.

.
.

terça-feira, 16 de outubro de 2018

Jorge Vale (CAF) com grande prestação na Maratona de Lisboa

Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR

Tirou sete minutos ao recorde pessoal nos 42km 

O atleta do Clube de Atletismo de Fafe, Jorge Vale, esteve presente no último Domingo  na Maratona Internacional de Lisboa, onde teve um grande desempenho. 

O fafense foi 30° da geral absoluta e 4.° no escalão M45, tendo tirado sete  minutos ao seu anterior recorde nos 42km, tendo terminado a prova com 2h45min, que é um excelente tempo para um corredor amador e que abraçou a modalidade há muito poucos anos. 

BTT: Tiago Ribeiro e Marco Correia Campeões Regionais de XCM de Vila Real

Texto: Ismael Alves / Fotos: DR 

Foram cinco os fafenses a subir ao pódio em Campeã – Vila Real

No dia 14 de outubro (domingo), os atletas fafenses Tiago Ribeiro, Marco Correia, José Oliveira, Ismael Batista e Lázaro Teixeira participaram na 6ª prova da taça regional de maratonas XCM de Vila Real.

Tiago Ribeiro (Elite) ao serviço da equipa Saertex Portugal-Edaetech, terminou a prova como vencedor na sua categoria e em segundo da geral. Com este resultado sagrou-se campeão regional no escalão de elites em maratona. De salientar que o Tiago apenas participou em quatro das seis provas da taça. Como venceu as referidas quatro provas o somatório dos pontos foi suficiente para arrecadar o título.

Marco Correia (master 30), atleta do clube Sociedade de Recreio Cepanense é o campeão regional da sua categoria em meia maratona. Das seis provas que fazem parte da taça, o Marco venceu as cinco em que participou e assim garantiu o título de campeão.

De salientar que nem precisava de vencer esta prova, bastava o segundo lugar para alcançar os seus objetivos. No final da prova estava muito feliz por “ver o seu trabalho dar frutos e pelos sucessos obtidos durante esta época”.

Depois de uma lesão e consequente tempo de recuperação, José Oliveira (Master 40) regressou à competição. O José, atleta do clube Sociedade de Recreio Cepanense, regressou em grande forma e conquistou o primeiro lugar da meia maratona na sua categoria.

Em relação à categoria de promoção na meia maratona o pódio foi ocupado por dois fafenses: primeiro lugar, Lázaro Teixeira, do clube ADFafe/CCJM e segundo lugar, Ismael Batista do clube Sociedade de Recreio Cepanense.

Com esta prova, os fafenses terminaram a sua participação na taça de XCM de Vila Real. Tal como tinha prenunciado no início da época, em Fafe existem ciclistas com muita qualidade, lutadores e vencedores no BTT que muito dignificam o nosso conselho por onde passam.

Parabéns campeões! Merecem estes títulos!

Continuação de boas pedaladas!

BTT: Eduardo Teles (Roda Regadas) foi 1.º em Elites no Roteu Maratona (Póvoa de Varzim)

REDAÇÃO/JCL


Destacou-se entre um milhar de participantes 

O Betetista da equipa da Roda Regadas, Eduardo Teles, destacou-se no último fim de semana na  Proteu Maratona BTT da Póvoa By TREK 2018, realizada na Póvoa de Varzim, uma das mais emblemáticas provas de BTT do Norte.

Com partida e chegada na cidade na Póvoa de Varzim, esta edição contou com mais de mil participantes que se dividiram entre os 45 km da meia maratona e os 70Km da maratona, prova em que o regadense participou.

Com o dorsal 222 o atleta da equipa Roda Regadas Eduardo Teles ficou classificado em 4.º lugar da geral e 1.º lugar na categoria de elites na vertente maratona.

Trata-se de um atleta que tem vindo a dar nas vistas quando participa nestes grandes eventos não se amedrontando perante os maiores valores nacionais desta exigente modalidade.

Parabéns ao Eduardo Teles!

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

A AMAF associou-se à campanha de recolha de material pré-escolar para Moçambique. Ajuda a ajudar quem precisa!


REDAÇÃO

Para Minhouene, na província de Cabo Delgado 

A AMAF associou-se à campanha de recolha de material pré-escolar para Minhouene, na província de Cabo Delgado - Moçambique.


Pedimos a todos os atletas, agentes desportivos e adeptos que possam contribuir que tragam material pré-escolar: livros (não podem ser manuais escolares), jogos didáticos e material escolar (mochilas, cadernos, lápis, etc.) e entreguem no próximo sábado (20/10) nos seguintes pontos:

- Sede da AMAF (entre as 10h e as 12h);
- Pavilhão da Escola EB 2/3 Montelongo (entre as 9h e as 13h);
- Pavilhão Multiusos de Fafe (entre as 9h e as 20h).

"Ajude-nos a equipar o pré-escolar desta região porque o que nos sobra… é o que mais lhes falta!"

Futebol Veteranos: UD Sousense, 0 - UD Fafe A60, 2 (FORÇA FELICIANO!)

Texto e foto:João Carlos Lopes 

Luís e Braga marcaram e mandam um abraço ao amigo 

Os veteranos da UD Fafe A60 deslocaram-se a Gondomar para mais uma partida da Liga Interplanetária da Amizade e venceram por 2-0 na foz do Rio Sousa frente à UD Sousense.  

Foi um jogo com duas partes distintas. Na primeira, o equilíbrio foi a nota dominante, com Luís Mário a fazer a diferença com o seu instinto matador . Na segunda metade, domínio da equipa da casa, mas o espírito de sacrifício a ser premiado com o segundo golo obtido por Neco Braga, na marcação de canto directo.

Entretanto chegou-nos a notícia de que o veterano Feliciano tinha sofrido um princípio de enfarte, tendo inclusive sido submetido a uma cirurgia para lhe desbloquear uma veia estando já livre de perigo e em franca recuperação. Porque além de um grande veterano é uma excelente pessoa, desejamos-lhe um rápido restabelecimento e um regresso breve ao convívio desta segunda família que é a UD Fafe. Força Feliciano! 

Div. Honra AF Braga: OFC Antime, 2 - GD Amigos de Urgeses, 1 (Novo rumo)

REDAÇÃO 

Estreia feliz de Paulo Soares como Operário

O Operário de Antime alcançou a primeira vitória neste campeonato ante o segundo classificado e no dia de estreia no banco do novo treinador, Paulo Soares.

Havia pois alguma curiosidade à volta deste encontro em ver como a equipa de Antime se apresentava em campo tendo em conta as últimas prestações menos positivas do Operário de Antime neste campeonato.

E realmente viu-se uma equipa transfigurada para melhor, mais pragmática e agressiva (com bola e também na sua recuperação), evidenciando um futebol mais objectivo e retilíneo.

Foi uma vitória dificil mas inteiramente justa, pois o Operário de Antime foi a melhor equipa sobre o relvado. Aliás, o resultado até poderia ser mais expressiva não fossem os avançados do Antime tão   perdulários, já perto da recta final do encontro.

Na primeira parte o jogo disputou-se de forma equilibrada, com as  equipas muito encaixadas uma na outra e os lances de verdadeiro perigo  para as duas balizas só ocorreram de lances de bola parada.

O Antime através alguns livres, já estudados, poderia ter marcado aos 30 e 35 minutos por intermédio de Malhado e Óscar, mas ambos cabecearam por cima da trave.

O Urgeses, hà anos que abusa dos lançamentos laterais do seu defesa Atilano, criando sempre algum embaraço às defesas contrárias. E num desses lances, aos 38 minutos, veio mesmo a adiantar-se no marcador.  

Lançamento longo para dentro da pequena área do Antime, Cristiano largou a bola e o avançado do Urgeses nas suas costas foi só encostar para a baliza deserta.

Para os segundos quarenta e cinco minutos o Antime entrou disposto a alterar o marcador e por isso instalou-se no meio campo defensivo do Urgeses, com jogadas bem delineadas pelas faixas laterais. Esta atitude valeu-lhe virar o marcador em doze minutos.

E aos 56 minutos, após lançamento lateral a bola sobrou para dois jogadores do Antime e Castanha aproveitou para fazer o golo do empate.

O golo da vitória surgiu aos 62 minutos na conversão de uma grande penalidade convertida por Morais a punir um derrube sobre Castanha.

Aos 65 minutos Morais teve uma arrancada de génio desde a saída da sua grande área, fintou todos os adversários que lhe surgiram pela frente e isolou-se, porém Castanha estragou-lhe a jogada ao interceptar a bola quando estava em posição de fora de jogo.

O Urgeses reagiu a esta alteração do marcador de forma muito pouco esclarecida, abusando sempre dos lançamentos laterais. E novamente deste lançamento poderia ter empatdo aos 85 minutos, mas Cristiano correspondeu com uma extraordinária defesa.

A defesa do Antime até final mostrou-se muito coesa no jogo aéreo e resolveu da melhor forma o "chuveirinho" do adversário. Diga-se, que o Antime esteve sempre mais perto de aumentar a vantagem que o Urgeses de empatar. Sousa aos 89' e 92', dispôs de duas ocasiões claríssimas para aumentar a vantagem mas em ambas oportunidades rematou ao lado com o guarda-redes adversário completamente batido.

Segue-se a recepção ao primeiro classificado, o Serzedelo.

OFC ANTIME: Cristiano; Ricardo Morais, Óscar, Samu, Di Maria, Malhado, Carioca, André Lopes (Varela, 69'), Rafa, Morais (Sousa, 73) e Castanha (Cobra, 88'). Treinador, Paulo Soares.

Bilhar (Pool) - Liga ABV: Pardelhas é a equipa sensação até ao momento

REDAÇÃO

Três vitórias em três jogos 

O GDCR Pardelhas está em grande no Campeonato de Pool que decorre em Fafe sob a tutela da ABV (Associação de Bilhar Vimaranense) tendo vencido os três jogos que realizou até ao momento.  

No  primeiro ano  que participa, o Pardelhas deslocou-se a um Café com tradição nos jogos de bilhar e  bem conhecido como sendo difícil de conquistar os 3 pontos. Contudo, os bilharistas de Pardelhas não tiveram mãos a medir, vencendo a equipa do Café Sueco"B" por 3-2.

Tem sido um arranque inesquecível, com três jogos e três vitórias que coloca os pardelhenses na frente com os mesmos pontos da equipa dos experientes Sueco"A" que já foram vice-campeões da Liga ABN no Multiusos de Guimãraes.

Nesta partida, as duas equipas iniciaram o jogo com cautelas com o jogador do Café Sueco Rui Preto a abrir o activo para 1-0 perante o atleta  João Ribeiro. No segundo quadro o atleta do Pardelhas Vasco Cunha  igualou a partida. No terceiro quadro passava novamente o Café Sueco para a frente no placard. No quarto quadro, o jogador do Pardelhas, Duarte Martins, perante algum nervosismo conseguiu pôr tudo em aberto com o 2-2. Teria que ficar tudo resolvido no último quadro entre os jogadores Luís Fernandes, da equipa B do Sueco e outra vez o jogador que acabou por ser o homem do jogo Vasco Cunha que venceu por 2-1 e dando os 3 pontos a equipa do Pardelhas que é, sem duvida a equipa sensação até ao momento. 

Futebol Popular (AMAF): GD Penacova, 3 - SR Cepanense, 3 (Homem golo improvável)

REDAÇÃO

Equipa tem colocado o preto no branco 


No passado sábado a Sociedade de Recreio Cepanense deslocou-se a Penacova, para mais um jogo do Campeonato organizado pela AMAF. A contar para a 2.ª Jornada, num campo de reduzidas dimensões, o futebol nem sempre muito bem praticado pelas partes, não impediu que houvessem muitos golos, tendo acabado num empate 3-3.

A equipa da casa entrou a vencer, quando logo no primeiro minuto num livre estudado com um homem a aparecer isolado na cara de João Mendes. Volvidos 2 minutos, a resposta não se fez tardar. Após um livre que bateu na barreira, a bola é endossada para a ala esquerda aonde Pacheco assiste David Ribeiro (Preto), que respondeu da melhor forma ao cruzamento de Hugo Pacheco e restabeleceu a igualdade.

Após o golo do empate a Sociedade de Recreio Cepanense voltou a carga e a meio da primeira parte Daniel Rélho cobrou um livre de maneira exemplar e colocou um pouco de justiça no marcador. 

Após o segundo golo, o Cepanense continuava a praticar um futebol objetivo, e adivinhava-se o terceiro golo para o Cepanense. Após uma defesa para a frente do guardião do Penacova, a remate de Filipe Matos (Sopas), David Ribeiro (Preto) que leva 3 golos em 2 jogos, aproveitou a defesa incompleta do Keeper da casa, e bateu para o seu lado oposto. Em cima do intervalo a equipa do Penacova reduziu para 2-3 através de um canto.

Ao intervalo a vitória ajustava-se aquilo que a equipa do Cepanense tinha feito em campo, visto que teve várias oportunidades de golo.

Na segunda parte o Penacova foi mais afoito e chegou ao golo do empate, num golo que foi marcado manifestamente em posição irregular, mas de nada valeram os protestos dos muitos adeptos e dos jogadores de Cepães. 

Até ao final do jogo o Penacova remeteu se a defesa, tentando sair em contra ataque, enquanto que o Cepanense dispôs de algumas situações para passar novamente para frente do marcador. De realçar um lance já perto do final em que albano é tocado já dentro da área, mas que nem o arbitro principal, nem o arbitro assistente que estava perto do lance nada assinalaram.


Em suma foi um jogo emotivo, com duas equipas que criaram um bom espetáculo, num jogo em que o Cepanense teve manifestamente falta de sorte.

Futsal Fem. - J.O. Juventude: Portugal está na final com golos de Telma, Leninha e Martinha na vitória sobre a Bolívia (16-2)



REDAÇÃO

Medalha de Prata garantida mas a pensar no ouro 

Equipa das Quinas vai lutar pela medalha de ouro nos Jogos Olímpicos da Juventude, depois de golear a Bolívia nas meias-finais (16-2).

É caso para dizer que ninguém consegue parar Portugal. Depois de uma prestação brilhante na fase de grupos, onde somou quatro triunfos em outros tantos jogos, a Seleção Nacional feminina de futsal sub-19 ultrapassou a Bolívia nas meias-finais, apesar de ter iniciado o jogo a perder.

Com uma exibição competente, organizada, inteligente e de compromisso, as comandadas de Luís Conceição operaram de imediato a reviravolta no marcador e ainda garantiram uma goleada vistosa, que as deixa em condições de lutar pela medalha de ouro nos Jogos Olímpicos da Juventude, já na próxima quarta-feira, diante do vencedor do jogo que vai opor, dentro de momentos, a Espanha ao Japão.

Além de cinco triunfos consecutivos na competição que decorre em Buenos Aires, a armada lusa creditou esta segunda-feira mais 16 golos ao seu impressionante pecúlio olímpico. Chegará por isso à primeira final da sua história com 53 golos marcados em cinco encontros disputados, o que perfaz uma média superior a dez golos por jogo.

Marcaram na goleada portuguesa Fifó (6 golos), Marta Teixeira (3), a capitã Telma Pereira (2), Carolina Rocha (2) Beatriz Sanheiro (2) e Helena Nunes (1).

Em atualização.

Ficha de jogo:

Pavilhão Tecnopolis, Buenos Aires
Jogos Olímpicos da Juventude
Meias-finais
Portugal 16 - 2 Bolívia (6-1 ao intervalo)

Árbitros: Roberto Sanchez, Al Bahhar, Mohamed Hassan.

Portugal: Marta Costa, Helena Nunes, Carolina Rocha, Fifó, Telma Pereira - Cap.
Suplentes utilizadas: Jéssica Martins, Beatriz Silva, Beatriz Sanheiro, Carina Luís, Marta Teixeira
Treinador: Luís Conceição
Golos: 1-1 Fifó (5'); 2-1 Fifó (9'); 3-1 Carolina Rocha (14'); 4-1 Telma Pereira (17'), 5-1 Telma Pereira (17'); 6-1 Helena Nunes (18'); 7-1 Beatriz Sanheiro (23'); 8-1 Marta Teixeira (28'), 9-2 Marta Teixeira (29'); 10-2 Fifó (33'); 11-2 Marta Teixeira (34'); 12-2 Carolina Rocha (35'); 13-2 Fifó (38'); 14-2 Beatriz Sanheiro (39'); 15-2 Fifó (39'); 16-2 Fifó (40')
Disciplina: 

Bolívia: Eunice Rojas, Karyme Fernandez, Michelle Pacheco, Aide Mendiola, Cristina Galvez - Cap. 
Suplentes utilizadas: Seleme, Montecinos, Fabiana Alvarez, Andrea Pena, Romero Vasquez.
Treinador: Ronal Pacheco
Golos: 0-1 Cristina Galvez (3'); 8-2 Fabiana Alvarez (29')
Disciplina: 

AD Rumo Futuro/CS Fafe: Resultados de Futsal formação


domingo, 14 de outubro de 2018

Juniores - Div. Honra AF Braga: Vilaverdense FC, 2 - OFC Antime, 0 (Foi ingrato)

REDAÇÃO

Grande jogo operário com mau resultado 

Os juniores do OFC Antime foram a Vila Verde fazer o melhor jogo da temporada, num grande grande desempenho que terminou com uma mau resultado fruto da ineficácia operária. 

O Antime sofreu o golo aos 7' e aos 25' Hugo em cima da da linha de golo rematou por cima quando podia ter feito o empate.

Aos 30' o jogador do Vilaverdense cortou uma jogada com o braço dentro de área em que o árbitro mandou seguir, cometendo um grande erro .

O Antime teve aos 40' uma grande jogada de Duarte pela direita que entrou na área, cruzou para a zona de penálti onde não apareceu ninguém para marcar.

Na segunda parte, aos 65', Pedrinho cruzou para a área onde apareceu Lousada sozinho sem nenhum opositor a cabecear para fora. Aos  70' a bola foi metida na área do Vilaverdense onde apareceram três jogadores do Antime para fazer golo mas ninguém conseguiu rematar. 

Aos 90' minutos Jony isolado na cara do guarda redes rematou com a bola a sair rente o poste.

Aos 93' a defesa do Antime parou a dizer que a bola tinha saído com o árbitro a mandar segui e a sofrer o segundo golo para de imediato terminar a partida.

OFC ANTIME: Pedro Durão; Luisinho, Rocha, Duarte, Soares, Silva (c), Lousada, Batista, Henrique, Hugo e  Alex Solano. Jogaram ainda Tomé, Pedrinho e Jony. Treinador Pedro Ismael.

Juvenis - Div. Honra AF Braga: AD Fafe, 4 - GD Prado, 2 (Hat-trick de Jota)

Texto: Tiago João Lopes 

Zé Carlos está em quase todas 

Os juvenis da AD Fafe receberam a formação congénere do GD Prado tendo registado mais uma vitória por 4-2, com Jota a ser o homem do jogo ao assinar um hat-trick. 

Foi a equipa do Concelho de Vila Verde a primeira a mexer no jogo. Livre indireto que após um primeiro permitiu a um pradense inaugurar o marcador

O Fafe reagiu rápido e num passe de rotura de Zé Carlos, que está em quase todas as situações de ataque, para Jota este com grande habilidade tirou o guarda redes adversário da frente e repôs a igualdade, naquela que foi uma boa resposta dos fafenses.

O Prado insistiu e Dani exibiu-se com uma grande defesa apertada junto ao seu poste esquerdo.

Mais uma recuperação de Zé Carlos à entrada da área, que depois deixou para Jota que de chapéu bisou na partida de forma artística.

Uma substituição na equipa do Prado criou mais vitalidade aos forasteiros que conseguiu boas jogadas consecutivas tendo chegado à igualdade a dois num lance em que o extremo apareceu sem marcação ao segundo poste e empatou de cabeça

Nos minutos inicias da segunda parte o Fafe chegou ao 3-2. Pedro acabado de entrar bailou e assistiu Zé Carlos ao segundo poste.

A equipa fafense ainda chegou ao 4-2, numa iniciativa de Mota pela direita a assistir Jota para o consequentemente hat-trick.

Um jogo mais adormecido na segunda parte proporcionou menos oportunidades a ambas as constituições.

Ainda houve tempo para Dani encher a baliza com uma enorme defesa e evitar a mudança no marcador.

Pró-Nacional AF Braga: Santa Maria FC, 1 - Arões SC, 1 (Sexto jogo a somar)

Texto: João Carlos Lopes 

Aronenses estiveram na frente 

O Arões SC registou o sexto golo sem perder ao empatar em Barcelos, no terreno do Santa Maria FC a uma bola. 

A equipa de Rui Novais foi a primeira a marcar na partida através de Gil quando estavam decorridos 25 minutos de jogo. Porém a formação galega logrou o empate sobre a hora para o descanso. 

Na segunda parte ambas as equipas tentaram desfazer a igualdade mas o resultado não sofreu mais nenhuma alteração. 

Nesta partida em Santa Maria o Arões queixa-se de "muito má arbitragem que não deixou a sua equipa jogar. Mostrou 6 amarelos aos aronenses e expulsou o Marcos sem razão. Acabou o jogo com o Korta isolado a sofrer falta que o árbitro não marcou. Tivemos várias oportunidades de golo e lutámos muito mas estava sempre a marcar faltas e foras de jogo inexistentes. Foi uma arbitragem muito fraca."

O Arões SC tem agora 12 pontos e uma partida a menos em relação à maioria dos adversários pois está em atraso a partida da 3.ª jornada em casa frente ao Vieira SC. 


Campeonato de Portugal: Todos os números da 8.ª Jornada




Bilhar : Resultados da Liga de Pool ABV (Fafe) - 3.ª Jornada


Resultados da 3.ª jornada da Liga de Pool ABV (Fafe) 

Os destaques da jornada vão para o Café Sueco que venceu 4-1 e conquistou o 1.º lugar e para o Bar da Estaçao "Cepães"  que ao vencer os Restauradores da Granja também por 4-1 salta para o 2.º lugar.

Campeonato Portugal: AD Fafe, 1 - Vilaverdense FC, 0 (Resultado escasso)

Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR 

Inspiração de Landinho 

Um golo de inspiração de Landinho apontado aos 14', num remate colocado de fora da área, foi o suficiente para a AD Fafe arrecadar os três pontos diante o Vilaverdense FC, numa partida em que o Fafe esteve sempre por cima mas em que o resultado peca por escasso. 

Na primeira parte o Fafe fez vários cruzamentos para a área que não foram aproveitados e ainda teve a possibilidade de chegar ao 2-0 num remate do brasileiro Marcelo que saiu ao poste. 

Na segunda parte a qualidade do jogo fafense foi inferior ao da primeira perante um Vilaverdense que praticamente não incomodou o guardião fafense. 

O Fafe dispôs de mais três grandes situações para marcar através de Joel num remate que obrigou o guardião forasteiro a fazer uma grande defesa. Depois Tiago Nogueira, o melhor jogador em campo, viu o guardião adversário chegar primeiro a uma bola dividida e por fim e já em tempo de compensação foi Ângelo Oliveira servido por Tiago André a desperdiçar a oportunidade de ampliar o marcador. 

1.ª Div. AF Braga: GD Silvares, 5 - GD Cavez, 2 (Bis de Diogo)

Texto e foto (arquivo): João Carlos Lopes 

Líderes incontestados 

O GD Silvares alcançou a terceira vitória possível em outros tantos jogos ao receber e bater o GD Cavez por 5-2, numa partida que teve uma primeira parte mais equilibrada mas que os de S. Martinho desequilibraram na segunda mas só depois de terem estado empatados a dois. 

O Silvares inaugurou o marcador por Jorginho após cruzamento de Samú, nas a equipa de Basto haveria de chegar ao empate antes do intervalo. 

Na segunda parte Samú colocou os silvarenses novamente na frente, após um canto, mas a equipa do Cavez igualou novamente na sequência de um livre com cabeceamento ao segundo poste. O 3-2 foi assinado por Coelho, jogador que cruzou para o 4-2 de Diogo que bisou ao fazer também o 5-2.

Com mais este triunfo a equipa orientada por Ismael Sousa segue na frente com nove pontos. 

Andebol 1: AC Fafe, 23 - ABC/UMINHO, 26 (Focados)

Texto e foto (arquivo): João Carlos Lopes 

Mau início da 2.ª parte ditou o desfecho

O AC Fafe recebeu o ABC/UMINHO em jogo da 7.ª jornada do Campeonato de Andebol 1 tendo obrigado a equipa bracarense  trabalho redobrado para levar de vencida a equipa fafense por 23-26. Um mau início de segunda parte acabou por ditar o desfecho. 

A primeira parte foi sempre muito equilibrada e a três minutos de atingir os 30 estava empatada a 12 golos o que é sintomático da réplica que a equipa treinada por Viktor Tchikoulaev estava a dar a uma das melhores equipas de sempre do andebol nacional. 

O intervalo foi atingido com vantagem para os os bracarenses de 12-14. 

No início da segunda parte o ABC conseguiu chegar a uma vantagem de cinco golos em três minutos (13-18) e o ACF foi tentando encurtar a distância chegando aos 17-20 aos 45 minutos e aos 19-21 aos 51'. Contudo, mais experiente, os bracarenses conseguiram gerir o resultado até final terminando com vantagem de 23-26. 

Juniores - Div. Honra AF Braga: Águias de Alvélos, 1 - AD Fafe, 4 (Determinados)

Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR

Excelente segunda parte 

Os juniores da AD Fafe deslocaram-se a Barcelos para defrontar a ARC Águias de Alvélos de onde saíram com uma vitória por 4-1, fruto de uma excelente segunda parte em que podia ter marcado mais golos.

A equipa orientada por Luís Fernandes chegou ao intervalo com uma igualdade sem golos mas por culpa própria pois dispôs de uma grande penalidade logo aos dois minutos de jogo que Luís Duarte desperdiçou. Contudo, apesar do Fafe ter estado sempre por cima do jogo dispôs de poucas oportunidades para marcar.

Na segunda metade a equipa fafense revelou-se compacta e segura e acabou por obter uma vitória robusta, com o contributo de jogadores mais experientes como Carlos Daniel, Cardoso e Vítor. 

Vítor inaugurou o marcador aos 54', Luís Duarte elevou para 2-0 aos 64', Carlos Daniel para 3-0 aos 75' e Chico para 4-0 aos 77'. Os barcelenses reduziram para 4-1 aos 89' de grande penalidade.   

1.ª Div. AF Braga: GCD Regadas, 0 - GCRD Aldão/Cano, 0 (Dois pontos perdidos)

Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR

Faltaram apenas os golos

O GCD Regadas recebeu a nova equipa dos distritais Aldão/Cano em jogo da terceira jornada do Campeonato Distrital da 1.ª Divisão tendo ficado o marcador em branco no sintético das Novas Cerdeirinhas. 

Foi um jogo em que as defesas se superiorizaram aos ataques e onde os atacantes não tiverem inspiração suficiente para debelar quem defendia, com a equipa da casa a perder, naturalmente dois pontos neste desafio mais por o mesmo ter sido efectuado em casa. 

  

1.ª Div. AF Braga: AN Tabuadelo, 5 - GD Vasco da Gama, 0 (Resultado exagerado)

Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR

Autogolo destruiu a moral aos fafenses

O GD Vasco da Gama foi a Guimarães sofrer pesada derrota com o Águias Negras de Tabuadelo por 5-0, num resultado exagerado para aquilo que se passou nas quatro linhas.  

Na primeira parte a equipa treinada por Tiago Silva deu muita luta aos locais e foi para o descanso a perder por 1-0 com um golo marcado aos 20'.

Na segunda um autogolo sofrido aos 60 minutos deu a margem de manobra que o Tabuadelo necessitava. O 3-0 surgiu aos 75' e foi já perto do final que a equipa fafense sofreu mais dois golos.

sábado, 13 de outubro de 2018

Futsal Fem. - 1.ª Div. Nac: Nun'Álvares/IESFafe, 2 - CD Ourentã, 1 (Segunda seguida)

Texto: João Carlos Lopes / Foto (arquivo): RJC

Muita vontade de vencer 

As seniores do Grupo Nun'Álvares/IESFafe derrotaram o CD Ourentã, equipa que viajou de Cantanhede por 2-1, em jogo da 2.ª jornada do Campeonato Nacional de Futsal Feminino, em que a equipa Condestável soma por vitórias as duas partidas realizadas. 

A formação orientada por Manuel Almeida encontrou uma equipa aguerrida pela frente com processos similares ao das Condestáveis o que originou que o descanso chegasse sem que o marcador funcionasse. 

Na segunda parte o Nun'Álvares marcou cedo, aos 3' através de Cindy mas não tardou muito para a equipa da zona centro do país chegar à igualdade. 

Foi a sete minutos do final do encontro que Verónica desfez o nó dando nova vantagem que a equipa nunalvarista soube guardar até final. 

As Condestáveis voltaram a jogar sem as quatro internacionais (Telma, leninha, Martinha e Carina)  que estão a representar condignamente Portugal nos Jogos Olímpicos da Juventude, em Buenos Aires Argentina.   

Futsal Fem. - J.O. Juventude: Portugal derrotou Japão por 2-0 com um golo de Telma

REDAÇÃO

Garantido o primeiro lugar no grupo 

A Equipa das Quinas superou Japão na última jornada do Grupo D, com golos de Beatriz Sanheiro e Telma Pereira. A Seleção Nacional feminina de futsal sub-19 somou a sua quarta vitória consecutiva nos Jogos Olímpicos da Juventude, ao bater a congénere do Japão por 2-0. Com este resultado,  as comandadas de Luís Conceição garantem o primeiro lugar do Grupo D do torneio de futsal feminino, com 12 pontos.

Beatriz Sanheiro, na primeira parte, e a capitã Telma Pereira apontaram os golos do triunfo da armada lusa, que correu e atacou mais do que o adversário, sobretudo na segunda parte.

A Equipa das Quinas irá cruzar-se nas meias-finais com a Bolívia, segunda classificada do Grupo C. O jogo está marcado para segunda-feira. Já o Japão, também qualificado para as meias-finais, encontrará a Espanha.

Luís Conceição em discurso direto:

"Já prevíamos muitas dificuldades. O Japão é uma seleção bastante organizada, com conhecimento do jogo e uma noção clara do que a nossa equipa poderia fazer. Conseguimos fazer, ainda assim, um bom jogo, com muita posse de bola e um grande caudal ofensivo. E não demos espaço às japonesas para evoluírem nas transições, um dos pontos fortes delas."

"Além de assegurarmos oo desejado primeiro lugar, voltámos a não sofrer golos e ainda saimos daqui com a folha disciplina limpa, o que nos deixa mais confortáveis para as meias-finais. Agora. vamos recuperar as jogadoras para nos apresentarmos ao melhor nível nesse jogo [frente à Bolívia]". 

Ficha de jogo:

Pavilhão CeNARD Hall, Buenos Aires
Jogos Olímpicos da Juventude
Grupo D - 4.ª jornada
Portugal 2 - 0 Japão (1-0 ao intervalo)

Árbitros: Bill Vilalba, Diego Molina, Roberto Sanchez

Portugal: Marta Costa, Carina Luís, Beatriz Sanheiro, Fifó, Telma Pereira - Cap.
Suplentes utilizadas: Jéssica Martins, Beatriz Silva, Helena Nunes, Carolina Rocha, Marta Teixeira
Treinador: Luís Conceição
Golos: 1-0 Beatriz Sanheiro (6'); 2-0 Telma Pereira (22')
Disciplina: nada a assinalar

Japão: Dominicana: Pia, Ivanna Mora, Karla Muniz, Alondra -  Cap., Dayari Santos. 
Suplentes utilizadas: Kobayashi, Sara Oino, Ichika Arai, Mai Miyamoto, Mirano Abe.
Treinador: Kenichiro Kogure
Golos: nada a assinalar
Disciplina: nada a assinalar

Futebol Popular (AMAF): Agupamento Sta Cristina, 0 - UFC Sousa, 0 (Justo)

REDAÇÃO

Empenho das duas equipas anulou ataques

O Agrupamento de Santa Cristina recebeu o bicampeão UFC Sousa tendo a contenda realizada no planalto de Santa Cristina terminado com um empate a zero. Resultado justo face ao que se passou em campo e para as duas equipes que se respeitarão  muito.  

Uma primeira parte muito dividida com  ambas as equipes a trabalhar muito no meio campo com poucas oportunidades de golo. 

Na segunda parte houve mais do mesmo, ambas as equipes a entrar bem novamente e a lutar pelos três pontos, mas o resultado não viria a mudar derivado do empenho das duas formações. 


Futebol Popular (AMAF): GD Pardelhas, 1 - GD Os Amigos Quinchães, 3 (Experiência)

REDAÇÃO / FOTO (arquivo): JCL

Castro lançou bem a vitória 

No jogo que marcou o regresso do GD Pardelhas à competição, a equipa da cidade de Fafe perdeu na recepção ao GD Os Amigos de Quinchães por 3-1. 

Os Amigos chegaram à vantagem após lançamento de Castro, com Xavi a finalizar. O 2 -0 viria a surgir em mais um lançamento de Castro com um defesa do Pardelhas a introduzir a bola na própria baliza.

O Pardelhas não baixou os braços e Pincha através de um livre exemplarmente marcado reduziu para para 1-2, resultado que se manteve até ao intervalo.

Segunda parte o ritmo de jogo foi baixando, e seriam os Amigos a ampliar a vantagem através de Bento. 

Os Amigos mantêm a senda vitoriosa duas vitórias em dois jogos, 9 golos marcados e 2 sofridos. O Pardelhas está de parabéns pelo regresso e à competição, com uma boa equipa que pode lutar pelos 3 pontos jogo a jogo. Uma palavra de apreço aos adeptos das duas equipas que se fizeram representar em bom número.

Futsal - 2.ª Div. Nac.: Nun'Álvares/IESFafe, 5 - AD Fafe, 1 ( On fire)

Texto e fotos: João Carlos Lopes 

Condestáveis começaram mal mas deram a volta

Num jogo que levou muitos adeptos de futsal ao pavilhão do Grupo Nun'Álvares/IESFafe, os Condestáveis venceu o dérbi concelhio frente à equipa da AD Fafe por 5-1, numa vitória justa mas por números exagerados. 

Entrou bem melhor a equipa do Fafe mais desinibida e a dar ideias de querer resolver o jogo depressa tendo alcançado a vantagem ao quinto minuto de jogo, com Mica a aproveitar um contra-ataque para bater Rafael. 

O golo fafense despertou a equipa do GNA/IESF que aos poucos foi tomando conta do jogo mas na ânsia de chegar ao empate podia ter sofrido o segundo de contra-ataque. 

Com 11' decorridos os Condestáveis estiveram perto de marcar por Luís Paulo mas Gigio substituiu o guarda-redes e evitou o golo. Os da casa insistiam por Rafa que após ultrapassar dois adversários viu Teixeira a evitar o golo. 

O Fafe jogava com um bloco baixo fechando todos os caminhos da baliza e a quatro minutos do intervalo teve novo contra-ataque que terminou sem eficácia. Logo de seguida, novo contra-golpe com Mica a tentar servir um companheiro que não chegou. 

A faltar 3.34' para o descanso os Condestáveis igualaram numa jogada em que a bola é metida na ala e chega à boca da baliza onde Paulo Khan encostou no meio da confusão.

Na segunda parte ainda não tinha decorridos 5' quando o GNA/IESF chegou à vantagem por Rafa que após ultrapassar na linha um adversário a meio campo ficou isolado na cara de Teixeira e rematou na diagonal para o 2-1. Volvidos três minutos, Teixeira negou o golo a Luís Paulo. Pouco depois foi Rafael a negar o golo a Laureta. 

Fruto da pressão alta que estava a exercer decorridos 11' a bola foi metida por Rafa em Guedes e este com um toque subtil de calcanhar desviou de Teixeira, para fazer o golo da tarde. 

Com este golo o Fafe abanou psicologicamente e foi já em desespero de causa com a equipa a jogar em 5x4 nos últimos minutos que o GNA/IESF ampliou a vantagem para 4-1 por Maia após recuperação de bola de Tiago Nogueira e o 6-1 pelo mesmo jogador após bola recuperada por Rafa.

1.ª Div. AF Braga: GCDR Fareja, 2 - FC Gandarela, 1 (No trilho certo)


Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR


Duas apitadelas e mais três pontos  

O GDCR Fareja recebeu e venceu o FC Gandarela por 2-1 em jogo da 3.ª jornada da 1.ª Divisão da AF Braga, numa vitória justa mas com um sofrimento que era de evitar.

A equipa dos ferroviários teve uma  primeira parte de bom futebol com três boas oportunidades de golo, o qual viria a alcançar aos 37' de grande penalidade, convertida pelo veterano e capitão André Maia.

Na segunda parte a equipa de Stephane Varela entrou forte e podia ter aumentado a diferença no  marcador mas não o fez e, na sequência de uma bola parada, sofreu o empate.

No minuto seguinte após ter sofrido o Fareja teve a felicidade de chegar novamente à vantagem por intermédio de Zé Pinto.

Aos 83' a equipa do Fareja ficou a reclamar uma grande penalidade a seu favor que não foi assinalada 

Futsal: Equipa do Nun'Álvares/IESFafe no jogo contra a AD Fafe


Futsal: Equipa da AD Fafe no jogo contra o Nun'Álvares/IESFafe


Div. Honra AF Braga: GDRC Sandinenses, 2 - ACD Pica, 2 (Pontinho)

Texto e foto (arquivo): João Carlos Lopes

Duas vezes em desvantagem 

A ACD Pica deslocou-se ao recinto do Sandinenses onde empatou a duas bolas em jogo da terceira jornada da Divisão de Honra da AF Braga.   

A equipa vimaranenses marcou primeiro aos 43, a Pica empatou sob o apito para o intervalo através de Renan de grande penalidade. 

Na segunda parte a equipa que joga no Campo D. Maria Teresa voltou a colocar-se em vantagem aos 65' e a Pica igualou novamente aos 70' por Tiago.