões SC, 16/08, 18h00

Jogo 3.º e 4.º, 17/08, 15h30 e final às 18h00
.

BTT – DHI: Azar quase traía de novo o agora campeão Diogo Pinto

Redacção 

Familiares de Diogo Pinto tiveram de se deslocar a Fafe para resolver um problema mecânico na bicicleta do piloto 


- Diogo Pinto e Emanuel Sousa foram Campeões Nacionais

- Desta vez o azarado foi José Rodrigues

Disputou-se no passado fim-de-semana em Mujães – Viana do Castelo o Campeonato Nacional de Down-Hill que contou com a participação da equipa dos Restauradores da Granja Centro Óptico de Fafe sagrando-se Vice-Campeã Nacional de 2014, tendo ainda os atletas Diogo Pinto e Emanuel Sousa conquistado o titulo de Campeões nacionais respectivamente na categoria de cadetes e júnior. José Rodrigues que ocupava a segunda posição após a manga de qualificação viu fugir-lhe a possibilidade de lutar pela primeira posição poucos metros após a partida por avaria mecânica para desalento do piloto e da equipa.

Diogo Pinto que por escassas cinco centésimas na época de 2013 não venceu o campeonato apresentou-se à partida como forte candidato, vencendo a manga de qualificação após superada a avaria mecânica na última descida dos treinos oficiais. Só o esforço de familiares e amigos possibilitou que o problema se resolvesse após uma vinda a Fafe num autêntico contra relógio para a recolha do acessório para substituição daquele que estava danificado.

Na categoria de Master 30 Jorge Afonseca obteve a quinta posição, lugar absolutamente digno para um piloto que desde o início da época tem evidenciado uma melhoria substancial de rendimento.

Na categoria Júnior Luís Costa piloto fafense natural da freguesia de Quinchães, nesta primeira participação obteve a sexta posição na categoria. Neste mesmo escalão Emanuel Sousa, atleta muito mais experiente com mais anos de participação arrecadou de forma inquestionável o título de Campeão Nacional.

Na categoria Elite apresentava a equipa dos Restauradores da Granja – Centro Óptico de Fafe três pilotos em quem se depositava o melhor desempenho possível, Jorge Silva, Mikael Soares e Rui Teixeira. 

Tudo foi feito para, após a manga de qualificação, a equipa se encontrasse à frente da classificação. No entanto a avaria mecânica de Jorge Silva com a meta à vista e a descida à sétima posição de Rui Teixeira afastava a possibilidade da equipa fafense conquistar pela segunda vez o título de campeã nacional. Mikael Soares com alguns problemas mecânicos registados na manga de qualificação ocupou a vigésima sexta posição.

No final Carlos Santana encontrava-se visivelmente satisfeito com os resultados obtidos embora achasse que com um pouquinho mais de sorte poderiam ter sido mais gratificados não deixando no entanto de realçar a participação notável de toda a equipa e todos aqueles que possibilitaram com o seu contributo que este resultado fosse possível.

A equipa dos Restauradores da Granja Centro Óptico de Fafe encontra-se ainda a disputar o Campeonato Regional Minho-Cision ocupando a primeira posição quando ainda faltam realizar três provas.
.

AD Fafe é a das equipas que menos km vai percorrer na série A do CNS


Texto: João Carlos Lopes / Quadro: campeonatonacionaldeseniores.pt

GD Bragança é quem vai percorrer mais km 

Segundo um estudo publicado no site campeonatonacionaldeseniores.pt, a AD Fafe é, depois do Vilaverdense, o Clube que menos quilómetros terá de percorrer na primeira fase do CNS nas deslocações para os jogos. 

No total das nove deslocações os fafenses terão de percorrer 1620 km menos de metade, do que aqueles quilómetros que o GD Bragança onde joga o fafense Miguel Lemos terá de fazer. As distâncias estão calculadas para percursos de ida e volta pelo que a deslocação mais perto é a Vieira do Minho num total de 67 km, enquanto a mais distante é a Bragança num total de 376. 

Nas restantes deslocações vai ser necessário percorrer 149 km para ir e vir a Ponte de Lima, 224 a Vila Nova de Cerveira; 130 a Pedras Salgadas; 107 a Santa Maria; 261 a Mirandela; 194 a Viana do Castelo, e 112 a Vila Verde. 
.  

Cicloturismo: Aro 27 vai a mega passeio a Espanha

Texto: João Carlos Lopes 


115 km com muita montanha

A Associação Aro 27 vai participar no próximo Domingo na II Marcha Cicloturista de Oia A Baixo Miño – Val Miñor, em Espanha, numa prova que terá como padrinho o antigo ciclista espanhol Óscar Perero, que venceu a Volta á França no ano de 2006.

Trata-se de um passeio de grande envergadura, a contar para a Copa de Espanha de Cicloturismo, organizado pelo Clube de Ciclismo Oiense, com a autorização da Federação Galega de Ciclismo e da Real Federação Espanhola de Ciclismo, na distância de 115km, que deverá ser feito a uma velocidade média de 26 km/hora e que terá dois pontos altos, um antes e doutro depois do abastecimento que será feito ao km 46, com 600 e 500 metros de altitude respectivamente. 

O percurso será feito numa boa parte junto à orla marítima espanhola e será o seguinte: Mosteiro de Oia (10 metros de altitude), Baiona, Gondomar, Peiteiros, Morgadans, Murxido, Monte Aloia (600 metros de altitude), Parque Casa C. (Abastecimento), Tuy, Tomiño, Oia, A Valga, Torroña, Cruz de Pau 500 de metros altitude) e Mougas Plaza.

Esta prova tem todo o apoio logístico de uma grande volta de ciclismo incluindo um médico.
.

Arões SC apresenta-se hoje (quarta-feira) pelas 19:30 horas

Texto e foto: João Carlos Lopes 

Filipe ex-AD Fafe é a contratação mais sonante 

O Arões SC faz hoje a apresentação oficial do plantel à comunicação social, para época 2014/2015, no Parque Desportivo do Centro para a Formação da Juventude de Arões, pelas 19h30.

Depois da apresentação vai decorrer o primeiro treino da temporada. O plantel reforçou-se com alguns jogadores de muita experiência e de provas dadas já no panorama desportivo nacional, como os casos de Filipe (ex-AD Fafe) e Zezé (ex-CCD Santa Eulália), entre outros reforços de grande valor. A equipa aronense vai dar também oportunidade a alguns ex-juniores de integrarem o plantel.  

De resto o treinador Miguel Paredes conseguiu manter praticamente todo o plantel da época passada, registando-se as saídas de Ismael, que imigrou para a Suiça, do guarda-redes Miguel que colocou um ponto final na sua carreira desportiva a este nível e de Jorge Miguel que se transferiu para o Porto D'Ave.
.

GCD Fareja assegura continuidade do guardião Jorge Monteiro

Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR 

Uma promessa com potencial

O jovem guarda-redes Jorge Monteiro, prossegue a sua actividade futebolística  ao serviço do GCD Fareja, agora numa nova experiência a nível de futebol distrital onde vai continuar a discutir o lugar com Luís.    

O jovem guardião já teve uma experiência a nível distrital quando representou a formação do Vilarinho Futebol Clube, equipa do Concelho de Mondim de Basto, que na altura militava na Divisão de Honra da Associação de Futebol de Vila Real. É mais uma das situações pendentes que o treinador Rafael Leite vê concretizada. 
.
O atleta fafense fez a sua formação  na AD Fafe onde militou nos escalões de Escolinhas, Infantis e Iniciados, transitando depois para o Vasco da Gama de Medelo, onde fez duas épocas no escalão de Juvenis e uma nos Juniores, transferindo-se ainda como júnior para o Vilarinho.


Segundo Direção a do GCD Fareja a renovação surge "depois de intensas negociações, a mais esperada renovação no clube. Trabalho árduo da direção para garantir a contratação desta jovem promessa", referem.
.

FAFEDANCECAMP - Nun'Álvares colocou centena e meia a dançar



Redacção

Uma experiência para repetir  

“Foi fixe.”, “Espetacular.”, “Bué de fixe. Adorei. Quero repetir.”, “Muito cansada, mas muito feliz., Aprendi, divertindo me.”, “Gozado.”, “Altamente.”, “Curti.”, “Foi bom.” Estes foram os desabafos que se ouviram aos cerca de 150 participantes no FAFEDANCECAMP que decorreu, quase na totalidade, nas instalações do GNA.

Mesmo prejudicados pelo mau tempo que impossibilitou uma ida ao parque aquático, a boa disposição foi constante e a harmonia e companheirismo reinou entre todos os intervenientes.

As manhãs dos três dias foram ocupadas com workshops sobre Hip-Hop, Contemporâneo, Modern Jazz e Jazz lírico. A tarde de sexta feira foi preenchida com a preparação do espetáculo dessa noite e com treino dos concorrentes da competição interna DSD. Como estava estabelecido e com a ajuda de S. Pedro, realizou-se o espetáculo programado no centro da cidade, tendo depois decorrido nas instalações do GNA a competição interna. A tarde de sábado foi ocupada com jogos tradicionais e a noite com uma sessão de cinema. E para finalizar, no início da tarde de domingo, houve lugar a um Workshop de teatro a que se seguiu o Espetáculo Final com a apresentação dos trabalhos desenvolvidos nos três dias.

Foi uma experiência muito agradável que certamente será para repetir.
Pela nossa parte, só poderemos dizer obrigado a quem esteve presente e desejar umas Boas Férias
.

Natação – Nacionais de Infantis: AD Fafe por duas vezes nos 3 melhores

Redacção/AD Fafe 


Fez-se História, com 8 Recordes do Clube
- Época termina com 15 recordes pessoais

Os nadadores Infantis da Associação Desportiva de Fafe (ADF) competiram pela última vez esta época em Loulé, entre os dias 18 e 20 de Julho, na competição mais importante de todas, os Campeonatos Nacionais. Estes campeonatos contaram com a presença de 422 nadadores em representação de 88 clubes nacionais, entre eles a comitiva fafense composta por 6 nadadores, orientados por Rui Ribeiro. Depois dos brilhantes resultados dos mais novos no fim de semana anterior, os infantis não podiam ter dado melhor continuidade à onda de sucessos e terminaram a época com dois “pódios” nacionais, mais recordes e resultados de grande nível.

Um dos fafenses em grande destaque foi Romeu Fernandes, que melhorou os seus tempos e ficou nos 10 primeiros lugares em todas as suas 4 provas, tornando-se ainda o melhor Infantil B fafense de sempre nos 100m (5º lugar) e 200m Livres (6º lugar) e nos 100m Mariposa (3º lugar), com 3 Recordes do Clube nestas provas. João Freitas não ficou atrás e bateu 2 Recordes do Clube nos 100m (3º lugar) e 200m Costas (4º lugar), também no escalão Infantil B. Com os 200m Estilos, concluiu a sua participação com 3 recordes pessoais. A capitã Beatriz Oliveira também ficou na História da ADF com 3 Recordes do Clube, nos 100m Mariposa (6º lugar), nos 200m Mariposa (7º lugar) e nos 200m Estilos e avança para os Juvenis com um nível competitivo promissor.
Tânia Meireles, em clara subida de forma após uma lesão sofrida em Abril, obteve novos recordes pessoais nas duas provas que nadou, os 100m e 200m Costas. Francisca Carvalho participou nos 100m Costas e apresentou a 3ª melhor progressão fafense dos campeonatos nesta prova, com um novo recorde pessoal. Margarida Leite obteve um novo recorde pessoal nos 100m Costas e esteve próxima da sua melhor forma nos 200m Costas e 400m Livres.

Os Infantis fafenses “desenharam”, nas águas de Loulé, 8 novos Recordes do Clube, 15 recordes pessoais em 17 provas e uma progressão média espantosa de 5%, em menos de 3 semanas. Termina assim em grande mais uma época dos Infantis, recheada de medalhas e recordes. Os “golfinhos” seguem agora para as merecidas férias e em Setembro começam a nova temporada, com 14 caras novas que “sobem” dos Cadetes para os Infantis, enquanto os 5 Infantis A que terminam agora a época transitam para a equipa de Juvenis.

Torneio de Futsal dos Restauradores da Granja: Resultados 1/4 Final


RESULTADOS - 1/4 DE FINAL 

22/07/2014

SOL E SOMBRA, 8 - 0S VERGUINHAS,1

SEM NOME, 2 - SANTO OVÍDIO, 4


PRÓXIMOS JOGOS  


23/07/2014

21H - VINHÓS - “7-0 É MINI”

22H - CAFÉ CHINA - FAFE UNIT

.

terça-feira, 22 de Julho de 2014

Karate: Centro Budo encerra época com "Torneio Cidade de Fafe"


Redacção

Uma competição realizada nas suas instalações

No dia 19 de Julho o Centro Budo de Fafe promoveu nas suas instalações um encontro de Karate intitulado “Torneio Cidade de Fafe”, que já vai na sua 5ª edição

Este evento contou com presença de cerca de trinta jovens atletas do CBF, que se bateram muito bem entre eles, tanto na prova de Kata (técnica) como na prova de Kumite (combate), denotando sempre uma postura combativa nestas duas vertentes do Karate. 

O objetivo primeiro deste evento, à semelhança dos anteriores, passa por motivar os atletas para a competição, uma vez que muitos, ainda, não participaram em qualquer prova oficial, sendo por isso atribuído um prémio de participação a cada um dos intervenientes, e um troféu aos que chegaram ao pódio.

Terminado o torneio o CBF realizou o habitual pic-nic de fim de época, aberto a todos os seus praticantes e familiares num ambiente de total convivialidade, proporcionando desta forma uma interação harmoniosa e saudável entre pais e alunos.

O Centro Budo retomará a próxima época desportiva no dia 1 de Setembro de 2014.
.

BTT - José Pereira (Rinus/SRC) foi 3.º no Douro Cycling

Redacção/JCL

Fafense esteve entre os melhores nos 126 km da prova

O ciclista fafense José Pereira, do BTT Rinus - Sociedade de Recreio Cepanense,  ficou em terceiro lugar na durissíma e mítica prova de ciclcismo em BTT, Douro CYcling que se Realizou a 20 de Julho , numa das mais belas zonas de Portugal.


Foram 126 quilómetros a pedalar por paisagens deslumbrantes, em estradas únicas de montanha, que cruzam a visão das vinhas do Douro, com as margens do rio, tornado este passeio numa experiência única.

Os mais experientes, como José Pereira, puderam fazer o percurso completo com 126 km, no entanto para os iniciantes com menos pedalada, tiveram uma opção de 86 km, que culminou na Vila do Pinhão.

O traçado da prova teve como ponto de partida a belíssima freguesia do Pinhão, situada no concelho de Alijó. Após cerca de 3 km, circundando a margem do rio Douro, contemplamos as vinhas do Douro, o aspeto predominante da sua paisagem, dando-se incio à Prova Aberta, ou seja à competição propriamente dita.

Por entre quilómetros e pedaladas, o percurso passou pelo lugar de Erverdosa, São João da Pesqueira, Tua, Alijó, Fabaios, Sanfins do Douro e Sabrosa, culminando na Vila do Pinhão.


A maior parte do percurso decorreu em estradas de montanhas pouco movimentadas, de pavimento em excelente qualidade, e magníficas paisagens.

O percurso do Douro Cycling de 126 km teve cerca de 2400 metros de acumulado, por sua vez os atletas que optaram pelo DC 86km enfrentaram cerca de 1580 emtros de acumulado, mas todos os concorrentes puderam disputar o Prémio Montanha situado ao km 30.
.

Torneio de Futsal dos Restauradores da Granja: Jogos da 2.ª Fase


2.ª FASE - 1/8 DE FINAL 

22/07/2014

21H - SOL E SOMBRA - 0S VERGUINHAS

22H - SEM NOME - SANTO OVÍDIO



23/07/2014

21H - VINHÓS - “7-0 É MINI”

22H - CAFÉ CHINA - FAFE UNIT
.

22.ª Volta a Portugal do Futuro: Rui Rodrigues venceu por equipas

Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR


Ciclista fafense tem-se mostrado

O ciclista fafense Rui Rodrigues fez parte da formação da Anicolor que participou e venceu colectivamente a 22.ª Volta a Portugal do Futuro que começou no dia 17 de Julho em Águeda e terminou no dia 20 na Maia. 

Em termos individuais Rui Rodrigues terminou a primeira etapa entre Águeda e Oliveira do Bairro, na distância de 146,7 km em segundo lugar e foi 14.º na segunda etapa, entre Santa Maria da Feira e Arouca, de 133,1 km. A terceira etapa disputada debaixo de chuva e de nível de dificuldade acrescido, entre Castelo de Paiva e Montalegre (Serra do Larouco), de 148,4 km, foi a que correu menos bem ao ciclista fafense que se quedou pela 46.ª posição. Viria a recuperar novamente na quarta e última etapa que ligou Montalegre à Maia o fafense voltou a recuperar ficando na 20.ª posição ao fim dos 157,5 km. Na geral individual acabou por se quedar no 32.º lugar.

A Anicolor foi a vencedora por equipas, seguida da Liberty Seguros/Feira/KTM e da equipa espanhola da Caja Rural. 

Rui Rodrigues já tinha feito um bom trabalho no Grande Prémio Joaquim Agostinho onde envergou a camisola branca, da classificação por pontos, até à última etapa.
.

Torneio de Futsal dos Restauradores da Granja: Classificação das séries


RESULTADO DA JORNADA 15


BMS, 2 – VINHÓS, 3


CLASSIFICAÇÃO

GRUPO 1

1.º - VINHÓS – 12 pontos

2.º - SOL E SOMBRA – 12 pontos

3.º - SANTO OVÍDIO – 9 pontos

4.º - FAFE UNIT – 9 pontos

5.º - BMS – 3 pontos

6.º - SPORT CLUB LARANJA – 0 pontos



GRUPO 2

1.º - CAFÉ CHINA – 15 pontos

2.º - SEM NOME – 9 pontos

3.º - 0S VERGUINHAS – 9 pontos

4.º - “7-0 É MINI” – 6 pontos

5.º - CENTRAL GYM – 3 pontos

6.º - ARDEGÃO – 0 pontos

segunda-feira, 21 de Julho de 2014

AD Fafe 2014-15: Treinador não assume favoritismo aos dois 1.ºs lugares

12 reforços para a nova época 
Texto: João Carlos Lopes / Fotos: DR


Época passada serviu de exemplo


O Fafe iniciou os trabalhos de preparação da época 2014/2015 na última segunda feira de manhã tendo apresentado o último reforço, o avançado Vasco Costa, proveniente da AD Limianos e que na época passada marcou dez golos. 

Ao contrário da época anterior, o treinador do Fafe não se assume como favorito para os dois primeiros lugares, delegando esse favoritismo para as equipas de Trás-os-Montes, Bragança e Mirandela mas afirmando que irá lutar de igual para igual com esses principais candidatos. A reserva que coloca em relação à candidatura aos dois primeiros lugares prende-se com a obsessão da época passada a qual trouxe alguns dissabores e porque esta temporada face à debandada de eventuais jogadores titulares, seis na opinião do técnico, vai ser preciso haver mais realismo e não criar expectativas demasiado altas. 

Já o capitão Xavi afirma que a equipa vai lutar em todos os jogos para vencer. 

O útilo reforço do plantel que será constituído por 21 jogadores é Vasco Costa que na época passada representou a AD Limianos e que vê o Fafe como trajecto necessário para chegar a uma liga profissional. 

O primeiro de sete jogos já agendados de de pré-epoca será em Fafe a 27 de Julho com o Juventude de Pedras Salgadas e o último a 13 de Agosto contra o Ninense, em Nine, Famalicão. 

O Campeonato Nacional de Seniores tem o sorteio marcado para o próximo dia 29 de Julho vai, no auditório Manuel Quaresma da Federação Portuguesa de Futebol e vai iniciar-se a 24 de Agosto.

O Fafe terá como adversários na Série A do CNS as seguintes equipas: o Bragança, Cerveira, Mirandela, Santa Maria, Vianense, Vilaverdense, Limianos, Pedras Salgadas e Vieira. 
Xavi


DECLARAÇÕES 

Xavi (Capitão da AD Fafe)

“As ambições do Fafe são as habituais, ou seja, lutar todos os jogos para vencer. Tem sido esse o apanágio do Clube ao longo das últimas épocas e certamente que esta não fugirá à regra. Certamente que esta equipa terá qualidade, agora vamos ter que ver ao longo deste período de trabalho quais será a principal força da equipa. Temos confiança que será forte, é para isso que vamos trabalhar e só no fim é que poderemos fazer as contas”.

Agostinho Bento (Treinador da AD Fafe)

“Temos uma equipa bastante renovada. Esta é a minha quinta época no Fafe e foi o ano em que mais jogadores entraram. Teremos que tentar reconstruir o que fizemos de bom nos últimos anos mas estou convencido que dentro do que é a nossa realidade fizemos a melhor equipa possível e acredito que me dá garantias de fazer um excelente campeonato. Não vivemos obcecados com a luta pela subida de escalão, o que pretendemos é ser competitivos, ganhar o máximo de jogos possível e depois tentaremos fazer as nossas contas. Não queremos traçar mais que um objectivo a longo prazo porque o plantel é praticamente novo e queremos ver as respostas que nos são dadas numa fase inicial e na pré-época. Mais para a frente poderei aquilatar as nossas reais possibilidades.
Equipa técnica

Temos noção este ano que as equipas de Trás-os-Montes se reforçaram bastante bem e que são os grandes favoritos mas tenho a certeza que com a equipa que temos iremos chatear e é isso que queremos, encarar jogo a jogo, não pensando a longo prazo e vencer os nossos jogos. Não tenho dúvidas que ao contrário dos outros e se calhar da época passada em que todos nos viam como grandes favoritos e assumimos desde o início essa responsabilidade, esta época, sobretudo pela reconstrução do plantel, por o Fafe ter perdido seis eventuais titulares, poderemos não ser favoritos mas não tenho dúvidas que nos vamos bater com os principais candidatos de igual para igual. Acredito que não vai ser fácil ganhar ao Fafe e que vamos fazer um excelente campeonato, se ficarmos nos dois primeiros lugares melhor para nós mas isso não é obsessão a qual o ano passado nos trouxe alguns dissabores e temos que ser realistas e não criar expectativas demasiado altas que depois nos possamos arrepender. Teoricamente o plantel está fechado mas, obviamente que se nos aparecesse aqui um Cristiano Ronaldo a um preço muito acessível o plantel estaria aberto”. 

Plantel 2014/201515

Vasco Costa (Jogador da AD Fafe)

“As aspirações que tenho é continuar a evoluir e ajudar o Fafe. Quero chegar a profissional de futebol e penso que o Fafe me vai ajudar bastante nisso. Nunca coloquei nenhuma meta e o que tiver que acontecer terei que aceitar. Penso que ao assinar pelo Fafe estou a dar um passo em frente na minha carreira porque é um clube com maior projecção e penso que isso irá contribuir para o meu processo de evolução”. 


PLANTEL PARA A ÉPOCA 2014/15

GUARDA-REDES: Marçal e Rui Lopes, (ex-Lousada)

DEFESAS: Ricardo Fernandes, Xavi, Nuno Guimarães (ex-Ronfe) Rui Herculano (ex-GD Joane), Digas (ex-Lousada), Ruizinho (ex-Júnior) 

MÉDIOS: Silvestre, Vasco Cruz, André, João Nogueira, Zé Brochado, Manuel Cordeiro (ex-Limianos) e Fred (ex-júnior).

AVANÇADOS: Ferrinho, Nuninho (ex-Limianos) Sócrates, (ex-GD Joane), Totas (ex-Ronfe) Cláudio (ex-júnior AD Fafe); e Vasco Costa (ex-Limianos)

EQUIPA TÉCNICA: Agostinho Bento (Treinador principal) Frederico Cunha e Primo (adjuntos).

JOGOS DE PREPARAÇÃO

Fafe-Juv. P. Salgadas, 27/07, às 10h30; 

Santa Eulália-Fafe, 30/07, às 19h30; 

Fafe C. Africain (Tunísia), 03/8, às 16h00 (Jogo de apresentação aos sócios) 

Fafe-Ribeirão, 6/8, 18h00; 

Fafe-Felgueiras, 9/8, 17h00; 

Ninense-Fafe, 13/08, 20h00
.

Golfe - Open StrokePlay 2014: Hugo Espírito (CG Rilhadas) terminou em segundo

Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR 


Rilhadense continua em alta 

Hugo Espírito Santo terminou o International Open StrokePlay 2014 da IPPA, em Birchwood Park Golf Centre - Londres, Inglaterra, no 2.º lugar, com um agregado de -10, ficando a apenas um "shot" do Espanhol Ivan (-11). John Deeble do Reino Unido fechou o pódio com -7. De relembrar que este jogador que terminou depois de Hugo, foi 3.º no Campeonato do Mundo Pitc&Put o ano passado. 

No final dos da segunda volta Hugo Espiríto Santo frisou que "foi uma volta muito disputada, onde tudo se decidiu nos Putts, mas estou contente com a 2.ª Posição alcançada". 

De recordar que o atleta do Clube de Golfe de Rilhadas chegou a liderar após os 36 primeiros buracos deste torneio, com um agregado de -8, seguido do espanhol Ivan com -7, que se viria a sagrar vencedor no dia seguinte.

Os Rilhadenses, Hugo Espírito Santo, António Pereira, Daniel Oliveira e Manuel Ramos estão de parabéns, por terminarem o International StrokePlay P&P da IPPA, disputado em Londres, em 2.º, 11.º, 16.º e 17.º lugar, respectivamente.

.  

BTT - Down Hill: Diogo Pinto e Emanuel Sousa (RG/COF) são Campeões Nacionais

Redacção /ACM-JCL 

Restauradores da Granja /C.O.F. é 
vice-campeão nacional por equipas 

Os Pilotos Diogo Pinto e Emanuel Sousa, dos Restauradores da Granja/Centro Óptico de Fafe sagraram-se Campeões Nacionais nas categorias de Cadetes e Juniores, respectivamente no Campeonato Nacional de BTT Down Hill (XCM) disputado em Mujães, Viana do Castelo. 


A equipa dos Restauradores da Granja - Centro Óptico de Fafe, orientada pelo fafense Carlos Santana, sagrou-se Vice-Campeã Nacional por equipas, somando assim mais três excelentes resultados ao seu já extenso palmarés.
  
Os minhotos Emanuel Sousa (juniores), Diogo Pinto (cadetes) e José Carneiro (master 40) alcançaram os títulos de Campeões Nacionais de BTT - DHI, enquanto Bruno Almeida (cadetes), Paulo Marques (master 50) e a equipa Restauradores da Granja - Centro Óptico de Fafe se sagraram Vice-Campeões Nacionais. No terceiro lugar do Campeonato de BTT DHI disputados em Viana do Castelo classificaram-se Carlos Martins (cadetes), Ricardo Soares (master 30) e a Ass. Desportivo Jorge Antunes/Bikezone o que levou a Direção da Associação de Ciclismo do Minho a expressar, entretanto, a sua satisfação e orgulho pelo desempenho dos atletas e equipas minhotas, realçado que os mesmos são um estímulo para o prosseguimento do trabalho no âmbito da formação de atletas, visando a existência de mais e melhor ciclismo na sua área de jurisdição (distritos de Braga e Viana do Castelo)".

Na categoria de elites, em que Francisco Pardal (Penacova DH/UD Lorvanense) revalidou o título de campeão nacional depois de duelo apertado com Emanuel Pombo (Liberty Seguros/Meo/Ciclomadeira), os atletas do Minho ocuparam seis dos dez primeiros lugares, classificando-se a partir do quinto posto e por esta ordem os seguintes atletas: José Borges (Assc. Desportivo Jorge Antunes/Bikezone), Gil Marques (FAC / Famalicense Atlético Clube), Rui Teixeira (Restauradores da Granja / Centro Óptico de Fafe), José Vasconcelos (Assc. Desportivo Jorge Antunes/Bikezone), Fernando Silva (Restauradores da Granja / Centro Óptico de Fafe) e João Ribeiro (Assc. Desportivo Jorge Antunes/Bikezone).

O vianense Emanuel Sousa (Restauradores da Granja / Centro Óptico de Fafe) sagrou-se campeão nacional de juniores obtendo melhor registo de tempo do que Rafael Sousa (MS Mad / Team Racing Portugal) e Rafael Calisto (Bike Stop / Kenny Racing), Segundo e terceiro classificados. Na categoria de juniores destaque também para os desempenhos do famalicense Raúl Rodrigues (Ass. Desportivo Jorge Antunes / Bikezone) em 4º lugar, do fafense Luís Costa (Restauradores da Granja / Centro Óptico de Fafe) em 5º, do vianense Nuno Martins (Seissa/A.C.R.Roriz/Matias e Araújo/Frulact) em 7º e do vizelense Francisco Salgado (Ass. Desportivo Jorge Antunes / Bikezone) em 8º.

O pódio da categoria de cadetes foi integralmente ocupado por atletas do Minho com o fafense Diogo Pinto (Restauradores da Granja / Centro Óptico de Fafe) a conquistar o título de Campeão Nacional, o famalicense Bruno Almeida (individual) o de Vice-Campeão e o vimaranense Carlos Martins (Ass. Desportivo Jorge Antunes / Bikezone) e alcançar o terceiro lugar. João Paulo Pereira (Ass. Desportivo Jorge Antunes / Bikezone) obteve o quarto melhor tempo na descida de Mujães, Rui Ribeiro (BTT Torcatense / Casa Myzé / Qüer) o 5º, Rodrigo Rodrigues (Ass. Desportivo Jorge Antunes / Bikezone) o 7º e Hugo Leite (Bicicleta Clube de Felgueiras) o 14º.

José Carneiro (FAC - Famalicense Atlético Clube), Campeão do Minho de BTT DHI e Vice-Campeão Nacional em 2013, sagrou-se Campeão Nacional em master 40, enquanto João Monteiro (Moto Galos) foi o segundo minhoto melhor classificado nesta categoria averbando o quinto posto.

Paulo Marques (FAC - Famalicense Atlético Clube), piloto de todo-terreno com várias participações no Rali Dakar, estreou-se no Down Hill com a conquista do título de Vice-Campeão em master 50, numa prova ganha por José Salgueiro (MCF/Xdream/Município de S. Brás) e em que Rui Claudino (Penacova DH / U.D. Lorvanense) foi terceiro classificado.

Campeão do Minho em master 30, o vimaranense Ricardo Soares (Ass. Desportivo Jorge Antunes / Bikezone) classificou-se em terceiro, atrás de Hélder Padilha (Penacova DH / U.D. Lorvanense) e Paulo Domingues (individual), respetivamente, primeiro e segundo classificados. Afonso Ferreira (Ass. Desportivo Jorge Antunes / Bikezone) obteve o quarto melhor registo de tempo, Jorge Afonseca (Restauradores da Granja / Centro Óptico de Fafe) o quinto, Natanael Alves (Moto Galos) o sexto, Josué Alves (individual) o sétimo e João Carvalho (FAC / Famalicense Atlético Clube) o décimo.

A equipa campeã nacional é a Penacova DH / U.D. Lorvanense, tendo a formação Restauradores da Granja / Centro Óptico de Fafe conquistado o título de vice-campeã nacional e a Ass. Desportivo Jorge Antunes / Bikezone o terceiro lugar. O FAC / Famalicense Atlético Clube terminou o Campeonato Nacional de BTT DHI em quinto lugar, o Bicicleta Clube de Felgueiras em sexto, o Seissa / ACR Roriz / Matias & Araújo / Frulact em 10º e o BTT Torcatense / Casa Myzé / Qüer em 11º.

No ano passado, no Nacional de Penela, conquistaram o título de vice-campeão José Carneiro (master 40), Diogo Pinto (cadetes) e a Associação Desportiva Jorge Antunes (equipas), enquanto Joaquim Dias (master 40) e Raúl Rodrigues (cadetes) foram terceiros classificados. O vencedor de masters 50 foi Augusto Pedrosa (Associação Desportivo Jorge Antunes) mas o título nacional não foi atribuído por apenas terem participado três pilotos nesta categoria.

Núcleo Sportinguista de Fafe vai a votos sexta-feira

Texto: João Carlos Lopes

Para a eleição dos novos corpos gerentes 

O Núcleo Sportinguista de Fafe vai a votos na próxima sexta-feira, 25 de Julho, convocando para o feito os os seus associados para a Assembleia-Geral que se irá realizar nesse dia pelas 21:30 horas na sua sede, sita na Rua Raúl Brandão, n.º 142, com a seguinte ordem de trabalhos: 

Ponto um - Apreciação, discussão e votação do Relatório de Contas referente ao biénio 2012/2014.

Ponto dois - Eleição dos Órgãos sociais para o biénio 2014/2016. 

Se à hora marcada não estiverem presentes o número legal de sócios, a Assembleia Geral funcionará meia hora depois com qualquer número de associados.
.  

BTT-Down Hill: Entrevista a Carlos Santana treinador dos R. Granja/C. Óptico Fafe

Texto: João Carlos Lopes / Fotos: JCL e ACM      


Um raro exemplo de dedicação e sucesso


A equipa de BTT - Down Hill dos Restauradores da Granja/Centro Óptico de Fafe existe há 14 anos graças à extrema dedicação de Carlos Santana que consagrou uma boa parte da sua vida a uma modalidade que começou com a participação dos seus filhos, que entretanto abandonaram a equipa, mas que se prolonga para além deles, com muita dedicação e um trabalho ímpar, praticamente diário para que nada falte nos momentos mais importantes a uma modalidade diferente mas muito exigente a todos os níveis. Aos 58 anos, este Técnico da Câmara Municipal de Fafe ainda não sabe quando esta aventura vai terminar porque não quer defraudar os jovens e enquanto existirem resultados e os apoios necessários, bem como saúde, sente-se com energia para prosseguir a sua caminhada à frente da equipa. O Curso de Treinador de Nível II, que lhe permite treinar qualquer equipa de ciclismo a nível nacional, dá-lhe os conhecimentos necessários para orientar os RG/CENTRO ÓPTICO de Fafe, onde faz um pouco de tudo, desde a logística até ao transporte dos atletas e do material necessário para as provas. Já lhe passaram pelas mãos 45 pilotos, tendo obtido títulos nacionais e regionais e vencido provas internacionais. Este é um raro exemplo de dedicação, ambição e perseverança de um líder nato, cujo sucesso merece o respeito e aplauso de todos. Entretanto, depois desta entrevista ser feita e publicada no jornal Notícias de Fafe, os RG/CENTRO ÓPTICO FAFE obtiveram mais doii títulos nacionais, Diogo Pinto (Cadetes) e Emanuel Sousa (Juniores) e mais um título de vice-campeão nacional por equipas.  


Como surgiu o interesse pela modalidade? 

Surgiu com algumas participações dos meus filhos em provas de Down Hill. Depois, fui-me integrando na modalidade e na competição. Eles começaram a participar individualmente, na altura com 13 anos e, com o decorrer do tempo, fomos todos ganhando o gosto pela modalidade, isto há 14 anos. Sensivelmente no mesmo ano apareceram o Jorge Pereira (jó-jó) e o Cláudio Santos. Estes dois elementos juntamente com os meus filhos, Pedro e Tiago Santana, estiveram na génese da primeira equipa dos Restauradores da Granja. 

Porquê a integração nos Restauradores da Granja?

Porque era e é o Clube do bairro onde vivemos e na altura tivemos o apoio e a abertura do então presidente Alcides Lemos. Depois dele contamos sempre com o apoio das direcções que lhe sucederam até ao momento em que é dirigido por Gabriel Soares. 

E que tipo de apoio é esse? 

Para sermos federados temos que estar ligados a uma Colectividade que tenha estatutos próprios e devido à proximidade optamos pelos Restauradores. No entanto, esta secção tem um orçamento e autonomia próprios que resultam dos patrocínios que angariamos e de outros apoios que conseguimos obter, o que normalmente são pessoas das minhas relações, uma vez que não é fácil obter ajudas em tempo de crise. 

Qual as sua função dentro da secção?

Na secção faço de tudo um pouco, desde a logística até às camisolas, passando tudo por mim e um pouco pela minha esposa que presta apoio no decurso das provas e está sempre por perto para o que for necessário. 

Tem algum tipo de formação específica?

Tenho o Curso de Treinador de Ciclismo de Nível II, o que me permite treinar equipas de ciclismo a nível nacional nas várias vertentes que constituem a modalidade. Esse curso é multidisciplinar e vai desde a área de psicologia desportiva, passando pela alimentação e metodologias de treino até à orientação no terreno. Fiz o curso na primeira oportunidade que tive, um nível de cada vez, o qual foram promovidos pela Federação Portuguesa de Ciclismo, Associação de Ciclismo do Minho e que se realizaram perto do local de residência, nomeadamente em Guimarães e Felgueiras. Fi-lo por sentir necessidade de melhorar os conhecimentos para poder dar um melhor acompanhamento aos atletas. 

Que escalões comporta a secção?

Participamos em cinco categorias, Cadetes, Master 40, Master 30, Juniores e Elites. No total são nove pilotos que participam em provas, regionais, nacionais e internacionais. Ao longo da existência da equipa já passaram pelas minhas mãos cerca de 45 pilotos de várias idades que vão desde os 13 a mais de 40 anos. A título de curiosidade na próxima época vamos ter na equipa um piloto com 50 anos. Trata-se de José Rodrigues, actualmente Master 40, que venceu recentemente a última prova da Taça de Portugal em Ribeira de Pena e é um habitual do pódio no seu escalão. 

Ao longo dos anos a colectividade tem tido muitos campeões?

De facto temos tido atletas de grande valor. Já tivemos um Campeão Nacional na categoria de Master 30, Pedro Sarabando, cujo título foi conquistado em 2009. Tivemos ainda um vice-campeão nacional na categoria de cadetes, Pedro Santana, em 2004. Mais recentemente o cadete Diogo Pinto perdeu o campeonato na época passada por escassas cinco centésimas de segundo, tendo cortado a meta com uma avaria mecânica o que obstou a que conquistasse o título. Além disso temos tido todas as temporadas vários campeões regionais. A nível colectivo fomos campeões nacionais em 2006. Já vencemos nove vezes o campeonato Regional do Minho e em 2013 conquistamos o 2.º lugar na Taça de Portugal e a quinta posição no Campeonato Nacional. Além disso temos pilotos que já venceram provas internacionais como os casos de Diogo Pinto e Rui Teixeira, ambos na categoria de Cadetes. Há uma classificação que convém, igualmente, realçar e que se reporta a 2011 em que fomos vice-campeões Nacionais de Down Hill Urbano. 

O grupo parece ter uma actividade muito intensa?

Quando terminarmos esta temporada vamos ter 15 provas efectuadas, duas delas internacionais. Convém referir que já tivemos anos com mais actividade. As épocas desportivas normalmente começam em Março e estendem-se até Outubro. Porém, não podemos esquecer o tempo gasto nos treinos que se iniciam no primeiro fim-de-semana de Janeiro. Isto, se nos reportamos apenas à competição, porque a parte logística e todo o trabalho de rectaguarda é ininterrupto. 

Como são recrutados os pilotos?

Os elementos que já fazem parte da equipa são quem nos informam da existência de potenciais pilotos, e outros aproximam-se da equipa durante os treinos de preparação. Esses novos atletas acabam por integrar o nosso plano de treinos, sendo certo que alguns deles acabam por ficar. Convém referir que antes de entrarem em competição têm uma espécie de adaptação à competição que vai de um a dois anos, de modo a ser competitivos. Não podemos esquecer que se trata de uma modalidade que tem custos consideráveis de manutenção periódica. 

Sente que os seus pilotos podiam ou podem chegar mais longe?
Recentemente e depois da entrevista ser
realizada Diogo Pinto e Emanuel Sousa
sagraram-se Campeões Nacionais 

Na verdade eles têm valor para alcançar muito mais do que têm feito. No entanto, convém recordar que não há profissionais na equipa e que tantos os treinos como as competições são feitos nos tempos livres, uma vez os pilotos na sua maior parte são estudantes, e escola encontra-se em primeiro lugar e os restantes têm outras profissões. 

O BTT Donw Hill é uma modalidade perigosa?

Normalmente o Down Hill é visto como uma modalidade de loucos mas costumo dizer aos meus atletas que quem pensar que o mesmo é loucura estarão cá pouco tempo. Isto porque exige um elevado nível de concentração, uma boa preparação física que é complementada com trabalho de ginásio, sobretudo a partir da categoria júnior. Quero frisar que nesta equipa são cumpridas todas as normas de segurança exigidas e recomendadas pelos respectivos regulamentos. Riscos todos os desportos os têm e o Down Hill como é lógico não foge à regra. 

O concelho de Fafe tem boas pistas de Down Hill?

Fafe tem boas pistas para fazer Down Hill e acabamos por ter sorte porque os concelhos limítrofes também as têm, o que nos permite variar e escolher a intensidade do treino.

Como tem sido possível manter a equipa tanto tempo em actividade?

Ao longo da nossa existência temos tido sempre patrocinadores e amigos que nos têm permitido esta aventura, aos quais desde já agradecemos porque é uma modalidade que foge dos padrões habituais. Na presente temporada os nossos principais patrocinadores são a Câmara Municipal de Fafe, o Centro Óptico de Fafe, Ambiestudos, Berci, Brevintervalo, Bike Smile, Cunha & Mendes Cunha, Davitex, Fantasycode, Jopedois, Natural Nutrition, Oberndorfer, Patcholand, P&G, RTI, Santana’s e a Spidycat, além de muita gente anónima. De referir, ainda, que alguns atletas já conseguem angariar patrocinadores próprios que os ajudam a custear o material e equipamento. 

Até quando pensa manter este projecto?

Apesar de ter começado com a participação dos meus filhos quero frisar que já desde 2010 que os mesmos deixaram de competir. A minha consciência não me permite parar só porque eles já não fazem parte da equipa. Depois de se criar expectativas nos jovens não é fácil defraudá-los uma vez que existem resultados e temos tido a felicidade de angariar patrocinadores. Com os dois ingredientes já referidos, a nossa boa vontade e saúde vamos levar a equipa até onde pudermos.
.

Associação de Futebol Popular de Fafe está sem Direcção

Texto e foto: João Carlos Lopes

Iazalde Martins cumpriu a promessa e não se candidatou

A Associação de Futebol Popular de Fafe está sem Direcção pelo menos até à noite do dia de hoje porquanto não pareceu nenhuma lista candidata aos corpos gerentes para o biénio 2014/2016, concretizando-se assim a “ameaça” feita por Iazalde Lacá Martins de que não se candidataria de novo ao cargo de presidente desta instituição. 

Na Assembleia-Geral decorrida na última sexta-feira na sede da instituição, no edifício das Associações, além do ponto um que era a leitura da acta da AG anterior, constavam também da na ordem de trabalhos, no ponto dois a apresentação das contas referentes ao exercício do ano anterior as quais forram apresentada pelo tesoureiro Ivo Cunha, tendo a mesma sido aprovadas por unanimidade e o ponto três que era a eleição dos novos corpos gerentes.

Nesta mesma assembleia, foi apresentado o relatório de actividades pelo Presidente da AFPF, Iazalde Martins, tendo sido entregue um documento a cada representante dos clubes que se fizeram representar.

No ponto três, relativo à eleição dos corpos gerentes para o biénio 2014/2016, não foi apresentada qualquer lista, tendo o Presidente da Assembleia marcado nova reunião para o próximo dia um de Agosto pelas 21:00 horas, no mesmo local, prorrogando o tempo para apresentação de eventuais listas candidatas à AFPF. Até lá, o presidente da AG solicitou à actual Direcção para se manter em funções no intuito de assegurar o normal funcionamento da Associação, tendo a direcção anuído ao pedido e confirmado que já se está a trabalhar na preparação dos campeonatos da próxima época.
.

sábado, 19 de Julho de 2014

Estamparia Jamatil venceu o 4.º Torneio de Futebol de 7 do OFC Antime



Texto e fotos: João Carlos Lopes / Tiago João Lopes

Estampado nas grandes penalidades 

A equipa da Estamparia Jamatil foi a grande vencedora da 4.ª edição do Torneio de Futebol de 7 do Operário de Antime, depois de bater a Casa do Benfica por 5-4 nas grandes penalidades após a igualdade a uma bola no tempo regulamentar e no prolongamento.

Depois de uma primeira parte em que a formação benfiquista desperdiçou inúmeras oportunidades de golo seria Diogo Durães a inaugurar o marcador ao estampar o primeiro tento da partida com a marca da Jamatil que jogou com um equipamento de listas verticais pretas e brancas, à Fafe. 

Ainda na primeira parte mas em período de compensação Flávio na conversão de um livre directo apontado praticamente do meio campo fez o golo da igualdade para os encarnados.

Na segunda parte o jogo continuou equilibrado com a turma benfiquista a continuar a desperdiçar as melhores oportunidades apesar da Jamatil também ter armas apontadas à baliza encarnada, como Diogo Durães e Ferrinho. No entanto seria novamente a equipa encarnada a falhar em lances capitais, tendo encontrado também pela frente um guarda-redes que defendeu praticamente tudo e que se viria a sagrar o melhor do Torneio, Serafim Peixoto. 

Mesmo no último lance do tempo regulamentar Shake cobrou um livre directo que levaria a bola à barra quando o guarda-redes da Jamatil já estava batido. 

O jogo seguiu para prolongamento e aí a equipa da Jamatil arriscou menos tendo a turma benfiquista tentado mais a sua sorte mas os protagonistas do jogo, João Miguel, Flávio e Malhado voltaram a não acertar com a baliza. 

Nas grande penalidades apenas Shake falhou, ao atirar ao lado, tendo a responsabilidade recaído sobre Ronaldo que assim bateu Vitinha e colocou a sua equipa a festejar, sucedendo à EFS na conquista do torneio. 

Na atribuição dos prémios individuais Serafim Peixoto, da Jamatil, recebeu o prémio de melhor guarda-redes. O melhor marcador do Torneio foi Marco Leitão, do Lost Café. João Miguel Barros, da Casa do Benfica de Fafe, foi considerado o melhor jogador do torneio pois foi quem recebeu mais citações. 

No que diz respeito à Taça Disciplina o 1.º lugar foi para a equipa do Machado & Soares; o 2.º, para a formação do Frimaplás/Auto Jorge e o 3.º para o Dream Team.  

Montelongo Desportivo recebeu um "Prémio de Reconhecimento e Gratidão" por "toda a colaboração e constante disponibilidade em divulgar sempre em tempo oportuno os resultados e classificações deste torneio".           

Jogo realizado no Parque de Jogos de Antime

Árbitros, Ismael Sousa e Rui Rodrigues 

ESTAMPARIA JAMATIL: Serafim Peixoto; Nuno Pereira, Filipe Neves, Duarte Martins, Nuno Castro, Nuno Bento, Fábio Cunha, Lucas Martins, Sílvio Costa e Diogo Durães (1). Treinador, Vítor Nogueira.      

CASA DO BENFICA DE FAFE: Vítor Costa; Flávio Neves (1), Tiago Castro, Alexis Oliveira, Bruno Pereira, João Miguel, Michael Cunha, Frederico Fonseca, Sérgio Bravo e Leonel Cunha. Treinador, Vítor Ferreira.
.